4 dicas para conseguir uma boa negociação na hora de adquirir o seu bem

4 dicas para conseguir uma boa negociação na hora de adquirir o seu bem

Poder de negociação é um aspecto importantíssimo para compra - principalmente quando se trata de bens de alto valor, como imóveis, automóveis e diferentes tipos de serviços.

Quanto mais alto o valor de um bem, mais importante e significativa é a negociação a ser feita.

Porém, nem todas as situações são favoráveis para conduzir uma negociação. Um bom exemplo tem a ver com necessidade: quanto mais você precisa de um bem, menor será sua predisposição a negociar, já que sua decisão estará pautada em ter o bem a qualquer custo.

Uma boa forma de enxergar a situação é analisar pelo lado financeiro. Por exemplo: quero comprar este bem, mas estou disposto a pagar um valor X pelo ele? Se a pessoa que está vendendo não topar, posso procurar outro vendedor ou uma nova alternativa, já que o valor oferecido é inviável no momento.

Para chegar a essa situação, é preciso se planejar. A seguir, vamos apresentar algumas dicas de como obter uma boa negociação na compra - incluindo uma das maiores vantagens da contemplação do consórcio, que podem te ajudar na hora de conquistar o bem que você tanto deseja.

Pesquise bem

Antes de comprar qualquer item, é essencial pesquisar o seu preço. Com a internet na palma de nossas mãos, essa pesquisa acaba se tornando mais prática e completa do que há algumas décadas, em que era necessário ir até o local fisicamente para saber o preço de uma casa, carro, eletrodoméstico etc.

Vale lembrar que o processo de pesquisa não deve se limitar ao preço do que você deseja. Digamos que você queira comprar um carro sedã, por exemplo, e tenha se interessado por um modelo em específico. Será que ele realmente representa a melhor compra?

É possível acompanhar reviews de pessoas que comentam os test drives, entender se ele é econômico para o dia a dia, se sua manutenção é garantida, entre diversos outros fatores. Vale o mesmo quando se considera uma casa ou apartamento: é preciso considerar metragem, bairro, espaço, condomínio, enfim, uma série de coisas antes de pensar em comprar.

Quando se faz uma pesquisa bem feita, você expande suas opções de compra e se torna menos dependente das condições impostas por proprietários e vendedores.

Entenda as condições necessárias para a compra

Depois de pesquisar bem o que deseja comprar, vale a pena investigar as condições de pagamento oferecidas.

É comum encontrar um bem com um valor mais barato que os demais do mercado. Aí, quando você se prepara para efetuar a compra, se surpreende ao descobrir que o proprietário só quer receber o pagamento à vista.

Por outro lado, se você está diante de uma boa oportunidade de comprar um carro com a facilidade de uma plataforma online, por exemplo, precisa ler as letras miúdas: muito provavelmente esta compra está condicionada ao financiamento, que pode facilitar na hora da compra, mas representar um grande prejuízo a prazo, por conta dos juros.

A seguir, vamos explicar por que você deve evitar o financiamento na compra de um bem.

Evite o financiamento

Muitos brasileiros vão atrás do financiamento como oportunidade de compra por conta da facilidade em parcelar um bem de alto valor.

Porém, o financiamento é a modalidade mais inflexível que existe em termos de negociação. Afinal, você vai tomar um valor emprestado da instituição financeira, que vai cobrar juros compostos nas mensalidades. Assim, o total a prazo de um carro pode representar o dobro do que ele realmente vale. Uma casa ou apartamento, então, fica mais caro ainda nesse processo.

Como o consórcio pode te ajudar na negociação

Ao contrário do financiamento, que impõe um valor a ser pago por um bem, o consórcio é uma modalidade mais flexível em termos de negociação.

Primeiramente, não há cobrança de entrada ou de juros antes de fechar um contrato de consórcio. Você precisa participar de sorteios mensais para a contemplação do bem, ou se organizar para ter acesso à carta de crédito por meio dos lances.

Além disso, não é preciso definir o bem que deseja adquirir antes de fechar o contrato de consórcio. Você pode começar a pagar as mensalidades, entrar em um grupo e participar dos sorteios mensais.

Para isso, basta definir o valor da carta de crédito - que corresponde ao total do bem que deseja adquirir - e a quantidade de mensalidades através do simulador, que já retorna com o valor a ser pago por mês.

No momento da contemplação, você recebe a carta de crédito, que equivale ao bem que você selecionou: pode ser um imóvel (casa, apartamento, terreno, empreendimento e muito mais), automóvel (carro zero km ou seminovo), moto (nova ou seminova) e serviços (viagens, estudos, reforma, cirurgias e festas).

O valor da carta deve ser transferido diretamente para o proprietário ou fornecedor do bem que você deseja comprar. E é aí que entra uma das grandes vantagens dessa modalidade: com a carta, você tem acesso ao valor integral que corresponde ao bem. Ou seja, quando quiser comprar uma casa, por exemplo, é possível negociar como se fosse um valor à vista.

Isso dá uma ótima margem de negociação, principalmente quando se trata de bens de alto valor. Como você não está ‘preso’ a um fornecedor em específico, pode considerar outros proprietários, caso ele não faça uma boa oferta.

Afinal, um alto valor à vista pode gerar um desconto de 5% a 10% na maioria das transações. Para uma casa de R$ 300 mil, por exemplo, isso pode significar um desconto de R$ 15 mil a R$ 30 mil.

E o melhor é que, com o consórcio, o valor remanescente pode ser utilizado para custos com documentações e transferências de propriedade - contanto que estes valores não ultrapassem 10% do total da carta.

São muitas vantagens, não é mesmo? Portanto, faça agora uma simulação e comece a planejar a compra do seu bem de alto valor. Com o consórcio, você paga por um valor mais justo pelo bem e sai com a certeza de uma boa negociação no final.
Simulação Consórcio
chat Eva