Profissões para exercer como autônomo e ganhar mais

Profissões para exercer como autônomo e ganhar mais

Nos últimos anos o trabalho autônomo tem ganhado espaço e se popularizado no mercado de trabalho, seja porque o trabalhador está buscando driblar o desemprego ou porque está buscando ser dono do próprio negócio.  

Essa demanda está cada vez mais presente no nosso cotidiano, principalmente agora que a terceirização se expandiu, o que reduziu o número de funcionários cadastrados na carteira de trabalho.  

Profissões até então não valorizadas ou que não possuíam tantas oportunidades para todos, passaram a fazer parte da vida da população como fonte de renda. E muitos desses serviços são realizados pelo computador dentro de casa dando assim mais praticidade ao prestador de serviço para escolher onde trabalhar.  

O que é um trabalhador autônomo?

Autônomo refere-se a tudo que tem autonomia ou independência, ou seja, tudo que pode operar ou se manter independentemente de outro fato ou comportamento. Os profissionais ou prestadores de serviço podem ajustar suas atividades de acordo com suas necessidades. Por exemplo, quando, onde e como trabalhar. Além disso, cada vez mais pessoas procuram o seu próprio emprego. Seja como forma de apoio ou como forma de ser seu próprio patrão, aceitando suas ordens próprias. Sendo assim podemos entender que o trabalhador autônomo não possui vínculos com nenhum tipo de contrato trabalhista ou CLT com empresas ou instituições.

E embora possa ser realizado por pessoas físicas ou jurídicas, esse modelo proporciona autonomia, possui alguns fatores que se diferenciam dos microempreendedores e dos profissionais liberais.  

Diferença entre Microempreendedor, trabalho autônomo e trabalhador liberal

É comum se confundir entre as duas áreas, mas, sim existe uma diferença. Como citado acima, o trabalhador autônomo não possui vínculos empregatícios com companhias ou instituições e não é subordinado sendo responsável por possíveis erros ou contratempos que podem ocorrer no dia a dia.  

Agora quando se fala de MEI (Microempreendedor Individual),  se refere a um trabalhador autônomo que está legalizado como um pequeno empresário. Só pode ser pessoa jurídica, ou seja, empresa, pode ser adaptado para o Simples Nacional, que pode contratar 1 funcionário. Nesta categoria, os microempresários devem pagar certas taxas e impostos, como DAS-MEI. Por exemplo: proprietário de bares, distribuidores de novas peças e acessórios, etc.

Por outro lado, o profissional liberal deve ter qualificações especiais fornecidas em ordens ou comitês profissionais. Os profissionais liberais podem trabalhar por conta própria e é possível estabelecer um vínculo empregatício com mais de uma empresa, pagar determinados impostos por este tipo de trabalho e pagar honorários ao conselho de administração. São esses: médicos, veterinários, arquitetos, etc.

O que é um contrato trabalhista?

O contrato de trabalho é um negócio jurídico expresso ou implícito em que uma pessoa singular promete a uma entidade natural, jurídica ou impessoal a prestação de serviços pessoais, não finais, subordinados e onerosos. Um contrato de trabalho é um documento importante que envolve uma relação de trabalho entre as partes do contrato e o trabalhador.

Um contrato de trabalho funciona como um acordo e tem uma variedade de finalidades, desde o seguimento da decisão da Lei de Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) até a determinação das funções e garantias do trabalhador. Na sua preparação, existem vários modelos que podem ser utilizados neste documento e podem variar de acordo com o tipo de contrato estabelecido. Quaisquer erros no processo de preparação podem causar sérios prejuízos legais à empresa.

Vantagens do contrato trabalhista

  • Garantir o pagamento do salário.
  • Férias de 30 dias uma vez por ano;
  • 13° de salário;
  • Recebimento de horas extras;
  • Pelo menos um dia de folga por semana, sem descontos;
  • 120 dias de licença maternidade;
  • Trabalho estável, até 5 meses após o parto;
  • Saia em caso de casamento, alistamento ou morte de um parente próximo;
  • Avisar com antecedência em caso de rescisão do contrato:;
  • O seguro-desemprego em caso de demissão é garantido.

