O consórcio é investimento?

O consórcio é investimento?

Há mais de 50 anos, os brasileiros contam com o consórcio para a realização de seus sonhos.

Quando tudo começou, o maior desafio era proporcionar uma maneira facilitada para que as pessoas pudessem comprar o primeiro automóvel. Foi assim que os funcionários do Banco do Brasil criaram um sistema em que várias pessoas se reuniam e tinham as mesmas chances de contemplação por meio do sorteio.

Dessa forma, não era necessário depender das instituições financeiras para ter crédito na praça ou passar por algum tipo de burocracia. Foi um modelo que deu tão certo, que as próprias concessionárias passaram a também trabalhar com o consórcio, na tentativa de vender mais automóveis e de forma facilitada para os consumidores.

Com o passar dos anos, o setor de consórcios passou a ser melhor regulamentado e a abranger uma categoria maior de produtos. O que começou como investimento em automóveis logo ajudou milhões de brasileiros na compra de eletrodomésticos, eletrônicos e, mais tarde, até mesmo na realização do sonho da casa própria.

Sem a burocracia de um financiamento, com o consórcio não é preciso ter valor de entrada para dar início à realização do seu sonho. Além disso, não existe cobrança de juros - somente os valores de taxa de administração.

Ou seja, você investe o seu valor mirando a carta de crédito que, futuramente, servirá para a compra do bem que você tanto quis.

A seguir, vamos explicar em detalhes como realmente funciona o consórcio e por que ele pode ser considerado um investimento.

O que é e como funciona o consórcio?

Com o consórcio, você investe no bem que deseja, tendo a carta de crédito como principal referência.

Digamos que você queira comprar um imóvel com o consórcio. A primeira coisa a fazer é simular o valor do bem que deseja comprar, além da quantidade e do valor das mensalidades.

Sempre que se faz uma simulação, a primeira informação a se preencher são os dados pessoais do interessado, para que um especialista de consórcio entre em contato posteriormente para explicar a modalidade e fechar o contrato.

Após passar os dados, é preciso preencher o valor da carta de crédito. Para a compra de um imóvel, por exemplo, o valor da carta pode chegar a R$ 500 mil. O valor selecionado para a carta de crédito será o valor que o consorciado terá direito quando for contemplado.

Depois disso, é preciso identificar a quantidade de mensalidades necessárias para o pagamento da carta de crédito. Você pode simular quantas vezes o valor necessário para o seu consórcio. Aproveite para obter condições mais favoráveis para você, afinal, a flexibilidade é uma das maiores vantagens dessa modalidade.

Para conseguir fechar o contrato de consórcio, as administradoras exigem que o valor da mensalidade não ultrapasse 30% dos rendimentos mensais do consorciado. Ou seja, se você possui rendimentos mensais de R$ 10 mil, por exemplo, o valor a ser pago mensalmente com o consórcio não pode ultrapassar R$ 3.333,33.  

Feita a simulação, um especialista de consórcio entrará em contato para explicar a modalidade e entregar o contrato de adesão. Aproveite para tirar todas as dúvidas e fechar o melhor valor possível, para que não pese em seu orçamento.  

Geralmente, você passa a integrar um grupo com pessoas que investem em bens parecidos com o seu. No caso de começar a pagar por um consórcio de imóveis, por exemplo, muito provavelmente você estará em um grupo em que a maioria das pessoas também têm interesse na carta de crédito para um imóvel.

Ao integrar um grupo, você tem direito de participar das assembleias, onde acontecem as contemplações. Você pode ser sorteado com o seu bem ou fazer a proposta de um lance, que é um valor a mais oferecido com o objetivo de ser contemplado com antecedência. Pela modalidade clássica, o maior valor de lance garante a contemplação e quita as últimas mensalidades do consorciado ‘vencedor’.

É possível tentar o lance quantas vezes quiser. O valor só é debitado para a oferta vencedora. Portanto, caso tente o lance e outro consorciado tenha sido contemplado, aproveite para juntar um valor maior nas próximas tentativas e, assim, aumentar as chances de ter acesso à carta de crédito.

