Tudo que você pode fazer com o consórcio de serviços

Tudo que você pode fazer com o consórcio de serviços

Em mais de 50 anos de história ajudando milhões de pessoas a realizar o sonho na compra de automóveis e imóveis, o consórcio foi entendido como a melhor possibilidade de investir em bens de alto valor.

Não é preciso se preocupar com juros, como acontece com o financiamento. Pelo consórcio, basta selecionar o bem que deseja comprar, definir o valor da carta de crédito, que corresponde ao preço final desse bem, e inserir a quantidade de parcelas que deseja pagar, sempre de acordo com os limites de cada categoria.

Por muitas décadas, os brasileiros contaram com o consórcio para a compra de automóveis. Na verdade, a própria história da categoria se confunde com a adoção em massa do carro popular.

Para quem não sabe, o consórcio surgiu nos anos 1960 como um modelo de compra em grupo no Banco do Brasil. Naquela época, funcionários da instituição se reuniram em um grupo com o objetivo de formar o fundo para a compra do tão sonhado carro popular. Como o modelo deu certo, não demorou para que as próprias concessionárias e montadoras criassem o seu próprio modelo de consórcio. Em uma época de difícil concessão ao crédito, o consórcio foi a possibilidade para que pudessem realizar o sonho do primeiro automóvel.

Dessa forma, o consórcio ampliou bastante e ajudou na adoção do dito ‘carro popular’, ainda hoje associado aos modelos de entrada das montadoras. Com ajuda do consórcio, o Brasil passou a se tornar um mercado atrativo para a compra de automóveis. Não demorou para que, com o tempo, o brasileiro médio pudesse realizar o sonho de ter seu primeiro carro na garagem.

Com o passar do tempo, o brasileiro também pôde contar com o consórcio para a compra de outros bens, incluindo eletrônicos e eletrodomésticos. Somente mais tarde, em meados dos anos 1990, a categoria também passou a comercializar cotas de imóveis - antes restrita aos bancos públicos. Com isso, o brasileiro finalmente teve a chance de investir na sua casa, apartamento, terreno ou até mesmo em um empreendimento comercial sem ter que pagar valor de entrada e juros.

O fato de a categoria ser auditada pelo Banco Central do Brasil (Bacen) ajudou bastante a categoria a ampliar cada vez mais seu portfólio.

Para se adaptar às novas necessidades de consumo, o consórcio também se reinventou. Foi por isso que foi criada a categoria de consórcio de serviços, diferente dos modelos tradicionais, que sempre têm um bem como finalidade.

Mas, o que é o consórcio de serviços e como ele realmente funciona? Neste post, vamos explicar tudo, para que você entenda as possibilidades de compra, como utilizar as cartas de crédito e até mesmo ajudar a se organizar para ser contemplado mais rápido. Confira!

O que é e como funciona o consórcio de serviços?

O consórcio de serviços funciona como qualquer outra categoria de consórcio. A grande diferença está na hora de utilizar a carta de crédito, que iremos explicar com detalhes no decorrer do texto.

Se antes o brasileiro podia contar com uma categoria que facilita a aquisição de um novo carro ou imóvel, agora também pode adquirir diversos serviços dessa forma.

Mas, como funciona o consórcio?

O consórcio é uma forma de compra parcelada por um bem em que você não precisa dar entrada e não paga juros pelas parcelas. Diferentemente do financiamento, por exemplo, em que a instituição financeira quita o bem e faz a cobrança de forma parcelada do consumidor, cobrando um alto percentual de juros, com o consórcio você não sai com o bem na hora de assinar o contrato.

Por conta disso, o consórcio é conhecido como um modelo de autofinanciamento: porque facilita para que o consorciado contribua mensalmente e possa adquirir o bem, como um serviço, por exemplo, com o valor integral da carta de crédito.

Para dar início ao consórcio de serviços é bem simples: primeiramente, é preciso escolher uma administradora de confiança, que tenha autorização do Banco Central do Brasil (Bacen) para seu pleno funcionamento. A Embracon, por exemplo, é uma das instituições mais respeitadas do setor, com mais de 30 anos de história realizando sonhos por meio do consórcio.

