Consórcio de serviços: saiba tudo sobre a modalidade

Consórcio de serviços: saiba tudo sobre a modalidade

Você já ouviu falar na categoria de consórcio de serviços? Com ele, você pode investir em experiências diferentes, contando com toda a tradição de uma das modalidades mais procuradas para quem quer investir em bens de alto valor.

Se você quer planejar as suas próximas férias, preparar o intercâmbio ou até mesmo pensar na festa de aniversário dos seus filhos, pode contar com toda a mecânica do consórcio para realizar não apenas os seus, mas os sonhos de toda a sua família.

A seguir, vamos explicar tudo sobre consórcio de serviços: como surgiu, de que forma você pode ter acesso à carta de crédito e dicas de como se planejar para pagar as mensalidades.

Um pouco da história do consórcio

O consórcio é uma modalidade de compra de bens de alto valor que foi criada e amadurecida dentro do Brasil.

Tudo começou nos anos 1960, quando um grupo de pessoas do Banco do Brasil se juntaram e criaram um grupo, com um fundo comum, para possibilitar a compra de um automóvel. Naquela época, o país vivia o crescimento do mercado de automóveis, que impulsionou a indústria como um todo. Como o Brasil vivia um difícil momento de acesso ao crédito, o consórcio passou a ser percebido como uma possibilidade vantajosa de compra para quem não tinha um alto valor em mãos.

Logo, o que começou como um grupo de amigos tornou-se um negócio que atraiu diversas concessionárias e se espalhou pelo país. Sem a necessidade de pagar entrada e ajustando o valor das parcelas, os brasileiros puderam realizar o sonho de comprar o primeiro automóvel sem comprometer demais o orçamento mensal.

Por isso que, ainda hoje, muitas pessoas pensam em consórcio ao considerar a compra de um carro. Como o modelo deu certo, não demorou para que os brasileiros pudessem adquirir outros itens com o consórcio: eletrodomésticos, o conhecido videocassete, moto, enfim, diversos bens de alto valor.

Desde o início, o consórcio funcionava como um sistema subordinado ao Ministério da Fazenda. Em 1991, com a edição da Lei nº 8.177, o Banco Central do Brasil (Bacen) passou a fiscalizar e regulamentar todo o setor de consórcio. Com a ajuda da Associação Brasileira de Administradoras de Consórcio (ABAC), esta mudança trouxe maior estabilidade e segurança jurídicas às administradoras de consórcio e também aos consorciados.

“Com isso, o consórcio se tornou uma modalidade de acesso ao crédito ainda mais consolidada, segura e de grande importância para a realização dos sonhos dos brasileiros e para a economia do país”, diz o comunicado da ABAC sobre a mudança.

A partir dessa mudança, as empresas de consórcio tiveram mais segurança também para ampliar seu portfólio. Pouco tempo depois, as administradoras começaram a trabalhar com o consórcio de imóveis. Dessa forma, os brasileiros não ficavam dependentes do financiamento para a compra da casa própria.

Com mensalidades em até 30 meses, sem a necessidade de pagar entrada ou juros, como acontece no financiamento, milhões de brasileiros deram início a um consórcio para a realização de um grande sonho.

Dessa forma, ficou mais fácil dar início à construção do lar da forma que o consorciado deseja: pode ser com a compra de um terreno, de uma casa própria, um apartamento na planta ou já decorado, enfim, fica a critério do próprio consorciado utilizar a carta de crédito como desejar.

Essa flexibilidade permitiu que o consórcio se desenvolvesse e acompanhasse as necessidades dos brasileiros. Começou facilitando a compra de veículos, passando por motos, eletrodomésticos, até possibilitar a compra de uma casa, algo difícil para a maioria das pessoas. E não parou por aí. Alguns anos depois, as administradoras passaram a ofertar outra modalidade: a de serviços.

Isso representou uma grande mudança no sistema de consórcios. Antes, as pessoas buscavam pela modalidade para a compra de um bem físico de alto valor, que inclui até mesmo a possibilidade de comprar maquinários agrícolas ou frotas de caminhões. Com o consórcio de serviços, temos uma carta de crédito que atende às expectativas de gerar uma experiência positiva.

