Quais são as maiores dúvidas sobre consórcio?

Quais são as maiores dúvidas sobre consórcio?

O consórcio é um investimento vantajoso e possui um processo bem simples. É uma excelente maneira de adquirir um bem parcelado sem o pagamento de juros. Ainda assim, grande parte das pessoas não conhecem os detalhes dessa modalidade e têm dúvidas sobre o consórcio.

Alguns pontos costumam gerar mais confusão no momento de conhecer ou assinar o contrato desse serviço. Por esse motivo, preparamos um post para tirar suas dúvidas. Vamos esclarecer de uma vez por todas essas perguntas, e você vai poder aproveitar todos os benefícios do consórcio.

Nossa proposta é ajudar você a conhecer as possibilidades dessa forma de investir para conquistar o bem que deseja. Falaremos sobre o que é um consórcio, seus tipos, vantagens, como aderir a um grupo de consorciados e muitos mais. Não deixe de conferir!

Como funciona o consórcio?

O consórcio, como muitos devem saber,  é um grupo de pessoas físicas ou jurídicas que se juntam para comprar um bem. Geralmente, são organizados por uma administradora.

As contribuições periódicas de cada membro são utilizadas para compor um fundo comum destinado à aquisição de um bem.

O bem em questão pode ser de qualquer tipo, sendo os imóveis, carros e motos os mais comuns. Atualmente, também há planos de serviços.

Os planos de cada consórcio podem variar bastante em termos de tempo de duração e valor da contribuição. Esse é um aspecto bem interessante, pois cada grupo pode atender a perfis econômicos variados para uma compra programada.

Periodicamente, são realizadas assembleias onde a administradora reporta informações referentes à situação econômica do consórcio. Nessa ocasião, também são realizados os sorteios, que definem qual consorciado será contemplado. E terá acesso imediato à carta de crédito para adquirir seu bem, mesmo sem ter quitado todas as parcelas do consórcio.

Essa antecipação do crédito contratado não dispensa o consorciado da obrigação de continuar pagando as prestações ainda em aberto. Caso isso aconteça, a administradora poderá tomar as medidas cabíveis segundo o contrato celebrado.

Existe ainda a possibilidade do lance, que permite ao consorciado, durante o momento da assembleia, ofertar um valor pela sua carta de crédito. Os lances mínimos são estipulados pela administradora.

Para participar das assembleias, é imprescindível conhecer o andamento de seu consórcio e se apropriar de estratégias para ofertar lances. Tenha em vista que, ao participar dos encontros, você pode observar qual é o valor ofertado pelos consorciados vencedores nas rodadas de lances.

Como comprar uma cota?

Uma das grandes dúvidas sobre o consórcio diz respeito à forma de adesão. Nesse momento, você deve avaliar os planos e as condições oferecidas, de modo a verificar quais atendem ao seu perfil.

Além disso, é fundamental verificar se a instituição está devidamente credenciada pelo Banco Central do Brasil, órgão que regula o mercado de consórcios.

Feito isso, o interessado deve conferir com atenção todos os termos do contrato proposto pela administradora, de modo a verificar quais são suas obrigações e direitos enquanto consorciado. É necessário dar atenção especial aos seguintes pontos:

  • período de duração do grupo e número máximo de consorciados permitido;
  • periodicidade das assembleias gerais com todos os consorciados;
  • possibilidade de transferência da cota do consórcio para terceiros;
  • percentuais de contribuição (taxa de administração) destinados à administradora;
  • garantias a serem oferecidas pelo consórcio no momento da contemplação;
  • regras para contemplação por sorteio e lance;
  • maneira de realizar a antecipação de pagamento de suas prestações e, assim, acessar mais rapidamente sua carta de crédito.

Quais são os tipos de consórcio no mercado?

Os tipos de consórcio existentes:

  • Imóveis;
  • Carro;
  • Moto;
  • Serviços
  • Pesados (caminhões e máquinas).

É vantagem oferecer um lance?

A circunstância do sorteio pode causar incômodo em algumas pessoas, que poderão se perguntar: “mas o lance não é feito justamente para se evitar o sorteio?”.

Tenha em vista que, se o seu consórcio tem 150 participantes, e o empate se deu entre 5 pessoas, suas chances de contemplação via lance são maiores. Mesmo que haja empate.

Sendo assim, podemos concluir que os lances são, sim, uma excelente maneira de encurtar seu caminho até a conquista do bem que você tanto deseja.

Ainda podemos chamar atenção para as vantagens do lance embutido, que são de grande ajuda para quem não tem capital para investir em um lance convencional.

Quais são os tipos de lance?

Como já mencionado, uma das formas de contemplação se dá por meio de lances nas assembleias gerais ordinárias organizadas pela administradora.

