Casa em condomínio ou casa na rua?

Casa em condomínio ou casa na rua?

Se procura a sua primeira propriedade ou está querendo viver sozinho pela primeira vez, deve ter pensado em algumas alternativas.  

Para quem procura mais espaço, pode se deparar com as seguintes questões: casa em condomínio ou casa na rua?  

Cada uma delas oferece vantagens específicas que apelam a diferentes estilos de vida e personalidades. Mas isso não significa que um seja melhor do que o outro, eles atendem a algumas necessidades diferentes.  

Portanto, com o objetivo de ajudá-lo na busca do seu imóvel, preparamos este conteúdo, que contém as vantagens e desvantagens de cada imóvel. Antes, vamos esclarecer algumas dúvidas que possam surgir.

Casas em condomínios

Para muitas pessoas que buscam segurança e qualidade de vida para toda a família, morar em uma casa em condomínio fechado é uma opção.  

No entanto, o investimento em propriedades deste tipo ou em apartamentos pode ser mais caro do que casas em ruas abertas. Isso porque, nesse tipo de moradia, há gastos com serviços e uso do espaço público, que aumentam o custo do apartamento.

Quando vale a pena morar em uma casa de condomínio fechado?

De modo geral, morar em condomínio fechado costuma ser uma boa escolha, principalmente para famílias que valorizam a qualidade de vida. As vantagens são segurança, tranquilidade e lazer.  

Quando quiser oferecer mais segurança para toda sua família

A violência é um problema tanto nas grandes como nas pequenas cidades. Portanto, é normal que as pessoas tenham medo de sair de casa ou deixar os filhos sozinhos, mesmo durante o horário de trabalho.  

Mas quando você possui uma casa em um condomínio fechado, essas preocupações são muito menores. Os condomínios contam com os mais diversificados investimentos em segurança, como câmeras, cercas eletrônicas, alarmes, patrulhamento e portaria 24 horas. Ninguém entra sem identificação e tudo o que acontece nas áreas públicas é monitorado.

Quando você gosta de uma área de lazer privada

Ter uma área de relaxamento completa é outra vantagem de morar em uma casa em condomínio. Claro que você pode pensar: “Mas eu posso ir ao parque aos fins de semana e feriados." Porém, no condomínio, você pode desfrutar de opções de lazer e entretenimento em um local seguro, amplo e selecionado, incluindo:

  • Playground;
  • Quadras desportivas;
  • Área para churrasco;
  • Sauna;
  • Sala de jogos;
  • Piscinas
  • Salão de festas;

Esse fato oferece mais comodismo aos moradores, que podem aproveitar os momentos de lazer com mais tranquilidade. Não há necessidade de se locomover quando sair e não há também a necessidade de supervisionar constantemente as crianças porque elas estão em um ambiente seguro e familiar.

Quando você busca o melhor em qualidade de vida para toda sua família

Se você busca uma vida tranquila e de qualidade para a sua família, comprar uma casa em condomínio fechado pode ser a melhor opção. Isso porque esses locais costumam ter parques e áreas verdes, e o ambiente é muito agradável. Portanto, você pode se levantar de manhã e dar uma caminhada ou correr no quintal. Seus filhos também podem usar o espaço de lazer para brincar e socializar pacificamente com outras crianças.

Quando você valoriza a privacidade

Embora muitas casas em condomínios fechados sejam perto umas das outras e não tenham muros que as separem, morar em um lugar fechado vai lhe oferecer mais privacidade.  

Na casa em condomínio você tem total controle de quem entra e sai da sua propriedade e as visitas devem ser anunciadas antes de adentrarem em sua casa, mesmo se tratando de convidados seus.

Quando você deseja ter a chance de socializar com os seus vizinhos

Morando em um apartamento ou casa em uma comunidade aberta, não há muitas oportunidades de interagir com os vizinhos. Isso porque as pessoas estão trancadas em suas casas, por medo da violência ou fora da rotina. Portanto, não há tempo para fazer novos amigos ou conversar com os vizinhos.  