O consórcio de serviços pode ser utilizado de diversas formas. A seguir, vamos explicar toda sua mecânica de funcionamento, os serviços que podem ser adquiridos com a carta de crédito, funcionamento da cota, além de todas as regras de contemplação. Confira.

O que é e como funciona o consórcio de serviços

As mudanças na lei do consórcio foram essenciais para que a categoria pudesse atualizar seu portfólio e passar a oferecer serviços.

A principal diferença é que o consorciado não tem mais um bem físico como finalidade. Ao optar por serviço, por exemplo, ele pode contar com uma variedade de facilidades, que podem ajudar no desenvolvimento da carreira, investimento na autoestima, ter múltiplas possibilidades de lazer, enfim, aproveitar melhor as oportunidades da vida.

Embora a categoria seja muito recente, principalmente quando se compara com as possibilidades de compra de automóveis e imóveis, o consórcio de serviços tem sido cada vez mais adotado pelos brasileiros.

Para se ter uma ideia, mesmo na pandemia, momento em que muitos brasileiros começaram a investir em consórcio por ser uma possibilidade de compra em que não é preciso dar entrada e descapitalizar, o consórcio de serviços foi a categoria que apresentou o maior percentual de crescimento ao ano.

Das 2,7 milhões de adesões de consórcio ao longo de 2020, cerca de 95 mil cotas foram apenas para consórcio de serviços, segundo dados da ABAC (Associação Brasileira de Administradoras de Consórcio). Esta quantidade representa um valor de 48% de crescimento quando comparado a 2019, um aumento bem expressivo.

Ao longo de 2021, a demanda por consórcio de serviços deve aumentar, levando em consideração que as pessoas aguardam ansiosamente pelo momento de finalmente sair de casa e realizar atividades de lazer, como viajar, passear, conhecer novos lugares, ou até mesmo investir no desenvolvimento profissional com intercâmbio. E olha que essas são apenas algumas das possibilidades do consórcio de serviços. Vamos explicar o que você pode comprar usando a carta de crédito para essa modalidade.

O que posso comprar com consórcio de serviços

Diferentemente das modalidades de automóveis e imóveis, que permitem investir em cartas entre 40 e 180 mensalidades, o consórcio de serviços permite pagar por uma carta de crédito em até 30 meses. Isso porque sua carta de crédito vai de R$ 15 mil a R$ 30 mil.

Tudo bem mas… O que posso fazer com o valor desta carta? Confira a seguir as possibilidades do consórcio de serviços.

Consórcio de viagem

Para onde você quer ir quando a pandemia acabar? Neste momento, muitos devem se fazer essa pergunta depois de muito tempo trabalhando em home office ou tendo que se virar de forma diferente por conta das adversidades que surgiram.

Muitos especialistas apostam que o setor de turismo deve voltar com tudo quando a maioria das pessoas estiverem vacinadas da covid-19. Com o consórcio de serviços você já pode antecipar aquela grande vontade de viajar e investir em uma carta de crédito para uma viagem.

O valor da carta possibilita a compra de um bom pacote de viagens, para você e para a sua família. Já vá pensando no roteiro enquanto paga as mensalidades do consórcio.

Você pode fechar pacotes de viagem que incluem hospedagens, passagens, passeios, enfim, uma gama de serviços para que tenha uma experiência inesquecível. Com planejamento, você pode se preparar de outras formas para a grande viagem - quem sabe montando uma boa reserva de emergência, para não ser surpreendido com imprevistos.

Veja algumas opções para consórcio de viagem:

   • Comprar um pacote de viagem para uma ou mais pessoas;

   • Organizar um mochilão para algum continente, com despesas de hospedagem;

   • Organizar as férias com toda a família fazendo um tour pelas cidades brasileiras ou até mesmo para lugares fora do país.

Consórcio de estudos

Como assim é possível estudar com o consórcio?

