Guia completo: tire todas as suas dúvidas sobre o consórcio de serviços

Guia completo: tire todas as suas dúvidas sobre o consórcio de serviços

Quando você ouve a palavra consórcio, o que você imagina?

Muito provavelmente você deve ter um bem de alto valor em mente, que pode ser parcelado em diversas vezes. Quem nunca ouviu falar de um amigo, quem sabe um parente próximo ou distante que tenha feito consórcio para comprar um carro, um eletrodoméstico - ou, há alguns anos, até mesmo um videocassete?

É verdade que o consórcio sempre tem um bem final, que materializa o sonho de muita gente. Porém, as necessidades de consumo mudaram com o passar dos anos: gerações que nasceram entre os anos 1980 e 90 entraram forte no mercado de consumo, com novos padrões e comportamentos. Essa mudança é constante e, naturalmente, o segmento de consórcio teve que se atualizar.

A fim de ajudar mais pessoas a realizarem sonhos que têm mais a ver com experiência e bem-estar, surgiu o consórcio de serviços.

Mas, qual a diferença dele para as demais modalidades? E o que é possível comprar com uma carta de crédito de serviços? Vamos explicar tudo neste artigo, continue a leitura.

Como surgiu o consórcio de serviços?

A história do consórcio tem um papel importante na economia brasileira. Nos início dos anos 1960, época em que o Brasil seguia um rumo desenvolvimentista com a construção de novas estradas e o fortalecimento do segmento de automóveis, muitas pessoas estavam interessada em adquirir o primeiro carro.

Só que, diferente dos dias de hoje, o acesso ao crédito não era assim tão simples. As instituições financeiras eram mais rígidas, de modo que boa parte da população ficava sem acesso ao carro, por não ter condições de parcelamento sem o apoio dos bancos e do governo.

Na recém-inaugurada capital de Brasília, alguns funcionários do Banco do Brasil tiveram uma ideia pioneira: como cada um estava interessado em comprar um automóvel, eles se juntaram e criaram uma conta voltada somente para financiar cada carro.

Como todos passaram a investir ao mesmo tempo, eles criaram um sistema: todos os meses haveria um sorteio, assim, todos teriam as mesmas chances de contemplação. O contemplado ficava com o carro, mas deveria permanecer contribuindo para o fundo, para que ninguém se saísse prejudicado.

Essa organização foi atraindo cada vez mais interessados não só no banco, mas até mesmo fora dele. Pouco tempo depois, estava formatado o modelo de consórcio.

Por ser uma modalidade vantajosa, diversos grupos e empresas foram criando suas próprias formas de ajudar no consórcio de carros - inclusive as próprias montadoras. Com o boom do segmento, havia a necessidade de órgão para regularizar suas atividades. Assim, em 1967, surge a ABAC (Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios) e outras entidades que ajudaram a regular o negócio, para garantir credibilidade e segurança aos consorciados.

De início, o consórcio era utilizado somente para venda de automóveis pequenos. Não demorou para que as montadoras introduzissem esse modelo para facilitar a venda de veículos mais pesados, gerando a possibilidade de consórcio para caminhões e motocicletas.

Os anos 1970 foi um momento importante para a consolidação das indústrias no nosso país. E, para atrair mais consumidores, muitas empresas começaram a oferecer consórcio para eletrodomésticos e eletroeletrônicos.

Somente em 1991, porém, ficou determinado que o Banco Central do Brasil (Bacen) deveria fiscalizar e regulamentar as operações de consórcios. Por meio da lei nº 8.177, o consórcio aos poucos foi ampliando suas possibilidades, passando a oferecer as primeiras cartas de imóveis.

Por sinal, foi nos anos 1990 que surgiu a primeira modalidade de consórcio de serviços, com a criação de alguns grupos referenciados que vendiam passagens aéreas com o consórcio. Era 1993, época em que um percentual muito menor da população podia viajar de avião.

Com a aprovação da lei nº 11.795/2008, conhecida como Lei do Consórcio, finalmente o segmento passou a operar com mais clareza e flexibilidade. De acordo com dados da ABAC, o consórcio cresceu tanto, que hoje movimenta mais de 3% de todo o Produto Interno Bruto (PIB) do país, ultrapassando a marca de 7 milhões de participantes ativos.