Antes mesmo de decidir o que fazer com o consórcio, você já pode dar início ao pagamento de uma cota.

Pelo site da administradora, basta selecionar a categoria consórcio de serviços e fazer uma simulação. Para isso, é possível utilizar o simulador de consórcio, uma forma simples e bem dinâmica para determinar o valor da carta de crédito e a quantidade de parcelas a serem pagas em um consórcio.

A carta de crédito é o valor que representa o total a ser pago pelo serviço. Pela modalidade de consórcio de serviços, é possível selecionar entre R$ 15 mil e R$ 30 mil para utilização da carta de crédito. Isso significa que, ao ser contemplado, o consorciado terá o valor selecionado à disposição para utilizar na compra de um dos serviços possíveis (que iremos explicar em detalhes no artigo).

Para ter acesso à carta de crédito, é preciso contribuir com as mensalidades para conseguir ser contemplado. Todo consórcio oferece duas possibilidades de contemplação: por meio dos sorteios, que acontecem mensalmente nas assembleias; ou através do lance, que é um valor a mais que você pode ofertar com o objetivo de ser contemplado com antecedência. O maior valor ofertado é o contemplado e quita as últimas mensalidades da sua cota.

Durante o pagamento da cota, todo consorciado é contemplado. Porém, nenhuma administradora pode garantir quando a contemplação deve acontecer, seja por sorteio ou por lance. Isso pode acontecer tanto nos primeiros meses, quanto nos últimos.

Portanto, mantenha-se comprometido com o pagamento das mensalidades e, caso queira ser contemplado com antecedência, se organize para dar um lance em uma das assembleias.

Passo a passo para contratar um consórcio de serviços

Tudo começa pela etapa de simulação de consórcio. Para isso, basta acessar o site da administradora e selecionar o consórcio de serviços.

Após definir o valor de carta de crédito, o próximo passo é identificar a quantidade de parcelas para pagar pela carta. Com o simulador, você já consegue ver quanto ficaria cada parcela.  

Embora não exista cobrança de juros, o consórcio possui algumas taxas que são diluídas nas parcelas como um todo: a taxa de administração, que remunera a empresa de consórcio pela formação dos grupos, realização dos sorteios e entrega das cartas de crédito; e o fundo de reserva, que funciona como uma garantia para que a inadimplência de alguns consorciados não comprometa o fundo comum utilizado para as contemplações.

Por isso mesmo, a contribuição mensal é fundamental no segmento de consórcio. É o valor pago pelas mensalidades que garante seu pleno funcionamento. O não pagamento das parcelas representa um risco para os demais integrantes dos grupos, que reúnem outros consorciados com interesses parecidos com o seu. Esses integrantes contribuem para o fundo comum, que é utilizado para pagar as contemplações mensalmente nas assembleias.

Ao identificar o valor de mensalidade de consórcio, é preciso se atentar ao valor final: as parcelas não podem ser 30% superiores aos seus rendimentos mensais. Por exemplo, se você tem uma renda familiar mensal de R$ 10 mil, por exemplo, a mensalidade de consórcio não pode ultrapassar R$ 3.333,33. Essa medida serve para prevenir possível inadimplência dos consorciados, afinal, quando uma pessoa deixa de pagar pode representar um risco para os demais integrantes do grupo.

No momento de identificar o valor das mensalidades, a administradora pede informações de contato. Ao concluir a sua simulação, o próximo passo é aguardar o contato de um especialista de consórcio, que irá tirar todas as suas dúvidas sobre a categoria e entregar o contrato de adesão. Aproveite para ler com atenção e tirar todas as possíveis dúvidas que tiver e entender como funciona o consórcio.

Você recebe acesso à sua Área de Clientes, onde pode visualizar os boletos que devem ser pagos mensalmente e, posteriormente, acompanhar as assembleias mensais após ser integrado a um grupo. Mantenha seus dados cadastrais sempre atualizados, para não ter nenhum tipo de problema.  

