Como escolher a melhor localização para seu novo imóvel?

Como escolher a melhor localização para seu novo imóvel?

Na busca por ter a moradia dos sonhos o quanto antes, muitas pessoas acabam tomando decisões no calor do momento quando o assunto é ter uma casa nova

Claro que, muitas vezes, as oportunidades surgem nos momentos mais inusitados. Pode acontecer de você se deparar com uma proposta de compra de um terreno com um valor muito abaixo do mercado e que está dentro do seu orçamento. Porém, essa decisão pode representar um grande risco: e se o local for muito distante e não se desenvolver como o esperado? E se acontecer de você encontrar um emprego em um local muito distante, inviabilizando essa nova moradia? 

De fato, a tomada de decisão de compra de um imóvel envolve muitas variáveis. E a localização se destaca como uma das principais.  

Uma pesquisa feita pela Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc), juntamente com a Brain Inteligência Estratégica, revelou que o bairro do imóvel é o principal fator para sua compra - tanto que foi apontado como a principal motivação por 60% das pessoas.  

Ao investigar mais a fundo, a pesquisa mostrou que as pessoas querem morar perto de locais importantes para o seu dia a dia, como bons supermercados, farmácias e até mesmo rede de hospitais. 

Mas, como fazer para determinar da melhor forma possível a localização de um imóvel? Confira nossas dicas para ter uma compra mais assertiva. 

O que avaliar na localização do imóvel 

Existem uma série de pontos que devem ser observados na sua pesquisa de compra de imóvel. A seguir, vamos elencar os principais, confira. 

Segurança do bairro 

Um dos principais fatores que devem ser avaliados é a questão da segurança. Não adianta nada buscar uma região nobre que tenha muitos índices de assalto, não é mesmo? Você não pode colocar a sua família em risco, independente da situação. 

Portanto, consulte o índice de violência do bairro em que deseja morar. Algumas das maiores cidades do país, como São Paulo e Rio de Janeiro, possuem algum tipo de serviço que realiza esse mapeamento. Mas, além das estatísticas, vale a pena conversar com pessoas que moram nas proximidades, para entender como realmente é a situação.  

Veja se tem algum departamento policial próximo ao local, que possa realizar o patrulhamento periodicamente.  

A segurança é tão importante, que muitas pessoas acabam optando por morar em locais como condomínios fechados, que possuem algum tipo de segurança 24 horas no próprio local, com monitoramento de câmeras, cerca eletrificada e até mesmo uma equipe totalmente dedicada. 

A movimentação do local também é determinante na hora de entender a segurança do bairro. Ruas muito quietas podem ser alvos de roubos e furtos.  

Estrutura de bens e serviços 

Esse aspecto é um pouco mais simples de ser pesquisado. Com a tecnologia, é muito mais fácil verificar quais tipos de bens e serviços estão próximos dos locais em que consideramos morar. 

Veja se há supermercados próximos e até mesmo linhas de metrô. Por mais que você tenha um carro particular ou usufrua de serviços de aplicativo de carona, ter um transporte público de qualidade nas proximidades costuma valorizar bastante o local.  

Ter uma boa estrutura próxima contribui bastante para uma ótima qualidade de vida. Assim, você não perderá tanto tempo se deslocando para resolver coisas importantes, como ir a uma agência bancária, fazer compras de mercado para a sua casa ou até mesmo realizar serviços importantes, como ir à academia ou levar seu pet para banho e tosa aos fins de semana. 

Entenda como será o seu deslocamento diário 

Ainda com a ajuda de um aplicativo de mapas, você pode fazer previamente uma pesquisa de como irá lidar com o seu transporte dia a dia. Esse mapeamento é importante, principalmente se tiver o costume de utilizar o transporte público

Observe quais são as linhas de ônibus que passam pelas proximidades: que tipo de trajeto costumam fazer? Qual o tempo médio até chegar aos locais mais movimentados? 

O primeiro teste a ser feito é o trajeto do local até o seu trabalho. Além disso, veja as alternativas: é possível fazer algum tipo de integração com trem ou metrô? De que forma você pode utilizar o transporte público no dia a dia? 