Muita gente ainda compra carro, apartamento e moto com o consórcio. Nos últimos anos, porém, a categoria de serviços tem conquistado um número crescente de novos ingressantes.

A seguir, vamos explicar como as pessoas estão reagindo ao consórcio de serviços, os produtos oferecidos e como ele pode ajudar a melhorar a sua vida.

Consórcio de serviços: modalidade em crescimento

Por mais que o consórcio de serviços tenha surgido há bastante tempo, a ABAC efetivou a modalidade somente nos anos 2000. Na Embracon, o consórcio de serviços passou a ser comercializado com as demais cotas a partir de 2018, quando completou 30 anos de operação.

E foi só recentemente que o brasileiro passou a enxergar o potencial de adquirir algum serviço pelo consórcio. Para se ter uma ideia, a contratação de consórcio de serviços tem aumentado mais de 60% ano a ano, segundo a ABAC. Em 2019, acabou batendo a marca histórica de 100 mil cotas vendidas, consolidando de vez a modalidade - que hoje movimenta mais de R$ 400 milhões em créditos comercializados.

Mais que uma categoria com potencial, o consórcio de serviços é uma das modalidades que mais tem ajudado os brasileiros a realizar seus sonhos. Esse tipo de consórcio trabalha com valor de carta de crédito inferior às modalidades mais tradicionais, como automóveis e imóveis, servindo como uma excelente porta de entrada para pessoas que têm interesse de aproveitar as facilidades de uma categoria que não cobra entrada, nem juros.

A seguir, vamos apresentar quais são as possibilidades com o consórcio de serviços.

O que posso fazer com o consórcio de serviços?

Agora que você entendeu bem o contexto do consórcio de serviços, como ele foi criado e, aos poucos, passou a compor o portfólio das administradoras, falta responder à principal pergunta: o que realmente posso fazer com consórcio de serviços?

Em vez de ter um bem material como finalidade, o consórcio de serviços está mais atrelado à contratação de um ou uma série de profissionais para realizar uma atividade importante, que vai representar uma experiência inesquecível e duradoura.

Com a carta de crédito da Embracon, você pode investir em até 6 serviços diferentes - que podem ser utilizados de diferentes formas, sempre pensando em melhora de qualidade de vida pessoal e até mesmo profissional. Confira os detalhes de cada um dos produtos do consórcio de serviços.

Consórcio para festas

Nossa vida é composta de grandes momentos. Alguns deles, por sinal, ficam marcados em nossa memória por longos anos porque representam uma fase importante pela qual passamos.

Muitos desses momentos podem ser inesperados, mas existem alguns deles com os quais queremos estar mais preparados, para envolver a família, os amigos e os parentes mais próximos. Um desses momentos, por exemplo, pode ser o primeiro aniversário do seu filho. Ou o baile de debutante da sua filha adolescente. Ou o bar mitzvah do filho. E, indo mais além, até mesmo o seu casamento, olha só!

Com o consórcio de festa, você pode se preparar melhor para cada um desses momentos especiais. Afinal, sabemos que uma festa envolve muitos custos agregados: contratação de buffet, local de realização, presentinho de convidados, bolo, cerimônia, roupas…

Com o consórcio para festas, você garante o pagamento de uma vez só da organização e realização do evento que você deseja fazer. E, claro, você sempre pode ir mais além: também pode utilizar essa carta para presentear o aniversário de alguém, preparar uma festa de formatura, ir se organizando para as comemorações de ano novo.

Pense bem na data final em que pretende utilizar a sua carta de serviços. Assim como já funciona para as modalidades mais tradicionais, você pode ofertar um lance e ser contemplado mais rapidamente.

Consórcio para viagens

Com o passar dos anos o brasileiro tem mostrado cada vez mais interesse em viajar. Seja para países como Estados Unidos e Argentina, dois dos principais destinos internacionais, ou até mesmo para conhecer as belezas de nossos estados, o fato é que viajar representa uma experiência única em todas as fases da nossa vida.

Imagine ter mais organização para o seu primeiro mochilão pela Europa, para uma viagem inesquecível com os amigos pela América Latina ou para uma praia paradisíaca para levar a família e aproveitar as férias.

