Dicas na hora de construir a sua casa

Dicas na hora de construir a sua casa

A conquista da casa própria ainda é tida como o maior sonho dos brasileiros. Mesmo quando comparado à compra de um apartamento, por exemplo, a casa acaba se sobressaindo. Os motivos são diversos: a casa possui mais espaço e, dependendo do tamanho do terreno, pode dar mais liberdade para que o proprietário deixe do jeito que realmente deseja.

Por ser um bem de alto valor, a compra de uma casa costuma levar bastante tempo até ser totalmente concluída. Dependendo da forma que você decidir esse tipo de compra, você pode acabar tendo um alto prejuízo.  

Com o financiamento, por exemplo, além de ter que oferecer até 20% de entrada, você acaba pagando um alto valor de juros nas mensalidades. Desta forma, um bem pode custar quase o triplo de seu valor original - e quanto maior a quantidade de parcelas, maior é o juros, uma vez que as instituições financeiras utilizam juros compostos para esse tipo de compra.  

Se você deseja parcelar a compra de um imóvel - afinal, nem todo mundo dispõe de um valor à vista de seis dígitos - a melhor forma é contar com o consórcio.

Por meio do consórcio de imóveis, você não precisa dar o valor de entrada e pode parcelar da forma que desejar. Para isso, basta selecionar uma administradora de confiança, que tenha autorização do Banco Central (Bacen) para seu funcionamento - como a Embracon - e selecionar o consórcio de imóveis. Você seleciona o valor que pagaria pelo bem, representado pela carta de crédito, e a quantidade de parcelas que deseja pagar pelo bem.  

O simulador é um mecanismo bem dinâmico, e já permite visualizar o valor das mensalidades assim que você preenche as informações solicitadas, já incluindo as taxas de consórcio - que não passa de 20% do total do bem, uma economia bem maior que o financiamento, que pode fazer com que o bem a prazo custe mais que o dobro de seu valor original.

A diferença do consórcio é que funciona como um tipo de autofinanciamento: você determina o valor a ser pago mensalmente e participa das assembleias, onde são realizadas as contemplações do bem. Você pode ser contemplado por sorteio, que pode acontecer do primeiro ao último mês de pagamento da sua cota, ou com a oferta de um lance, que é um valor a mais que cada um pode dar com o objetivo de ser contemplado com antecedência. O maior valor de lance define o vencedor e, no caso do consórcio de imóveis, é possível utilizar os recursos do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) para fazer a sua oferta.  

É possível tentar o lance quantas vezes quiser: quanto maior o valor da sua oferta, maiores são as suas chances de ser contemplado. De quebra, com o lance você quita as últimas mensalidades da sua cota e termina de pagar o seu consórcio com antecedência.

Agora que você já conhece um pouco mais sobre como funciona o consórcio para a compra da sua casa, vamos mostrar algumas dicas de como seguir para a construção do seu imóvel. Confira.

Faça uma pesquisa do bairro em que deseja morar

Antes de pensar na construção do imóvel, é importante decidir em que bairro deseja morar. Não se trata de um pequeno detalhe: essa decisão pode ajudar seu imóvel a valorizar ou até mesmo desvalorizar, dependendo do local em que escolher.

Neste caso, avalie pontos importantes: proximidade de hospital, como funciona o sistema de transportes na região, se possui algum metrô próximo e até mesmo a distância da região central. Outro fator importante para a análise é o custo por metro quadrado da região. E, claro, o fator segurança: as ruas são iluminadas? Como funciona o policiamento no local? É um bairro considerado perigoso?

Em algumas cidades, um bairro que possa parecer desprovido de infraestrutura pode, com o passar do tempo, se tornar mais habitável e até mesmo passar por um processo de valorização.  

Para isso, é importante pesquisar as informações disponíveis sobre o bairro e até mesmo fazer visitas in loco para conversar com as pessoas que moram na região. Esse tipo de pesquisa ajuda bastante no seu processo de decisão.

Defina o quanto irá gastar na construção

Qual o seu orçamento disponível para construir a sua casa? É importante estabelecer um teto, para que você consiga tomar decisões mais assertivas ao longo da construção.