Quando você mora em uma casa de condomínio, as chances de conversar com as pessoas que moram ao seu redor são muito maiores porque as áreas de lazer permitem que as pessoas se aproximem e interajam entre si. Com o tempo, seu círculo de amigos aumentará e também haverá um bom grupo de amigos perto de sua casa.

Quando o lugar oferece uma melhor relação de custo-benefício

Embora os condomínios exijam taxas mensais e nem sempre sejam baratos, os benefícios associados a essas taxas fazem com que cada centavo valha o dinheiro.  

Mesmo que esses valores não existam em uma casa aberta, considere quanto você e sua família precisam para ter todo o conforto e segurança de um condomínio fechado. Nos apartamentos e condomínios fechados, o valor é dividido por todos os moradores, identificados custos. Isso significa que todos os custos pagos são devolvidos em benefício do inquilino. Portanto, se você está pensando em construir ou comprar uma casa em um condomínio privado, pese a relação custo-benefício e veja se esta é a melhor opção para você.

Quando você deseja residir em um lugar privilegiado

Normalmente, os apartamentos e casas de condomínio  ficam longe da cidade grande, onde não há muitos veículos. Alguns apartamentos ainda estão concentrados em áreas com grandes espaços verdes, permitindo que você fique perto da natureza, respire ar puro e tenha a oportunidade de viver em um lugar confortável e agradável, ideal para descansar após um dia agitado.

E quando não vale a pena morar em uma casa de condomínio fechado?

Apesar de todas as vantagens da moradia até agora vistas, morar em casa de condomínio fechado também tem suas desvantagens. Entendê-los é essencial para você tomar a melhor decisão. Confira algumas delas.

Quando as regras de construção são muito rígidas

Construir em um condomínio fechado não depende apenas de seu projeto, essas coisas devem estar em conformidade com as regras de construção de comunidade. Se for muito rígido, será difícil colocar suas ideias em prática e não terá um lar como sempre sonhou.

Quando as taxas cobradas são muito altas

Muitas pessoas mal podem esperar para comprar uma casa e parar de pagar o aluguel. Porém, como você já viu, morar em uma casa de condomínio fechado também exige uma mensalidade fixa. De modo geral, esses valores não equivalem ao valor do contrato de locação. No entanto, se eles estão muito altos, pode valer a pena repensar onde você planeja morar.

Quando você não quer compartilhar a vida com muitas pessoas

Embora possa proteger sua privacidade em casa, os condomínios fechados podem coexistir facilmente com os vizinhos. Afinal, existe uma proximidade relativa entre casas, áreas comuns compartilhadas e assim por diante. Portanto, se você prefere um ambiente mais privado, pode valer a pena escolher a outra opção.

Quando o padrão de vida é muito alto

Embora possa não ser imediatamente considerado uma desvantagem, os padrões muito altos costumam causar problemas para algumas pessoas. Lembre-se que em uma casa de condomínio fechado, muitos fatores são controlados: acesso, reforma, convivência, manutenção, entre outros.

Quando você quer tomar decisões próprias e sozinho

A tomada de decisão coletiva faz parte do trabalho diário dos condomínios. Lembre-se de que isso inclui encontros e reuniões agendadas, etc. A verdade é que você nem sempre estará do lado da maioria das pessoas. Portanto, é preciso fazer concessões e lidar com as divergências nesse sentido, as discussões e os acordos fazem parte dessa convivência.

Como escolher o condomínio ideal para viver?

Se você por fim decidir que uma casa em condomínio é a melhor opção para você e sua família, é importante saber como escolher o condomínio ideal, veja abaixo dicas de como selecioná-lo:

  • Considere o nível socioeconômico e a estabilidade financeira de sua família, de forma a não afetar seu orçamento ou despesas pessoais no futuro;
  • Garantir as condições de segurança do apartamento, afinal, este é um dos principais motivos para a escolha deste tipo de habitação;
  • Verificar as acessibilidades de serviços básicos e zonas empresariais junto ao apartamento;
  • Observe a infraestrutura local e considere se ela atende às necessidades da família. Por exemplo, se há crianças, é divertido ter uma área de recreação infantil;
  • Verificar a mobilidade do local, como o percurso para o centro da cidade e a proximidade dos percursos mais utilizados pelos familiares no dia a dia;
  • Por fim, calcule a relação custo-benefício da aquisição e anote todas as vantagens da localização e o investimento necessário no papel.