Diferença entre o contrato trabalhista e o trabalhador autônomo

Diferente do conceito de trabalhador autônomo, no contrato trabalhista o empregado e empregador de uma companhia necessita desempenhar funções e manter requisitos os quais caracterizam uma relação empregatícia, tais como:

  • A subordinação;
  • O empregador de uma empresa, individual ou coletiva, assume os riscos da atividade econômica;
  • O empregador paga salários (pagamento mensal ou a cada quinzena) e orienta os indivíduos na prestação de serviços;
  • O empregador presta serviços não temporários a um empregador  
  • Ética e respeito perante aos demais funcionários, por ambas as partes;
  • Pessoalidade;
  • Benefícios como: vale-transporte, assistência médica e refeição entre outros.

Contudo alguns desses requisitos podem não parecer tão favoráveis ao trabalhador quando observamos as características do trabalho autônomo visto que, atuando dentro de uma companhia, o empregador necessita ir ao local de trabalho praticamente todos os dias, não há flexibilidade de horário ou muitas das vezes não a disponibilidade para outras atividades ou passar mais tempo com a família.

Vantagens do trabalho autônomo

O trabalho autônomo dá ao prestador de serviço disponibilidade de horário, visto que, são donos do próprio negócio não tendo a necessidade de ser subordinado de um “chefe ou superior”, há a possibilidade de passar mais tempo com seus familiares ou até mesmo formar um negócio juntamente com eles. Mas é claro que o sucesso do seu negócio depende apenas de você. Sim, o seu sucesso não depende do trabalho de terceiros, o que significa uma boa oportunidade para realizar plenamente o seu potencial para melhorar o seu desempenho e alcançar excelentes resultados.

Outra vantagem é que nenhuma licença específica é necessária e as tarefas podem ser executadas de acordo com suas habilidades próprias.

A única obrigação moral é prestar serviços de acordo com a definição e os requisitos do contratante (seja uma empresa ou pessoa física). E você tem a liberdade de trabalhar com aquilo que gosta, não é incomum que as pessoas encontrem verdadeiro entusiasmo profissional depois de trabalhar em um campo completamente diferente por muitos anos. No entanto, quando você decidir se tornar um profissional autônomo, pode começar a fazer o que realmente gosta e se sentir satisfeito.

Contudo, apesar dos benefícios, o trabalho autônomo requer muita disciplina para desenvolver suas habilidades e aptidões, e buscar exercê-las da melhor maneira para se manter competitivo.

Desvantagens do trabalho autônomo

O trabalhador autônomo tem algumas dificuldades, tais como não ter a garantia de uma renda mensal, o trabalhador precisa estabelecer uma linha entre seu trabalho e sua vida pessoal, e isso não é fácil quando o trabalho é realizado em casa, um cronograma eficiente precisa ser estabelecido. Em outras palavras, sem comprometer a renda necessária, deve-se buscar um equilíbrio entre a vida pessoal e profissional.

A perda do cliente pode ser considerada outra dificuldade que o autônomo possui, existem várias razões para esta perda: redução do orçamento, falta do cliente, etc.

Além do que, o INSS passa a ser obrigação de aposentadoria, IRRF e ISS, equivalente a 11% do salário mínimo do trabalhador autônomo (valor inferior ao processo pela CLT). Sendo a falta desses direitos conferidos pelo vínculo empregatício, como FGTS, férias, vale-transporte, 13º salário, seguro saúde, vale-alimentação, etc.  

Sem esses benefícios, fica difícil fazer planos futuros em questões orçamentárias, pois a receita depende inteiramente dos serviços prestados.

O trabalho autônomo é lucrativo?

O desejo de se tornar dono do próprio negócio também pode trazer a dúvida “trabalhar como autônomo é um negócio vantajoso?” ou “é realmente lucrativo?”. O primeiro passo para obter reconhecimento por seu trabalho é por meio da divulgação. Hoje, existem vários métodos de comunicação, como redes sociais, marketing digital, e-mail e assim por diante. Nesse sentido, é importante que o profissional autônomo divulgue seu trabalho por meio de fotos, cartas de recomendação e informações que possam atrair a atenção de novos colaboradores.  