Muito provavelmente alguns custos podem sair do seu controle, mas definir um teto para o gasto com a construção é imprescindível para que você não se endivide cada vez mais.  

Seja realista e evite qualquer tipo de exagero ao longo da execução do projeto. Para isso, veja o quanto você teria que gastar com materiais, mão-de-obra e acabamento, que são os principais gastos. Se ainda não tiver o terreno disponível, pesquise com antecedência os melhores preços por metro quadrado, sempre considerando o bairro em que pretende morar.

Leve em consideração o real preço do que deseja comprar e, se possível, conte com ajuda de especialistas no assunto. Se o seu orçamento estiver muito limitado, talvez fique mais complicado contratar profissionais que possam te ajudar com esse tipo de estimativa. De qualquer forma, leve em consideração o valor que você tem disponível, para iniciar a construção da melhor forma, sem gerar nenhum tipo de aperto.  

Caso esteja investindo na sua casa por meio do consórcio, esse tipo de levantamento é importante, para que você passe para a administradora na hora em que for contemplado.

Invista na compra de um bom terreno

Como já dissemos, a compra de um bom terreno é essencial para a construção da casa dos seus sonhos.

Observe bem os níveis de terreno, o local em que deve comprar e o custo para iniciar o processo de construção. Fatores importantes a serem observados são a topografia e a orientação solar do local. Isso ajuda a entender se o seu imóvel terá uma boa iluminação natural desde o começo.  

Se você for morar em um lugar frio, ter atenção a esses detalhes permite entender se o sol irá bater nas primeiras horas do dia. Vale lembrar que, em locais sem boa iluminação natural e ventilação, o risco de ter mofo aumenta.  

Com a ajuda de um engenheiro ou arquiteto, você pode saber essas informações de antemão.  

Contrate um engenheiro ou arquiteto para a construção

Iniciar o processo de construção de uma casa é um projeto a longo prazo. Você tem que lidar com diferentes tipos de profissionais, pesquisar uma série de coisas e lidar com assuntos com os quais não têm pleno domínio.

Por conta disso, a ajuda de um engenheiro ou arquiteto é essencial. Por serem especialistas no assunto, eles podem indicar a melhor forma de lidar com a construção da sua casa. Dos materiais necessários para as obras até a execução do serviço, eles são profissionais essenciais para que tudo seja conduzido da melhor forma possível.  

Se você for construir a partir de um terreno, é preciso ficar atento a algumas documentações importantes, como a planta, que precisa da assinatura de um profissional como arquiteto ou engenheiro. Cada município pode ter regras específicas de lidar com isso, portanto, toda ajuda acaba sendo bem-vinda.

Na hora de contratar um profissional desse tipo, procure por recomendações e tente negociar um valor que não pese demais em seu bolso.  

Conte com um serviço de qualidade

Tão importante quanto a contratação de um engenheiro ou arquiteto é a do mestre de obras. Essa pessoa é responsável por pensar em tudo que será construído, do começo ao fim.

Procure por profissionais conhecidos ou conte com o auxílio de uma empreiteira, se preferir.  

Os profissionais responsáveis pela execução precisam seguir as diretrizes passadas pelo engenheiro ou arquiteto, para que tudo saia conforme o planejado. Se tiver contando com o apoio de um desses profissionais, muito provavelmente a indicação já vem deles. Mas, se não tiver como pagar por um serviço desse tipo, tenha o cuidado de contratar um mestre de obras que seja bem comprometido, para que a obra não se estenda demais.

Fique atento às documentações

Na compra de um terreno, por exemplo, é preciso ficar atento a alguns requisitos obrigatórios. O documento de compra e venda é essencial para que você consiga formalizar sua legalidade na Prefeitura.  

Cada município pode ter regras diferentes para concessão de alvarás e licenças, que passam a ser mais rigorosas de acordo com o tamanho do terreno.

Defina um cronograma

Antes mesmo de construir, é preciso chegar a um consenso de como a família espera que a casa seja. Leve em consideração o tamanho do espaço, a quantidade de cômodos, se será ou não um sobrado e o espaço para garagem e área de lazer.

