Guia completo para uma viagem sustentável em praias paradisíacas

Guia completo para uma viagem sustentável em praias paradisíacas

O tempo de isolamento permitiu que o meio ambiente ficasse menos poluído. Isso porque, em um primeiro momento, no mundo inteiro a maioria das pessoas ficou em casa. Sem viagens, carro e avião, a natureza agradeceu com rios mais limpos, céus mais azuis e até o aparecimento de alguns animais silvestres no meio das cidades (que sempre estiveram distantes por causa da poluição ambiental e sonora).

Aos poucos as pessoas estão voltando ao normal, e o plano é que tudo volte como era antes - isso depois da tão sonhada vacina. O turismo é o setor que está mais ansioso para esse momento. No mundo, o setor emprega uma em cada dez pessoas, além de movimentar trilhões de dólares em exportações ao ano e ser responsável por 10% do produto interno bruto mundial. Ou seja, o setor está mais preparado do que nunca para voltar, tomando todas as precauções para isso acontecer da melhor forma possível.

Agora, a pergunta que fica é: como viajar, conhecer paraísos naturais, praias e montanhas, sem acabar com a infra-estrutura e beleza das cidades, deixando tudo exatamente como se ninguém tivesse passado por lá?

Alguns dos paraísos naturais já têm regras próprias para evitar que os turistas prejudiquem as cidades. Fernando de Noronha, em Pernambuco, por exemplo, existe uma taxa de preservação da cidade que cada turista precisa pagar por dia para estar lá. Essa taxa ajuda a economia local a limpar as praias e investir em mais turismo. O arquipélago também tem algumas regras que ajudam na preservação, como a proibição da entrada no mar com protetor solar, além de serem muito rigorosos em relação ao lixo e contato com animais.

Noronha inclusive tem uma regra, decretada no final de 2018, que estabelece a “proibição da entrada, comercialização e uso de recipientes e embalagens descartáveis de material plástico ou similares”. E se nós começássemos a ter essa preocupação, não somente em paraísos como Noronha, mas em todas as nossas viagens? Com certeza teríamos praias e cidades mais limpas, com muitos recursos para tornar nossas férias inesquecíveis e nosso meio ambiente mais preservado.

Listamos algumas dicas de como visitar praias paradisíacas da forma mais sustentável possível. Confira aqui:

Incentive o comércio local e compre os produtos da região

Sabe aquela venda de artesanato ou aquela loja de roupa bem escondida nas pequenas cidades? Elas sobrevivem por causa do turismo, então sempre opte por comprar dos pequenos artesãos e comerciantes do que das grandes lojas de departamento espalhadas pelo Brasil - inclusive on-line.

Escolha uma hospedagem verde, que tenha cuidado com a natureza

Priorize sempre hotéis e pousadas que usam energia solar para o aquecimento da água. Além disso, vários outros cuidados devem ser levados em consideração na hora de escolher a hospedagem, como coleta seletiva, reaproveitamento de água, cultivo de alimentos em horta orgânica, iluminação natural, descarga de duplo acionamento e bicicletas para uso dos hóspedes. Esses cuidados fazem toda a diferença, já que eles recebem muitas pessoas

Use sua toalha e seus lençóis mais de um dia

Você já parou para pensar que sua toalha não precisa ser lavada todo dia? Então faça como você faz na sua casa: use suas toalhas o máximo que puder. Assim, elas não precisam ser lavadas todos os dias e economizamos água e energia.

Isso vale também porque cidades turísticas têm menos infra-estrutura em relação à energia e água, e muitas das vezes que essas cidades ficam em falta é justamente pela grande quantidade de turistas que recebe.

Pequenos gestos também ajudam a preservar a natureza

Um grande exemplo é que quanto menos plástico você consumir, menos plástico precisará ser descartado, principalmente em cidades pequenas que não estão tão acostumadas a receber e reciclar tanto lixo. Que tal levar sua ecobag para passear quando você está fazendo turismo também?

Use transporte público, bicicleta e caminhe bastante

Reduza a pegada de carbono. Na hora de pensar o trajeto da sua viagem trace uma rota contínua. As paradas ao longo do caminho evitam o vai e vem e reduzem o consumo de combustível. Caminhar bastante e andar de bicicleta também, além de serem ótimos para a saúde, fazem bem para o meio ambiente.  

Observe animais na natureza

A discussão sobre zoológicos e grandes aquários é muito extensa, mas você pode fazer a sua parte para não incentivar que animais tenham uma vida isolada e longe de seu meio. Não faça visita a lugares que violam direitos básicos e tratam animais silvestres como atração turística. O maior exemplo é a exploração de animais locais.

Sua escolha faz toda diferença

Escolha empresas de turismo que tenham responsabilidade social e ambiental, além de destinos fora do circuito. Cada vez que você toma uma decisão pensando em como incentivar o turismo ecológico, mais pessoas serão beneficiadas.

