Use o consórcio para empreender

Use o consórcio para empreender

O Brasil vive um momento diferente em relação ao mercado de trabalho. Comparado há cerca de 10 anos, por exemplo, quando o país tinha um índice de desemprego considerado baixo (na casa dos 7% em 2010), muitos tentavam se recolocar no mercado formal porque viam como a única forma de manter uma boa estabilidade financeira.

Hoje em dia, as coisas são um pouco diferentes. O país registra uma alta de mais de 14% de desemprego, percentual que tem se agravado por conta dos desafios da pandemia de Covid-19. Isso tem feito com que muitos busquem novas alternativas de garantir seus rendimentos mensais.

É nessa hora que o empreendedorismo fala mais alto. Nos últimos anos, muitas pessoas largaram o emprego como CLT para dar início ao próprio negócio. Em muitos casos, começa com um negócio pequeno: como Microempreendedor Individual (MEI), por exemplo, é possível começar aos poucos, até mesmo sem funcionários e com poucos recursos.

Esse modelo de trabalho tem atraído muitos brasileiros. Só em 2020, estima-se que mais de 2,6 milhões de pessoas tenham se tornado MEI, de acordo com o Portal do Empreendedor, do Governo Federal. No final de 2020, o número ultrapassa 11 milhões de trabalhadores que se enquadram nessa categoria, que representa um recorde. Isso mostra que o empreendedorismo pode ser uma boa forma de conseguir burlar o desemprego e, em alguns casos, se apresentar como alternativa de aumentar a renda.

Como o consórcio pode ajudar a me tornar empreendedor

O consórcio se destaca como uma categoria flexível para a compra de bens de alto valor, como automóveis, imóveis e serviços.

Por ser uma forma de compra planejada, o consórcio não cobra valor de entrada, nem juros. É possível começar a investir em uma cota quando você desejar - até mesmo se tiver com nome sujo, por exemplo.

Com a compra de bens de alto valor, você pode dar início à sua vida de empreendedor. É possível fazer isso de diversas formas: caso queira começar do zero, você pode comprar um bem que ajude a realizar algum tipo de serviço, como moto ou carro, por exemplo.

Com moto, você tem diversas opções de empreender com serviços de entregas rápidas, principalmente em grandes cidades, onde a demanda aumenta bastante.

E, por mais que o Brasil tenha aderido bem aos aplicativos de carona (como Uber, 99 etc), a compra de um automóvel para essa finalidade pode ser uma boa alternativa para quem deseja ganhar dinheiro dirigindo.

Mas, se pretende ter uma localidade física para dar início a uma nova fase da vida como empreendedor, você pode contar com as facilidades do consórcio imobiliário para a compra de um empreendimento.

Como funciona a contratação de um consórcio

Antes de tudo, é preciso escolher em que bem deseja investir com o consórcio.

Para cartas de automóveis, por exemplo, você pode investir em cotas de até R$ 100 mil. Para motos, a carta pode chegar a até R$ 20 mil. Já para imóveis, o valor é bem maior, e pode atingir R$ 500 mil, que podem ser divididos em até 100 mensalidades.

Ah, também tem a carta de serviços, em que é possível investir em viagens, reformas, estudos, cirurgias e festas com cartas de até R$ 30 mil, que podem ser parceladas em até 30 mensalidades.

Após selecionar o bem, o próximo passo é fazer uma simulação. Por esse método, você insere o valor da carta que deseja e pode selecionar a quantidade de parcelas.

O valor das mensalidades não pode ultrapassar 30% dos seus rendimentos mensais. As administradoras mantêm esse teto para evitar qualquer tipo de inadimplência, que possa prejudicar os grupos de consórcio.

Depois disso, um especialista de consórcio entra em contato, para tirar todas as suas dúvidas. Aproveite para conhecer mais sobre a modalidade e até mesmo contratar um seguro para as suas mensalidades, que pode garantir o pagamento de até 6 parcelas em casos de desemprego, ou a quitação total da sua cota, em casos de invalidez ou morte.

Leia toda a documentação enviada e fique atento ao momento em que a administradora inseri-lo em um grupo. Nesse momento, você poderá participar das assembleias mensais, em que pode ser contemplado via sorteio ou pela oferta de um lance.