Se tiver contratado um engenheiro ou arquiteto, esse trabalho pode ser assessorado do começo ao fim, o que dá mais segurança para o interessado. Mas, se contar com o trabalho de um mestre de obras, tentem desenhar em conjunto como seria essa construção, para que a casa fique do seu jeito.

Após acertar os detalhes iniciais, é preciso ter em mente que uma obra possui diversas fases:

  • Fundação, que é toda a parte de sustentação da obra. É o momento em que o terreno é preparado a partir do nivelamento do solo e os alicerces são construídos;
  • Alvenaria, que é o trabalho de levantamento de pontos estruturais da casa, incluindo paredes, pilastras e vigas;
  • Construção da laje, que seria o apoio do telhado. No caso do sobrado, deve ser estruturada após o segundo andar da casa;
  • Escolha do telhado, que tem a ver com a arquitetura escolhida para a casa;
  • Estruturação de toda parte elétrica e hidráulica da casa, que podem exigir cuidados que, dependendo da complexidade, pode envolver outros profissionais especializados no assunto;
  • E o famoso acabamento, que é a parte de inserção de pisos, instalação de móveis planejados, pintura, revestimentos, nivelamento de paredes etc. Esta é a atividade mais cara de toda a obra, porque exige lidar com diferentes tipos de escolha e exige a compra de materiais de diversos tipos.

Caso precise de mais dinheiro para lidar com o acabamento da sua casa, você pode contar com o consórcio de reforma. Trata-se de uma das opções do consórcio de serviços que, com carta de crédito de até R$ 30 mil, permite finalizar obras da sua casa ou até mesmo planejar uma decoração mais elaborada. Faça uma simulação de consórcio de serviços, caso precise de uma ajuda nessa etapa tão crítica da construção da sua casa.

Procure materiais com bom custo-benefício

Na hora da construção, a compra de materiais pode ser um momento bem delicado. A ajuda dos profissionais envolvidos pode ser crucial, mas no fim das contas é você que deve se comprometer com o dinheiro necessário para a compra do material necessário para a construção.

Com a ajuda de uma planilha e um bom tempo dedicado a pesquisar os melhores preços e promoções, você pode ter uma economia significativa na hora de comprar materiais. O ideal é não se sentir ‘apressado’ nesse momento: verifique as melhores oportunidades e compre por etapas. Por exemplo, se a construção está em um momento de estruturação de alvenaria, preocupe-se mais com materiais estruturais, como areia e cimento, do que materiais de acabamento - que podem ser comprados posteriormente.

Só que nada impede o morador de pesquisar com antecedência tudo o que deseja. A utilização de uma planilha, separada pelos momentos de construção da casa, pode ajudar a ter um controle de preços e salvar os links de lojas virtuais com bons descontos.  

Concilie essa planilha com o seu planejamento financeiro, para que você faça a compra dos materiais necessários no momento que considerar oportuno.  

Saiba negociar os preços

Na hora de comprar materiais para a sua casa, saber negociar preços pode ser uma técnica extremamente valiosa. Por exemplo, se irá comprar uma boa quantidade de areia, por que não dispor de um valor mais em conta? Na compra de pisos ou de tintas, também, a alta quantidade pode influenciar bastante no valor que é cobrado.

Se você optar pelo pagamento à vista de todos os materiais, certamente conseguirá um desconto considerável. Mas, se tiver que optar pelo parcelamento ou o uso do cartão de crédito, fique atento aos juros que podem aparecer no meio do caminho.  

Ter o controle de tudo o que se gasta na ponta do lápis pode ajudar bastante na hora de pensar em uma boa negociação. Lembre-se que a construção de uma casa possui diversas etapas, e conseguir economizar em algumas delas - ou em todas elas, se puder - pode poupar bastante o seu orçamento.

Não gaste todas as suas economias na construção

Existe um bom motivo para você se dedicar à negociação na hora de comprar materiais para construir a sua casa: conseguir poupar um bom dinheiro e, assim, não gastar todas as suas economias na construção.