Imagine a seguinte situação: você tem um filho que já é adolescente e começa a se preocupar com o valor da faculdade, que deve vir nos próximos anos. Neste caso, com o consórcio de serviços, você pode começar desde já a investir no futuro dele. A carta de crédito possibilita a quitação total ou parcial da faculdade que ele deseja fazer.

Aliás, o consórcio de estudos não vale apenas para a faculdade. Você pode usar o dinheiro da carta de crédito para pagar por um cursinho - caso queira tentar alguma universidade mais exigente com o vestibular - ou até mesmo para ajudar com o colégio particular.

Outra possibilidade é usar a carta de crédito para pagar por um curso de idiomas. Se você já é graduado, e quer se preparar para o momento em que irá fazer um curso de extensão importante, ou até mesmo uma pós-graduação ou MBA, também pode usar os benefícios do consórcio para essa finalidade.

Em resumo, você pode:

   • Organizar desde já o orçamento para a graduação dos seus filhos;

   • Organizar desde já a sua própria graduação;

   • Investir em um curso de idiomas, para você ou para seus filhos;

   • Realizar um intercâmbio em uma universidade, a fim de melhorar seu currículo;

   • Fazer a tão sonhada pós-graduação ou MBA na sua área de trabalho (e já ir se preparando para a promoção).

Consórcio de cirurgias

Quando falamos de investir na autoestima, estávamos falando de usar o consórcio de serviços para cirurgia.

É possível fazer cirurgias estéticas de diferentes tipos: cirurgia plástica, cirurgias de correção ou até mesmo fazer implantes.

Antes de prosseguir com as cirurgias, a primeira coisa a se fazer é verificar se a clínica ou o médico responsável possui registros no  Conselho Regional de Medicina (CRM), além do título de especialista em cirurgia plástica exigido pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBPC).

Converse com o especialista antes de realizar o procedimento - até mesmo para entender como você pode efetuar o pagamento por meio do consórcio.

É possível realizar diversos procedimentos com o consórcio de cirurgias, incluindo:

   • Lipoaspiração: para remoção de áreas específicas do corpo com o objetivo de tirar o excesso de gordura.

   • Rinoplastia: a famosa ‘cirurgia do nariz’ é muito procurada por quem quer corrigir desvio de septo ou até mesmo por questões estéticas.

   • Abdominoplastia: para quem quer diminuir cintura e comprimir a musculatura abdominal.

   • Otoplastia: para quem quer corrigir as orelhas.

   • Transplante capilar: para quem tem problemas com calvície.

Consórcio de reforma

Você sabia que o consórcio de reformas é líder de procura pelas pessoas que investem em consórcio de serviços?

De acordo com a ABAC, 7 em cada 10 consorciados contemplados no consórcio de serviços utilizaram seus créditos para a realização de pequenas reformas. No período de pandemia, muitas pessoas procuraram essa possibilidade para dar uma boa repaginada no lar, seja para deixá-lo mais confortável para o home office ou até mesmo para ampliar algum cômodo.

Com o consórcio de reforma, é possível mudar toda a decoração do seu lar - ou até mesmo organizar a primeira decoração, caso você esteja comprando um imóvel novo.

A carta de crédito pode ser utilizada para pagar pelos serviços de um engenheiro ou arquiteto, além da compra de todos os materiais necessários para a execução da reforma. Dessa forma, é possível:

   • Decorar a casa completa na parte de pintura e acabamento

   • Ampliar algum cômodo de casa, como a garagem ou algum quarto, por exemplo

   • Criar um espaço novo na casa, como a tão sonhada churrasqueira ou o escritório para facilitar seus dias de home office

   • Montar uma piscina no quintal ou em algum espaço da casa

   • Ajardinar o quintal

São tantas possibilidades, que fica até fácil entender por que tantas pessoas utilizam a carta de serviços para essa finalidade.

Consórcio de festas

E, já que estamos falando de boas experiências com os amigos e familiares, por que não falar também de festa?