Mesmo que se tenha uma moto ou um carro, entender quanto tempo se leva no trajeto permite planejar melhor como será o seu dia, mesmo nos momentos de lazer. 

Avalie o barulho do bairro 

Cada bairro tem a sua característica. Alguns deles, mais jovens, podem ser mais movimentados, com pessoas fazendo festas em suas casas na maior parte do tempo ou até mesmo com o barulho de música dos bares que ficam nas proximidades. 

Outros locais, porém, tendem a ser mais quietos, em que mesmo durante o dia, pode-se aproveitar a tranquilidade e o silêncio. 

Imóveis que ficam em avenidas ou regiões com tráfego intenso tendem a ser mais barulhentos, principalmente quando estão próximos das regiões centrais. Veja se isso não é um fator que possa atrapalhar no seu dia a dia. A melhor forma de se antecipar a isso é visitar o local tanto de dia quanto à noite. Assim, você terá maior previsibilidade de como o barulho irá afetar o seu cotidiano, tanto nos dias de semana, quanto aos finais de semana. 

Pesquise áreas de lazer 

Para que você se sinta à vontade na nova moradia, precisa estar próximo a locais em que possa fazer um bom passeio tranquilamente, seja para uma caminhada diária ou simplesmente para sair um pouco de casa com o seu pet (caso tenha, é claro). 

O bom de ter parques próximos é que você pode desfrutar de boas caminhadas sem ter que se deslocar muito. Nesses casos, até mesmo as praças podem ser bom indício de qualidade de vida: muitas delas possuem locais apropriados para caminhar e fazer exercícios ou simplesmente curtir um bom fim de tarde respirando o bom ar da natureza. 

Condições das vias 

Fala a verdade: você gostaria de morar em um local com ruas esburacadas ou, pior, perto de estradas de terra, para correr o risco de se sujar ou chegar com o seu automóvel cheio de lama na garagem? 

Portanto, pesquise muito bem se o asfalto está com boas condições e até mesmo como funciona a assistência da Prefeitura da sua cidade quando há algum tipo de buraco ou má formação nas vias. Dependendo do local, você pode lidar com alagamentos e enchentes, que podem até mesmo comprometer o estado da sua casa diante de uma forte tempestade.  

Desenvolvimento do bairro 

Existem muitas pessoas que decidem investir em um terreno ou até mesmo construir uma casa em um local afastado porque acreditam que ele pode se desenvolver, a ponto de gerar mais valorização para o seu imóvel

A verdade é que, sim, isso é possível. Porém, observe os sinais desse possível desenvolvimento: existe uma boa circulação de transporte público? A internet é acessível no local? Como tem sido a assistência da Prefeitura e até mesmo o ritmo de construção do local? 

Até mesmo a construção de outros serviços, como hospitais, supermercados, construções, shoppings e parques podem influenciar no desenvolvimento do bairro. Esse processo pode ser mais demorado que o previsto, portanto, fique atento a cada um desses detalhes e veja se realmente a localização pode compensar o investimento

Como definir o que é mais importante para a localização 

Quando falamos em localização, automaticamente pensamos em qual bairro queremos pesquisar o imóvel, seja uma casa ou um apartamento

Porém, existem outros fatores que devem ser levados em consideração, como o seu momento de vida, o valor que tem à disposição para o investimento e até mesmo se pretende ficar por muito tempo no local. 

Vamos explicar em detalhes como você pode se organizar para isso. 

Momento de vida 

A localização é tão importante no processo de compra de um imóvel, que acaba sendo determinante para o valor final. Ou seja, às vezes um imóvel de mesmo tamanho tem valores bem diferentes só por estarem em bairros diferentes. 

Se você precisa economizar um bom dinheiro, então precisa considerar o valor mais em conta para o imóvel. Mas, fique atento: isso significa ter que se deslocar mais e abrir mão de uma série de facilidades que só existem em bairros mais nobres. 

