O que é uma cota de consórcio?

O que é uma cota de consórcio?

Quem considera fazer a compra de um bem de alto valor, como um automóvel, imóvel ou algum tipo de serviço, provavelmente já pesquisou sobre o consórcio. Trata-se de uma modalidade bastante flexível para quem pretende parcelar a compra daquilo que realmente deseja. Você não paga juros e nem precisa ter o valor de entrada, como acontece com o financiamento, por exemplo. 

Com o consórcio, você não sai com o bem na hora, mas paga por um valor a prazo mais justo. A partir do momento que inicia o pagamento de uma cota, você participa dos sorteios, que são realizados mensalmente, e pode até mesmo fazer a oferta de um lance, caso queira antecipar a sua aquisição

Mas, o que é e como funciona uma cota de consórcio? Vamos explicar todos os detalhes neste artigo. 

Como funciona uma cota de consórcio? 

Ao dar início ao pagamento de um consórcio, é preciso definir o valor da carta de crédito, que corresponde ao total do bem que deseja comprar. 

Após identificar o bem e o valor que irá pagar mensalmente, é preciso assinar o contrato de consórcio, que explica todos os detalhes de seu funcionamento. Depois disso, você se torna um consorciado e passa a se comprometer com o pagamento da sua cota de consórcio. 

A cota de consórcio é um código de identificação individual que contém todas as informações pessoais do consorciado, incluindo valor da carta de crédito e uma numeração.  

Essa numeração é utilizada como referência quando acontecem os sorteios. Nesse processo, a administradora reúne todos os integrantes do grupo de consórcio, para identificar os consorciados que serão contemplados. 

Todos os meses, pelo menos um consorciado é contemplado por meio do sorteio. Vamos explicar a seguir como funciona essa mecânica. 

Como funcionam os sorteios em um consórcio? 

Sempre que um consorciado começa a pagar por uma cota, pode participar dos sorteios, que são realizados mensalmente nas assembleias. 

Até o pagamento total da cota, o consorciado é contemplado com o valor da carta de crédito. Porém, isso pode acontecer tanto nos primeiros quanto nos últimos meses. Nenhuma administradora pode garantir quando o consorciado será contemplado: caso se depare com alguma oferta que tenha uma promessa de contemplação, fique atento, porque você pode ser alvo de um golpe de consórcio

Para participar dos sorteios mensais, é preciso estar com o pagamento em dia da sua cota. Isso significa que você não pode deixar atrasar o valor do consórcio. As administradoras mantêm essa rigidez para permitir a participação nas assembleias porque, quando um consorciado deixa de pagar por uma mensalidade ou se torna um inadimplente, coloca em risco os outros integrantes do grupo de consórcio. 

Afinal, o consórcio é uma modalidade de autofinanciamento em que a contribuição de todos é essencial para que as cartas de crédito sejam devidamente entregues.  

O valor da mensalidade é utilizado para suprir o fundo comum. É o dinheiro desse fundo comum que possibilita as contemplações das cartas de crédito nas assembleias. 

Como forma de garantia para impedir que a inadimplência de alguns integrantes do grupo possa comprometer as contemplações, as administradoras incluem na mensalidade o valor do fundo de reserva. Este valor serve como garantia para que o grupo sempre tenha os recursos necessários para permitir as contemplações nas assembleias. Caso o grupo inteiro contribua mensalmente, o valor do fundo de reserva pode ser devolvido no encerramento do grupo

Quando você se torna um consorciado, tem acesso à Área de Clientes da Embracon. Por lá, você visualiza todas as informações da sua cota, incluindo a numeração e as datas em que são realizadas as assembleias do seu grupo. 

Para garantir isonomia ao longo do processo, a Embracon utiliza o sistema da Loteria Federal para a realização dos sorteios.

Como funciona a contemplação de uma cota 

Quando um consorciado é sorteado em uma assembleia, pode prosseguir para a etapa de contemplação. 

Neste momento, a administradora faz uma análise de crédito do consorciado. Para ser elegível à contemplação, é preciso estar com a situação regularizada com o consórcio, não ter seu nome indicado nos órgãos de proteção ao crédito - ou seja, estar com o nome limpo - e comprovar que tem condições para continuar contribuindo com sua cota mensalmente, mesmo depois de receber a carta de crédito. 

