Quais são as formas de comprar uma moto?

Quais são as formas de comprar uma moto?

Há muito tempo o brasileiro tem mostrado um interesse crescente para a compra de motos. Os motivos são diversos: em pequenas cidades, por exemplo, uma moto pode ajudar bastante em locomoções rápidas; já nas metrópoles, esse tipo de transporte pode ser utilizado para diferentes tipos de trabalho ou até mesmo para longos passeios, dependendo da categoria que escolher.

A pandemia de Covid-19 fez com que esse interesse por motocicletas aumentasse ainda mais. Um levantamento realizado pela plataforma Mercado Livre registrou interesse 35% maior na intenção de compra de motos por meio de sua plataforma, comparado aos níveis pré-pandemia.

Isso porque o isolamento social trouxe novos desafios quando o tema é locomoção. Entre as categorias que tiveram aumento expressivo estão as motocicletas de até 50 cilindradas, que trafegam com velocidade e potência reduzida, mas podem ser ótimas opções para trajetos curtos. Outra categoria que tem gerado bastante procura é a de motos elétricas.

Esse interesse se expande para as demais categorias como um todo. Afinal, por conta das medidas restritivas, o brasileiro procurou por opções de locomoção que não afetassem demais seus rendimentos mensais. Além de ter um valor mais em conta que o automóvel tradicional, a moto gasta menos combustível e tem um preço de manutenção inferior a um carro, por exemplo.

Com opções cada vez mais diversas no mercado, é possível investir em diferentes tipos de moto, para diferentes objetivos.

Antes mesmo de determinar a forma de comprar o seu modelo, vale a pena realizar uma pesquisa de quais unidades têm mais a ver com a sua necessidade. Se você pretende usar a moto apenas para trabalhar, vale mais a pena comprar um modelo econômico e que aguente bastante longos trajetos.

Mas, se deseja um modelo para viajar, pegar a estrada e curtir com a família, uma moto mais robusta, com boa potência e conforto pode ser o ideal.

Também existem opções de motos para corrida, para quem pratica motocross, para quem gosta de encarar longas estradas ou até mesmo para ter uma boa performance enquanto pilota na sua cidade.

Mas, você sabe quais são as opções para a compra de uma motocicleta? A seguir, vamos apresentar as formas de compra de moto, para que você tome a melhor decisão na hora de investir na sua.

Como comprar a sua moto: dicas gerais

Antes de entrarmos em detalhes em relação às formas de pagamento da sua nova moto, vale a pena seguir algumas dicas.

A primeira delas é fazer uma boa pesquisa do modelo que deseja comprar.

Para saber qual modelo funciona melhor para você, identifique qual a sua verdadeira necessidade.

Se não quiser gastar muito na sua moto para trabalhar, você pode selecionar modelos de 150 cilindradas que performam bem nas cidades, por exemplo.

Cada modalidade de moto possui uma faixa de preço diferente. A partir do momento que você identifica o tipo que precisa, o próximo passo é verificar os modelos que existem. Existem diversos sites, redes sociais e revistas especializadas que realizam comparativos entre os modelos de moto: veja quais são as melhores e que têm mais a ver com o seu gosto.

Assim como na compra de um carro, por exemplo, é preciso que você se identifique com a estética da moto, com suas propriedades e com suas vantagens e desvantagens. Dessa forma, você pode ter um processo mais inteligente de escolha do seu modelo, que vá atender ao que realmente precisa.

Se considerar necessário, você pode agendar test drives nas concessionárias, para verificar se o modelo realmente atende às suas necessidades. Só tome cuidado para não se empolgar demais e acabar comprando neste momento de pesquisa. Afinal, planejamento é essencial para que você realize uma compra inteligente.

Formas de comprar uma moto

Agora que você já tem uma boa ideia do que é preciso para comprar a moto dos seus sonhos, vamos apresentar as possíveis formas de comprar o seu modelo, com as vantagens e desvantagens de cada modalidade. Confira a seguir.

Compra à vista

Se você já tiver um bom volume de dinheiro guardado, pode considerar a compra à vista da sua motocicleta.

