O que é o lance livre?

O que é o lance livre?

Diferentemente de qualquer modalidade de compra, o consórcio funciona como um autofinanciamento para que você tenha acesso a um bem. Por conta disso, não exige valor de entrada ou cobrança de juros nas mensalidades.

É muito simples investir em bens como automóveis, imóveis e serviços por meio do consórcio: basta fazer uma simulação do seu bem, inserindo o valor da carta de crédito (que seria o total para a compra do bem) e a quantidade de parcelas que deseja pagar.  

Pelo simulador de consórcio, você já tem um retorno do valor da sua mensalidade, com o acréscimo da taxa de administração. Trata-se de uma economia considerável comparada ao financiamento, em que você pode pagar até o dobro do valor do bem a prazo.

A partir do momento que identifica o valor da sua mensalidade e fecha o contrato, passa a integrar um grupo de consórcio, que reúne interessados pela compra do bem.

Mas, como fazer para ser contemplado? Além dos sorteios mensais, você pode fazer a oferta de um lance com o objetivo de receber a sua carta de crédito com antecedência. O tipo de lance mais tradicional para essa oferta é o lance livre, que explicaremos em detalhes a seguir.

Como funciona o lance livre?

Quando se fala em oferta de lance no consórcio, a modalidade mais lembrada é a do lance livre.

Isso porque seu funcionamento é bem simples: ao participar de uma assembleia, que acontece uma vez por mês e reúne os consorciados do grupo que contribuem corretamente com as mensalidades, é possível fazer a oferta de um lance com o objetivo de ser contemplado com antecedência.

Seu funcionamento é como o de um leilão “às escuras”: você realiza a oferta na sua Área de Clientes. O indicado é que o valor seja de, no mínimo, 10% da sua cota, para que seja mais competitivo com outros consorciados.

O maior valor apresentado no lance é o contemplado da assembleia.  

Vale lembrar que as assembleias realizam a contemplação de um lance por assembleia. Além disso, é possível fazer a tentativa de oferta de lance várias vezes, até que você seja contemplado.

Por exemplo, se você tiver feito a oferta de um valor de lance, mas outro consorciado tenha sido o contemplado, é possível participar nos meses seguintes. A dica é: aproveite para juntar um valor mais elevado, afinal, quanto maior a sua oferta, maiores são as suas chances de ser contemplado.

Como fazer a proposta de um lance?

Existem duas formas de ser contemplado nas assembleias: pelos sorteios ou pelo lance.

Independente da forma, nenhuma administradora pode fazer promessas de contemplação. Ela pode acontecer tanto nos primeiros meses de pagamento da sua cota, como nos últimos. Mesmo que você tenha um alto valor de lance, por exemplo, não existe garantia de que o seu valor será contemplado. Por isso, assim que tiver um valor que considerar competitivo, faça a oferta.  Quem sabe você é contemplado, não é mesmo?

Para fazer a sua oferta de lance, basta entrar na Área de Clientes e selecionar a quantidade de parcelas que deseja quitar com a oferta. Quanto maior o número de parcelas quitadas, maiores são as suas chances.

Ao fazer a proposta de um lance, seu valor não chega a ser debitado. Somente após a efetivação da contemplação e após passar pela nova etapa de análise de crédito o consorciado terá o valor de lance debitado e, consequentemente, acesso ao valor integral da carta de crédito para a compra do bem desejado.

O valor do lance quita as últimas mensalidades do consórcio, sempre da última até a mais recente.  

Ou seja, além de ter acesso antecipado à sua carta de crédito, com o lance você termina de pagar pelo consórcio mais rapidamente, já que quita um número significativo de parcelas.

Fui contemplado por lance, e agora?

Após passar pela nova etapa de análise de crédito, a administradora finalmente prossegue com a contemplação do seu bem.

Como já dissemos, o valor do lance é debitado, e você tem acesso à sua carta de crédito para a compra do bem.

Vale lembrar que a carta de crédito não é transferida para a conta do consorciado. É preciso indicar o proprietário ou a empresa responsável pelo bem que deseja na hora da contemplação.

Por exemplo: digamos que você queira comprar um automóvel zero km diretamente na concessionária com o valor que foi contemplado. Nesse caso, é preciso indicar a conta da concessionária, para que a administradora repasse diretamente pra lá o valor da carta de crédito para a compra do seu carro.

Caso o valor da sua carta seja maior que o bem, é possível utilizar até 10% dela para despesas burocráticas, como transferência de propriedade, idas ao cartório etc. Se o saldo for insuficiente, a administradora não barra a transferência do valor: é possível negociar diretamente com o proprietário e completar a compra com os seus próprios recursos.

Quais são os outros tipos de lance?

Além do lance livre, que é a modalidade mais comum para ofertar um lance no consórcio, existem outras formas de tentar a contemplação com antecedência. Confira:

  • Lance fixo: a administradora estipula um valor que pode ser ofertado como lance. Digamos que, em um grupo com consorciados de imóveis, ela tenha dado como possibilidade de lance fixo o valor de R$ 50 mil. Então, ela reúne todos os interessados e faz um sorteio entre eles, para definir quem será contemplado.
  • Lance embutido: por essa opção, é possível utilizar um percentual da sua carta de crédito para ofertar como lance. Porém, é preciso consultar as regras do grupo, para ver se essa opção está elegível.
  • Lance com recursos do FGTS: opção elegível apenas para consórcio de imóveis, em que é possível sacar o valor do FGTS para tentar o lance.

Agora que você já sabe como funciona o lance, confira dicas de como fazer um planejamento financeiro para ser contemplado mais rapidamente no consórcio.

Simulação Consórcio
chat Eva