Para o processo de contemplação, a administradora realiza uma análise de crédito, para garantir que o sorteado ou vencedor do lance tenha condições de pagar pelas parcelas do consórcio mesmo após ter acesso à carta de crédito.

Nessa etapa, é preciso ficar atento às documentações pedidas e aos prazos estabelecidos. Com a aprovação da administradora, você pode finalmente utilizar a carta de crédito. Basta indicar o proprietário ou a empresa responsável pelo bem que você deseja adquirir. A administradora fica a cargo de realizar a transferência do valor integral, que tem poder de compra à vista. Isso garante uma boa margem de negociação com a compra.

Após ser contemplado com o bem, é preciso continuar o pagamento do consórcio. Enquanto isso, o bem fica alienado à administradora, até a quitação total da cota.

Agora que você compreendeu a mecânica de como o consórcio funciona, vamos explicar por que se trata de uma modalidade ótima para investir.

Por que o consórcio é investimento?

O consórcio é a melhor modalidade para planejar a compra de um bem de alto valor. Portanto, sempre que falamos que o consórcio é investimento, é porque facilita na hora de comprar um bem.

Só que, diferentemente de outras modalidades de compra, com o consórcio você não sai com o bem na hora. É preciso integrar um grupo e participar das assembleias, para ser contemplado via sorteio ou pela oferta de um lance.

Uma das maiores vantagens do consórcio é que você não precisa se preocupar com o alto valor do bem que deseja comprar. É você que determina o valor da carta de crédito, que será utilizado para a compra do bem, com a quantidade de parcelas que desejar.

Na verdade, o consórcio funciona como um tipo de autofinanciamento. É uma modalidade que ajuda você a se concentrar na compra de um bem de alto valor, sem correr o risco de ver os seus planos serem colocados por água abaixo por conta de algum problema financeiro.

Como uma ‘poupança forçada’, você consegue direcionar o valor para a conquista de um bem para, no final, ter um alto valor à disposição para a compra do bem de forma integral. Afinal, a carta de crédito possui poder de compra à vista, o que ajuda bastante na hora de negociar com a empresa responsável ou o proprietário do bem.

Aproveite para usar o seu poder de negociação na hora de escolher o bem que vai comprar. Dê preferência a quem tiver uma boa proposta de desconto à vista. Dessa forma, além de conseguir utilizar melhor a sua carta de crédito, você pode até mesmo contar com uma ‘sobra’ do valor para cobrir algumas despesas importantes com a compra do bem, como transferência de propriedade, idas ao cartório etc. O consórcio permite o uso de até 10% do valor da carta de crédito para esse tipo de custo.

E, no final de tudo, você paga por um valor bem mais justo a prazo por meio do consórcio. Pode demorar anos para que você quite a sua cota de consórcio e, com o objetivo de garantir que o dinheiro da carta de crédito seja o suficiente para a compra do bem que deseja, a cada aniversário da cota o consórcio passa por um reajuste. Isso pode fazer com que a mensalidade aumente - consequência do aumento da carta de crédito, que precisa estar atualizada com os índices inflacionários.

Imagine a seguinte situação: você passou a investir em um consórcio de imóveis de R$ 300 mil em mais de 100 mensalidades. Você só teve acesso a essa carta de crédito mais de cinco anos depois de ter fechado o contrato com a administradora. Será que o valor de R$ 300 mil determinado naquela época compra o mesmo tipo de casa ou apartamento que estava pensando anos atrás?

Para garantir que o seu valor seja o suficiente para manter seu poder de compra intacto, os reajustes das mensalidades são necessários. Certamente o consorciado que selecionou R$ 300 mil como carta de crédito há mais de cinco anos terá um valor maior à disposição, que será suficiente para que ele consiga comprar a casa, terreno ou apartamento que havia planejado desde o início.