O processo é bastante simples: você escolhe o modelo e pode dar o dinheiro integral para a sua compra. Quando se fala em compra à vista, você pode utilizar o cartão de débito, que realiza o pagamento na hora para a concessionária ou proprietário do bem, ou até mesmo a função de transferência por Pix, se preferir.

Outra possibilidade é fazer o saque do dinheiro vivo para o pagamento - uma prática cada vez menos utilizada pelos consumidores, por conta do trabalho de realizar o saque, o perigo de chamar atenção por andar com um imenso volume, entre outras complicações.

A seguir, vamos detalhar as vantagens e desvantagens de comprar uma moto à vista.

Vantagens

A principal vantagem de comprar sua moto à vista é que você não prolonga a dívida. No ato da compra, você já tem um bem quitado, que pode ser totalmente passado para o seu nome e fica inteiramente sob sua responsabilidade.

Além disso, você pode ter um ótimo desconto ao negociar a compra à vista. Muitos estabelecimentos veem vantagem em negociar o preço à vista porque não precisam pagar as taxas de parcelamento, por exemplo, entre outras facilidades.

Além de já pagar um valor bem inferior ao total a prazo, com a negociação de desconto, o preço de um bem à vista fica mais justo, gerando uma boa economia para o consumidor. Portanto, se você tiver a possibilidade de fazer a compra à vista do seu bem, leve em consideração essas vantagens importantes.

Desvantagens

Por mais que as vantagens da compra à vista sejam atrativas, é preciso levar em consideração o esforço para se ter o valor integral da sua moto.

Será que realmente vale a pena ficar meses ou até anos guardando dinheiro para a compra de um bem, quando você pode usufruir de outras possibilidades de compra e, assim, antecipar a aquisição?  

Leve isso em consideração e, principalmente, se o dinheiro que for utilizar para a compra à vista não poderia ser mais útil para outra finalidade - como montar a sua reserva de emergência ou aplicar em um investimento, para ter maior rentabilidade, por exemplo.

Financiamento

O financiamento é uma modalidade de compra bastante procurada por quem não tem o dinheiro imediato para a compra da moto - mas deseja sair com ela da concessionária o quanto antes.

Funciona da seguinte forma: o interessado procura uma instituição financeira, para que ela realize a compra integral do bem e deixe a dívida para o consumidor. Para isso, a instituição pede uma série de comprovações, como rendimentos mensais, documentações e demais garantias, para que não saia ‘perdendo’ com a transação.

Fica acordado, então, que o consumidor precisa pagar o valor parcelado, com a inclusão de juros e valor determinado de entrada. Quanto menor o valor de entrada, maior é o percentual de juros para as mensalidades.

Assim que conclui a transação, o consumidor já sai com o bem e continua pagando por ele, até sua total quitação.

A seguir, vamos apresentar quais são as vantagens e desvantagens de comprar a sua moto por meio de um financiamento.

Vantagens

O financiamento pode ser uma boa alternativa para quem quer comprar um bem de imediato e não está capitalizado, ou seja, não possui o valor total para a compra. Você já sai com o bem assim que fecha o contrato com a instituição financeira e pode dividir o valor em diversas parcelas.

Com a possibilidade de parcelar, você também tem a possibilidade de só iniciar o pagamento a partir dos meses seguintes. Tudo isso já fica definido no ato da compra.

Trata-se de uma opção que atende pessoas que precisam comprar uma moto com certa urgência, por exemplo, seja para trabalhar ou para o lazer.

Desvantagens

Embora o financiamento permita sair com o bem de imediato, seu alto valor de juros pode fazer com que o valor a prazo saia bem mais caro que o preço original. Quanto maior a quantidade de parcelas - ou menor o valor de entrada - maior é o valor que terá que pagar de juros à instituição financeira.

É um prejuízo que se estende a longo prazo, porque o financiamento faz com que a compra se torne uma dívida com o banco. Por mais que seja possível renegociar, sempre que se deixa de pagar alguma parcela o valor de juros só tende a aumentar.  