Ao ser contemplado, você passa por uma nova análise de crédito, para garantir que irá se comprometer com o pagamento das mensalidades mesmo após ter o bem em mãos. Se estiver tudo certo com a documentação, você é contemplado, e recebe a carta de crédito para adquirir o bem que tanto deseja. Lembrando que a carta tem poder de compra à vista, o que pode garantir uma boa margem de negociação. Converse com o proprietário ou fornecedor com antecedência: quem sabe ele não te dá um bom desconto?

Investindo em motos e automóveis para aplicativo

Parte da jornada de empreender é ter autonomia para trabalhar na hora em que realmente deseja. Nesse sentido, tornar-se motorista ou entregador de aplicativo tem se mostrado uma alternativa para quem procura mais liberdade no trabalho.

Se você já possui um carro ou uma moto, mas deseja trocar de modelo justamente com o objetivo de trabalhar, o consórcio pode ser uma excelente opção.

Quando você começa a investir por meio do consórcio, você ingressa em um grupo com outras pessoas que têm interesse semelhante ao seu. Por exemplo, se pretende investir em uma carta de crédito de moto, muito provavelmente estará em um grupo com outras pessoas que querem comprar uma motocicleta.

Existem duas possibilidades de ser contemplado por meio do consórcio: a partir dos sorteios mensais e por meio da oferta de lance.

Caso queira trocar o modelo da sua moto ou carro, por exemplo, você pode fazer uma avaliação do seu veículo. Para isso, entre em contato com a administradora (que costuma cobrar um custo para a execução deste serviço). A partir do valor avaliado, você pode inserir o valor como oferta de lance. Se o seu valor for o maior da assembleia, você é contemplado e tem acesso à carta de crédito.

Porém, vale lembrar: caso esteja investindo em uma carta de automóveis, só pode usar a carta para a compra de um carro, seja ele novo ou seminovo. Vale o mesmo para os demais bens comercializados no consórcio, como imóveis, moto e serviços.

Consórcio para empreender em frotas

Outra forma de empreender por meio de automóveis é estruturar uma frota. Digamos que você queira montar uma revendedora de veículos, por exemplo. Para isso, pode comprar mais de um carro ao mesmo tempo, para montar a frota da forma que deseja.

Com o consórcio de automóveis, você pode comprar o modelo (ou os modelos) que preferir. Para o caso de investir em frotas, por exemplo, que exige várias unidades de veículos, é necessário adquirir mais de uma cota de consórcio. É possível realizar esse procedimento sem problemas: para isso, converse com a administradora para ter a possibilidade de comprar mais de um automóvel pelo consórcio.

Se tiver um bom dinheiro guardado, você pode considerar a oferta de lances. Vale lembrar que, por mais que você tenha uma boa quantia, a simples oferta não garante que você seja o contemplado. Porém, se outro interessado conquistar o bem por meio do lance, fique tranquilo: seu valor não é debitado, e você tem a possibilidade de tentar novamente nos meses seguintes.

Frotas de caminhões e tratores

Você sabia que, além de comprar carros e motos populares, o consórcio ajuda na compra de caminhões, materiais agrícolas e outros veículos específicos para quem trabalha com o agronegócio?

Se você pretende expandir o seu negócio com a compra de novas frotas - ou até mesmo trocar a que possui por uma mais nova - entre em contato com a administradora e confira as suas opções. Você vai se surpreender com as facilidades!

Consórcio de imóveis para empreendedores

Além da possibilidade de realizar o sonho da casa própria, cada vez mais o consórcio de imóveis tem sido procurado por quem procura empreender.

Com a carta de crédito, você tem diversas opções, como:

   • Comprar um terreno e começar a construir um empreendimento próprio, seja uma mercearia, pet shop, salão de beleza etc;

   • Comprar um ponto que já esteja estabelecido;

   • Montar o seu próprio escritório para dar início ao seu negócio, seja um serviço ou um empreendimento que trabalhe com a comercialização de produtos, por exemplo.

Para o seu empreendimento, as regras do consórcio imobiliário são as mesmas. Você pode selecionar uma carta de crédito de até R$ 500 mil para essa finalidade.