Caso a administradora identifique que o valor da mensalidade seja maior que 30% dos rendimentos mensais do consorciado, é solicitada a indicação de um devedor solidário, que irá se responsabilizar pela dívida, caso o proprietário da cota se torne um inadimplente.  

Você pode indicar alguém da família ou um conhecido, contanto que deixe bem claro de que ele pode ser cobrado, caso o proprietário deixe de pagar por sua cota. O devedor solidário, assim como o consorciado, precisa passar por uma análise de crédito, confirmar suas informações pessoais e entregar uma série de documentos, para que a administradora possa validar a contemplação. 

Caso o sorteado não passe pela análise de crédito, a administradora segue com o próximo consorciado da fila dos sorteados. A administradora segue com o processo até que um seja devidamente contemplado. 

Se acontecer de você não passar pela análise de crédito neste momento, você volta a participar dos sorteios novamente. Fique atento para identificar o que é necessário fazer para, quando for sorteado novamente, possa ter acesso à sua carta de crédito

O processo de análise de crédito acontece independente da forma com que o consorciado seja contemplado: por sorteio ou por lance. 

Depois de seguir todas as exigências da administradora, que também pede comprovação das informações cadastrais, entre outros detalhes, finalmente o consorciado pode utilizar a carta de crédito.  

Para isso, é preciso indicar o proprietário ou a empresa responsável pelo bem que deseja adquirir. Por exemplo, caso esteja investindo em um consórcio de imóveis e queira comprar um apartamento na planta, é preciso indicar a construtora para a administradora. O dinheiro da carta de crédito é transferido diretamente para o proprietário, ou seja, não passa pela conta corrente do consorciado. 

Uma das grandes vantagens da carta de crédito é que possui poder de compra à vista. Aproveite para negociar um bom valor para a compra do bem dos seus sonhos; você pode obter um desconto considerável na compra. Já pensou pagar 5% a menos de um imóvel de R$ 400 mil, por exemplo? Você pode ter uma economia pra lá de relevante! 

Caso o valor da sua carta de crédito seja maior que o bem que deseja comprar, é possível utilizar até 10% do valor para despesas burocráticas, como transferência de propriedade, idas ao cartório, entre outras. E, se o saldo for insuficiente para a compra, sem problemas: é possível completar a transação com os seus próprios recursos

Como funcionam os lances? 

Além da possibilidade de ser contemplado por meio do sorteio, caso queira antecipar a aquisição do seu bem pelo consórcio você pode fazer a oferta de lances

O lance é um valor a mais que você oferta em uma assembleia, com o objetivo de ser contemplado com a sua cota. Pela oferta tradicional, ou seja, o lance livre, se o seu valor for o maior dentro de uma assembleia, você é contemplado. 

Para fazer a oferta é bem simples: basta entrar na Área de Clientes, selecionar o tipo de lance e inserir o valor que deseja dar como lance. O valor só é debitado se você for o contemplado. Isso significa que você pode tentar o lance quantas vezes quiser, até ser contemplado.  

Uma boa tática para ser contemplado mais rápido é acompanhar os lances e aumentar a oferta a cada assembleia. As administradoras pedem, no mínimo , 10% do valor da cota para fazer a oferta de lance.  

É possível comprar uma cota contemplada? 

Por ser um modelo de compra planejada e a longo prazo, pode acontecer de consorciados iniciarem o pagamento de uma cota e decidirem pela venda da cota, a fim de resgatar o valor investido.  

Quando isso acontece, é preciso que o interessado negocie diretamente com o proprietário que quer vender sua cota. A administradora entra como intermediária, para garantir que o processo seja transparente: assim, o interessado sabe o quanto precisaria pagar para quitar a cota e o total de mensalidades que foram pagas pelo antigo proprietário. 

Vale lembrar que a cota contemplada só pode ser comercializada se o valor da carta de crédito ainda não tiver sido utilizado. Caso você já tenha sido contemplado e esteja desfrutando do bem, não pode negociar a sua cota. Em casos de perda de renda ou alguma outra dificuldade com a continuidade do pagamento da cota, procure a administradora para verificar suas opções. 

