Carro zero ou seminovo: qual a melhor opção?

Carro zero ou seminovo: qual a melhor opção?

Carro zero ou seminovo: qual a melhor opção?

Não é segredo pra ninguém que o sonho de consumo de muitas pessoas é ter um belo automóvel na garagem. Entretanto, diante de tantas opções existentes no mercado, não é tão simples assim decidir entre um carro zero ou seminovo. Muito menos, saber qual é a melhor escolha.

De bate-pronto, muitos tendem a optar por um modelo zero-quilômetro, principalmente devido ao conforto, aos novos equipamentos.  E, claro, por estar tudo novinho, somente à sua disposição. Contudo, é preciso avaliar outros aspectos. Afinal, normalmente, é mais caro tirar um carro novo da concessionária do que adquirir um modelo seminovo semelhante.

Diante dessa dúvida, reunimos neste artigo tudo o que você precisa considerar para poder fazer a melhor escolha. Confira!

Carro zero

Ser o primeiro dono de um carro novinho é uma experiência muito boa. Não é por acaso que muitos brasileiros têm como sonho de consumo conseguir comprar o modelo do ano e sentir o delicioso cheiro de automóvel novo.

Todavia, existe um ponto sensível, o qual deve ser seriamente considerado: só do fato de tirar o carro da concessionária, dependendo do veículo, gera uma desvalorização de, aproximadamente, 15% do valor.

Isso acontece por diversos fatores. Primeiramente, ano a ano, as montadoras atualizam os modelos de seus carros. Portanto, ao adquirir um zero-quilômetro, muito provavelmente você desfrutará das atualizações mais recentes do modelo. Entretanto, essa não é a única vantagem de adquirir um veículo novo.

A seguir, listamos as principais vantagens e desvantagens desse tipo de investimento. Além disso, reunimos algumas dicas que devem ser consideradas ao comprar um carro zero.

[caption id="attachment_10774" align="aligncenter" width="300"]

simule-um-consórcio-de-carro

Simule um consórcio de carro[/caption]

Vantagens

Ao adquirir um carro zero, o comprador tem a certeza de que o veículo se encontra em ótimas condições. Afinal, por ser novo, serão remotas as chances de ocorrer problemas no automóvel, o que pode acarretar algumas despesas inesperadas com oficina mecânica. É óbvio que, para mantê-lo em boas condições é necessário fazer manutenções periódicas. No entanto, elas são previstas no manual e apresentam custos tabelados.

Além disso, como as montadoras apresentam um rígido controle sobre a qualidade dos serviços de seus concessionários, o comprador tem a certeza da procedência do veículo. Assim, é praticamente impossível adquirir um veículo roubado ou com problemas ocultos.

O carro recém-saído da concessionária tem, ainda, diversas garantias intactas do fabricante. Entre elas: não foi batido, não passou por nenhum tipo de manutenção ou depreciação e está pronto para você deixar do jeito que gostaria.

Outro ponto a ser considerado é a menor burocracia que o comprador deverá enfrentar para poder rodar com o seu novo carro. Ao adquirir um veículo usado, o comprador deverá gastar o seu tempo para transferir a documentação e fazer vistorias. Situações pelas quais o dono de um automóvel zero-quilômetro não irá enfrentar, pois as concessionárias simplificam esse processo.

Desvantagens

Apesar de ser uma ótima experiência conseguir comprar um carro zero, infelizmente existem algumas desvantagens existentes. A principal delas é a elevada desvalorização que o bem sofre logo após o seu registro. Somente pelo fato de tirar o veículo da concessionária, ele sofre com uma depreciação em cerca de 15% do valor pago por sua compra.

Além disso, é normal o veículo sofrer com uma alta desvalorização durante os seus três primeiros anos. Por isso, caso haja o interesse de trocar o automóvel durante esse período, é recomendado pensar melhor sobre a sua escolha. Não é por acaso que educadores financeiros consideram o carro como um passivo, pois ele apenas proporciona custos.

Carro seminovo

Considerados por muitos especialistas como uma compra consciente e mais vantajosa, um modelo seminovo é um automóvel que foi usado por poucos anos. Como ele já foi desfrutado por outro comprador, normalmente, é possível encontrar boas ofertas com um valor mais em conta.

Como um veículo com até 3 anos de uso ainda tem boas condições, ao adquirir um seminovo, o comprador se favorece dessa depreciação e se beneficia de um automóvel que não exigirá grandes investimentos em consertos.

Além disso, com o valor que se investe em um carro zero, pode-se investir em um modelo superior, mais equipado e confortável, só que seminovo. No entanto, é necessário tomar vários cuidados antes de fechar negócio.

A seguir, reunimos as principais vantagens e desvantagens de adquirir um veículo seminovo.

Vantagens

Sem dúvida nenhuma, a maior vantagem de adquirir um carro seminovo é o valor de compra. Como esse tipo de veículo já sofreu forte desvalorização por não ser mais novo, é fácil encontrar ótimas ofertas no mercado. Em muitos casos, o bem comprado ainda tem a garantia da fábrica por ter poucos anos de uso.