Com o consórcio de serviços, você pode organizar desde já a festa de primeiro aniversário do filho recém-chegado ou até mesmo a desejada festa de debutante da filha que está perto de completar 15 anos.

Se você quiser preparar o seu casamento e contar com o consórcio para isso, também pode! A carta de crédito pode ser utilizada para pagar por alguns dos principais serviços, como fotografia, buffet, dia da noiva e até mesmo lua de mel.

Mas, caso tenha uma data em mente, se prepare para fazer a oferta de lance com alguma antecedência. Assim, você consegue se preparar melhor para ter acesso à carta quando realmente precisar.

Para que você entenda melhor como pode se organizar para usar a sua carta de crédito de consórcio de serviços, explicaremos as regras gerais do consórcio e, em seguida, traremos algumas dicas importantes.

Regras gerais do consórcio

O consórcio é uma modalidade de compra de bens de alto valor de forma planejada. Ele funciona como uma poupança direcionada a um objetivo em específico. Você não sai com o bem ou o serviço no momento em que fecha o contrato: precisa se comprometer com as mensalidades e participar dos sorteios mensais para a contemplação.

Assim como acontece quando você fecha um contrato para a compra de um carro ou um imóvel, com o consórcio de serviços você investe em uma carta de crédito para adquirir viagens, estudos, cirurgias, reformas e até mesmo festas.

Para dar início a um consórcio de serviços, a mecânica é bem simples. Antes de tudo, é preciso entrar no simulador de consórcio, para identificar o valor da carta de crédito em que deseja investir e definir a quantidade de mensalidades.

O simulador é um mecanismo bem dinâmico: assim que você ajusta a carta e a quantidade de parcelas de acordo com o que você precisa, você já tem o retorno de quanto ficaria a parcela, com acréscimo da taxa de administração, que serve para remunerar a empresa de consórcio pela organização dos grupos, realização dos sorteios e entrega da carta de crédito, e o fundo de reserva, para garantir a saúde financeira dos grupos.

Apesar das taxas, a soma de todos esses valores é bem inferior aos juros, praticado por outras modalidades de compra.

Ao selecionar o valor das mensalidades, é importante ficar atento a algumas regras. As administradoras não permitem que o valor da parcela seja superior a 30% dos seus rendimentos mensais, para evitar qualquer tipo de inadimplência. Afinal, o consórcio é uma modalidade de investimento que deve ser usada a seu favor.

Pelo consórcio de serviços, você pode selecionar cartas entre R$ 15 mil e R$ 30 mil, que podem ser divididas entre 20 e 40 mensalidades. Caso o valor seja insuficiente para o que você deseja, sem problemas: você pode contratar mais de uma cota de consórcio e combinar da forma que deseja. Caso queira R$ 50 mil para algum tipo de serviço, por exemplo, pode investir em duas cotas de R$ 25 mil cada.

Depois da simulação, um especialista de consórcio entra em contato para tirar todas as dúvidas sobre a modalidade e enviar o contrato de adesão. Caso tenha interesse em adquirir mais de uma cota desde já, converse com o especialista. Aliás, leia o contrato com atenção para entender todos os seus direitos e deveres enquanto consorciado.

A partir do momento que você entra em um consórcio, a administradora tem até 90 dias para colocá-lo em um grupo, que é composto por outros consorciados. Todos os meses são realizados os sorteios mensais nas assembleias. Para participar, é preciso estar com o pagamento do consórcio em dia.

Como posso ser contemplado com consórcio de serviços?

Assim como acontece com outras modalidades, no consórcio de serviços você pode ser contemplado tanto por sorteio, como por lance.

Nenhuma administradora pode garantir quando você será contemplado - isso pode acontecer do primeiro ao último mês de pagamento da sua cota.

Para garantir isonomia em todo o processo, a administradora se baseia na numeração da Lotérica Federal para os sorteios.

Caso queira ser contemplado de forma antecipada, você pode tentar o lance. O lance é um valor a mais que você oferta dentro de uma assembleia. Pela mecânica convencional, o lance que representa a quitação de maior percentual de uma carta, em uma determinada assembleia mensal, é o contemplado.

