Dicas na hora de vender a sua moto

Dicas na hora de vender a sua moto

O número de segmentos de motocicletas usadas é impressionante nos últimos anos. Embora as vendas de motocicletas novas tenham se aproximado de 1 milhão em 2020, cerca de 2,9 milhões de motocicletas usadas mudaram de mãos durante o mesmo período.  

Por razões de preço ou gosto pessoal, muitos motociclistas escolhem motocicletas usadas. No entanto, ao contrário da zero km, comprar ou vender motos usadas ​​requer uma documentação mais cuidadosa.

Para quem pretende vender ou comprar motocicletas usadas, é importante que você consulte as dicas de documentos fornecidos com o auxílio do Detran-SP.

Existem muitos motivos pelos quais você pode considerar a venda de uma motocicleta usada. Talvez as contas atrasadas, você precisa gastar algum dinheiro, ou você mudou de estilo e quer andar pelas trilhas em vez das ruas, ou, sempre na melhor das hipóteses, é hora de se atualizar, vender sua moto usada e comprar uma mais moderna.  

Seja qual for o motivo, ao se pensar em vender motocicletas, é necessário entender diversos critérios para aumentar as chances de obter o melhor preço. Em ambos os casos, você precisa saber quais fatores merecem atenção especial ao planejar esta venda.  

Felizmente, para a maioria dos proprietários de automóveis, o Brasil tem um mercado de segunda mão aquecido e, para quem quer vender carros ou motocicletas, as possibilidades são muitas.  

Este é o lugar certo. Neste artigo, mostraremos como vender sua moto e também caso você seja o comprador, aprenda a fazer o melhor negócio por meio de algumas dicas incríveis! Continue lendo.

O que é importante para vender moto mais rápido e de forma segura?

Definir estratégia de vendas

Existem várias maneiras de vender moto usada. É por isso que a primeira etapa dessa jornada é definir a estratégia de vendas que você usará. Isso inclui o prazo que você deseja negociar com o novo dono, sua disposição para negociar, a quantia que deseja obter e, claro, o canal de vendas que utilizará.  

Neste ponto, especificamente, os sites de compra e venda costumam ser a melhor escolha, pois reúnem um grande número de pessoas que buscam alternativas para os veículos novos, seminovos ou usados todos os dias. O alcance das mídias sociais aumenta muito o alcance do seu anúncio e pode permitir que ele alcance as pessoas que você não conhece e são potenciais compradores e vendedores.

Aparência das fotos divulgadas

Independentemente do ano de uso e do tempo de uso, as motocicletas que se destacam no site de vendas são aquelas bem conservadas, com detalhes de bom aspecto e o maior número possível de peças originais.  

Se você optar por anunciar na Internet, também é importante ter cuidado com as fotos. Afinal, elas ajudam a atrair a atenção de potenciais compradores. Para fazer isso, escolha um ambiente bem iluminado e tire várias fotos para mostrar a largura total da moto.  

Isso inclui detalhes a serem exibidos, bem como imagens em espaço aberto que fornecem um campo de visão mais amplo. Lembre-se: a primeira impressão é a que fica.  

Há algum tempo, quando a única opção de mídia disponível no mercado era a seção de classificados do jornal, o anúncio se limitava a algumas linhas de descrições de motocicletas e informações de contato do vendedor. Exceto pelos anúncios maiores para determinados estabelecimentos, existiam poucas fotos nos anúncios de venda, mesmo assim, eram imagens pequenas e de baixa resolução.  

Atualmente, graças à Internet, existem vários recursos disponíveis para melhorar a publicidade online. Um dos itens mais importantes na publicidade de motocicletas usadas são as fotos.  

Portanto, ao anunciar, é importante escolher algumas imagens de alta qualidade que correspondam à descrição do produto. Essas fotos devem ser atualizadas, tiradas em ambiente bem iluminado, de preferência com fundo neutro, para não distrair os compradores.

O número de fotos de cada anúncio não é especificado, mas pelo menos uma imagem grande (que permite ver a moto inteira) e fotos em close de alguns detalhes, como laterais, bancos, painéis e acessórios.  

Desta forma, os potenciais compradores podem ver o estado de manutenção e as principais funções da motocicleta.

Atente-se aos detalhes da divulgação

Embora as fotos sejam a base para o sucesso da publicidade online de vendas de motocicletas, o sucesso da publicidade depende não só das fotos, mas também do texto anexado às fotos, pois todas as informações sobre a motocicleta são obtidas por meio das fotos.  

A motocicleta não pode estar “ultrapassada”. Para orientar seu raciocínio sobre o texto do anúncio, considere o seguinte: Se você está procurando o mesmo tipo de motocicleta, que informações gostaria de ver? Portanto, evite usar texto genérico, tente coletar todas as informações relacionadas à moto que despertem o interesse de compradores e sempre destaque os pontos positivos.