Dependendo do tamanho da sua dívida, o valor da moto pode custar até o dobro ou mais pagando a prazo pelo financiamento. Além do mais, existe alta burocracia para contratação, sendo um método inflexível para o consumidor, que precisa se sujeitar às regras das instituições para conseguir liberação de crédito com o financiamento.

Consórcio

Outra forma de comprar a sua moto é por meio do consórcio. Diferentemente das demais modalidades, o consórcio funciona como um autofinanciamento: é você que escolhe o valor do bem que deseja investir e a quantidade de mensalidades.

Tudo isso é possível por conta do simulador de consórcio. Ao selecionar a moto, você define o valor da carta de crédito, que corresponde ao preço da moto que deseja comprar. Já na etapa de simulação, você sabe o quanto precisaria pagar de mensalidade de consórcio.

Pelo consórcio, você paga um valor de forma parcelada, mas não sai com o bem na hora. A diferença é que você não precisa dar valor de entrada ou pagar juros nas mensalidades, como acontece com o financiamento, por exemplo.

A partir do momento que você fecha o contrato com uma empresa de consórcio, você passa a integrar um grupo, que reúne outros consumidores interessados em comprar uma moto também, por exemplo. Todos os meses são realizadas as assembleias, em que é possível ser sorteado com o bem ou dar a oferta de um lance.

Até o fim do pagamento do consórcio, todos os integrantes são devidamente contemplados. Nesse momento, é liberada a carta de crédito, que pode ser utilizada para a compra da sua moto. A carta tem poder de compra à vista e pode servir para a compra de uma motocicleta zero km ou com até três anos de uso.

Agora que você sabe como funciona o consórcio, vamos apresentar as vantagens e desvantagens dessa modalidade.

Vantagens

O consórcio é a melhor modalidade de compra parcelada, principalmente se você deseja comprar o bem de forma planejada, sem sair no prejuízo.

Você não precisa ter valor de entrada e, o melhor de tudo, não paga juros pelas mensalidades. Além disso, não existe nenhum tipo de burocracia para a sua contratação. Na etapa inicial de análise de crédito, as administradoras só pedem que o valor da mensalidade não ultrapasse 30% dos rendimentos totais do consumidor, a fim de evitar inadimplência.

Com o consórcio, você tem poder de escolha para definir o valor da carta de crédito e a quantidade de parcelas. Inclusive, se for preciso, pode até mesmo alterar este valor enquanto estiver pagando - para isso, basta entrar em contato com a administradora de consórcio.

Outra facilidade que se mostra uma boa vantagem do consórcio é a possibilidade de dar um lance. Todos podem fazer a sua oferta, quantas vezes for necessário. E, se você for contemplado dessa forma, termina de pagar por sua cota com antecedência, já que o valor ofertado quita o saldo devedor (da última mensalidade para a mais recente).

Com poder de compra à vista, a carta de crédito dá uma imensa vantagem ao consorciado no momento de escolher a moto que deseja. É possível obter uma boa margem de negociação comprando dessa forma - conforme uma das vantagens da compra à vista que mencionamos.

Com todas essas vantagens, o consórcio se apresenta como a modalidade perfeita para quem deseja planejar a compra do seu próximo bem.  

Desvantagens

A principal desvantagem é que, diferente das demais modalidades, você não sai com o bem na hora que efetua a transação. Com o consórcio, você precisa aguardar pelos sorteios que são feitos mensalmente ou se organizar para tentar a oferta de um lance - que pode não acontecer, afinal, o maior valor define o contemplado, e outro consorciado pode oferecer um valor mais alto que o seu em uma assembleia.

Uma boa experiência com o consórcio exige paciência e bastante comprometimento com as mensalidades. Afinal, quando você deixa de pagar uma parcela, compromete os demais integrantes do grupo, que contam com este valor para o fundo comum, responsável por todas as contemplações.

Além do mais, a cada ano acontecem os reajustes anuais das mensalidades. Esse reajuste serve para impedir que a inflação diminua o poder de compra de uma carta de crédito. Ou seja, o consorciado paga a mais porque terá, no fim, uma carta de crédito com valor mais elevado.