Tudo isso é possível com o consórcio de viagens. Você pode utilizar a carta de crédito para contratar pacotes turísticos, fechar um cruzeiro, dar de presente para o filho que está completando a formatura da faculdade e até presentear seus pais na aposentadoria.

Outra possibilidade interessante com o consórcio de viagens é aproveitar a lua de mel. Se você está pensando em se casar com o consórcio de festas, pode já pensar em outra carta para o momento íntimo do casal após a celebração.

O crédito de consórcio de viagens pode ser utilizado para a compra das passagens, aquisição de serviços adicionais, como roteiros turísticos, hospedagens, traslados e outras facilidades, para que você possa aproveitar a experiência da melhor forma possível.

Consórcio para procedimentos estéticos

Nos últimos anos, a procura por procedimentos estéticos não cirúrgicos quadruplicou. Segundo levantamento da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), tratamentos como preenchimento, toxina botulínica (o famoso botox), peeling (para clarear manchas e cicatrizes), entre outros procedimentos têm sido cada vez mais buscados pelos brasileiros.

Além disso, temos as cirurgias plásticas, que também costumam ser muito procuradas. Quando se fala nesse tipo de procedimento, pense em implantação de prótese de silicone nos seios, modelagem de nariz, orelhas, reparação por acidentes e muito mais.

Tudo isso pode ser coberto pelo consórcio para procedimentos estéticos. Além disso, ele costuma ser utilizado para apliques nos cabelos, bronzeamento artificial ou até na contratação de um pacote de beleza completo para a noiva no dia do casamento.

Consórcio para cuidar da saúde e estética

Segundo a Agência Nacional de Saúde Suplementar, apenas 24% da população brasileira possui algum plano de saúde particular. E, mesmo quando possui, nem sempre tem acesso a alguma cirurgia ou procedimento mais complexo.

Para esses casos, o consórcio de serviços também pode ser uma grande ajuda, abrangendo áreas de oftalmologia, odontologia, ortodontia e exames médicos atípicos. Isso significa que você pode contar com a carta de serviços para planejar algum procedimento estético ou cirúrgico.

Ao optar por essa modalidade, faça uma pesquisa aprofundada sobre os profissionais e a clínica responsável pelo procedimento. É importante tomar as devidas precauções, para que você possa ter uma experiência positiva ao longo de todo o processo.

Caso você identifique um problema de saúde complexo em algum familiar - que, mais pra frente, irá precisar de uma intervenção - o consórcio pode ser uma opção. A vantagem é que você pode investir em uma carta de consórcio para se preparar para o futuro, caso algum familiar ou parente próximo passe por momentos complicados de saúde, por exemplo.

Além de ajudar em diversos procedimentos médicos, o consórcio de saúde e estética também pode ajudar em tratamentos com fisioterapeutas, fonoaudiólogos e psicólogos.

Consórcio de educação

Uma das principais vantagens do consórcio de serviços é possibilitar o investimento em educação. Pense nisso sob diferentes formas.

Digamos que seu filho esteja crescendo, e você já queira se preparar para deixar a faculdade paga quando ele passar no vestibular. Ou até mesmo para começar a investir na sua pós-graduação ou algum curso importante para o seu desenvolvimento profissional: cursos técnicos, de idiomas, atualização, entre muitos outros.

Cada vez mais os brasileiros buscam se especializar. Muitos cursos, porém, acabam ultrapassando o orçamento familiar. É exatamente para facilitar a sua vida que o consórcio de estudos surgiu.

Quem busca a esperada promoção no trabalho também pode investir no MBA (Master of Business Administration), mestrado ou doutorado - tudo de forma organizada, seja para realizar o seu sonho ou de algum familiar.

Ah, vale lembrar que o consórcio de estudos também pode ser utilizado para fazer intercâmbio. Assim, dá pra aproveitar um benefício duplo: a viagem para um país diferente e a possibilidade de aprimorar um novo idioma.

Portanto, não deixe que o intercâmbio seja um sonho distante: com organização e planejamento, é possível!

Consórcio para decoração e reformas

Quando compramos uma casa ou um apartamento novo, a empolgação é enorme. Mal queremos encostar nas paredes ou fazer qualquer tipo de sujeira, para manter sempre o ar de novo, não é verdade?

