O que é administração financeira? Entenda como a inovação auxilia esse processo

 O que é administração financeira? Entenda como a inovação auxilia esse processo

A administração financeira integra uma importante parte das empresas, sejam elas de pequeno ou grande porte. Muitos empreendedores buscam por auxílio para organizar e planejar suas ações nessa área, visando uma melhor lucratividade e mais estabilidade no longo prazo.

O papel da administração financeira é muito confundido, a sua importância vai além do que imaginamos. É a partir dela que os gestores podem alocar de maneira eficiente os seus recursos para obter lucro e, em contrapartida, evitar desperdícios.

Vamos explicar o que é a administração financeira, seus conceitos mais importantes e como a inovação vai ajudar nesse processo.

O que é administração financeira?

O conceito de administração financeira é simples, porém ele é de fundamental importância para os gestores saberem como funcionam os seus investimentos e como eles devem ser aplicados com eficiência.

Dito da forma mais simples, administração financeira é a gestão dos recursos financeiros, pertencentes à empresa. Ela tem como objetivo deixar o negócio mais competitivo, com uma gestão eficiente desses recursos para maximizar a sua utilização.

Desta maneira o papel da administração financeira é o de planejar, controlar, analisar e gerir os recursos dos negócios, para que este possa ter cada vez mais rentabilidade.

Portanto, para que a administração financeira seja realmente eficiente e proporcione resultados aos negócios, ela precisa conseguir controlar os seus recursos, ter um planejamento financeiro específico e saber analisar resultados que podem determinar o potencial da empresa perante o mercado, tornando ela sólida.

Conceitos da administração financeira

A administração financeira deve estar em toda empresa, e é um conceito fundamental no empreendedorismo.

Para ter sucesso com uma startup, um pequeno negócio, ou um empreendimento dentro de uma organização consolidada é preciso gerenciar os (poucos) recursos à disposição da maneira mais adequada possível, tarefa que cabe à administração financeira.

Vamos apresentar cinco conceitos básicos, mas importantes para quem pensa em lançar ou aperfeiçoar seu negócio: Controle de Estoque, Conciliação Bancária, Definição de Custos e Preços, Controle de Lucro e CVM.

1 - Controle de Estoque

É muito comum notar que as empresas mais novas têm problemas de estoque, caindo na escassez e não podendo atender as necessidades dos seus clientes, ou indo pelo caminho oposto, mantendo um estoque grande demais para seu nível de operação.

Controlar o estoque é o primeiro passo na administração financeira, garantindo que os produtos não faltem nem sobrem, existindo equilíbrio em relação aos demais recursos. Isso pode ser feito através da curva ABC, a qual lista na ordem crescente ou decrescente os produtos que tem mais ou menos saída.

Um bom controle de estoque se inclui na administração financeira por manter o fluxo de caixa mais dinâmico, além de programar as compras e vendas. Ele também passa por planejar formas de garantir um estoque mesmo quando os fornecedores atrasam a sua distribuição, evitando ficar sem produtos quando seu negócio começa a decolar.

2 - Conciliação Bancária

São as contas que a empresa tem para pagar e para receber. Elas determinam se os recursos serão escassos ou trarão lucro nos próximos meses, por isso é importante manter um controle do fluxo de caixa, sabendo quais recursos irão chegar ou sair, e quando.

Quem busca empreender deve possuir um planejamento financeiro detalhado, para não ter nenhuma eventual surpresa. É o que podemos chamar de saúde financeira, estar bem preparado para quando os problemas surgirem - e quem empreende sabe como eles costumam surgir!

3 - Definição de Custos e Preços

É importante que toda empresa saiba precificar e custear os seus serviços para que elas possam maximizar o lucro ao mesmo tempo em que conquistam uma posição sólida no mercado. Isso pode ser feito por meio da elaboração de uma planilha de custo e de pesquisas sobre os consumidores e concorrentes.

A planilha deve conter os preços, distribuídos em custos fixos e variáveis, além do lucro esperado. O preço dos seus produtos deve levar em consideração as despesas que ela gera, os custos gerais da empresa e o lucro que se deseja obter no final.

Desta maneira, o preço pode ser determinado e ser comparado com os preços de outras empresas para que seja mais competitivo: o valor não pode ser tão baixo ao ponto de gerar prejuízos, nem tão alto ao ponto de afastar os consumidores.

4 - Controle de Lucro

O controle de lucro entra em ação quando a empresa já tem um bom resultado financeiro e precisa mantê-lo, então aqui o planejamento financeiro deve ser adaptado para que isso se torne um padrão.

O mesmo ocorre quando o lucro estipulado não é alcançado, os empreendedores devem estar atentos aos ajustes de planejamento financeiro necessários para que seus negócios operem nas margens desejadas.

Lembre-se que o lucro, por si só, não é uma medida de sucesso absoluto.

Se você ganha 10% num mercado onde os concorrentes tem margens de 30%, está perdendo recursos, e no longo prazo talvez não tenha condições de competir com as outras organizações, que terão mais capital para investir.

5 - CVM

Sigla para Comissão de Valores Mobiliários, é um órgão que regula e fiscaliza os investimentos nessa área. Com segurança e transparência nos negócios, os empresários podem investir o lucro de suas empresas gerando capital independente da produção e criando uma oportunidade para escalar suas atividades.

Como ter uma boa administração financeira?

Para ter uma boa administração financeira é importante que a empresa selecione um profissional especializado para ser responsável por esse setor. Empreendedores iniciantes podem contratar uma consultoria externa, caso não haja condições de manter um colaborador para essa função.

Use a tecnologia para auxiliar no processo, armazenando toda a informação em um único lugar, gerando insights a partir dos dados e ganhando tempo. A tecnologia não substitui um bom planejamento estratégico, mas é capaz de potencializar seus benefícios!

A empresa deve estabelecer métricas bem definidas, começando por custos e despesas, para ter uma visão clara de sucesso. Dentro disso, é interessante permitir certa autonomia ao profissional de administração financeira para que eles tomem as melhores decisões com base nas metas indicadas.

Benefícios de uma administração financeira eficiente

A administração correta irá maximizar os lucros da empresa, tanto por meio de suas operações tradicionais quanto de investimentos. Ela ainda permite otimizar as decisões por parte dos gestores, com base em métricas claras, bem como antecipar e prevenir possíveis problemas.

Estes benefícios surgem conforme a administração financeira se volta para uma metodologia que permita minimizar os erros e desperdícios, como é o exemplo do six sigma, tornando-se um pilar na gestão estratégica da organização.

Como inovar na administração financeira?

Uma forma simples de inovar nesse e em outros setores técnicos é através da inovação aberta, que aproxima a empresa de startups, universidades e outras organizações que valorizam o desenvolvimento constante de novas soluções.

Com a inovação aberta é possível acompanhar as tendências da administração financeira enquanto elas se formam, investindo para garantir projetos e ideias com bom potencial.

Você pode explorar essa dinâmica investindo em um hackathon, competição na qual diversos grupos inovadores buscam criar de forma rápida e barata a melhor solução para a sua necessidade específica.

Conclusão

Podemos observar que a administração financeira vai muito além de conferir o caixa, e pode ser pensada como um método para a solidificação de qualquer negócio, grande ou pequeno. Ela é quem vai garantir estabilidade, um alicerce sobre o qual você pode inovar e construir uma organização de sucesso!

Simulação Consórcio
chat Eva