Caso tenha interesse em comprar um lugar maior, também pode investir em mais de uma cota de imóveis. Você pode construir o seu empreendimento do zero ou comprar um que já esteja pronto, para que possa iniciar o quanto antes sua nova fase profissional.

Consórcio para aprimorar o seu negócio

Em tempos difíceis, como o da pandemia de Covid-19, muitos empreendedores procuraram instituições financeiras em busca de empréstimos. Na maioria das vezes, o objetivo é obter fluxo de caixa, para rodar a operação e conseguir fôlego até que a crise passe.

Porém, muitas pessoas tiveram dificuldades de contrair estes empréstimos. Com receio de inadimplência, as instituições adotaram processos mais rígidos para liberação de dinheiro. Isso fez com que as pessoas buscassem novas formas de conseguir dinheiro.

Dependendo da situação em que está o seu empreendimento, o consórcio pode ser uma boa forma de impulsionar o seu negócio. Porém, para isso, é preciso usar o dinheiro da carta para investir no seu empreendimento.

Isso porque o consorciado não tem acesso direto à carta de crédito: geralmente, a administradora faz o repasse para o proprietário ou fornecedor do serviço que você adquiriu.

Por exemplo, digamos que você precise investir na reforma do seu empreendimento, para que possa receber mais clientes. Quanto a isso, pode contar com o consórcio de serviços, que também tem como possibilidade reformar ou decorar o seu escritório, loja ou empreendimento comercial, por exemplo.

Quase 70% dos consorciados que optam pelos serviços acabam investindo em algum tipo de reforma - seja para a casa, apartamento ou até mesmo para o empreendimento. A vantagem é que, com uma carta mais compacta, você consegue ter acesso ao valor integral de forma mais rápida e pode turbinar o seu negócio para, quem sabe, expandi-lo e ganhar mais!

Dicas para começar um negócio do zero

Agora que você conhece algumas das diversas opções que possui com o consórcio, vamos dar algumas dicas de como proceder para empreender do zero.

Antes de tudo, é preciso buscar conhecimento. Uma boa fonte é o Sebrae, que possui cursos e métodos de aprendizado que ajudam o pequeno empreendedor a dar os primeiros passos. Também existem outras formas de aprender, como vídeos no YouTube de empreendedores experientes, bons livros etc. O próprio blog da Embracon possui diversas dicas e artigos completos sobre educação financeira que podem ser valiosos na hora de empreender.

Se você já tem uma ideia de que negócio pretende montar, o recomendado é se informar bastante sobre o setor. Digamos que você queira montar uma revendedora de veículos, por exemplo: será que estamos em um bom momento para a compra de automóveis? Pesquise bem o bairro, converse com as pessoas do local e fique sempre atento às oportunidades.

Vale lembrar que, acima de tudo, é preciso conhecer e gostar do seu empreendimento. Mesmo em momentos difíceis, a sua paixão pelo negócio pode fazer toda a diferença e ajudar a dar a volta por cima.

Empreendedorismo na prática

Os empreendedores mais bem-sucedidos do Vale do Silício recomendam que, para entender se um negócio é viável, você precisa experimentar. Quanto a isso, você precisa encontrar o seu mínimo produto viável (MVP na sigla em inglês).

Digamos que você queira vender bolos pela internet, por exemplo. Será que o seu produto é bom ou tem o diferencial o suficiente para render um bom dinheiro?

Para isso, o ideal é testar em um mercado menor, sem fazer investimentos robustos de início.

Uma boa forma de dar o primeiro passo é montar um plano de negócio, em que você pode definir os objetivos e sua estratégia para alcançá-los. Na grande maioria dos casos, este plano pode ser a sua bússola para você ter uma visão de onde pretende chegar.

Com a sua hipótese de empreendimento, é hora de partir para a prática e ir atrás do seu público-alvo, que são as pessoas interessadas em comprar seu produto ou serviço. Se perceber que a sua clientela está crescendo rapidamente e gerando lucro, então é hora de pensar em uma forma de desenvolver o seu negócio.

E, caso as coisas não saiam como o planejado, não precisa pensar em desistir. Se tiver trabalhando com o conceito de MVP, por exemplo, em que uma hipótese pode ser testada em poucos dias, você pode mudar de planos e adaptar o seu empreendimento para um público que esteja mais afim do que você procura.