Cheque a documentação

Nenhum comprador tem interesse em comprar um veículo sem verificar se os documentos estão em dia. Portanto, mesmo que você já saiba que deseja vender, certifique-se de ter pago o IPVA e quaisquer dívidas com o Detran antes de anunciar.

Isso deixará a moto mais atraente e mostrará a transparência do vendedor. Além disso, vale lembrar que, entre os documentos necessários, também podemos incluir os manuais originais das motos - claro, se você ainda as tiver - bem como descrições de serviços e descrições das peças adquiridas durante sua compra. Isso ajuda a mostrar que você é um proprietário de carro cuidadoso e melhora muito a qualidade dos carros usados.

Gatilhos mentais

Você já ouviu falar de gatilhos psicológicos? Pois é, grandes marcas, influenciadores digitais e empresas dos mais diversos setores estão investindo nessa estratégia para vender mais produtos na internet.

Para quem ainda não está alinhado a essa tendência, os gatilhos psicológicos incluem o uso de técnicas persuasivas para induzir o público-alvo a tomar decisões de compra mais fáceis.  

A aplicação bem-sucedida dessas tecnologias requer a consideração de alguns aspectos psicológicos dos clientes em potencial, como fatores sociais, emocionais e intuitivos.  

Em outras palavras, é necessário entender os consumidores e todo o seu ambiente para os gatilhos que têm o impacto esperado e realmente motivam as pessoas a comprar os produtos ou serviços da empresa.  

Descrição chamativa

Você deve ter visto alguns anúncios criativos sobre motocicletas e carros usados ​​espalhados na Internet.  

Esses vendedores atraem a atenção do público para seus produtos por meio de vídeos repletos de efeitos especiais, imagens processadas ou descrições inusitadas em forma de poesia ou narrativas de fantasia.  

Mesmo que você não tenha nenhuma habilidade literária ou inspiração, não ignore o poder de descrições bem elaboradas. Um bom texto pode ajudar a atrair compradores e facilitar as negociações, pois os interessados ​​podem até avaliar todas as características e diferenças da motocicleta antes do primeiro contato. A descrição deve ser clara e objetiva, incluindo:

  • Quilometragem;  
  • Acessórios;
  • A cor e o estado da pintura;
  • Status de proteção;
  • O estado dos pneus;
  • O último item trocado;
  • Modelo e ano de fabricação;
  • Última revisão.

Vídeo para detalhamento

Devido ao distanciamento social causado pela pandemia do coronavírus, profissionais de todas as esferas da vida precisam se reinventar e encontrar maneiras novas e criativas de atrair clientes sem sair de casa.  

Para quem trabalha na indústria automotiva, é mais correto dizer que estão vendendo motocicletas usadas, o que é muito desafiador porque é um investimento relativamente alto e requer informações claras.  

É nessa situação que ganham espaço os vídeos que detalham as características desses produtos. Quer uma forma mais dinâmica e inteligente de estimular o interesse de novos consumidores?  

A inclusão do vídeo na publicidade reflete a transformação digital, que quebra as barreiras físicas. Hoje, representam mais do que nunca uma excelente alternativa para atender às demandas geradas pela distância.  

Rede de contatos

Uma boa rede vale o dinheiro nas mãos certas, especialmente quando se vende motocicletas novas ou usadas. Portanto, agrupar e promover anúncios no WhatsApp e em plataformas de vendas específicas é uma boa forma de aproveitar os resultados.

Seja inteligente ao precificar

Saber exatamente quanto cobrar na venda de motocicletas usadas nem sempre é fácil. Um valor muito alto pode reduzir o número de interessados, mas um preço muito baixo pode levar à desconfiança do comprador.

É importante começar com o valor especificado na tabela da Fipe e avaliar diversos aspectos para chegar a um preço justo e compatível com o mercado. Fatores como o status de armazenamento dos itens, o número de acessórios instalados e o investimento na máquina devem ser considerados ao definir o preço.  

Além disso, prepare-se para negociar! Oferecer descontos para pagamentos à vista ou parcelados é uma ótima maneira de impulsionar as vendas.

Tenha uma boa estratégia de venda

Escolher onde anunciar é uma das decisões mais importantes no processo de vendas. Existem vários sites e portais que podem ser usados ​​para vender veículos, mas você deve escolher uma empresa confiável e com reputação no mercado para vender como agente.  

Com o apoio da melhor tecnologia de vendas pela Internet, principalmente após o "novo normal" trazido pela pandemia do coronavírus, suas oportunidades de crescimento no mercado de vendas de motocicletas usadas serão maiores.

Saiba até onde negociar

Saber negociar é uma arte. Quando falamos do mercado de carros usados, essa lógica faz mais sentido. Pense em quem quer comprar, geralmente vai pagar o mínimo possível.  

Portanto, é importante entender até onde pode ir a negociação antes de anunciar a venda de motocicletas. Ou seja, qual é o valor mínimo que você aceita. Além disso, nesse tipo de negociação, muitas vezes há ofertas diferenciadas, como trocar de carro, parcelamento, utilização de consórcio, etc.