A Embracon utiliza a Loteria Federal como referência para os sorteios. Os últimos números da Loteria são equivalentes à numeração de cada cota.  

Para que o consorciado tenha acesso à carta de crédito, é preciso passar por uma nova análise de crédito.

Como funcionam os lances no consórcio de serviços

Se você quiser ser contemplado com antecedência com a sua carta de crédito, também pode realizar a oferta de um lance.

Para isso, é preciso entrar na Área de Clientes e fazer a sua proposta. O lance é um valor a mais que o consorciado oferece e funciona como uma espécie de ‘leilão às escuras’. O maior valor ofertado em uma assembleia é o contemplado.

Fazer a proposta de lance é bem simples. Na Área de Clientes, a administradora sugere que o consorciado quite uma quantidade de parcelas do saldo devedor para a oferta de lance. Quanto maior a quantidade de parcelas quitadas com a proposta do lance, maiores são as chances de ser contemplado.

O consorciado pode fazer quantas ofertas quiser até ser contemplado, ou seja, não existem limites de tentativas. Portanto, se fizer uma proposta e outro consorciado for o contemplado, o seu dinheiro não chega a ser debitado e você tem a possibilidade de tentar nos meses seguintes.

Se o seu valor for o maior dentro da assembleia, a administradora segue com o processo de análise de crédito. Nessa etapa, além de verificar se as mensalidades não ultrapassam os 30% dos seus rendimentos mensais, a administradora verifica a situação do consorciado nos órgãos de proteção ao crédito (como SPC e Serasa) e faz a checagem dos dados pessoais cadastrados na administradora.

Nessa etapa, fique atento às solicitações de documentos da administradora, para que tudo dê certo com a liberação da sua carta de crédito. Essa etapa é importante, para que a administradora se certifique de que o contemplado continue se comprometendo com as mensalidades do consórcio nos meses restantes.

Com a liberação da carta, você finalmente pode indicar os proprietários e fornecedores para a execução de uma das possibilidades de serviços com o consórcio.

A seguir, vamos entrar em mais detalhes sobre o que você pode fazer com a sua carta de crédito de consórcio de serviços.

O que é possível fazer com a cota de serviços

Por muitos anos o brasileiro se acostumou com o consórcio para a compra de um bem de alto valor, como carro, moto, casa e apartamento.

A fim de se adequar às novas necessidades dos consumidores, foi criada a categoria de consórcio de serviços, que permite realizar novas experiências que precisam ser planejadas com antecedência e envolvem uma série de custos.

Embora tenha um valor inferior às demais categorias, a carta de crédito do consórcio de serviços serve também como uma porta de entrada para que as pessoas, futuramente, possam realizar o sonho da compra de um imóvel ou automóvel, por exemplo.

Mas, que tipo de experiências é possível realizar com o consórcio de serviços? Confira a seguir.

Consórcio de viagem

Já pensou em tirar aquelas férias atrasadas com toda a família no continente europeu? Ou realizar o sonho de fazer um mochilão pela Ásia, conhecer as belezas do continente africano ou simplesmente fazer um passeio para várias compras nos Estados Unidos?

Com o consórcio de serviços, você pode realizar o sonho de fazer aquela viagem que sempre quis, mas seu orçamento nunca permitiu.

Com a carta de crédito de consórcio de serviços, você pode pagar por custos da viagem, como passagens e hospedagens. Inclusive, é indicado comprar um pacote completo com o uso da carta de crédito. Mas, se preferir, você pode comprar as passagens à parte, por exemplo, e fechar com uma agência de viagens para cobrir os demais custos, incluindo passeios, alimentação e hospedagem.

Além da viagem a lazer, é possível planejar viagens a trabalho, exploratória ou simplesmente para realizar novas experiências com diferentes culturas.

Consórcio de estudos

O consórcio de serviços também pode ser utilizado para bancar os seus estudos, os estudos dos seus filhos ou de algum familiar, por exemplo.