Se o seu valor for o maior, você quita as últimas mensalidades com o lance e entra no processo de contemplação. Mas, caso outro consorciado seja o felizardo, não se preocupe: o valor não é debitado, e você pode fazer a tentativa nos meses seguintes.

Pelo consórcio de serviços, você pode fazer a oferta do lance livre, em que o maior valor é contemplado, ou por meio do lance fixo, modalidade em que a administradora estipula um valor de lance. Por exemplo, caso a administradora tenha estipulado um valor de lance de R$ 10 mil e mais de um integrante do grupo tenha demonstrado interesse, a administradora faz um sorteio apenas com eles, utilizando a mesma mecânica dos sorteios mensais.

Utilização da carta de crédito

Seja por meio do sorteio ou do lance, o uso da carta de crédito possui as mesmas regras para todos os tipos de consórcio.

Antes de tudo, se você selecionou o consórcio de serviços, precisa utilizar a carta de crédito exclusivamente para essa finalidade. Não pode trocar para a compra de um automóvel ou imóvel, por exemplo.

Para ter acesso à carta, a administradora realiza um procedimento mais criterioso de análise de crédito. Antes de tudo, ela verifica se o valor dos seus rendimentos mensais ainda seguem a regra de 30%, como é exigido no momento de fechar o contrato. A cada aniversário de cota, a parcela do consórcio passa por um reajuste, devido aos índices inflacionários. Este reajuste é feito diretamente na carta de crédito, resultando em uma diferença a ser paga mensalmente.

Dependendo do prazo selecionado, uma carta de crédito pode passar por muitos reajustes até a contemplação. Por isso mesmo, o valor da carta pode ser maior do que quando você contratou. E, caso não tenha tido alguma variação na renda mensal, pode acontecer de, na contemplação, a mensalidade ultrapassar 30% dos rendimentos. Neste caso, a administradora pede a indicação de um devedor solidário, que irá compartilhar a dívida com o proprietário da cota.

Outro ponto importante: é preciso estar com a situação regularizada nos órgãos de proteção ao crédito para ser contemplado com a carta. A administradora faz essas exigências porque, ao entregar a carta de crédito, em muitos casos o consorciado continua com saldo devedor. Para evitar qualquer tipo de inadimplência, que possa prejudicar o fundo comum dos grupos de consórcio, a análise de crédito é um processo importante antes de entregar a carta ao contemplado.

Ao selecionar o consórcio de serviços, você pode escolher sua utilização para qualquer uma das possibilidades: viagens, estudos, reforma, cirurgias e festas, conforme explicamos anteriormente.

Caso o valor da sua carta de crédito seja maior que o serviço que deseja adquirir, você pode usar o saldo restante para quitar parte da dívida do consórcio. Mas, se o saldo for insuficiente, não se preocupe. Negocie com a empresa ou fornecedor para completar o valor do serviço com os seus próprios recursos.

A vantagem é que a carta de crédito dá poder de compra à vista. Utilize isso como forma de negociação: isso pode gerar um bom desconto na aquisição do serviço que deseja.

Importante frisar que o dinheiro da carta de crédito não passa pela conta corrente do consorciado. É preciso negociar com os fornecedores e empresas responsáveis pelo serviço para, então, solicitar o valor à administradora. Em casos como consórcio de reforma, por exemplo, em que é preciso nomear mais de um fornecedor, é preciso emitir a nota fiscal de todos os serviços e compra de materiais e, depois disso, apresentar à administradora, para que ela faça o devido repasse do valor a quem for preciso.

Dicas para quem quer investir em consórcio de serviços

Agora que você já conhece como funciona todo o passo a passo para ter acesso à carta de crédito, vamos dar algumas dicas de como se planejar para ter uma experiência incrível com o consórcio de serviços.

Entenda o que você deseja obter

Não é necessário saber idealmente o que realmente precisa antes de fazer o consórcio. Porém, é importante ter uma ideia do valor que deseja obter para o serviço.

