Como funciona o consórcio de máquinas agrícolas e caminhões?

Como funciona o consórcio de máquinas agrícolas e caminhões?

Desde que o Brasil passou a contar com o sistema de consórcio para comprar bens de alto valor, cada vez mais os brasileiros têm se organizado para investir na realização do sonho.

Por muitos anos, a modalidade ficou conhecida por facilitar a compra de automóveis: dos primeiros grupos de consorciados formados nos anos 1960, acompanhando todo o crescimento do setor nos anos seguintes, até contemplar itens como eletrodomésticos e eletroeletrônicos (incluindo até videocassetes, quem lembra?), o consórcio foi percebido como uma ótima forma de investir em um bem sem ter que pagar à vista e, o melhor, sem pagar juros nas mensalidades.

Nos anos 1990, a entrada do consórcio imobiliário ajudou milhares de pessoas a investir na casa própria, apartamento na planta e até mesmo em seu primeiro empreendimento, permitindo dividir em até 100 mensalidades valores que ultrapassam os seis dígitos. Com a possibilidade de utilizar o FGTS, então, mais e mais pessoas deram entrada no consórcio para a compra do lar que sempre sonhou.

Isso porque, diferente do financiamento, que além de cobrar juros necessita de alta burocracia para liberação de crédito, o consórcio é uma modalidade flexível, que leva em consideração os rendimentos mensais das pessoas ao facilitar a quantidade de parcelas e o total a ser pago pela carta de crédito.

Mas, além de ajudar na realização dos sonhos, o consórcio também passou a ser percebido como um aliado na condução dos negócios. No momento da contemplação, ao dar acesso direto à carta de crédito, mais e mais pessoas jurídicas têm considerado o consórcio para aumento de frota de veículos e a compra de diversos empreendimentos comerciais, entre diversas outras opções para ampliar ou melhorar a operação da empresa. Afinal, é possível investir em mais de uma cota de consórcio e dar uma oferta de lance durante o pagamento das mensalidades.

Além da possibilidade de comprar motos, automóveis, imóveis e, mais recentemente, serviços, o consórcio também pode ajudar na compra de veículos essenciais para o seu negócio. Por meio de algumas parcerias, a Embracon facilita a compra de itens como máquinas agrícolas e até mesmo caminhões com a carta de crédito.

Mas, antes de explicar como adquirir a carta de crédito para máquinas e caminhões, vamos explicar como funciona a modalidade de consórcio como um todo.

Como funciona o consórcio?

O consórcio é uma modalidade de compra coletiva de um bem de alto valor. Desde que foi criado, nos anos 1960, o consórcio manteve a essência de reunir diversas pessoas interessadas em bens semelhantes. Essas pessoas mantêm os grupos contribuindo mensalmente com as parcelas do consórcio.

Como os grupos possuem diversas pessoas, a administradora de consórcio, responsável por toda a organização e gestão, utiliza todo o valor contribuído para a compra à vista de um dos bens.

Sabe aquela imagem clássica dos amigos se juntando para comprar um bem em comum? Então, é assim que funciona o consórcio, com a diferença de que se trata de uma modalidade auditada pelo Banco Central do Brasil, com regras específicas a serem seguidas que garantem a contemplação do bem para todas as pessoas envolvidas.

É por isso que, mensalmente, a administradora realiza os sorteios para as pessoas do grupo: para que todos tenham as mesmas chances de contemplação.

Para isso, a Embracon, por exemplo, recorre à numeração da Loteria Federal em seu processo, para garantir isonomia e transparência no momento da contemplação. Funciona da seguinte forma: para os sorteios realizados às segundas, terças e quartas, são utilizados os números dos prêmios sorteados no sábado. Já para os sorteios realizados às quintas e sextas, são utilizados os prêmios sorteados na quarta.

Esse sistema inviabiliza qualquer promessa de contemplação antecipada por meio do sorteio.

Mas, se quiser ter acesso ao bem de forma antecipada, você pode registrar um valor de lance pela cota em que está investindo. O lance funciona assim: você registra um valor a mais, geralmente acima de 20% para aumentar suas chances, e entra em ‘competição’ com outros consorciados. Quem oferecer o maior valor de lance é contemplado com bem; o valor ofertado serve para pagar as últimas mensalidades e, após uma série de aprovações por parte da administradora, você tem acesso à carta de crédito.