O valor pode ser usado para pagar a escola particular ou até mesmo a faculdade. Uma boa forma de se organizar é iniciar o consórcio enquanto o filho ainda estiver no ensino médio, por exemplo, para, quando se aproximar o momento do vestibular, a cota ficar mais próxima de ser quitada.

Também é possível utilizar a carta de crédito para fazer cursos de idiomas, cursos técnicos ou até mesmo diferentes tipos de especializações, como pós-graduação, MBA ou até mesmo mestrado e doutorado.

Outra vantagem do consórcio de serviços é facilitar a vida de quem deseja realizar o sonho de fazer um intercâmbio. Ao fechar com empresas que fazem essa intermediação com instituições estrangeiras, é possível pagar pelo curso e a hospedagem do intercâmbio, independente do país em que deseja aprender.  

Pode ser uma ótima dica de presente para os filhos que desejam realizar este sonho após concluir uma etapa importante de estudos. Além de ajudar a se desenvolver praticando outro idioma, quem faz intercâmbio passa por uma experiência única de aprendizado na vida, entrando em contato com outras culturas e conhecendo novas pessoas ao redor do mundo.

Consórcio de reformas

Essa opção é excelente para quem deseja conduzir a reforma da casa: trocar as pinturas, estender algum cômodo da casa ou apartamento, redecorar todos os ambientes, enfim, deixar o lar com uma nova cara.

Segundo dados da Associação Brasileira de Administradora de Consórcios (ABAC), o consórcio de reformas é o mais escolhido entre as pessoas que optam pelo consórcio de serviços: para se ter uma ideia, ele corresponde a mais de 70% das aquisições dessas cotas.

Com o período de pandemia, as pessoas tiveram que readaptar os seus lares para o home office e até mesmo para comportar o convívio com mais pessoas por um longo período de tempo dentro de casa. Da ampliação da garagem à criação de uma brinquedoteca, é você que determina o que deseja fazer com o seu lar após conduzir uma reforma.

O valor da cota ajuda a pagar arquitetos e decoradores, a mão de obra para as reformas e, claro, os materiais necessários. Está aí uma boa oportunidade para pensar em como deixar o seu lar renovado, de forma planejada e que não irá pesar no seu orçamento.

Consórcio de cirurgia plástica

Se você deseja realizar algum procedimento cirúrgico no seu corpo, como cirurgia plástica, também pode contar com o consórcio para essa finalidade.

Além de serviços de estética, é possível cobrir orçamentos ortodônticos ou até mesmo intervenções mais complexas, como bariátrica, por exemplo.

Ao escolher esta opção, tome o cuidado de verificar a credibilidade da clínica em que fará o procedimento. É preciso que o cirurgião tenha credencial da SBCP (Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica), por mais que tenha diploma de medicina. Fique atento também aos cuidados para realizar o procedimento, para que tudo seja conduzido da maneira mais segura possível.

Consórcio de festas

Festas e eventos também podem ter custos enormes, e você pode pagar tudo isso por meio do consórcio.

É possível fazer aquela festa dos sonhos para o primeiro aniversário do seu filho, realizar o sonho da sua filha de uma festa de debutante ou o bar mitzvá do filho.

Outra possibilidade com o consórcio de festas é pagar pelo casamento dos seus sonhos: você pode quitar o pagamento de buffet e todos os fornecedores responsáveis por conduzir o momento mais importante da sua vida, sem ter que se preocupar com o orçamento.

Só fique atento à data que deseja realizar a festa. Afinal, o consórcio é uma modalidade que depende do sorteio das cotas e não pode garantir se o valor ofertado de lance será o contemplado da assembleia. Portanto, planeje com antecedência o evento que deseja realizar e inicie o pagamento de sua cota o quanto antes.

Por que vale a pena fazer consórcio de serviços

Agora que você já sabe o que pode fazer com o consórcio de serviços, vamos mostrar algumas vantagens para dar início o quanto antes ao pagamento da sua cota.