Porém, o tempo passa e o desgaste, infelizmente, é natural. Logo, a nossa casa já não está mais do jeito que gostaríamos, a garagem é pequena demais, o quarto vazio dos filhos acaba virando um cômodo improvisado. Em algum momento virá a necessidade de reforma.

Segundo a Associação Brasileira de Administradoras de Consórcio (ABAC), o consórcio de reforma é a modalidade mais contratada dentro de consórcio de serviços. Ou seja, as pessoas estão interessadas em dar uma repaginada no lar porque querem investir em seu bem-estar.

Com o consórcio de reforma, você pode realizar serviços diversos: comprar materiais de construção, fechar com os profissionais responsáveis, montar um cômodo, ampliar a garagem, mudar toda a parte interna ou até mesmo instalar uma piscina ou uma banheira na sua suíte.

Até mesmo serviços mais específicos, como troca da rede hidráulica e elétrica, adequação das documentações do imóvel (como escritura, por exemplo) ou a montagem de um jardim suspenso também podem ser contratados com esta carta.

E não para por aí. Se você acabou de pegar as chaves do seu novo apartamento ou está com a casa recém-construída, também pode contar com o benefício do consórcio de reforma para decorar o seu novo lar. Aproveite para fechar serviço com decoradores, arquitetos e se organizar para a compra dos materiais necessários para deixar o seu ambiente ainda mais aconchegante.

Como posso contratar consórcio de serviços?

Como antecipamos, o consórcio de serviços é uma categoria diferente das já tradicionais cartas de automóveis e imóveis. Porém, sua lógica de funcionamento é a mesma.

Ao investir em uma cota de serviços, o procedimento é o mesmo já consolidado na modalidade: primeiramente, você vai em um simulador de consórcio e escolhe o valor da carta de crédito.

Depois disso, basta selecionar a quantidade de parcelas que deseja pagar. Leve em consideração as suas finanças pessoais, afinal, a mensalidade não pode ultrapassar 30% dos seus rendimentos mensais.

Diferente das demais modalidades, a carta de crédito para consórcio de serviços é menor. Você pode investir em uma carta de R$ 15 mil a R$ 30 mil, que podem ser divididos em até 30 mensalidades. Este valor se aplica para todas as opções de consórcio de serviços: viagens, estudos, reforma, estética, festas e casamento.

Tanto que, durante a simulação, a Embracon não pede a distinção do serviço escolhido. Basta selecionar a quantidade de parcelas e o total da carta, para ter uma simulação de quanto teria que pagar por mês.Aí, na hora de ser contemplado, você indica qual serviço deseja obter com a carta.

O valor retornado da simulação já inclui na parcela algumas taxas relativas ao consórcio, como:

   • Taxa de administração, que serve para remunerar a empresa de consórcio pela criação dos grupos, realização dos sorteios e entrega das cartas de crédito;

   • Fundo de reserva, que garante que todos os recursos investidos nos grupos servirão para a entrega dos bens para os contemplados.

Diferentemente dos juros, as taxas do consórcio possuem valores mais em conta. Além disso, você possui poder de compra à vista com a sua carta de crédito, o que permite uma boa margem de negociação ao fechar os serviços.

Durante a etapa de simulação, são pedidas algumas informações básicas, como e-mail e telefone, para que os especialistas em consórcio entrem em contato. São eles que irão explicar todos os detalhes do contrato e tirar todas as dúvidas, para que você tenha a certeza de estar investindo em uma modalidade que vale a pena para você.

Fechando o contrato de consórcio de serviços

Após passar pelas etapas de aprovação do consórcio, o próximo passo é o fechamento do contrato.

Por isso mesmo, escolha uma administradora confiável. A melhor forma de se certificar é fazendo uma consulta pelo Banco Central do Brasil, que regula as atividades das administradoras. Lá, é possível verificar as empresas autorizadas a trabalhar com cotas de consórcio.

Ao escolher uma administradora como a Embracon, por exemplo, que já realiza sonhos de milhares de pessoas há mais de 30 anos, você conta com a confiança de que irá participar de um processo seguro para a contemplação.

Vale lembrar que, de acordo com a lei nº 11.795/2008, nenhuma empresa de consórcio pode garantir a contemplação de forma antecipada para os integrantes. Além disso, as administradoras devem cumprir uma série de exigências para seu pleno funcionamento. Essa regulação garante segurança aos interessados em investir pelo consórcio - tanto na hora de pagar pelas mensalidades, como em todo o processo de sorteio e contemplação do bem.