Portanto, quem deseja ter acesso ao bem de forma imediata precisa considerar outras formas de pagamento da moto. Mas, se deseja planejar a compra, para pagar por um valor mais justo pelo bem, sem ter que comprometer seus rendimentos mensais, o consórcio continua sendo a melhor escolha de compra parcelada.

A seguir, vamos apresentar todos os detalhes de como proceder para fazer um consórcio de moto.

Como fazer o consórcio de uma moto

Como já mostramos, existem diversos motivos que levam uma pessoa a selecionar a compra de uma moto. Embora a compra à vista ou parcelada com financiamento sejam opções viáveis, o consórcio se apresenta como opção ideal para quem deseja planejar a compra da sua nova motocicleta, com parcelas que cabem no bolso e de forma flexível.

Antes mesmo de simular o valor de uma moto, vale a pena identificar qual o modelo que realmente deseja, para ter uma ideia de que valor inserir como carta de crédito.

O próximo passo é simular quanto você pagaria pelo consórcio. Para isso, escolha uma empresa séria de consórcio, que tenha autorização do Banco Central do Brasil (Bacen) para operar de forma correta, transparente e dentro da lei. A Embracon, por exemplo, além de ter autorização do Bacen, há mais de 30 anos ajuda a realizar sonhos por meio do consórcio.

Ao entrar no site da Embracon, você pode realizar o processo de simulação. Além da divisão da carta de crédito pela quantidade de mensalidades, o simulador retorna com as taxas do consórcio, como taxa de administração, que remunera a administradora pela formação dos grupos, entrega das cartas de crédito e todo o serviço relacionado ao consórcio, e fundo de reserva, que ajuda a dar uma garantia aos grupos caso alguns integrantes se tornem inadimplentes e deixem o fundo comum em risco.

Nessa etapa, é preciso fornecer alguns dados pessoais, para que a administradora entre em contato, explique como funciona o consórcio e entregue o contrato de adesão.

Uma vez em um grupo, você participa das assembleias. Todos os detalhes são repassados na Área de Clientes, além das informações necessárias para realizar a oferta de um lance.

Para garantir um processo transparente de sorteios, a Embracon conta com o sistema da Loteria Federal. Nesse momento, a administradora confere todas as documentações e verifica os rendimentos e a situação nos órgãos de proteção ao crédito, para garantir que o contemplado se mantenha comprometido com o pagamento das parcelas após receber a carta de crédito.

Nas assembleias também são realizadas as contemplações por lance. Pelo lance livre, que é o tipo mais comum, o maior valor ofertado em uma assembleia define o vencedor. Dessa forma, o valor é debitado e quita as últimas mensalidades da dívida do contemplado.

Caso você tenha feito uma oferta, e outro consorciado tenha sido contemplado, o valor não chega a ser debitado pela administradora, e você pode tentar a oferta nos meses seguintes. Como lance, é preciso ter, pelo menos, 10% do valor integral da cota. Quanto maior o valor, maiores são as chances de ser contemplado.

Por mais que existam essas duas formas de contemplação, nenhuma administradora pode garantir quando o consorciado será contemplado. Portanto, é preciso acompanhar as assembleias mensais e se organizar para dar o lance no momento que considerar mais oportuno.

Na hora de utilizar a carta de crédito, basta indicar a concessionária ou proprietário da moto que deseja comprar. A administradora faz toda a checagem e, se aprovada a transação, transfere o valor imediatamente para efetuar a compra.

Se a carta de crédito for maior que o valor da moto, é possível utilizar até 10% do valor para despesas com documentações, transferência e idas ao cartório. Mas, se a moto for mais cara que a carta de crédito, sem problemas: é possível negociar diretamente com o proprietário ou concessionária e pagar o valor restante com os seus próprios recursos. Aproveite para negociar da melhor forma para você.

Como já deu para perceber, o consórcio oferece muitas vantagens para quem deseja comprar a sua motocicleta. Faça agora mesmo uma simulação de consórcio de moto e invista o quanto antes na realização do seu sonho.

Simulação
chat Eva