Revise a parte mecânica

Antes de criar um anúncio, todo o motor deve ser inspecionado por um profissional de sua confiança. Nesta parte, é só olhar os pneus e a aparência geral, o importante é que a mecânica esteja impecável. Isso inclui a troca de óleo, filtros, fluidos, gaxetas e cabos, sem mencionar quaisquer reparos que possam ser necessários em outros projetos.

Pesquise informações do comprador  

Tente coletar informações sobre os compradores. Nunca dê uma motocicleta para alguém que afirma ser o "representante da plataforma" em que você promove a motocicleta. A plataforma não participa da troca e entrega de produtos ou serviços entre compradores e vendedores.

Mantenha a originalidade

Cada um tem seu próprio gosto e estilo, por isso costumamos personalizar nossa motocicleta para que pareça "nossa cara". No entanto, ao vender motocicletas, há poucas chances de encontrar pessoas com ideias semelhantes. Portanto, guarde as peças originais e, se possível, restaure-as para as configurações padrão de fábrica antes do lançamento.

Mantenha a honestidade

Sim, existem pessoas desonestas em todos os lugares usando informações falsas para anunciar produtos, mas você não precisa se enganar, certo?  

Lembre-se, no final, a verdade virá à tona: ao ocultar informações, se os compradores descobrirem antes de fechar uma transação com você, eles desistiram porque podem pensar que você está ocultando outras informações.  

Portanto, um pequeno detalhe que você mentiu e foi descoberto por ele pode fazer com que ele desista da compra. Além disso, ele também pode "queimar" você na praça, no grupo e na Internet, dizendo abertamente que você quer enganar os outros "se livrando" da sua motocicleta.

Se você falar a verdade, ele terá a liberdade de escolher se quer comprar uma moto nessa situação, e você ainda ganhará alguns pontos por não esconder. É muito comum que motocicletas usadas tenham alguns pequenos problemas, como vazamento de óleo ou peças danificadas, por assim dizer.  

Também é bom manter uma concorrência leal na publicidade. Se a motocicleta cair e houver algum item danificado, anexe uma foto. O mesmo se aplica a quaisquer outros problemas.  

Assim você vai ser honesto com o comprador, vai te poupar tempo, evitar curiosos “eu gosto dessa moto. Opa, mas não vi quebrada, não quero mais”. Talvez algumas pessoas vão tentar tirar vantagem dessa situação e menosprezar o seu produto por causa de "problemas", e assim reduzir o valor da venda.  

Dicas finais tanto para vendedor quanto para comprador

E se a moto tiver multas pendentes?

Para entender se existem restrições legais, dívidas ou multas por atraso, algumas pesquisas devem ser feitas. Acesse o site www.detran.sp.gov.br, digite a placa e o Renavan da moto. Não aceite relatórios impressos, podem ser antigos ou falsos.

Titularidade

Os documentos da motocicleta devem estar em nome do vendedor ou da loja. Desconfie de "reviravolta". O vendedor costuma dizer que vai "descontar" o repasse do valor da motocicleta, mas esse é um processo que pode dar muito trabalho.

Vistoria de obrigação

Em consulta com o vendedor, o pagamento será feito após a motocicleta passar na inspeção obrigatória.

Em muitos casos, a motocicleta não passou na inspeção devido a problemas com o número do motor ou do chassi. A moto não será aprovada por problemas de iluminação, falha da buzina, má manutenção ou desgaste dos pneus que excedam o limite. As motocicletas não podem ser transferidas sem o relatório de aprovação.

Vistoria da seguradora

Se você planeja adquirir um seguro da moto, peça à seguradora para fazer uma inspeção. Em muitos casos, as seguradoras têm informações sobre problemas com motocicletas antigas (como colisões) e se recusam a fazer o seguro da motocicleta. A operação só pode ser concluída após fiscalização da seguradora.

O cartório

Ao efetuar o pagamento, preencha o Certificado de Matrícula do Veículo (CRV) com as assinaturas e dados detalhados do comprador e do vendedor, e a seguir dirija-se ao cartório para assinar (assinatura).  

O notário comunicará a transação ao Detran. Isso evitará problemas futuros de cobrança de dívidas e até mesmo responsabilidades civis e criminais após a venda.

A transferência

O vendedor deve manter cópias autenticadas dos documentos entregues ao comprador. O novo proprietário da motocicleta tem no máximo 30 dias para a transferência.

Não se esqueça, a internet pode ser uma grande aliada na hora de vender moto ou qualquer outro produto, mas é importante se atentar a cada detalhe tanto da compra quanto da venda. Siga essas dicas e consiga o melhor preço pela sua moto.

Se seu desejo é comprar uma moto, você pode investir em um consórcio de automóveis, visite o site da Embracon, administradora de consórcio, faça sua simulação.

Simulação
chat Eva