Flexibilidade para definir o valor que irá pagar

O consórcio é tido como um modelo flexível porque dá ao consumidor o direito de determinar o valor da carta de crédito e a quantidade de parcelas que deseja pagar.

É o consorciado que define o valor médio que irá pagar pelo consórcio, sempre levando em consideração seus rendimentos mensais. Essa flexibilidade se reflete até mesmo durante o pagamento da cota: caso queira diminuir o valor das parcelas por conta de alguma dificuldade, como perda de renda, por exemplo, basta entrar em contato com a administradora e ver as suas possibilidades.

Múltiplas opções para uso da carta de crédito

A partir do momento que você faz o pagamento do consórcio de serviços, tem a liberdade de escolher qual a finalidade de seu uso.

Isso significa que você pode ter iniciado o pagamento da cota com o objetivo de fazer uma viagem, por exemplo. Mas, se mudar de ideia no meio do caminho e quiser pagar por algum curso de alto valor, ao ser contemplado pode usar a carta de crédito para investir em sua educação.

É somente na hora de ser contemplado que você realmente precisa decidir o que fazer com a sua carta de crédito de consórcio de serviços. Por isso mesmo, quanto antes iniciar o pagamento da sua cota, mais rápido poderá utilizá-la para investir em uma experiência inesquecível em sua vida.

Não pagar juros no parcelamento

Diferentemente do financiamento, que quita a compra de um bem ou serviço e cobra juros nas parcelas, levando o valor a prazo para quase o dobro de seu valor original, com o consórcio você não precisa dar entrada e não paga juros nas mensalidades.

Durante a etapa de simulação, o consorciado já sabe o quanto irá pagar mensalmente, com o acréscimo da taxa de administração e do fundo de reserva que, somados, não ultrapassam 20% do total da carta de crédito.

A cada ano, todas as cotas passam por um reajuste por conta da inflação. Esse reajuste é necessário porque, anualmente, o valor da moeda passa por uma possível valorização ou desvalorização, e isso precisa ser refletido na carta de crédito, para que o consorciado não seja prejudicado. Afinal, quando você seleciona um valor de carta de crédito na etapa de simulação, espera que este valor seja suficiente para a experiência que deseja. Sem esse reajuste, o consorciado fica vulnerável às oscilações da moeda.

Por isso mesmo, ao ser contemplado, o consorciado acaba se deparando com um valor de carta de crédito superior ao originalmente contratado.

Poder de compra à vista

Uma das maiores vantagens da carta de crédito é seu poder de compra à vista. Ao ser contemplado, a administradora faz a transferência do valor integral para os proprietários e fornecedores responsáveis pelo serviço.

Aproveite essa vantagem para fazer uma boa negociação ao utilizar a sua carta de crédito. Você pode ter desconto na compra de materiais para a sua reforma, conseguir pagar um valor mais em conta na agência para o intercâmbio, enfim, existem diversas possibilidades. Faça uma boa pesquisa com os fornecedores e utilize a sua carta de crédito da melhor forma.

Conseguir se organizar para a compra

Enquanto faz o pagamento da sua cota de consórcio, você pode economizar para tentar uma proposta de lance.

Fique atento também aos custos agregados à experiência que deseja investir com o consórcio de serviços. Caso se organize para uma viagem, por exemplo, aproveite para comprar os itens necessários até o grande dia e, se puder, guarde suas economias para aproveitar a experiência da melhor forma possível.

Como o consórcio é uma compra planejada, dá ao consorciado a vantagem de ter o tempo a seu favor. Não é preciso utilizar a cota assim que for contemplado, caso não queira. Com essa opção, é possível deixar o seu dinheiro rendendo no fundo comum do consórcio e utilizar a carta de crédito quando achar necessário. Se passar o período de 6 meses sem usar o valor integral da carta de crédito, você pode solicitar a transferência do valor para a sua conta corrente.

Ofertar o lance quando achar necessário

O lance é uma possibilidade de ser contemplado com antecedência com a sua carta de crédito. Acompanhe as ofertas nas assembleias e identifique o melhor momento para a sua proposta.

