Confira 10 vantagens indiscutíveis do consórcio

Confira 10 vantagens indiscutíveis do consórcio

Confira 10 vantagens indiscutíveis do consórcio

Adquirir bens mais caros costuma ser uma dificuldade para quem não tem uma renda muito alta. Afinal, é difícil pagar o valor à vista e os financiamentos, normalmente, apresentam juros que fazem o preço final aumentar bastante. Isso tudo sem sem contar as análises de crédito, que podem complicar a aquisição. Nesse cenário, você já cogitou as vantagens do consórcio?

Uma boa saída é conhecer e investigar as propostas dessa modalidade relação às demais formas de pagamento e considerar a sua realização.

O consórcio, apesar de ser um investimento a longo prazo, alivia a carga tributária, com prazos maiores e flexibilidade.

Por isso, um consórcio é uma boa opção para adquirir bens de maior valor, como motos, carros, imóveis etc.

Neste post você descobrirá 10 vantagens de realizar um consórcio. Boa leitura!

1. Redução da carga tributária

A única taxa extra paga é para a manutenção do consórcio que, frente ao IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) e aos juros normalmente praticados pelos bancos, é bem menor.

Ou seja, no final do parcelamento, o valor pago será essencialmente o que está preestabelecido em contrato.

No financiamento de imóveis, os bancos praticam juros entre 9,5% e 10,2% ao ano, dependendo da entidade financeira.

Já quando o assunto é automóvel, essas taxas ficam em torno de quase 27% também anualmente.

2. Flexibilidade

Esse tipo de negócio permite que o prazo de pagamento seja adequado à realidade de cada investidor.

Isto é, detalhes podem ser ajustados de acordo com o cliente, como a duração do contrato, o valor a ser recebido no final e se haverá reajustes referentes à inflação.

Para o consumidor, esses ajustes trazem conforto e a possibilidade de realizar um consórcio sob medida e que atenda às suas necessidades.

faça-um-consórcio

3. Poder de compra a vista

Uma das vantagens do consórcio é que, apesar de parcelar o produto, o pagamento do bem será à vista.

E como isso é possível? Quando chegar a sua vez de ser contemplado, a carta — valor a ser resgatado, conforme combinado em contrato — será entregue integralmente.

Portanto, quando chegar a hora de comprar o produto, o comprador terá à disposição valor integral dele, sem juros, com a possibilidade de obter desconto na negociação.

4. Planejamento da compra

Normalmente, os consórcios são usados para adquirir bens, como automóveis e imóveis.

Quando esses produtos são adquiridos por financiamentos tradicionais, há o risco de a renda ser bastante comprometida e, dessa forma, o comprador ficar inadimplente.

Uma das vantagens do consórcio é que o consumidor consegue se programar para a quitação da aquisição do bem com parcelas menores e livres de juros.

Assim, é possível ter uma noção melhor de quando o produto estará em mãos, favorecendo o planejamento a médio e longo prazo.

5. Poder de antecipação da compra

Se sobrar um dinheiro extra durante o consórcio, é possível adiantar a sua contemplação.

Além da realização dos sorteios, as reuniões também permitem que o consorciado dê lances para tentar receber a carta antes do planejado. Outra das vantagens do consórcio!

Essas ofertas devem ser maiores do que o parcelamento mensal e menores ou iguais ao abatimento do consórcio.

Quanto maior for o lance, maior será a chance de contemplação e, caso seja dado o lance máximo, o recebimento da carta de crédito é garantido.

6. Versatilidade do uso do crédito

Ao receber o crédito, o cliente não precisa, obrigatoriamente, usá-lo para adquirir o produto do consórcio, e sim um da mesma categoria.

