Saiba o que fazer para limpar o nome

Saiba o que fazer para limpar o nome

Com a baixa oferta de empregos e uma situação econômica desfavorável, cada vez mais os brasileiros têm entrado em dívidas. Segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), 60,1% das famílias brasileiras estão endividadas em 2019. Muitas delas demoram anos para pagar as dívidas, entrando numa espiral que tende a se complicar cada vez mais.

Essa situação cria inúmeras dificuldades. Com o nome sujo, fica mais difícil ter crédito – algo comprometedor quando se pensa em investir em bens de alto valor, como automóveis e imóveis, por exemplo.

Com organização e muita disciplina, é possível superar essa situação e ter uma vida financeira mais saudável. Confira nossas dicas a seguir.

Leia mais: Guia para finanças não saírem do controle.

Como fazer para limpar o nome

Se você tem alguma dívida pendente, provavelmente está com o nome sujo. Porém, isso não necessariamente quer dizer que seu nome esteja nos órgãos de proteção de crédito.

Antes mesmo de se desesperar, o mais indicado é verificar se o seu nome aparece em listas do SPC, Boa Vista e do Serasa. É possível realizar esta pesquisa gratuitamente.

A Serasa disponibiliza uma forma de realizar a negociação dentro de seu próprio ambiente.

Entretanto, a melhor forma de negociar a dívida é diretamente com a instituição financeira responsável.

Dependendo do tempo da dívida, é comum que as instituições repassem o saldo devedor para outra empresa, que oferece as condições de quitação mais atrativas. Converse com o gerente do seu banco.

Caso outra empresa tenha assumido a dívida, aguarde a ligação e veja as condições para negociação. Aproveite para anotar o número de telefone e as possibilidades de acordo antes de tomar qualquer decisão de assumir uma renegociação que não pode pagar.

Esperar ou pagar o quanto antes?

Existe um mito que diz que a dívida caduca depois de 5 anos. O que acontece é que o seu nome sai dos órgãos de proteção ao crédito automaticamente, mas a dívida continua, comprometendo sua relação com a instituição.

De qualquer forma, é mais seguro se organizar para resolver a sua pendência o quanto antes.

O nome sujo impacta diretamente no score do seu perfil financeiro: quanto mais baixo, mais difícil fica utilizar cartões de crédito ou, até mesmo, arrumar um novo emprego, visto que muitos recrutadores consultam seu CPF durante os processos seletivos.

Entenda mais: Planeje a sua vida financeira e fique sempre no azul!

Como limpar meu nome

Após identificar o valor da dívida, veja as condições de negociação. Se for mais atrativo pagar tudo de uma vez, veja quanto seria necessário juntar mensalmente para quitar a dívida. Vale lembrar que, quanto maior o número de parcelas, maior o juros.

Fique atento também aos feirões de renegociação. Eles costumam oferecer oportunidades atrativas para você limpar o seu nome sem ter que pagar juros elevados.

A partir do momento que você paga a primeira parcela de um acordo, seu nome já sai dos órgãos de proteção ao crédito.

Mas, tome cuidado: é preciso pagar o acordo mensalmente, para evitar redução do seu score e passar por toda a dificuldade de limpar o nome mais uma vez do zero.

Leia também: Afinal, posso fazer um consórcio mesmo com o nome sujo?

Quer ter mais dicas para organizar as suas finanças? Assine a nossa newsletter e aprenda.

Institucional
Gostou do nosso post? E que tal saber mais sobre as nossas novidades em tempo real? Siga-nos nas redes sociais e veja tudo na sua timeline. Estamos no Facebook, Instagram, Twitter e LinkedIn, além de um canal incrível no YouTube.
chat Eva