Sem entrada e sem juros

Diferentemente do financiamento, com o consórcio você não paga juros pelo bem em que está investindo. Além do mais, não precisa dar um alto valor de entrada para iniciar a transação.

É você que define o valor da carta de crédito e das mensalidades. O único valor que precisa ser pago adicionalmente é a taxa de administração, que sai por um valor bem inferior aos juros do financiamento.

Dicas de como usar o consórcio a seu favor

Para que você tenha a experiência mais positiva possível com o consórcio, é preciso ter planejamento e manter o seu orçamento sob controle.

A seguir, vamos apresentar algumas dicas para que você consiga investir melhor com o consórcio.

Defina um valor de mensalidade que não pese no bolso

Na etapa de simulação, aproveite para determinar um valor de mensalidade que não vá pesar demais no seu bolso.

Como já dissemos, anualmente as cotas passam por reajustes, sempre dependendo dos índices inflacionários de cada categoria: para o consórcio de automóveis, por exemplo, o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) é utilizado como base, enquanto o consórcio de imóveis acompanha os índices do INCC (Índice Nacional de Custo da Construção).

Por conta disso, o valor da mensalidade pode até mesmo ultrapassar os 30% dos seus rendimentos mensais, caso tenha selecionado um valor alto demais como mensalidade da sua cota.

Nesse momento, observe bem a sua planilha de gastos financeiros e veja qual seria o valor ideal para a parcela de um consórcio. Quanto menos ela impactar em seu orçamento, maiores são as chances de se ter uma experiência positiva pagando a sua cota.

Guarde um valor para tentar o lance

Quando você realiza o pagamento de uma cota de consórcio, pode ser contemplado por meio dos sorteios, que acontecem mensalmente com as assembleias.

Porém, é comum que os consorciados queiram ser contemplados com antecedência com a sua carta de crédito. Para isso, vale a pena ter um bom valor para tentar o lance.

O mínimo que pode ser oferecido é de 10% do valor total da carta. Mas, quanto maior o valor que ofertar, maiores são as suas chances de ser contemplado.

Para isso, você pode fazer uma poupança à parte para tentar o lance. Uma boa prática é separar um valor que cubra as mensalidades da sua cota e outro valor somente para o lance. Com uma poupança à parte com essa finalidade, você pode ir acumulando um bom dinheiro para, no melhor momento, fazer a sua oferta.

Vale lembrar que você pode tentar o lance quantas vezes quiser. Para isso, basta entrar na sua Área de Clientes e registrar a sua proposta. Somente o lance vencedor precisa ter o valor debitado pela administradora. Portanto, se outro consorciado for contemplado quando você tentar a sua oferta, fique tranquilo: seu valor não será debitado, e você pode aproveitar para juntar ainda mais nas tentativas seguintes.

Além de ajudar com a contemplação, a oferta de um lance faz com que você termine de pagar seu consórcio mais rapidamente, já que quita as últimas mensalidades.

Use a carta de crédito de forma inteligente

Ao ser contemplado com a carta de crédito, não precisa ter pressa para utilizá-la já na primeira oportunidade.

Use o tempo a seu favor e aproveite para buscar as melhores oportunidades de compra. A carta de crédito possui poder de compra à vista, portanto, converse com os proprietários em busca de um bom desconto na transação final. Na maioria dos casos, é possível garantir até 10% de desconto no valor final, o que pode gerar uma economia tremenda para você!

Ao ser contemplado com a carta de crédito, a administradora mantém o valor no fundo comum, que rende juros a favor do consorciado.

Com o tempo a seu favor, é possível escolher melhor o que deseja comprar, ir atrás dos melhores preços e negociar diferentes propostas.

Aproveite o consórcio para ampliar o seu patrimônio

Quando você planeja a compra de um bem de alto valor, pode muito bem ampliar o seu patrimônio com facilidade.

Seja na hora de comprar mais um automóvel, por exemplo, com o objetivo de alugar ou até mesmo ter um bem a mais, ou até mesmo na compra de novos imóveis, com o objetivo de ter uma renda extra, o consórcio se torna um importante aliado em suas novas aquisições.