Digamos, por exemplo, que você queira expandir um cômodo da casa por conta da chegada de um filho. Ao fazer orçamentos, você identificou que o valor médio fica entre R$ 20 mil e R$ 25 mil. Neste caso, vale a pena investir em uma cota de valor maior, como R$ 25 mil, para que você tenha uma ‘gordurinha’ para os gastos.

Caso o valor seja maior do que a execução da reforma por completo, você pode quitar as parcelas restantes da sua mensalidade.

A partir do momento que você identifica uma média do valor que precisa, fica mais fácil ajustar no meio do caminho. Nessa etapa, o mais importante é ter um objetivo e aproveitar as vantagens do consórcio para traçar esse caminho.

Faça um planejamento de gastos

Agora que você sabe que precisa contratar o consórcio de serviços para alguma finalidade, é importante determinar o impacto que a mensalidade do consórcio terá nos seus rendimentos mensais.

A melhor forma de visualizar isso é por meio de uma planilha de gastos. Veja como estão as finanças da família e, se for preciso, corte alguns gastos desnecessários, para que você possa incluir a parcela do consórcio.

Se você planeja ter acesso à carta de crédito de forma antecipada, pode se preparar para juntar um valor e ofertar o lance no momento mais oportuno.

Nesse planejamento, leve em consideração que a parcela do consórcio não pode ultrapassar 30% dos seus rendimentos mensais. Quanto menor for o impacto da parcela nos seus rendimentos, menores são as chances de inadimplência.

Uma boa tática para juntar o dinheiro para o lance é estipular um valor mensal para essa finalidade. Por exemplo, se a parcela do seu consórcio é R$ 1.000, você pode guardar mais R$ 1.000 por mês em uma conta de fácil retirada para, no futuro, conseguir ofertar o lance. Geralmente, o ideal é ter pelo menos 10% da carta de crédito para o lance, mas isso varia de grupo para grupo. Acompanhe as assembleias mensais e não tenha receio de tentar quando for a hora. Afinal, quando você não é contemplado, tem a chance de fazer a oferta nos meses seguintes.

Caso esteja inseguro em relação ao pagamento das mensalidades, considere a contratação de um seguro para a sua parcela. O seguro, que pode ser adquirido antes do fechamento de contrato, garante até 6 parcelas de pagamento em caso de desemprego ou, para casos mais graves, como morte e invalidez, quita totalmente a sua cota.

Atenção com as datas dos compromissos

Se você pretende contratar o consórcio para a realização de um casamento, por exemplo, ou já tem em mente a data exata que precisa para tirar as férias e finalmente organizar a viagem em família, precisa ficar atento à contratação do consórcio de serviços.

Como já explicamos, a modalidade não pode garantir a contemplação da carta de crédito em um prazo específico. A melhor forma de fazer com que o consócio atenda às suas expectativas é se preparar para a oferta de um lance.

Lembrando que, mesmo o lance, em si, não garante a data de contemplação da sua cota. Portanto, não contrate o consórcio caso precise ter o valor imediatamente. O que você pode fazer é se preparar para pagar as mensalidades e estipular como um prazo saudável de pagamento das mensalidades.

Tendo o casamento como exemplo: digamos que os noivos queiram se preparar para casar em dois anos. Nesse caso, o ideal é contratar o consórcio de serviços para terminar o pagamento neste período, ou seja, em menos de 30 meses, para garantir a contemplação em tempo hábil. Mesmo que consiga fazer a oferta de um lance enquanto paga as mensalidades, os noivos garantem o pagamento integral de todos os preparativos com antecedência e não correm o risco de ver a data se aproximar sem ter pagado pela festa.

Organize-se para oferta de um lance

Como já dissemos, o lance é uma possibilidade de ter acesso à carta de crédito de forma antecipada. Você pode se organizar mensalmente para fazer essa oferta no momento oportuno. Quanto a isso, é preciso ter um pouco de paciência e ir acompanhando os valores ofertados nas assembleias.