Caso o seu valor não seja o maior, não tem problemas. O valor não chega a ser debitado, e você mantém a oportunidade de fazer a oferta nos meses seguintes.

A grande vantagem da carta de crédito é que ela dá poder de compra à vista. Maquinários agrícolas e caminhões são bens de altíssimo valor, portanto, ter o valor à vista à disposição pode dar uma boa margem de negociação no momento da compra.

Para que você entenda melhor como funciona a carta de crédito, continue a leitura que iremos explicar todos os detalhes.

Carta de crédito

A primeira coisa que você precisa saber antes de fechar um consórcio é: que bem desejo adquirir?

Como já falamos, o consórcio se trata de uma compra planejada. Por mais que você não tenha acesso imediato ao valor do bem, a partir do momento que você sabe o que deseja comprar, fica mais fácil realizar o processo de simulação.

Porém, não precisa ser tão detalhista em relação ao valor final do bem. Com uma estimativa, por exemplo, você já consegue dar início ao processo de simulação.

E, sabe por que não é necessário ter o valor de imediato? Porque a carta de crédito passa por variações a cada aniversário de um ano, levando em conta os indicadores inflacionários. Dessa forma, caso o bem valorize ou a moeda passe por um processo de desvalorização, por exemplo, você não perde o poder de compra.

Além disso, você pode utilizar o valor da carta de crédito para aquisição do bem e, se sobrar algum valor, para pagar por documentações e demais burocracias atreladas a ele. Este valor, porém, não pode ultrapassar 10% do valor da carta.

Caso ainda sobre valor no saldo da carta de crédito, você pode utilizá-lo para pagar as mensalidades restantes do consórcio. Mas, se o saldo for insuficiente, sem problemas: é possível completar a transação com os seus próprios recursos.

Vale lembrar que o consorciado não tem acesso direto à carta de crédito. Após a contemplação, é preciso indicar o proprietário ou fornecedor, para que a administradora faça diretamente o repasse do total da carta para ele.

Mas, o que é preciso fazer para contratar o consórcio? A seguir, vamos explicar como funciona.

Etapas de contratação de um consórcio

Após entender o que deseja comprar e ter uma estimativa de valor, você já pode partir para a simulação de consórcio.

Para isso, basta visitar o site da administradora e passar pelo processo de simulação. Para se certificar de que você irá fechar com uma administradora responsável, consulte a lista das empresas de consórcio autorizadas a operar pelo Banco Central do Brasil (Bacen), que é responsável por toda a fiscalização. Somente as empresas autorizadas pelo Bacen podem trabalhar com cotas de consórcio.

Durante a simulação, basta inserir o valor total do bem que deseja adquirir e, em seguida, selecionar a quantidade de parcelas. Depois disso, é preciso fornecer alguns dados pessoais básicos, para que a administradora possa entrar em contato antes de fechar o contrato.

Assim, você já consegue ter um retorno imediato do quanto teria que pagar por mês, incluindo valor de taxa de administração, que serve para remunerar a empresa de consórcio pela formação dos grupos e entrega das cartas de crédito, e o fundo de reserva, que garante a contemplação de todos os bens dentro do grupo, protegendo contra a possível inadimplência de algum integrante.

Aproveite para simular quantas vezes for necessário, até encontrar o plano que melhor se ajusta ao seu planejamento financeiro. Você pode alterar o valor da carta e quantidade de parcelas até chegar ao plano que melhor se ajusta ao seu orçamento.

Ao concordar com os termos, em seguida um especialista de consórcio entra em contato para tirar todas as dúvidas. Caso esteja interessado em adquirir mais de uma cota, planejar a oferta de um lance, enfim, tirar todas as dúvidas necessárias, este é o momento.

Depois de tirar todas as dúvidas, o especialista envia o contrato. Após a assinatura, a administradora faz todo o processo de inserção em um grupo, geralmente composto por consorciados com interesse semelhante ao seu.

Ao manter o compromisso de pagar as parcelas corretamente, você participa dos sorteios mensais, em que pode ser contemplado ou fazer a oferta de um lance.

A seguir, vamos explicar o que deve ser feito para quem deseja comprar bens diferentes da maioria dos consorciados, como máquinas agrícolas e caminhões, por meio do consórcio.

Consórcio para máquinas agrícolas: como contratar?