É comum que os proprietários de cotas contempladas cobrem um valor a mais dos interessados. Afinal, ele não vai precisar passar pelo processo de sorteios ou tentar um lance para fazer uso da carta de crédito.  

Todo o processo é acompanhado pela administradora, até que a transferência seja totalmente efetuada.  

Caso queira transferir uma cota que ainda não foi contemplada, também é possível. O processo é bem semelhante: é preciso transparecer o valor que já foi pago e, se o interessado concordar, pode solicitar a transferência em seu nome e participar dos sorteios ou fazer a oferta de lances normalmente. 

Ao se deparar com a possibilidade de comprar uma cota contemplada, sempre procure pela administradora responsável, para que o processo seja conduzido da melhor maneira possível e de forma presencial. Evite negociação pela internet, para não cair em fraudes

Como quitar a cota de consórcio 

Fala-se muito sobre os sorteios e sobre a possibilidade de fazer a oferta de um lance para ter acesso à carta de crédito. 

Mas, até que você termine o pagamento de sua cota, você ainda mantém uma dívida com a administradora de consórcio

Muitas pessoas tentam se organizar para, após ser contemplado, terminar o quanto antes o pagamento da sua cota de consórcio. Afinal, durante o pagamento da cota, o consorciado fica com o bem contemplado alienado à administradora. Ou seja, digamos que você tenha sido contemplado com uma carta de crédito para a compra de um automóvel. Este veículo fica com a propriedade compartilhada com a administradora, até o pagamento total da sua cota. 

A administradora realiza esse processo para garantir que o consorciado se mantenha comprometido com as mensalidades mesmo após desfrutar do bem.  

Somente após a quitação total da sua cota o consorciado pode ter o bem integralmente em seu nome. Após o pagamento da última parcela, a administradora tem até 90 dias para fazer a transferência de propriedade do bem para o antigo consorciado. 

Para quitar a sua cota, você pode pagar integralmente o saldo devedor. Caso seja um valor muito alto, você pode se organizar para ir quitando as últimas mensalidades. É comum, por exemplo, os consorciados pagarem a mensalidade corrente e a última parcela do consórcio. Dessa forma, é possível quitar a cota mais rapidamente e, por consequência, ter o bem totalmente em seu nome mais rápido do que imaginava. 

Consórcio: a melhor forma de investir em um bem 

A cota de consórcio serve como referência para as contemplações. Você pode ter acesso à sua carta de crédito tanto por sorteios, quanto pela oferta de um lance. 

De forma organizada e bem estruturada, o consórcio pode ser um importante aliado na hora de investir em um bem de alto valor

Com o consórcio, é você que define o valor da carta de crédito e a quantidade de mensalidades para a compra do bem. Por meio do simulador, você consegue identificar o melhor valor para que consiga investir o quanto antes na realização do seu sonho. 

Aproveite essa facilidade para definir um valor que não fique pesado em seu orçamento. Para evitar qualquer tipo de inadimplência, as administradoras exigem que o valor da mensalidade não ultrapasse 30% dos rendimentos mensais do consorciado. Converse com a sua família e defina um valor que seja em conta, para que as mensalidades caibam no seu bolso. 

Uma boa forma de antecipar a sua contemplação é juntar paralelamente o valor para a oferta do lance. Uma boa estratégia é definir um valor para o lance e montar uma poupança apartada. No momento certo, você pode fazer a sua oferta. Caso não seja contemplado, aproveite para juntar ainda mais dinheiro e tentar nos meses seguintes, até que finalmente tenha acesso à sua carta de crédito. 

Após a contemplação, você pode manter o hábito de guardar dinheiro, com o objetivo de quitar a sua cota de consórcio com antecedência. Assim, você pode ter acesso ao seu bem e terminar de pagar por sua cota o quanto antes. 

E aí, já fez a simulação do seu bem? É bem simples: basta entrar no site da administradora e verificar o melhor valor de mensalidade para investir no seu sonho.

Simulação
chat Eva