Pelos sorteios, você pode ser contemplado do primeiro ao último mês. Para isso, é preciso pagar as mensalidades nas datas estipuladas, para não correr o risco de prejudicar os grupos. Afinal, o consórcio é um investimento realizado de forma coletiva; o comprometimento de todos garante que as contemplações sejam efetivadas mensalmente.

A seguir, vamos explicar alguns dos direitos e possibilidades do consorciado.

Fechei contrato. E agora?

Consórcio é um investimento a longo prazo. Por isso, saiba que a sua contemplação pode acontecer dentro do prazo que você estipulou para as mensalidades.

Para a participação nos sorteios, é preciso estar com as mensalidades em dia. Você pode até fechar o contrato com algumas pendências financeiras, ou seja, o consórcio é uma modalidade flexível que, no momento da contratação, não exige muitas comprovações.

Durante seu pagamento, porém, é preciso se organizar para estar com a sua situação financeira organizada. Se estiver com o nome sujo, por exemplo, você corre o risco de ser contemplado e não ter a carta de crédito liberada. Isso porque a administradora realiza uma etapa de aprovação de crédito para o contemplado, com o objetivo de garantir o bom funcionamento do grupo e evitar inadimplência.

Além disso, sempre que a sua cota completa aniversário de um ano, a sua carta de crédito passa por um processo de ‘correção’. Essa medida leva em consideração os percentuais de inflação, protegendo o consorciado da desvalorização do bem.

Isso significa que o valor da carta que você escolheu provavelmente terá um acréscimo no momento da contemplação, acompanhando a valorização da moeda. Esse aumento é repassado nas mensalidades ano a ano. Para o consórcio de serviços, o índice que serve como parâmetro é o Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M).

Como funciona os sorteios mensais

Assim como em todas as modalidades de consórcio, você participa de sorteios para ter sua carta contemplada.

Caso tenha uma data em mente e queira antecipar a sua carta, você pode fazer a oferta de um lance. Neste caso, atenção: a pura e simples oferta não garante a contemplação. É preciso que o seu valor seja maior que os demais integrantes do grupo interessados em fazer a oferta de um lance.

Você pode registrar o valor que deseja oferecer até 24h antes do sorteio, pela área de clientes. Se o seu valor for o maior, você é contemplado. Mas, se não for, sem problemas: seu dinheiro não chega a ser debitado nessa etapa, e você pode fazer a oferta mais pra frente.

Se este for o seu objetivo, uma boa dica é acompanhar os sorteios e verificar a média oferecida nos lances. Dessa forma, você consegue se preparar melhor!

Contemplação de consórcio de serviços

Seja via sorteio ou via lance, o procedimento para obter a carta de crédito após a contemplação é o mesmo.

A administradora pede uma série de documentações, para garantir que a carta será utilizada para o consórcio de serviços.

Antes de tudo, é preciso saber que a carta de consórcio de serviços só pode ser utilizada para as opções mencionadas acima. Não é possível começar investindo em serviços para, depois, mudar para automóveis ou imóveis, por exemplo.

Confira a documentação pedida pela administradora, para prosseguir com a entrega da carta de crédito:

   • Comprovantes de renda como garantia para o pagamento das parcelas ainda por vencer;

   • Consulta a órgãos de proteção ao crédito, para garantir o comprometimento com as mensalidades restantes;

   • Documentos do serviço a ser contratado, que podem ser obtidos junto aos fornecedores;

   • Entre outros que a administradora julgar pertinentes.

Como utilizar a carta de crédito

Após a etapa de aprovação pela administradora, você finalmente tem acesso à carta de crédito para a escolha de qualquer um dos serviços mencionados.

Importante lembrar que o consorciado não recebe o valor da carta em sua conta. É preciso indicar os fornecedores ou empresas que vão entregar o serviço desejado.

Por exemplo, se vai investir em uma pós-graduação, precisa indicar a universidade, para que o repasse seja feito. No caso de consórcio de reforma, que pode envolver mais de um serviço, é preciso indicar os profissionais e empresas ao ser contemplado.