Quanto maior o percentual quitado da cota, maior são as suas chances de contemplação. A vantagem é que, com o lance, você termina de pagar por sua cota antes, já que o valor ofertado paga as últimas parcelas.

Investir em mais de uma cota

Caso o valor da carta de crédito de consórcio de serviços seja insuficiente para a experiência que deseja realizar, é possível investir em mais de uma cota de consórcio.

Digamos que você queira pagar por um intercâmbio e, após algumas pesquisas com agências de turismo, identificou que precisaria de, pelo menos, R$ 50 mil. Neste caso, você pode investir em duas cotas de R$ 25 mil cada. Não existem limites de quantas cotas você pode investir, porém, é preciso ficar atento à seguinte regra: a soma de todas as cotas em um único nome não pode passar de 30% dos rendimentos mensais da família do consorciado.

Ao investir em duas cotas, a administradora pode fazer a inclusão em um mesmo grupo. Porém, um mesmo CPF ou CNPJ não pode deter mais de 10% de todas as cotas de um mesmo grupo de consórcio, portanto, converse com o especialista de consórcio para entender como funcionaria em seu caso.

Dicas de como fazer um consórcio de serviços

Uma das maiores vantagens do consórcio é permitir o planejamento a médio e longo prazo na compra de um serviço.

A seguir, vamos dar algumas dicas para que você consiga fazer uso da sua carta de crédito de serviços da melhor forma possível. Confira.

Defina como utilizar a carta de crédito

Enquanto estiver pagando pelas mensalidades do consórcio, você pode ir pesquisando a melhor forma de usar a carta de crédito.

Com o consórcio de serviços, você pode pagar por mais de um fornecedor ao mesmo tempo. Pegue como exemplo o consórcio de reforma: é preciso pagar pelos profissionais que irão executar as obras e, também, comprar os materiais necessários. Na hora da contemplação, é preciso apresentar as notas fiscais, para que a administradora faça as transferências necessárias.

O tempo é importante na hora de encontrar as melhores ofertas, portanto, aproveite para fazer uma boa pesquisa para utilizar a carta de crédito da melhor forma possível.

Mantenha-se comprometido com as parcelas

Para que funcione bem, é preciso que todos os integrantes façam o pagamento das mensalidades nas datas estipuladas. É com a contribuição de todos que as contemplações acontecem pelo fundo comum de cada grupo de consórcio.

Portanto, se organize para fazer o pagamento das mensalidades corretamente. As administradoras não permitem que os consorciados inadimplentes participem das assembleias. Ou seja, você não pode ser sorteado ou ofertar o lance, caso esteja com alguma mensalidade atrasada.

Com o pagamento correto das mensalidades, você tem mais chances de ser contemplado porque participa de todas as assembleias.

Fique atento aos reajustes anuais das parcelas

Como já informamos, anualmente as parcelas passam por um reajuste por conta da inflação. Essa medida protege o consorciado de não ter seu poder de compra corroído com o passar dos anos.

Ao pagar um valor a mais pela parcela no ano seguinte, você estará contribuindo para uma carta de crédito com valor superior. Com o reajuste, o valor que você tinha selecionado como carta de crédito fica ‘corrigido’ para ter o mesmo poder de compra quando você for contemplado.

Planeje com antecedência o prazo máximo para utilizar a carta de crédito

Se você for organizar uma festa ou uma viagem, por exemplo, provavelmente terá um prazo máximo em mente para ter acesso à carta de crédito.

Tenha cuidado com os prazos, porque o consórcio é uma modalidade de compra planejada. Nenhuma administradora pode garantir quando o consorciado será contemplado, o que pode comprometer os planos iniciais de quem tem um prazo apertado para realização do evento, por exemplo.