Outra etapa importante é estabelecer um procedimento de trabalho com um tempo pré-definido que seja benéfico para uma organização, mesmo que não seja obrigatório. Portanto, se você estiver livre a qualquer momento dentro do tempo especificado, aproveite a oportunidade para buscar novos conhecimentos por meio de cursos, vídeos ou outros métodos para agregar valor ao seu trabalho.

E sim existem diversas profissões que podem ser atuadas por trabalhadores autônomos que são lucrativas, confira:

Motorista de aplicativo

Em tempos de crise e recessão econômica, tornar-se um motorista de aplicativo tornou-se a solução para muitas pessoas, principalmente porque a procura desses serviços só cresce a cada dia, pois se locomover para diferentes lugares seja para trabalho ou lazer é essencial para boa parte da população. Mas não se trata apenas de comprar um carro, dirigir e esperar o telefone tocar.  

Registro: Cada empresa tem o seu procedimento de entrada no serviço, mas basicamente inclui o preenchimento de formulários, verificação de documentos e avaliações físicas e psicológicas.

Para se tornar um motorista de aplicativo, você deve seguir algumas regras da empresa contratante, mas existem diferenças que também são importantes. Essas empresas adquirem que os motoristas tenham pelo menos 21 anos, não possuam antecedentes criminais ou participem de qualquer processo judicial. Além disso, o piloto deve ter um smartphone com conexão de dados para receber uma corrida

Instalador de ar condicionado

Quando você andar pelas ruas da sua cidade, olhe para cima, e observe como é grande a quantidade de ar condicionados presentes em empresas, comércios e casas. Um instalador de ar condicionado avalia e determina onde instalar equipamentos de refrigeração, aquecimento e ar condicionado. Instala equipamentos de ar-condicionado e realiza testes de funcionamento.

Para ser um excelente instalador, é preciso ter habilidade para trabalhar e entender os sistemas que compõem um ar condicionado de grande porte, como compressores, condensadores e filtros secadores. Além de conhecimentos específicos, é importante que o profissional tenha conhecimento sobre elétrica, ferramentas de dia e habilidade de montar tubos de cobre.

As características de se tornar um excelente instalador de ar condicionado incluem: atitude profissional, saber cuidar da sua própria imagem e reputação, saber lidar com os clientes, boa comunicação, saber planejar e conhecer novos modelos e tecnologia de novos modelos a qualquer momento, educado e experiente Eduque, preste serviços na hora certa e seja organizado.

Eletricista

A profissão de eletricista autônomo é considerada uma das profissões mais lucrativas da atualidade. Este profissional costuma prestar serviços nos setores de construção civil, construção residencial e comercial.  

O papel do eletricista é instalar e manter a fiação e as redes de energia. Por se tratar de um serviço de grande responsabilidade, muitas vezes as pessoas contam com profissionais com conhecimentos adequados para prestar serviços mais seguros. O eletricista autônomo também tem a responsabilidade de definir orçamento, de forma que o eletricista profissional é quem define o seu próprio salário.

Os eletricistas que desejam trabalhar de forma independente precisam primeiro de qualificações e treinamento profissional. Por isso, é muito importante investir em treinamentos, cursos de aperfeiçoamento e cursos de especialização, que vão ajudar você a prestar serviços de qualidade dentro dos padrões de segurança.

Outro ponto importante é legalizar seu trabalho como eletricista autônomo. Um método comum é registrar sua empresa como microempreendedor pessoal (MEI), legalizando assim sua empresa prestadora de serviços. A falta de pessoal qualificado faz do eletricista um profissional muito procurado hoje. Se você tem qualificação, experiência, sabe orçar e já sabe legalizar seu trabalho, ótimo! Está qualificado para o cargo.

Confeiteira autônoma

O profissional atua fazendo doces e salgados para festas ou eventos, além de atividades que não necessitam de  investimentos tão elevados, também pode se tornar uma importante fonte de receita, pois as vendas podem começar nas comunidades, nas ruas e nos centros comerciais, nos pedidos e até na Internet.

Ser uma confeitaria inclui realizar a fabricação de bolos, tortas e doces, bem como outros produtos de panificação comuns. Este é um empreendimento que exige muita dedicação, principalmente no início, mas também precisa de conhecimento culinário e bom relacionamento interpessoal para lidar com os clientes.  