Se o valor da sua carta de crédito for maior que o serviço contratado, você pode utilizar o valor remanescente para pagar as parcelas que faltam do consórcio ou, quem sabe, até mesmo utilizar para documentações ou burocracias envolvendo o serviço em questão.

Caso o saldo da sua carta seja insuficiente, você pode completar com os seus próprios recursos. Converse com a empresa ou fornecedor ao longo do processo. Afinal, a carta de crédito tem poder de compra à vista, e pode dar uma boa margem para negociação.

E se eu não quiser usar a carta de crédito logo após a contemplação?

Como o consórcio é uma modalidade que tem a ver com planejamento, pode acontecer de você não utilizar a carta de crédito já no momento em que é contemplado. Quanto a isso, sem problemas.

Na Embracon, é possível deixar o dinheiro da carta de crédito em um fundo da própria administradora. A vantagem é que ele vai rendendo aos poucos, até que você possa resgatá-lo no futuro.

Se este for o seu desejo, converse com a administradora na hora de ser contemplado.

Por que vale a pena investir em consórcio de serviços?

A seguir, vamos apresentar alguns motivos para que você considere investir em consórcio de serviços.

Ajuda no seu planejamento familiar

Sempre que se fala de viajar, investir em algum curso importante ou até mesmo seguir com um procedimento estético, corremos o risco de deixar essas atividades para segundo plano.

Sim, imprevistos acontecem mas, quando conseguimos nos organizar para investir em uma experiência, você evita a frustração de querer e não poder fazer o que realmente gostaria.

Por trabalhar cartas com valores menores, você pode usar o consórcio de serviços a seu favor. Para isso, escolha um valor de mensalidade que não vá comprometer o seu orçamento. Assim, aos poucos você vai quitando o valor de algo que vai fazer a diferença na sua vida e na vida de quem você ama.

Flexibilidade de usar com o que quiser

São muitas as possibilidades de consórcio de serviços, não é? O melhor de tudo é que você não precisa ter decidido para que quer utilizar a carta. Afinal, você pode ter pensado em uma reforma, por exemplo, mas por algum motivo percebeu que era melhor priorizar o MBA importante para ser promovido na empresa em que trabalha.

E, caso queira comprar mais de uma cota, também é possível. Digamos que você vai casar e já tem a casa pronta. Com duas cotas, por exemplo, você pode investir na cerimônia, fazer a  reforma do lugar e, com sorte, viajar para um lugar incrível na lua-de-mel. Quem sabe algum dos padrinhos não ajude a pagar uma dessas cotas?

Você pode presentear alguém com o consórcio de serviços

Olha que incrível seria sua filha descobrir que, ao completar 15 anos, tem uma festa de debutante totalmente paga! E você tem motivos de sobra para ficar feliz: afinal, conseguiu se preparar com antecedência e não terá que pagar um valor elevado em cima da hora.

Esse planejamento se aplica para diversas situações: você pode investir na faculdade, no intercâmbio para depois do ensino médio, na data especial de primeiro aniversário do seu filho, em um mochilão para a Europa ou, quem sabe, uma viagem para a Disney com a família inteira!

Como o consórcio permite manter a carta de crédito em um fundo da própria administradora, você não precisa ter pressa para ser contemplado ou adquirir o serviço. Portanto, já pense em uma surpresa legal para toda a família - e conte com o consórcio para ajudá-lo nessa empreitada.

Poder de compra à vista

Quando se tem um alto valor à disposição, fica mais fácil negociar com os fornecedores. A carta de crédito dá poder de compra à vista ao contemplado.

Com isso, você pode ter um desconto considerável ao negociar com profissionais que farão a sua reforma, agência de viagens responsável pelo pacote ou até mesmo a clínica de cirurgia que cuidará do seu procedimento estético.

Assim como já acontece com consórcio de automóveis, moto e serviço, a carta de crédito do consórcio de serviços é repassada diretamente para o responsável pelo serviço. Por isso, ao ser contemplado - seja via sorteio ou via lance - é preciso indicar o fornecedor, para que a administradora faça a transferência diretamente a ele. Caso o serviço conte com mais de um profissional, é preciso indicar todos eles à administradora após ter a contemplação aprovada.