Ainda no exemplo de bolos: digamos que você esteja tendo dificuldades de vender doces, mas identificou que, na região, existe uma carência de artigos para festa. Quem sabe você não aproveita essa carência e muda o seu objetivo para, além de bolo, vender artigos para festas?

Muitos negócios levam tempo para dar dinheiro. Por isso, é importante se preparar, estudar bastante, guardar dinheiro para lidar com situações difíceis e, sempre que possível, estar próximo de pessoas e profissionais que entendam bastante do ramo em que está atuando, para que possa se desenvolver e prosperar com o seu empreendimento.

Consórcio para diferentes etapas do seu empreendimento

Ser empreendedor não é fácil. É preciso conhecer o negócio, testar, encontrar seus clientes, manter o caixa, tirar um salário considerável, pensar na evolução do empreendimento e se organizar para pagar funcionários.

Trata-se de uma trajetória que, para alguns, pode levar mais tempo até a prosperidade.

Antes de pensar se o consórcio realmente pode te ajudar, entenda em que fase do negócio você está. Se precisa comprar um lugar físico para se livrar do aluguel, por exemplo, pode investir em um consórcio de imóveis para comprar o ponto ou até buscar um novo, que realmente atenda às suas necessidades.

Se a ideia é mudar totalmente de vida para se tornar um empreendedor, aproveite para entender a viabilidade do que deseja enquanto paga as mensalidades do consórcio. Assim, caso você se arrependa e queira montar um novo empreendimento, ou até mesmo investir em uma moradia, para alugar ou vender para outra pessoa, pode contar com a carta de crédito de imóveis para essa finalidade.

Caso se depare com algum momento de dificuldade, em que precisa ter uma renda complementar para arcar com as despesas de casa, por exemplo, pode tentar a troca da sua moto ou veículo para um veículo que sirva para trabalhar com aplicativos de carona e de entrega.

A recomendação é adquirir modelos populares. Lembre-se que esses veículos irão rodar bastante, portanto não compensa pagar por um valor muito alto por cada um deles se o objetivo for utilizá-los para trabalho.

Mas, se o objetivo for ampliar o seu negócio, seja por meio de um local físico ou até mesmo a reforma do seu espaço, você pode contar com o consórcio de serviços para essa finalidade. Sua maior vantagem é a flexibilidade: você pode usar a carta de crédito para contratar os serviços de um profissional, como engenheiro ou arquiteto, e comprar todos os materiais necessários para conduzir a reforma.

Assim como os exemplos de consórcio de automóveis e imóveis, também é possível comprar mais de uma cota de serviços. Aproveite para deixar o empreendimento com a sua cara e invista de forma que lhe garanta bons retornos financeiros!

Consórcio: o melhor aliado do seu planejamento

São inúmeras as possibilidades de utilizar o consórcio a favor do seu negócio. Você pode começar um empreendimento do zero, entender a viabilidade do seu serviço enquanto realiza o pagamento das mensalidades, mudar de ideia e utilizar a sua cota para um investimento pessoal ou, até mesmo, comprar um ponto comercial já bem estabelecido.

Também é possível comprar uma franquia com o dinheiro da sua carta. Dessa forma, você pode se aproveitar de um negócio já consolidado e, assim, aumentar seus rendimentos mensais.

Caso trabalhe com agronegócio e necessite de equipamentos específicos, também pode contar com a sua carta de crédito para aumentar a sua frota. Vale o mesmo para quem trabalha com revendedoras, ou pretende abrir uma.

Lembrando que também há a possibilidade de reformar o seu empreendimento, para atrair uma clientela ainda maior. Ou, até mesmo, considerar o trabalho com aplicativos de entrega ou de carona, seja para aumentar a sua renda ou para se dedicar integralmente à atividade.

Com bastante conhecimento e muita dedicação e trabalho, seu empreendimento pode deslanchar e prosperar mais do que você imagina. E isso pode acontecer a qualquer momento!

Para aprender mais sobre finanças, confira nosso post ensinando como investir e aproveitar as melhores oportunidades, mesmo em tempos de crise.

E ficou interessado no consórcio? Faça uma simulação e veja todas as vantagens.
Simulação Consórcio

chat Eva