Isso, sim, tem a ver com o momento de vida. Veja se os seus rendimentos mensais atendem ao seu desejo, para não ter que se comprometer com um valor de imóvel que seja incompatível com a sua renda. Se, por um lado, você pode ter mais facilidade com deslocamento e utilização de bens e serviços, por outro terá que arcar com mais custos relacionados a essa escolha, como pagar por um valor mais elevado nas compras ou, no caso de um apartamento, comprometer mais seu orçamento com o condomínio

Converse bem com a sua família antes de uma decisão desse tipo. Entenda o momento em que estão e, inclusive, onde querem chegar. Se é mais importante pensar em uma mudança a curto e médio prazo, a fim de sair do aluguel o mais rápido possível, uma opção mais barata de imóvel pode ser o melhor caminho. Mas, se a ideia é investir a longo prazo e morar na nova casa ou apartamento sem pensar em mudanças futuras, avalie com cuidado o fator localização. Às vezes, a diferença é contornável ou pode exigir um pouco mais de paciência no processo de compra.  

Liste os imóveis de interesse 

Para ajudar nesse quesito, vale a pena criar uma espécie de planilha listando os valores de lugares que te interessam. Liste os prós e contras, para conseguir fazer uma avaliação mais racional e, assim, tomar uma decisão de compra mais inteligente. 

Você pode utilizar uma aba da sua planilha de planejamento mensal ou contar com algum outro serviço para ajudar nesse monitoramento, como apps de finanças pessoais.  

Pesquise com calma quais são os imóveis que têm interesse em comprar, para que possa discutir com todos os membros da sua família quais realmente interessa. E não se limite a casa ou apartamento que já estejam construídos. Busque novas oportunidades de compra: um apartamento na planta, por exemplo, pode sair até 40% mais barato do que um decorado.  

Considere construir seu imóvel do zero 

Quando falamos em expandir seu leque de oportunidades, falamos até mesmo da possibilidade de construir o seu imóvel do zero

Para isso, você pode comprar um terreno no bairro que deseja morar e contratar profissionais especializados que podem ajudar em todo o processo de construção. 

A vantagem de construir um imóvel do zero é que você pode deixá-lo do jeito que sempre sonhou. Para isso, porém, precisa da ajuda de um engenheiro ou arquiteto e de profissionais de confiança para conduzir a obra (às vezes, na contratação de um engenheiro, você pode obter indicações do próprio profissional para conduzir a obra do jeito que deseja). 

Porém, é preciso ter cuidado ao construir. Defina um orçamento, para que consiga focar em um prazo e em um projeto. Do contrário, você pode correr o risco de ficar eternamente em obras, sem ter o acabamento necessário para o seu lar

Além disso, a construção exige paciência. Pode acontecer de alguma etapa sair do cronograma ou até mesmo de acabar os seus recursos em dado momento por conta de uma situação imprevisível. A melhor forma de conduzir a construção de sua casa é sem pressa, para que o seu novo lar fique do jeito que havia pensado. 

Leve tudo isso em consideração antes de comprar um terreno para construir. E, o mais importante: defina com antecedência o que e quando deseja terminar, para que o seu sonho não resulte em uma obra eternamente incompleta. 

Valor de investimento 

A construção da sua casa ou apartamento é um projeto a longo prazo, que deve considerar uma série de variáveis. Porém, é preciso ter foco nesse tipo de investimento. E a melhor forma de chegar a isso é determinando um valor para a compra do seu novo lar. 

Claro que os valores podem mudar: pode acontecer de você ou seu cônjuge encontrarem um emprego melhor e, assim, destinar um percentual maior de seus recursos para o projeto de um lar.  

Mas, não caia na armadilha de mudar a todo o tempo.  

Para isso, você pode adotar uma estratégia: defina junto à família qual o valor ideal para a compra do imóvel. E dediquem pelo menos um ano nesse investimento, seja com a criação de uma conta poupança para guardar o dinheiro para a entrada ou para o lance (no caso de um consórcio, por exemplo). Após esse período, reavalie a situação financeira da família: caso tenha à disposição um valor ainda maior para esse investimento, você pode dedicar um valor a mais em seu planejamento. Caso esteja fazendo um consórcio, por exemplo, você pode continuar pagando o valor da sua mensalidade e guardando o valor a mais em uma conta apartada, seja para dar o lance futuramente ou para incrementar a sua carta de crédito. 