Acesso antecipado ao bem

Caso você opte por um consórcio de serviços já com a data de casamento marcada, por exemplo, é preciso se organizar para garantir a carta de crédito no momento certo.

Para isso, é preciso entender como funciona o lance. Nos sorteios mensais, há a possibilidade de ofertar o lance, que se trata de um valor maior a ser dado no sorteio. O indicado é que seja, pelo menos, 20% da carta. Se o valor que você ofertar for o maior, você é contemplado com o bem e o valor investido quita as últimas parcelas de forma regressiva, ou seja, sempre da última para a mais recente.

Alguns grupos de consórcio possuem regras específicas de funcionamento. Durante a vigência do seu contrato, converse com a administradora e veja se possui algumas facilidades, como:

   • Possibilidade de ofertar lance embutido: com ele, é possível usar o saldo restante da sua carta de crédito para um lance. Por exemplo, caso tenha investido em uma carta de R$ 30 mil, mas considera que R$ 20 mil seja suficiente para o que deseja, pode utilizar os R$ 10 mil como lance em um dos sorteios mensais. Além de antecipar as prestações, você pode ser contemplado mais cedo.

   • Percentual máximo: veja se existe algum limite para a oferta do lance dentro do seu grupo. Saber disso pode ajudar no seu planejamento, caso queira receber o bem de forma antecipada.

   • Quantidade de cartas de crédito disponibilizadas pelo grupo, para ter uma noção de quando será sorteado.

Mas, caso você queira presentear alguém no futuro, e não está com tanta pressa assim, fique tranquilo. Mesmo após ser contemplado, você pode manter o dinheiro da carta no fundo do grupo. Converse com a administradora para entender as suas possibilidades.

Benefícios das parcelas

Ao fechar o contrato de consórcio, você pode obter algumas garantias importantes.

Veja algumas opções que você tem na hora de fechar o contrato:

   • Inclusão de seguros por morte, inadimplência ou desemprego, a depender do contrato

   • Inclusão do valor de fundo de reserva para que, no caso de uma eventualidade com um dos integrantes, os demais cotistas não sejam prejudicados.

Dessa forma, além de se proteger, você acaba protegendo os demais cotistas do grupo, que terão maior segurança ao longo do processo.

Ah, e caso você queira aumentar ou diminuir o valor da mensalidade, também tem a opção de entrar em contato com a administradora. A aprovação pode depender do grupo em que você está, além do pagamento correto das mensalidades.

Credibilidade da empresa

Infelizmente, existem alguns casos de fraude no consórcio que comprometem a modalidade como um todo. Por isso, pesquise bem a empresa, verifique as condições e leia o contrato com atenção, para que você não tenha nenhuma surpresa negativa enquanto investe no seu consórcio de serviços.

Caso tenha alguma dúvida ou insegurança, você pode acionar o principal órgão que regula as administradoras, a ABAC, que possui um canal específico para esclarecer todas as dúvidas sobre consórcio.

Consórcio de serviços e planejamento: tudo a ver

Esperamos que, com a leitura deste guia completo, você tenha entendido melhor todo o funcionamento do consórcio de serviços.

Assim como as modalidades de imóveis, moto e automóveis, o consórcio de serviços funciona muito bem quando você e sua família se planejam. E essa organização pode se dar de diferentes formas: é possível mirar a data de casamento, por exemplo, e selecionar uma quantidade de parcelas que não vá ultrapassar a data (lembrando que, para consórcio de serviços, o mínimo é de 20 parcelas). Ou até mesmo pensar em uma viagem para daqui há 2 ou 3 anos.

Ou, se preferir, você também pode começar a pagar pelo consórcio e, em paralelo, se organizar para ofertar um lance. Suas chances aumentam quando se tem uma boa quantia. Enquanto isso, pode ir observando os sorteios mensais e entender os valores necessários para que suas chances de contemplação com o lance aumentem.

E, se possível, envolva a família ao longo de todo o processo. Seja para presentear os filhos, planejar uma viagem ou finalmente ter um plano de ação para reformar o seu lar, o consórcio de serviços veio justamente para tornar a vida das pessoas melhor e mais leve.

Faça já uma simulação e aproveite os benefícios de uma modalidade que está conquistando cada vez mais os brasileiros.
Simulação Consórcio Serviço
chat Eva