Contemplação no consórcio de imóveis: como funciona?

Contemplação no consórcio de imóveis: como funciona?

A modalidade consórcio tem crescido muito no Brasil nos últimos anos, e uma das características que o torna uma alternativa interessante é a não cobrança de juros na operação, além das parcelas livres de impostos, como IOF (Imposto sobre Operações Financeiras), por exemplo.

Você sabe como funciona a contemplação no consórcio de imóveis? É sobre esse assunto que vamos tratar neste texto.

É importante frisar que o sistema de consórcio é fiscalizado e regido pelo Banco Central do Brasil. Logo, as administradoras precisam ter a devida autorização dessa instituição para que possam realizar os consórcios.

Independentemente do bem ofertado, do prazo para a quitação das parcelas mensais ou de qualquer outro detalhe, é com a carta de crédito que o consorciado vai poder receber o seu bem. Esse processo é conhecido como contemplação.

Quer saber como ela funciona? Confira agora o nosso post!

Como acontece a contemplação no consórcio de imóveis?

Para todos os consorciados, as oportunidades de contemplação são iguais. Elas ocorrem, todos os meses, durante as assembleias — que podem ser online ou presenciais.

Para que o consorciado possa participar, é necessário apenas que ele esteja com as suas mensalidades em dia. Lembrando que todos os detalhes da contemplação vão constar no contrato de adesão.

A contemplação ocorre exclusivamente por sorteio ou lance. São contemplados por mês: 1 por sorteio e os demais por lance, dentro da quantidade que o saldo do grupo permitir.

Sorteios

Os sorteios costumam ser a maneira mais usual de ser contemplado. Neles, todos os consorciados participam. Há dois números nos sorteios, que são referentes à cota e ao grupo.

No Consórcio Embracon as assembleias são feitas via aproveitamento dos prêmios da Loteria Federal. Os sorteios na Loteria Federal são realizados todas as quartas e sábados. Sendo assim, o resultado será considerado de acordo com o dia da sua assembleia. Por exemplo, para assembleias realizadas as segundas, terças e quartas, utilizaremos os prêmios sorteados no sábado. Já para as assembleias realizadas as quintas e sextas, utilizaremos os prêmios sorteados na quarta. É muito importante que você esteja atento ao dia da sua assembleia.

Lances

Os lances precisam ser ofertados antes de o sorteio ser realizado.

Para que o consorciado se prepare para os lances, ele deve poupar e obter informações sobre a variação dos valores ofertados com os consorciados que já foram contemplados no mesmo consórcio. Por isso, é importante acompanhar as assembleias.

Vale lembrar que, no lance fixo, existe um valor mínimo para a oferta, definido pela administradora e destacado no contrato.

O valor não pode ser superior ao montante total das mensalidades que ainda vão vencer, uma vez que ele é descontado das parcelas que ainda restam.

O ideal é que se faça o cálculo do lance mínimo que consegue contemplação. Ou seja, fazer uma estimativa em relação aos valores de lances que venceram em assembleias anteriores.

É importante atentar para o fato de que o histórico dos lances não é garantia nenhuma de que um lance mínimo que foi vencedor na assembleia anterior seja vencedor na seguinte. Tampouco se pode afirmar que lances baixos vão se repetir ou que só vão acontecer lances de valor mais elevado. Lembre-se: cada caso é um caso.

No entanto, saiba que certos períodos costumam ter uma competitividade bem menor. É o caso do início do ano, por exemplo, já que há gastos com pagamento de IPVA e IPTU, com Natal e com o Carnaval.

Por outro lado, o mês de dezembro tende a contar com um número maior de participantes, devido ao pagamento do 13º salário.

Quais os tipos de lances aceitos no consórcio?

Lance fixo

Um lance que equivale a um percentual fixo, que é definido previamente por todo o grupo.

Corresponde a um percentual definido de acordo com as regras do grupo, que pode ser de 50% e/ou 25%. Quando o consorciado pode oferecer esse lance, ele adquire uma chance a mais de ser contemplado.

Lance comum ou livre

Antes da data de realização do sorteio, o consorciado precisa avisar a administradora que pretende dar um lance e avisar sobre o seu valor, ou seja, o quanto ele pretende oferecer além do valor da sua mensalidade.

A oferta, portanto, é realizada com o dinheiro do próprio consorciado. Assim, o cliente escolhe o percentual ou valor que pretende ofertar. O maior percentual ofertado ganha.

O lance costuma simbolizar o número de mensalidades que o consorciado quer pagar antecipadamente. Dessa forma, quem antecipar o pagamento da maior quantidade de mensalidade leva o prêmio.

Lance embutido

No lance embutido, o consorciado faz uso de um percentual do valor da sua carta de crédito para oferecer como lance. Ou seja, trata-se da oferta de lance, sem ter dinheiro em mãos.

Assim, o valor ofertado é abatido do crédito. Com isso, o contemplado pode comprar um imóvel de valor inferior, já que, ofertando o lance embutido, o valor da carta de crédito diminui.

Vale lembrar que esse tipo de lance pode ser uma estratégia em lances livres ou fixos. Nessa modalidade, é necessário conhecer o valor máximo que o contrato permite para cada participante.

Como aumentar as chances de contemplação?

Como podemos perceber, o sorteio é uma forma de contemplação totalmente aleatória, sendo que o consorciado não tem como interferir.

Então, caso o participante não queira depender exclusivamente da sorte, a sua única alternativa para aumentar as chances de ser contemplado é por meio de lances, que podem ser feitos em todas as assembleias.

Ressaltando que, assim que houver a intenção de oferecer um lance, o consorciado deve encaminhá-lo a administradoras horas antes da assembleia ter início.

Para que seja possível dar um lance vencedor, é fundamental que o consorciado estude o mercado e procure compreender o histórico dos lances do grupo.

Dessa forma, conhecendo o percentual médio, o participante consegue avaliar se tem condições para ofertar valores mais altos e ter chances de contemplação no consórcio de imóveis.

Para planejar o seu lance é indispensável que você conheça as condições que se encontram formalizadas no contrato e também as regras da administradora.

Busque o máximo de informações e certifique-se de que está adquirindo uma cota de consórcio de imóvel administrado por uma empresa séria, comprometida com seus clientes e autorizada pelo Banco Central.

Como proceder ao ser contemplado?

A partir do momento em que o consorciado é contemplado, deve comunicar à administradora a sua opção de compra, apresentando nome, endereço, identificação do vendedor, CPF ou CNPJ.

Além disso, deve apresentar as características do bem que ele deseja comprar e as condições de pagamento que foram combinadas entre vendedor (fornecedor do imóvel) e contemplado.

Seja como for, a administradora vai orientar o consorciado sobre como ele deve proceder. Dessa forma, após o consorciado fazer a escolha do imóvel, a administradora fará o pagamento diretamente ao vendedor - na maioria das vezes, por meio de depósito em conta.

Agora que você já sabe como acontece a contemplação no consórcio de imóveis, não perca mais tempo e invista no seu sonho de ter uma casa própria!

Gostou deste post? Então aproveite e assine a nossa newsletter agora mesmo para receber as nossas atualizações diretamente em sua caixa de entrada!

Consórcio de Imóveis

Gostou do nosso post? E que tal saber mais sobre as nossas novidades em tempo real? Siga-nos nas redes sociais e veja tudo na sua timeline. Estamos no Facebook, Instagram, Twitter e LinkedIn, além de um canal incrível no YouTube.

chat Eva