Por exemplo: em um consórcio de carros, além de poder comprar um veículo de qualquer marca, é possível usar a carta para adquirir qualquer outro veículo, como embarcações, máquinas agrícolas e até aeronaves, pois todos pertencem à mesma classe. Essa é mais uma das vantagens do consórcio.

simule-um-consórcio-de-viagens

7. Menos burocracia

Nos parcelamentos tradicionais, há várias etapas que precedem o início do acordo.

Primeiramente, são apresentados e analisados diversos documentos antes da análise de crédito. Apenas em seguida o financiamento é aprovado e o bem liberado.

O consórcio também é uma linha de crédito, ou seja, é necessário cumprir certos pré-requisitos básicos.

Na contemplação, é necessário comprovar renda e apresentar alguns documentos, mas vale ressaltar que a burocracia aqui é menor que em um financiamento tradicional, pois, como o consorciado é um investidor, seu comportamento no grupo de consórcios no período que antecede o recebimento da carta e o valor amortizado também contam como análise de crédito. Viu que boas vantagens do consórcio?

Portanto, após ter os documentos confirmados e passar na análise de crédito, há a liberação do crédito ao cliente.

8. Períodos prolongados de pagamento

Um tempo maior para sanar as parcelas também está entre as vantagens do consórcio.

Os financiamentos tradicionais, normalmente, podem variar de 72, quando se trata de veículos, a 96 meses, em alguns casos de imóveis.

Já o consórcio pode chegar a 180 meses, principalmente quando pensamos em imóveis. E quanto maior for o número de parcelas, menor será o valor pago mensalmente, comprometendo menos o seu orçamento.

No entanto, vale ressaltar que o recebimento do crédito não se dá apenas ao fim do pagamento. Essa contemplação pode variar nos sorteios das reuniões periódicas.

Quem optar por oferecer um lance, também tem a possibilidade de receber a carta de crédito antes do término das parcelas.

9. Valor do bem sempre atualizado

Como os consórcios costumam durar um tempo considerável — basta ver o tópico anterior — a quantia estipulada na carta no início do contrato pode desvalorizar, já que há a chance de ocorrer uma valorização do produto.

Para isso, a administradora tem a possibilidade de atualizar o valor da carta de acordo com a inflação e aumentar proporcionalmente às parcelas.

Esse reajuste é feito anualmente e tem como base alguns índices:

  • para automóveis é utilizado o IPCA (Índice de Preço ao Consumidor Amplo) ou sempre que a montadora sugerir um novo preço;
  • para imóveis é comumente utilizado o INCC (Índice Nacional da Construção Civíl).

É importante lembrar que esse reajuste precisa estar discriminado em contrato. Afinal, normalmente essa prática é benéfica ao cliente, que não tem seu poder de compra comprometido.

10. Uso do FGTS para imóveis

É possível usar o FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) para dar lances a fim de antecipar a contemplação do consórcio e realizar o sonho da casa própria.

Também há a hipótese de usar o Fundo de Garantia para quitar até três parcelas atrasadas do seu financiamento e evitar a inadimplência.

No entanto, vale destacar que, para usar esse recurso, o consorciado precisa:

  • ter três anos de depósito no FGTS — não é necessário que esse período de contribuição seja consecutivo;
  • não possuir nenhum outro imóvel — e que o valor desse bem seja de até R$ 950 mil em SP, MG, RJ e DF ou, no máximo, R$ 850 mil nos demais estados, não importando se está na planta ou não.

Viu só como as vantagens do consórcio são numerosas? Além de ser um bom investimento, esse contrato garante uma boa economia. Isso porque os juros de financiamentos são bem maiores do que a taxa de administração.

Então, quando você for comprar um bem de maior valor, considere essa opção, pois ela poderá trazer um alívio ao seu orçamento.

simule-um-consórcio-de-imóvel

Gostaria de saber mais sobre o assunto? Então entre em contato conosco para que possamos mostrar para você como o consórcio pode ajudá-lo no seu planejamento para o futuro.

Simulação de Consórcio
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.

Ler próximos artigos

Consórcio