Como já dissemos, por muitos anos as administradoras de consórcio ajudaram a realizar o sonho de comprar o automóvel e a casa própria de milhares de pessoas.

Porém, muitas empresas também perceberam a oportunidade de utilizar a modalidade para a compra de outros bens de alto valor. Isso foi possível por conta da parceria de alguns segmentos importantes da nossa economia, como a indústria agrícola e de transportes, por exemplo, para facilitar a compra de maquinários que podem ajudar tanto pessoas jurídicas com uma estrutura pequena, quanto as grandes companhias que querem ampliar frotas para atingir um número maior de clientes.

Foi dentro desse contexto que algumas companhias procuraram as administradoras de consórcio, com objetivo de facilitar a venda de equipamentos que, muitas vezes, chegam a custar o valor de uma casa ou apartamento.

Para a compra de maquinários agrícolas, por exemplo, a Embracon mantém uma parceria com uma das empresas mais respeitadas do segmento: a Stara.

Com planos a partir de R$ 800, que podem ser pagos em até 100 mensalidades, você pode adquirir máquinas agrícolas da linha Stara, como pulverizadores, plantadeiras, distribuidores, tratores, plataformas de milho e equipamentos de tecnologia relacionados à agricultura de precisão. As cartas de crédito vão de R$ 72 mil a R$ 171 mil, e todo o processo até a aquisição é semelhante aos demais tipos de consórcio.

Caso você já trabalhe no setor, também pode utilizar o seu maquinário como oferta de lance enquanto paga o consórcio. Para usufruir essa opção, é preciso entrar em contato com a administradora, para que ela possa fazer uma avaliação do bem que você possui.

Ao concordar com o valor proposto, você pode dar o seu bem como oferta de lance antes do sorteio mensal. Se o seu valor for o maior, a administradora realiza todo o processo de documentação e transferência de propriedade, para que você utilize a carta de crédito para a compra de um maquinário novo, pronto para atender às suas necessidades.

A vantagem de ter uma empresa parceira é que todo o processo de compra por meio do consórcio fica mais fácil. Ao fazer a simulação, não é preciso selecionar o equipamento que precisa: você pode escolher o que deseja comprar com a carta somente quando for contemplado.

Por isso mesmo, não é preciso esperar desgastar o seu equipamento: se você já sabe que precisará de um novo daqui alguns anos, já pode se planejar por meio do consórcio. Assim, você garante o pagamento de um valor justo, sem ter que recorrer aos juros do financiamento.

E mesmo que seja contemplado, e não queira pegar o bem na hora, também sem problemas. O consórcio mantém a sua cota em um fundo comum, que possui rendimentos mensais e garante um valor ainda maior da sua carta de crédito.

Consórcio de caminhões: como contratar?

É possível comprar um caminhão para diversas finalidades: para que você possa utilizar para transporte de carga ou até mesmo para ajudar uma companhia mais estruturada a ampliar a sua frota de veículos.

O fato é que o consórcio também pode ser de grande ajuda na hora de comprar um caminhão novo ou fazer a troca por um seminovo.

Para isso, você pode fazer a simulação no site ou entrar diretamente em contato com os nossos especialistas. Diferente de veículos pequenos, o valor de um caminhão pode facilmente ultrapassar o total de R$ 300 mil. Ou seja, trata-se de uma carta de crédito mais elevada que a de automóveis.

Porém, as condições são as mesmas. Assim como o maquinário agrícola, você também tem a possibilidade de oferecer o seu caminhão por um novo ou seminovo. Para isso, é preciso passar por uma avaliação por parte da administradora: ao determinar o valor, você escolhe se deseja utilizá-lo como oferta de lance ou se pretende vender por outro meio e usar o valor à vista como oferta de lance no próximos sorteio. Com a contemplação, o valor serve para pagar as últimas mensalidades do consórcio.

Mas, e no caso de renovação de frotas, como proceder? A seguir, vamos apresentar algumas dicas.

Renovar frota de caminhões pelo consórcio

Como dissemos, é preciso de uma cota de alto valor para a compra de um caminhão. E, quando se trata de uma frota, estamos falando de diversas cotas a serem adquiridas.

Para esse caso, é possível adotar as seguintes estratégias:

Renovar a frota inteira de caminhões: observe a quantidade de caminhões que possui. Você pode adquirir uma cota para cada troca de caminhão. Vale lembrar que ter um bem para dar como lance pode aumentar as chances de contemplação. Ou seja, você pode efetuar a troca de todos eles ao comprar diversas cotas, sem ter que pagar à vista ou financiar novos caminhões para a sua companhia.