Com o dinheiro necessário para adquirir um carro zero-quilômetro, é possível adquirir um automóvel seminovo mais sofisticado, com uma melhor motorização e com uma maior quantidade de equipamentos. Além disso, quem tem o costume de trocar frequentemente de veículo, ocorre uma perda menor devido à depreciação do bem.

Além disso, caso o motorista não tenha muita experiência na direção, ter um veículo seminovo pode ser uma ótima opção. Afinal, devido à inexperiência é comum ocorrer pequenas batidas, o que pode desvalorizar ainda mais o automóvel. Por isso, os iniciantes terão menos prejuízo ao adquirir um carro desse padrão.

Desvantagens

No entanto, existem algumas desvantagens que devem ser consideradas. Como o veículo já foi usado por outra pessoa, pode ser que o antigo dono não tenha o conservado adequadamente, sendo que é normal surgir a vontade de trocar de carro quando começa surgir muitos problemas no atual.

Por isso, nem todos os automóveis seminovos são comercializados em perfeitas condições. Isso obriga o comprador a se preocupar com outros fatores além do preço. É fundamental saber que é quase impossível encontrar dois veículos desse padrão nas mesmas condições. Isso porque é comum eles apresentarem quilometragem rodada e desgaste das peças diferentes.

Sendo assim, ao procurar por um carro seminovo, é necessário prestar atenção em alguns detalhes importantes:

  • faça uma avaliação própria do carro, de modo a procurar por batidas ou arranhões, por exemplo;
  • se for comprar o veículo de um particular, veja se é de uma pessoa de confiança;
  • se a concessionária estiver vendendo o seminovo, fique atento com as documentações;
  • procure ajuda de alguém que entenda mais de automóveis no momento da aquisição: pode ser um mecânico de confiança, por exemplo.

Como avaliar a melhor opção

A depreciação do veículo é o primeiro fator a ser considerado ao avaliar, entre um carro zero ou seminovo, qual é a melhor opção. Por isso, considere que, ao adquirir um veículo novo, inevitavelmente ele sofrerá uma maior desvalorização do que o seminovo. Além disse, automóveis mais caros tendem a ter uma diminuição de valor mais rápida.

Nesse quesito, um ponto positivo do carro seminovo é que ele já sofreu sua maior desvalorização — que ocorre até o terceiro ano após a sua fabricação. No entanto, para verificar se o veículo necessitará de uma maior manutenção, será preciso observar a sua quilometragem percorrida.

Independente do veículo ser zero ou seminovo, é importante dirigi-lo antes de fechar negócio. Caso ele não seja zero-quilômetro, observe se existe algum problema, como dificuldades para ligar, vibrações ao dirigir e a presença de barulhos estranhos. O ideal é fazer o teste por uma curta distância, isso é o suficiente para você perceber a sensação de dirigir o automóvel.

Também é necessário considerar a garantia do veículo. Caso ele seja novo, dependendo do modelo, a montadora oferece um período de até 6 anos. Para garanti-la, o automóvel deverá fazer as suas revisões apenas na rede autorizada.

Por final, calcule os valores que deverão ser gastos com taxas e impostos. No caso do veículo novo, também será preciso considerar os custos de emplacamento. Além disso, caso você opte por contratar um seguro automotivo, compare o preço das alíquotas.

Considere fazer um consórcio

Quando existe o desejo de fazer uma grande aquisição, sem nenhuma dúvida o pagamento à vista traz as melhores vantagens. Entretanto, nem sempre é fácil conseguir juntar esse recurso, pois muitas pessoas não têm a disciplina para guardar o dinheiro necessário.

simule-um-consórcio-de-carro

Simule um consórcio de carro

Em situações assim, é comum as pessoas procurarem no mercado por crédito que viabilize essa compra. Caso não exista uma grande urgência para efetuar a aquisição, é quase certo que o consórcio é melhor forma de conseguir realizar o desejo de ter um novo carro.

Por se tratar de um autofinanciamento, não existe a cobrança de juros. Com isso, na maioria dos casos, sai mais barato comprar uma cota do que contratar um financiamento. Apesar de poder demorar alguns meses para ser contemplado por meio do sorteio, é possível antecipar a aquisição do veículo ao dar um lance.

Além disso, existe uma grande flexibilidade para usar a carta de crédito. Ao ser contemplado, você poderá escolher o modelo que desejar, seja ele zero-quilômetro ou seminovo. E, caso seja preciso, é possível completar o valor para conseguir adquirir um veículo melhor.

Como é possível perceber, existem vários fatores que deve ser considerado ao decidir entre um carro zero ou seminovo. Apesar de ser mais barato a aquisição de um automóvel de segunda mão, às vezes a realização do sonho de ter um veículo novo fala mais alto, o que justifica esse investimento.

Agora, diga para gente o que você prefere: comprar um carro zero ou um seminovo? Até a próxima!

Simulação de Consórcio
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.

Ler próximos artigos

Consórcio