Com paciência e planejamento, você pode usar o consórcio a seu favor sem nem ao menos comprometer os seus rendimentos mensais. Para isso, basta selecionar um valor de mensalidade que não gere prejuízos em sua rotina e ter paciência para as contemplações.

Nenhuma administradora pode garantir quando a contemplação vai acontecer, seja por lance ou por sorteio. Por isso, caso queira antecipar a sua contemplação, a melhor forma é se preparar para o lance.  

De qualquer forma, todos os consorciados serão devidamente contemplados até o pagamento total de sua cota. Por isso, fique tranquilo em relação à mecânica e transparência do sistema: todas as administradoras que são autorizadas pelo Banco Central garantem a entrega das cartas de crédito para todos os consorciados que investem na realização de seus sonhos. A Embracon, por exemplo, possui credibilidade e mais de 30 anos de atuação.

Para que você consiga realmente ampliar o seu patrimônio por meio do consórcio, mantenha o seu planejamento e continue pagando as suas mensalidades. Quando chegar o momento de contemplação, todo o esforço será compensado, e você pode aproveitar para extrair o melhor do seu novo bem, seja com a venda total, com o aluguel ou até mesmo com aluguel por temporadas, seja do seu veículo ou da sua nova casa ou apartamento.

Outras formas de ser beneficiado com o consórcio

Como deu para perceber, o consórcio pode ser tido como uma modalidade de investimento porque facilita bastante na aquisição de um novo bem.  

Você tem a liberdade de definir o valor que terá à disposição e o impacto que terá em seu orçamento.

Mas, além disso, o consórcio oferece outros benefícios - prova de que se torna um investimento válido para diferentes situações, que iremos explicar a seguir.

Quitar financiamento com o consórcio

Se você possui um financiamento em aberto, mas quer ajuda para a sua quitação, pode usar a carta de crédito do seu consórcio para essa finalidade.

Para isso, é preciso conversar com a instituição financeira em que possui a dívida em aberto. Ao ser contemplado com a sua carta de crédito, você pode utilizar o valor integral para o pagamento de toda a dívida.  

Você não perde o poder de compra do bem

Com os reajustes anuais, o consórcio garante o poder de compra do bem que você está investindo.

Por isso mesmo, não precisa se preocupar em acompanhar o valor de um bem em específico. Como você está investindo no valor da carta de crédito, pode muito bem negociar uma boa proposta em sua transação.  

No caso de um consórcio de imóveis, por exemplo, que pode demorar mais de 10 anos de pagamento (dependendo da quantidade de mensalidades selecionadas), a garantia do poder de compra é extremamente importante, para que a sua carta de crédito não tenha um valor defasado e garanta a compra devida da sua casa ou apartamento dos sonhos.

É possível utilizar os recursos do FGTS

Se você estiver investindo em um consórcio de imóveis, pode sacar os recursos do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) para fazer uma oferta de lance ou antecipar as últimas parcelas de sua cota.

Para isso, basta fazer a proposta de lance na Área de Clientes e obter a assinatura de um gerente da Caixa com o valor do seu extrato. Caso o seu valor seja contemplado, a administradora indica todo o procedimento necessário para que você efetue o saque do seu FGTS e, assim, possa ser contemplado com o consórcio de imóveis.

Invista já nos seus sonhos

O consórcio é uma modalidade de compra voltada para quem quer planejar a compra de um bem de alto valor. Dessa forma, é possível constituir patrimônio e investir para ter uma vida melhor, sem ter que gastar tanto dinheiro com os juros (comum nos financiamentos).

Portanto, mantenha as suas contas em dia, deixe sempre a sua planilha de orçamentos mensais bem atualizada e comece desde já a fazer uma simulação do bem que tanto deseja. Logo, você conseguirá aumentar o seu patrimônio e contar com uma modalidade flexível e transparente para a realização dos seus sonhos.

Simulação
chat Eva