Infelizmente, é um erro comum as pessoas iniciarem o processo de construção sem anotar todos os seus gastos ou fazer minimamente um planejamento do que será gasto até a execução total da obra. Pode acontecer de você gastar mais ou menos, mas ter ao menos uma estimativa permite você se planejar com antecedência e até mesmo poupar alguns gastos até dar início às obras.

O ideal é sempre ter uma reserva de emergência, para que você consiga ter um tipo de segurança, caso a obra saia dos eixos. Mesmo que tenha essa reserva, tente se organizar para não gastar tudo o que possui.  

Caso aconteça de ter que rever o seu cronograma, não tenha receio de atrasar a entrega. É melhor que você consiga ter o seu orçamento no controle do que acelerar a obra por inteiro, com o objetivo de quitar tudo com antecedência.

Paciência é extremamente importante neste momento. Priorize a sua saúde financeira e, se tiver que dar uma parada nas obras por conta de problemas financeiros, tente se organizar para tomar as rédeas da situação.

Tenha paciência com as obras

Construir a sua casa pode gerar muita ansiedade. Pode acontecer de você querer acelerar todo o processo, para que a sua casa fique pronta com certa antecedência.

Nesse momento, trabalhar com profissionais de confiança é determinante. É importante acompanhar todo o processo de construção, mesmo porque você precisará ser consultado para resolver alguns detalhes importantes, como compra de materiais, por exemplo.  

Porém, apressar as pessoas responsáveis pela execução pode levar a tomadas de decisão equivocadas. Leve em conta que a sua casa é um projeto para a vida inteira, portanto, atenção a cada detalhe é crucial, para que você não tenha que conviver com um problema que poderia ter sido solucionado de forma efetiva se estivesse em um momento mais calmo.

Portanto, não deixe a sua ansiedade atrapalhar o trabalho feito pelos profissionais e coloque-se à disposição para ajudar no que for preciso para que tudo fique pronto na data acordada. Caso aconteça algum tipo de imprevisto, tente resolver de forma que não prejudique seus rendimentos mensais.  

Ter uma folga no orçamento pode ajudar a lidar com essas adversidades, mas, quando a situação realmente apertar, não tenha receio de postergar o serviço e concluir quando estiver capitalizado novamente.

Dedique tempo para a decoração

A decoração é uma das etapas mais importantes da construção da sua casa. Claro que, antes disso, é preciso passar pelo acabamento, que pode consumir um valor considerável do seu orçamento.  

Se você tiver planejado bem todas as etapas, vai conseguir separar um bom valor para a decoração. Caso tenha contratado um arquiteto, muito provavelmente você será orientado a lidar com essa etapa com bastante detalhe e atenção.

É importante ressaltar a decoração porque, por ser a última etapa, a ansiedade de morar logo no local pode comprometer a execução de um trabalho que realmente será agradável para todos os integrantes da família.

O trabalho de decoração costuma ser meticuloso e, se não for conduzido com cuidado, pode atrasar bastante a obra da sua casa.  

Nos momentos finais da construção, as pessoas podem ter o seu orçamento totalmente comprometido. Portanto, o controle durante todo o processo é fundamental; afinal, você não vai querer que um trabalho de meses, ou até anos, seja entregue pela metade, não é mesmo?

Quando a decoração é pensada antes mesmo da construção, o trabalho dos profissionais envolvidos tende a ficar mais fácil. Você não precisa comprar todos os materiais enquanto a casa ainda não estiver pronta, mas pode ir se preparando para lidar com esse gasto no futuro.

Uma boa forma de lidar com a decoração é com o consórcio de serviços. Com uma carta de crédito com valor menor, você pode cobrir todos os gastos que envolvem essa etapa.

Para que tenha uma boa experiência nos momentos finais de construção da sua casa, faça uma simulação do consórcio de serviços com antecedência. Dessa forma, você terá tempo para ser contemplado e finalizar o acabamento com chave de ouro. Com paciência, você consegue priorizar a qualidade da construção da sua casa sem ter que gastar mais do que o previsto do seu orçamento.

Simulação
chat Eva