Casa na rua

Em algum momento, quase todo mundo sonha em ter sua casa própria. Ter mais espaço, um quintal para os cães ou gatos relaxar, receber amigos e deixar as crianças brincarem são alguns dos atrativos que imagino que já tenha pensado.  

No entanto, nem tudo são flores. Se as casas em bairros  têm algumas vantagens sobre os apartamentos ou casas em condomínios fechados, também têm suas desvantagens. Vamos acompanhar algumas vantagens e desvantagens das casas em bairros.

Os benefícios de morar em casa de bairros

Privacidade

Quem mora em um apartamento ou casa de condomínio sabe que sua vida quase pode ser um livro aberto. Os vizinhos logo saberão seus hábitos, quem você recebe, se você vai para a academia cedo ou tarde, quando sai do trabalho, e quando chega, se é sozinho ou tem família e até com o que trabalha.  

Em casas de bairro, você pode ter mais privacidade para evitar que seus hábitos sejam divulgados.

Autonomia

Em um condomínio, existem muitas regras. Há boas razões para isso, como o fato de que existem muitas pessoas compartilhando o mesmo espaço, para não prejudicar os direitos dos outros, todos devem abrir mão de alguma liberdade pessoal.  

Portanto, o limite de tudo é muito estrito, existem regras claras para animais de estimação, o tempo de uso e regras de áreas públicas, horários, etc. Além disso, há menos autonomia na decoração do lugar, por isso é mais difícil sair do imóvel de forma completa. Quando você mora em casa, você tem mais flexibilidade nessas coisas, o que atrai muito quem valoriza a liberdade e a individualidade.

Espaço

Como dissemos acima, a ideia de ter um jardim ou quintal é muito atraente. Quem não quer um espaço para relaxar e receber amigos e família, não é mesmo? Este é um grande ganho para o conforto do tempo de lazer.

Desvantagens de morar em casa

Manutenção

Todas as questões de manutenção são com você, encanamento, elétrica, telhado, manutenção de jardins, pintura externa, pintura interna, etc. Isso tem duas consequências: exige trabalho e é caro, geralmente.  

Portanto, mesmo que você não pague as taxas de condomínios cobradas, é necessário ter um bom plano financeiro para não se surpreender com os custos de manutenção do imóvel.

Segurança

Não há dúvida de que um dos atrativos da construção de apartamentos e casas em condomínios é a segurança. Em um país violento como o Brasil, isso não pode ser ignorado.  

Muitos apartamentos possuem sistemas completos de segurança e monitoramento 24 horas, o que reduz bastante o risco de intrusão.  

Na casa, todo o equipamento de segurança está por sua conta. Isso pode não ser barato. Mesmo assim, é menos seguro que um apartamento, pois o simples fato de não haver vizinhos tão próximos facilita o "trabalho" dos criminosos.

Como escolher o bairro perfeito para você?

Conheça suas coisas favoritas? A resposta a esta pergunta deve ser o seu ponto de partida para encontrar a comunidade mais adequada para viver.  

Portanto, se você gosta de lugares animados, vida noturna agitada e frequenta várias lojas, então os bairros com características mais comerciais são definitivamente mais adequados para o seu gosto do que os bairros estritamente residenciais.  

Porém, se ao contrário, você prefere um lugar tranquilo e longe dos lugares da moda, procure comunidades afastadas dos grandes centros comerciais. Mas não exagere. Mesmo quem gosta de paz precisa conciliar essa distância com características intermediárias, como veremos nas próximas dicas.

Preste atenção às suas locomoções

Não há dúvida, quanto mais você evitar engarrafamentos no seu trajeto, melhor será sua qualidade de vida.  