Técnico em Manutenção de Computadores

É o profissional que atua na área da tecnologia e inovação é necessário ter conhecimento técnico ou superior no ramo da tecnologia e informática, algumas de suas funções são:

  1. Identificar arquitetura de rede e analisar meios físicos, equipamentos e modos de comunicação;
  1. Procedimentos e rotinas para realização de cópias de segurança e recuperação de dados;  
  1. Efetuar a manutenção preventiva e corretiva dos equipamentos informáticos e determinar os principais componentes e funções do computador.
  1. Instalar, configurar e desinstalar programas básicos, aplicativos e utilitários.

Tendo a disponibilidade de atender seus clientes em sua residência ou se deslocar até a empresa ou domicílio do contratante do serviço.  

Características para ser um autônomo  

  1. Disposição para ajudar: O instinto de resolver problemas e ter um impacto positivo é um traço / habilidade que oferece vários benefícios. A preparação e a disposição estão realmente associados a essa capacidade. Além de apoiar a empresa, fornecendo um suporte estendido, essa habilidade também faz com que os clientes se sintam observados e valorizados.
  1. Empatia: Praticar a empatia repetindo frases que façam a outra pessoa se sentir compreendida, como: "Entendo como isso é importante para você” ou "O que posso fazer por você?", é uma etapa necessária para essa obter essa habilidade. No entanto, essas ferramentas só alcançam sua eficiência quando utilizadas de forma muito natural e espontânea, ou seja, não ficam presas em discursos, e o serviço precisa se empatizar por obrigação. Mas, mesmo assim, a empatia é mais do que um slogan: é o desejo de realmente entender de onde vem a dor do cliente e do que ele precisa.
  1. Inteligência emocional: Quando falamos de empatia significa que, você é sensível às emoções do outro; em termos de inteligência emocional, você sabe como se sente. Leia o sinal do cliente e entenda que às vezes o problema pode ser mais profundo. Esta é uma habilidade muito importante para a convivência social. Além disso, com ele, todas as outras habilidades sociais e emocionais podem atingir sua capacidade plena. Saber lidar e orientar a razão e a emoção no dia a dia é fundamental para a construção de bons relacionamentos. Principalmente porque quando se trabalha dentro de sua própria residência a risco de que situações do cotidiano atrapalham seu desempenho no trabalho.
  1. Comunicação: Ouvir atentamente, explicar alguns poucos com clareza e tratar os outros com cautela é essencial para que uma empresa mantenha sua posição. Saber expressar bem uma conversa, ter uma boa redação e um bom tom de voz são as características dessa habilidade. É necessário fornecer um bom suporte, entonação adequada, gramática correta e um discurso claro e coerente em todos os momentos.
  1. Administrar o tempo: A gestão do tempo é um fator importante para a felicidade pessoal e profissional. Diante de um dia a cada vez mais agitado, além do acúmulo de obrigações e atividades, as pessoas muitas vezes ficam sobrecarregadas e estressadas, e não sabem o que fazer para cumprir tantas promessas. Nesse caso, as pessoas que conseguem administrar melhor o tempo e organizar as tarefas de acordo com as prioridades têm uma grande vantagem sobre as outras, pois tendem a trabalhar mais e ainda assim ter uma melhor qualidade de vida.

Conclusão

Se você ainda não decidiu se deseja remar sozinho sob o vento forte ou continuar a trabalhar no barco com tranquilidade, tudo bem. Pense, analise todas as variáveis ​​e seus objetivos futuros.  

Os autônomos, como o nome certo, são livres para iniciar a carreira, mas para isso precisam quebrar a barreira do tempo, trabalhar muito mais que os empregados, ter dúvidas sobre a renda mensal e, ainda assim, alguns benefícios. CLT possui múltiplos privilégios, mas não terá oportunidades independentes. É verdade que pesar os prós e os contras pode dificultar essa escolha, mas seja qual for a escolha, tenha sempre um plano B para atuar profissionalmente e garantir a qualidade do seu trabalho. Portanto, quer você opte por se tornar uma pessoa jurídica ou por assinatura de um contrato formal, seu negócio será, sem dúvida, um sucesso.

Simulação
chat Eva