Nesses casos, o ideal é definir a quantidade de parcelas próxima à data final. Por exemplo: digamos que você queira realizar o casamento dos seus sonhos em dois anos. O ideal é começar a pagar pela cota com antecedência em, no máximo, 30 mensalidades. Quando o consorciado quita a sua cota, tem acesso à sua carta de crédito - ou seja, não é necessário aguardar o encerramento do grupo para a contemplação, caso não tenha sido sorteado.

Ficar atento às datas evita a ansiedade de ficar aguardando os sorteios. E, claro, você sempre pode tentar os lances mensalmente, para aumentar as chances de ser contemplado com antecedência.

Cuidado para não ficar com o nome sujo

Não existe nenhuma burocracia para começar o pagamento de um consórcio. Se você estiver com uma alta dívida mas, ainda assim, quiser iniciar o pagamento de uma cota, pode muito bem fazer o seu consórcio.

Porém, para ser contemplado, seja por sorteio ou lance, é preciso regularizar sua situação com os órgãos de proteção ao crédito, como SPC e Serasa. As administradoras fazem essa exigência porque, ao liberar a carta de crédito, precisam garantir que o consorciado continuará pagando as mensalidades restantes.

Para isso, é preciso estar com o nome limpo e com a situação regularizada nos birôs de crédito.

Junte dinheiro para o lance

Uma boa tática para ser contemplado com antecedência com o seu consórcio de serviços é juntar o dinheiro do lance enquanto faz o pagamento das mensalidades.

Em seu orçamento mensal, você pode definir um valor superior destinado ao consórcio: utilize um percentual para pagar as mensalidades corretamente e outra parte em uma poupança apartada, com o objetivo de juntar o suficiente para a oferta de um lance.

Para que o seu valor seja competitivo, é necessário ter, no mínimo, 10% do total da carta de crédito como oferta de lance. Ou seja, se estiver investindo em um consórcio de serviços de R$ 30 mil, é necessário pelo menos R$ 3 mil para o seu lance.

A vantagem de tentar o lance é que não existe limite: caso não seja contemplado em uma assembleia, você pode tentar novamente nos meses seguintes. Com essa estratégia, você vai juntando cada vez mais dinheiro conforme os meses passam.  

Na categoria de consórcio, é comum ter uma alta quantidade de pessoas tentando os lances nos primeiros meses. Com o tempo, a competitividade diminui e, em consequência, aumentam as suas chances de ser contemplado por lance.

Vale lembrar que, quando um lance é efetivado, o consorciado conclui o pagamento da cota mais rapidamente, já que o valor quita as últimas mensalidades.

Negocie com o proprietário ou fornecedor

A carta de crédito tem poder de compra à vista. Isso significa que, na hora de fazer a compra do seu serviço, você pode contar com uma boa margem de negociação. Afinal, a administradora faz a transferência no valor integral da carta de crédito para os proprietários e fornecedores.

Não precisa ter pressa quando for contemplado com a carta de crédito. Caso não consiga uma boa oferta de imediato, é possível deixar o valor com a administradora: a vantagem é que, dessa forma, você vai conseguir um bom juros por manter o dinheiro no fundo comum.

Use o tempo a seu favor para conduzir boas negociações e encontrar as melhores ofertas para utilizar a carta de crédito do seu consórcio de serviços.  

Aproveite os benefícios do consórcio

Agora que você conheceu a fundo como funciona o consórcio de serviços, já está preparado para realizar o sonho de uma nova experiência - seja sozinho ou com toda a família.

Com cartas de crédito mais em conta, o consórcio de serviços também tem servido como porta de entrada para que os consumidores possam realizar, mais tarde, o sonho de investir em um carro ou um imóvel com o consórcio.

Independente do seu objetivo, o consórcio é uma forma de planejar a compra de um serviço de alto valor. É você que define o valor da carta de crédito e a quantidade de mensalidades que deseja pagar pela sua cota.

Portanto, não demore para dar o primeiro passo rumo à realização de uma nova experiência incrível em sua vida. Faça uma simulação de consórcio de serviços e aproveite todos os benefícios de uma modalidade que realiza sonhos dos brasileiros há mais de cinco décadas.

Simulação
chat Eva