Portanto, procure o mais próximo possível do local de trabalho ou estudo. Se não estiver totalmente perto, preste atenção à qualidade da estrada de acesso, à quantidade de tráfego que você enfrenta todos os dias e aos meios de transporte públicos existentes entre os vários pontos que você frequenta.  

Nesse sentido, outros turnos mais frequentes também devem ser considerados. Por exemplo, se ir para a casa de seus pais ou de outros parentes é comum, tente não morar muito longe deles. Ou, se você pratica um esporte em um clube e treina diariamente, não vá para um bairro que fica a quilômetros de distância do local de treinamento.

Não se esqueça da conveniência

Mesmo que prefira um local mais tranquilo, não se esqueça das necessidades, sejam elas padarias, farmácias, supermercados, bancos e pequenas lojas comunitárias. Isto significa que se a sua escolha é uma zona totalmente residencial, é importante estar próximo deste tipo de comércio e serviços.

Conheça a sua vizinhança

A qualidade do bairro pode definir a alegria ou o desespero de viver em um determinado lugar. Portanto, você deve estar ciente das pessoas e lugares que compartilharão seu dia a dia com você.  

Nesse sentido, certamente vale a pena considerar a primeira dica, que tem a ver com suas coisas favoritas. Porém, mesmo que você goste de lugares movimentados, lembre-se de que, em algum momento, você precisa descansar à vontade ou focar em algumas tarefas domésticas que exijam concentração.  

Portanto, preste atenção ao barulho feito pelos fabricantes comerciais, até mesmo pelo barulho feito pelos moradores das casas vizinhas ao imóvel que você tem interesse em comprar.

Fale com algumas pessoas

Na verdade, observar tudo nas condições é o mais importante, tão importante quanto obter o máximo de informações sobre o bairro junto ao seu campo de imóveis.  

No entanto, como diz a sabedoria popular, as aparências costumam enganar e nada diz a verdade sobre este lugar melhor do que uma boa conversa na calçada com os já residentes.  

Você também pode descobrir outras peculiaridades que o bairro deve proporcionar. Para o bem ou para o mal, vale a pena entender sua existência antes de se expor a eles todos os dias.

Não se esqueça do lazer e da vida social

Felizmente, a vida é mais do que apenas trabalhar ou estudar. Precisamos de diversão, descanso e cultura. Portanto, procure escolher um bairro que seja próximo ou conveniente a parques, shopping centers, cinemas, clubes, etc., onde você possa desfrutar de bons momentos de lazer e vida social saudável.

Preste muita atenção à infraestrutura

Com um mínimo de serviços de transporte público, iluminação pública de qualidade, saneamento e abastecimento de água adequado, boas ruas e calçadas e outras funções proporcionadas por uma boa infraestrutura, esses são aspectos que você deve escolher na hora de morar em um bairro.

Observe a qualidade da construção

Mesmo que a casa ou apartamento que lhe interessa esteja em bom estado de conservação, não se esqueça de considerar a qualidade de todos os imóveis próximos.  

Afinal, você prefere morar perto de casas e edifícios bem conservados, ou prefere morar perto dos destruídos? Às vezes, devido à emissão do imóvel, algumas pessoas não prestam atenção a este detalhe, o que pode ter um grande impacto no futuro, principalmente no que diz respeito à sua segurança e ao valor da área.

Atente-se à segurança do bairro

Hoje, esse é um aspecto essencial. Portanto, grande atenção é dada aos aspectos de segurança pública ou privada que a comunidade deve fornecer - ou não.  

Portanto, observe se as ruas e outros locais públicos (como praças e parques) estão bem iluminados, se as câmeras de segurança estão instaladas nas ruas e se a polícia costuma fazer vigilância pública na área. Quanto mais itens seguros a comunidade fornecer, melhor será a vida.

Se você gostou deste artigo, veja também “o que considerar na hora de escolher um bairro para morar”, acesse o link e fique por dentro, continue acompanhando o blog da Embracon, administradora de consórcios.

Simular
chat Eva