Nos primeiros meses, as ofertas de lance tendem a ser mais competitivas. Nesses momentos, muitos consorciados ofertam uma fatia considerável da carta de crédito na tentativa de serem contemplados com antecedência.

Acompanhe as assembleias e vá se organizando para juntar o dinheiro necessário para a sua contemplação. Até 24h antes da assembleia é possível fazer a sua oferta de lance por meio da área de clientes.

Se você for contemplado, o valor do lance quita as últimas mensalidades. Ou seja, além de facilitar para que você tenha acesso mais rápido à carta, o lance ajuda a terminar o pagamento da sua cota com antecedência.

Conte com a flexibilidade do consórcio

Uma das grandes vantagens do consórcio de serviços é que você não precisa saber bem o que realmente precisa para começar a investir nessa categoria.

Pode acontecer de termos mudanças de planos. E, para isso, a cota de serviços funciona muito bem. Digamos que você estava planejando o uso da carta para uma festa de aniversário do filho, por exemplo. Porém, enquanto pagava pela cota, você teve a oportunidade de tirar férias com toda a família. Sem ter que fazer nenhum tipo de alteração, você pode continuar com a sua cota e usar a carta de crédito para a viagem em família, por exemplo.

Caso o valor da carta seja insuficiente, você pode procurar a administradora para aumentar o valor. O contrário, neste caso, também funciona: o consórcio permite a redução da sua carta de crédito, caso o valor seja maior do que você precisa.

Se você estiver tendo alguma dificuldade com o pagamento da sua cota, procure a administradora para tentar ajustar a mensalidade à sua realidade. É possível diluir o valor da carta em mais parcelas, ou até mesmo propor a redução da carta, caso seja necessário. As administradoras recomendam essa negociação, porque o cancelamento de uma cota representa a quebra de contrato, por colocar os outros integrantes do grupo em risco. Afinal, é a contribuição coletiva de cada consorciado que possibilita a contemplação das cartas de crédito.

Portanto, mesmo que esteja com dificuldade de pagar, você pode tentar transferir a propriedade da sua carta para outra pessoa. É possível transferir para um parente, conhecido ou até mesmo ofertá-la para o mercado, ou seja, vender a sua cota para outra pessoa.

Vale lembrar que essas medidas são possíveis antes da contemplação. Caso já tenha uma cota contemplada, mas ainda não tenha utilizado o valor, também é possível seguir com a negociação. Leve em consideração as parcelas que foram pagas e o valor de transferência que será cobrado pela administradora, para que você possa prosseguir com essa opção sem maiores problemas.

Se você tiver investido em mais de uma cota de consórcio de serviços, pode se organizar para a contemplação das duas por meio da oferta de lance. Caso precise do valor inteiro das duas cotas, você pode deixar no fundo comum da administradora a primeira cota contemplada, enquanto espera a contemplação da próxima. A vantagem de deixar o dinheiro junto à administradora é que o dinheiro da carta rende mais. Por fim, você terá acesso a um valor maior do que havia contratado.

Mas, se quiser usar a parte do valor para quitar alguns fornecedores e materiais para a execução do serviço, na contemplação da primeira cota, também é possível.

Quando é contemplado, o consorciado não tem acesso ao valor da carta, ou seja, a administradora faz o repasse direto aos fornecedores e empresas responsáveis pelo serviço. Para ter acesso ao valor integral, é preciso que a carta contemplada permaneça no fundo do consórcio por, pelo menos, 180 dias. Só depois disso a administradora libera o valor integral da carta de crédito para a conta do consorciado.

Com planejamento e calma, o consórcio de serviços é a melhor forma de investir em diferentes experiências. Como você tem um tempo considerável para o pagamento da sua cota, pode se permitir a mudança de planos, sem deixar de investir no seu bem-estar - seja sozinho ou junto à toda a família.

Faça uma simulação e comece desde já a organizar as suas próximas férias, realizar o sonho de fazer um intercâmbio, reformar toda a sua casa, pagar por um procedimento estético ou, quem sabe, até mesmo planejar o seu casamento!
Simulação Consórcio de Serviço
chat Eva