Renovar a frota aos poucos: caso ainda não tenha trabalhado com consórcio, você pode comprar aos poucos os caminhões. De início, comece adquirindo uma cota, para trocar um veículo em específico. Assim, você já vai entender na prática como funciona e, quem sabe, prosseguir com a troca da frota inteira no futuro por meio de uma modalidade simples e muito vantajosa. Depois da primeira experiência, você só vai querer renovar a sua frota com o consórcio.

Comprar a primeira frota de caminhões: sabemos que alguns negócios tendem a escalar rapidamente. E, muitas vezes, é necessário ter uma infraestrutura robusta para dar conta. Como caminhões são bens de altíssimo valor, você também pode se organizar para comprar diversas cotas. Dependendo do seu fluxo de caixa, pode tentar fazer a oferta de lance aos poucos, na tentativa de ser contemplado periodicamente. Neste caso, é importante frisar: a oferta de lance não garante a contemplação. Portanto, quanto maior o valor ofertado, maiores são as chances de você ter acesso antecipado à carta de crédito.

Consórcio para aprimorar seu empreendimento

Além de ajudar milhares de pessoas físicas a comprarem um bem de alto valor, muitas pessoas jurídicas, de microempresários a grandes executivos, consideram o consórcio na hora de comprar bens de alto valor.

Além de veículos específicos, com o consórcio você também pode planejar a ampliação do seu empreendimento, comprar um novo ponto e até mesmo reformar o seu escritório ou propriedade, para produzir mais e oferecer uma estrutura mais adequada para os funcionários.

Para isso, temos mais duas modalidades que podem atender a esses quesitos.

Consórcio imobiliário para empreendedores

É possível comprar terreno, um novo ponto ou até mesmo um galpão investindo em um consórcio imobiliário.

Com cartas que vão até R$ 500 mil, você também pode fazer a oferta de um lance para ser contemplado mais rapidamente. E, assim como o consórcio para máquinas agrícolas e caminhões, comprar mais de uma cota - caso queira comprar um terreno de maior extensão ou uma propriedade em um local mais nobre da cidade.

Consórcio de serviços para empreendedores

Se você já possui uma boa propriedade, mas pretende melhorar sua estrutura, pode contar com o consórcio de reforma para isso. Essa modalidade faz parte do consórcio de serviços, que trabalha com cartas de crédito entre R$ 15 mil e R$ 30 mil que podem ser divididos em até 30 mensalidades.

Com o consórcio de serviços é possível:

   • Fazer uma boa reforma no seu escritório;

   • Ampliar a estrutura do local em que você trabalha;

   • Organizar um evento para os funcionários, como divulgação de resultados semestrais, festas de fim de ano etc;

   • Organizar uma convenção.

Também é possível adquirir mais de uma cota de consórcio de serviços e fazer uma oferta de lance para ser contemplado mais rapidamente.

Documentações para pessoa jurídica

Como você pôde perceber, o consórcio é uma excelente forma de ajudar a sua empresa a comprar novos maquinários, fazer a troca de frota de veículos, auxiliar na reforma do local em que trabalha e até mesmo ajudar na organização de eventos para os funcionários.

O modelo de funcionamento para pessoa jurídica é semelhante à pessoa física. Para eliminar todas essas dúvidas, confira quais documentos são necessários para dar início ao consórcio como PJ:

   • Cópia da carteira de identidade ou da Carteira Nacional de Habilitação (CNH);

   • Cópia do Cadastro de Pessoa Física (CPF) ou, se o contemplado for uma empresa, cópia do Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ);

   • Comprovante de residência atualizado e em nome do contemplado;

   • Comprovante de renda.

Caso tenha interesse em adquirir mais de uma cota de consórcio, converse com a administradora, para entender a possibilidade de tê-las dentro de um mesmo grupo e, assim, conseguir a contemplação de todas elas ao mesmo tempo.

Portanto, faça uma simulação e confira as vantagens de investir em um consórcio como pessoa jurídica. Você vai conseguir se planejar melhor para a compra de novos equipamentos, sem comprometer demais o fluxo de caixa da sua empresa.
Simulação Consórcio
chat Eva