Por que você está investindo em um imóvel? 

Por mais que essa pergunta tenha uma resposta óbvia para a maioria das pessoas, o fato é que raramente refletimos sobre a necessidade de compra de um imóvel

Às vezes, a ideia é morar temporariamente em um local para, depois, mudar para um bairro mais próximo do trabalho, por exemplo. Se este for o caso, não vale a pena gastar demais nessa mudança: você pode acelerar as coisas e se preparar para, posteriormente, ir para o imóvel que tanto deseja. 

Mas, se a ideia é morar o maior tempo possível, veja se o imóvel possui as condições que precisa. Seja criterioso, porque a compra de um imóvel irá afetar o seu dia a dia, a forma com que lida com o trabalho e até mesmo sua qualidade de vida como um todo. 

Com paciência e bastante planejamento, você certamente fará a melhor escolha da localidade do seu imóvel e, assim, conquistar o lar que sempre sonhou. 

Agora que você já sabe como escolher melhor a localização do seu imóvel, vamos explicar como o consórcio pode ajudar na compra do seu novo lar. 

Como fazer um consórcio para imóveis 

A melhor forma de investir no seu novo lar é por meio do consórcio. Sem a necessidade de pagar entrada ou juros nas parcelas, como acontece com o financiamento, é você quem escolhe o valor da carta de crédito, que serve como referência para o imóvel que deseja comprar. 

Você pode selecionar um prazo de até 20 anos para investir em seu consórcio de imóveis. Veja o que é possível comprar com a sua carta de crédito: 

  • Compra de um terreno: para você que deseja construir seu imóvel do zero, pode utilizar a carta de crédito para a compra de um terreno. 

  • Compra de um apartamento na planta: uma opção muito vantajosa para quem deseja decorar o seu apartamento do jeito que sempre sonhou. Vale lembrar que um apartamento na planta pode ficar até 40% mais barato do que um decorado.  

  • Compra de uma casa decorada: se você já sabe a casa que realmente quer comprar, também pode utilizar a carta de crédito para sua quitação à vista. 

  • Compra de um empreendimento: com o número cada vez maior de brasileiros empreendedores, o consórcio de imóveis também se apresenta como uma opção para a compra de espaços, não importa o tamanho. 

Para fazer um consórcio, o processo é bem simples. Antes de tudo, você precisa selecionar uma administradora que tenha autorização do Banco Central do Brasil (Bacen) para o seu funcionamento. A Embracon, por exemplo, é autorizada pelo Bacen e há mais de 30 anos realiza os sonhos de milhares de pessoas por meio do consórcio. 

Com a escolha da administradora, basta selecionar a categoria de consórcio de imóveis e realizar a simulação. Após inserir os seus dados pessoais, basta inserir o valor de carta de crédito, que pode chegar a até R$ 500 mil, e a quantidade de mensalidades. Caso queira investir em um imóvel de valor superior, você pode investir em mais de uma cota.  

É possível simular o bem quantas vezes quiser, até encontrar um valor de mensalidade que faça sentido para você. Como resultado, você já sabe o quanto terá que pagar mensalmente, com o acréscimo das taxas de consórcio

O especialista de consórcio entra em contato para tirar todas as dúvidas da modalidade. Depois disso, você entra em um grupo de consórcio e pode participar das assembleias, que definem os contemplados. 

Pelo consórcio, você pode ser contemplado por meio dos sorteios ou com a oferta de um lance. No caso do consórcio de imóveis, é possível utilizar os recursos do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) para o seu lance. 

Ao ser contemplado, seja por sorteio ou lance, é preciso passar por uma análise de crédito. Com a aprovação, você tem acesso à sua carta de crédito para a compra do seu imóvel. 

Vale destacar que a carta de crédito tem poder de compra à vista, o que permite uma boa margem de negociação no processo de compra. Quem sabe você consegue um bom desconto, não é mesmo? 

Portanto, invista o quanto antes no sonho de investir em seu imóvel. Faça uma simulação de consórcio imobiliário e planeje o sonho de ter uma casa própria (ou apartamento) na localização que tanto deseja. 

chat Eva