Não dê comida para os animais

A fauna é perfeita e funciona em harmonia. Não cabe a nós desequilibrarmos isso. A alimentação do animal silvestre está toda na natureza e qualquer alimento que ele coma diferente e industrializado podem ser prejudiciais.

Se você encontrou algo que te agrada na natureza é porque tem que ficar ali

Não leve para casa. Não colha sementes, pedras, conchas ou mudas de plantas. E claro que isso inclui sempre recolher seu próprio lixo. A regra é clara. Não tem porque ser diferente em nenhum lugar, muito menos nas férias, né?

Cuidado com o fogo

Se precisar acender fogo, sempre lembre de apagá-lo e o faça em um lugar seguro. Sabia que um dos maiores motivos de grandes queimadas são justamente descuidos pequenos?

Pesca consciente

É sempre importante ressaltar que não são todas as cidades em que a pesca é permitida. Então, em primeiro lugar, informe-se antes. Na hora de pescar, limite uma quantidade de peixes. O ideal é você levar para casa apenas os peixes que vai comer.

Pets em casa

Quando você leva seu cachorro à praia, além de estar correndo o risco de fazer com que o seu animal contraia doenças, você faz com que seu pet contamine a areia da praia. Além disso, na praia, a circulação de animais domésticos é proibida.

Viagem consciente

Para completar, que tal uma lista com 10 praias paradisíacas para te inspirar a escolher qual dessas viagens sustentáveis você quer planejar? Trouxemos dicas das praias mais bonitas e exóticas do Brasil e algumas dicas internacionais também.

Pipa, Natal (Rio Grande do Norte)

Uma das praias paradisíacas mais animadas do Brasil. Cheia de encantos, tem opções de lazer para todas as idades, além de de uma beleza de encher os olhos. Ainda traz a vantagem de estar localizada a 80 quilômetros de Natal, a capital do Rio Grande do Norte.

Ilha Grande (Rio de Janeiro)

Uma ilha sem acesso a carro e a todas as dores de cabeça da civilização. Cheia de restaurantes charmosos, comércios e os melhores passeios de barco e trilhas para praias afastadas. Uma ótima opção para quem gosta de turismo de aventura. Aqui, com certeza você não fica sem ter o que fazer - só se você quiser.

Praia de Jericoacoara, Jericoacoara (Ceará)

Carinhosamente conhecida como a Praia de Jeri, é famosa por ter redes penduradas dentro da água do mar. Quase que como num sonho bom você pode descansar em uma rede ao redor de areias brancas, águas cristalinas e peixes curiosos.

Praia do Francês, Marechal Deodoro (Alagoas)

Famosa por suas águas calmas, a Praia do Francês é o lugar perfeito para você mergulhar. A praia ainda tem uma ótima infraestrutura para quem quer fazer boas refeições e aproveitar bons drinks.

Ilha do Campeche, Florianópolis (Santa Catarina)

Conhecida como Caribe Brasileiro, a Ilha do Campeche é cercada por areias finas e um mar cor de esmeralda. A praia fica no sul da Ilha (longe do centro da capital catarinense) e é uma atração imperdível em Santa Catarina.

Bora Bora, Polinésia Francesa

Essa é uma das mais famosas ilha do Pacífico Sul, na Polinésia Francesa. Além de ser um paraíso cheio de recifes e águas clarinhas, ela também abriga resorts de luxo com os famosos bagalôs acima da água. Além dessas atrações, no centro da ilha ainda é possível ver o Monte Otemanu, um vulcão adormecido de 727 m de altitude.

Bondi Beach, Austrália.

Uma das mais conhecidas praias da Austrália é a enseada de Bondi. Além de lindíssima e badalada, tem ondas perfeitas que atraem turistas do mundo inteiro. É um dos principais pontos turísticos de Sydney.

Cas Abao Beach, Curacao

Seu arrecife é o lugar perfeito para mergulhadores profissionais e amadores com seus snorkels. A praia é privada e, para acessá-la, é preciso pagar uma taxa que com certeza compensa. Na própria praia há uma infraestrutura anexada com bar, ducha e serviços de massagem.

Playa del Amor, Ilhas Marietas

O Parque Nacional Islas Marietas, no estado de Nayarit traz duas ilhas de origem vulcânica, a Isla Larga e a Isla Redonda. A Ilhas Marietas fica localizada na Isla Redonda e é um verdadeiro paraíso. A boa surpresa é que no verão quem aparece por lá são as baleias Jubarte.

Lanikai Beach, Havaí

Não precisa nem dizer que aqui você encontra belas praias, cachoeiras e esportes aquáticos. Além de tudo isso, Lanakai Beach, no Havaí, também é muito conhecida pela sua badalação.

Se você deseja começar a planejar sua viagem sustentável para um desses paraísos, faça uma simulação em nosso site e entenda como a Embracon pode te ajudar a realizar esse sonho!
chat Eva