Por haver mais de um tipo de lance, falaremos de cada um deles nesta sessão para esclarecer mais algumas dúvidas sobre o consórcio. Acompanhe!

Lance Fixo

No lance fixo, os consorciados estabelecem de forma antecipada qual será o percentual necessário para a participação nessa modalidade.

Os percentuais praticados pelos grupos são bastante variados: de 20%, 30% e até mais de 50%.

Quanto mais estendido o plano, maior o percentual sobre a carta de crédito. Com isso, todos os participantes oferecem o mesmo percentual em cada assembleia geral. Caso ocorra empate na oferta de lances, mais uma vez é realizado o sorteio.

Lance Livre

Pelo lance livre, os consorciados podem dar qualquer oferta pela carta de crédito. Geralmente, pratica-se um valor mínimo de 1% sobre o crédito.

Vence a maior oferta. Nesse caso, a maior oferta não se refere ao valor bruto do lance e, sim, ao percentual da carta de crédito.

E, na ocorrência de lances vencedores de mesmo valor, isto é, dois ou mais consorciados oferecerem o mesmo percentual pela carta de crédito, haverá um sorteio entre eles. Esse é um critério de justiça para a escolha do contemplado, pois impede qualquer tipo de interferência externa.

Lance Embutido

O lance embutido se refere a uma oferta sem ter dinheiro em mãos. Mas, como isso é possível? A contrapartida utilizada é um percentual da carta de crédito do consorciado, que figura como lance.

E, caso não aconteça a contemplação, o percentual oferecido não será deduzido do crédito. Ao mesmo tempo, na ocorrência da contemplação, o valor oferecido será descontado. Ou seja: se a cota é de R$ 100 mil e o consorciado oferece 25%, receberá uma carta de crédito de R$ 75 mil.

Como são feitos os pagamentos de consórcio?

O pagamento de seu consórcio se dá com base nas previsões contratuais. E, como já explicado, o fato de ser sorteado não significa que você possa cessar o pagamento das parcelas de seu consórcio — fazer isso, na verdade, pode implicar na perda do seu bem.

As parcelas têm valores fixos?

Mais uma dúvida sobre o consórcio e de suma importância para sua tranquilidade em tomar uma decisão. Na verdade, o valor pago mensalmente pelo membro pode sofrer reajuste. Isso não tem nada a ver com juros, mas com a valorização ou a desvalorização do próprio dinheiro.

É sempre importante ter em mente que a inflação influencia o valor do bem ou serviço desejado e, portanto, pode afetar o valor de suas parcelas, certo?

Imagine que você entre em um consórcio de moto. Ao adquirir sua cota, o valor é definido de acordo com o preço do modelo dos seus sonhos. Aí você paga alguns meses, é sorteado e recebe sua carta de crédito. Vamos comprar a moto?

É bem possível que, ao chegar à loja, o modelo escolhido tenha aumentado de preço. Isso acontece porque os bens ficam mais caros, e o dinheiro pode perder valor, dependendo da inflação.

Para evitar que isso aconteça, o consórcio é reajustado sempre que o cenário econômico muda. Mas calma! A alteração do valor não é aleatória, ok? Pelo contrário, ela obedece a um índice que representa a inflação sobre o bem ou serviço. Pode ser, por exemplo:

  • o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), no caso de consórcios de imóveis;
  • o Índice Geral de Preços de Mercado (IGPM), para consórcios de serviços;
  • o Índice Nacional de Preços ao cliente Amplo (IPCA), no caso de consórcios de veículos.

Em alguns casos, sempre que a montadora informa aumento no modelo de um carro ou de uma moto, por exemplo, o valor do consórcio é adaptado à nova realidade. Por esse motivo, mesmo que você já tenha sido contemplado com seu bem, o preço das parcelas restantes se altera, a fim de garantir o poder de compra dos demais cotistas.

Perceba que a ideia é tornar o consórcio mais justo para todos. Além disso, mesmo com um possível reajuste, é muito mais barato conquistar seus sonhos por meio da contratação de um consórcio.

Existe análise de crédito em consórcio?

A análise de crédito é uma prática muito comum no mercado e visa conferir se a pessoa tem condições de arcar com os compromissos financeiros que assume. Mas será que ela também é feita no consórcio?

A resposta é “sim”, mas o procedimento é um pouco diferente. Na verdade, a análise de crédito só é feita quando você é contemplado, seja por sorteio ou por lance.

Assim, quando a carta de crédito é emitida, a administradora faz uma análise da documentação apresentada e verifica se existem pendências em seu nome. Por esse motivo, para que você não enfrente problemas, é importante regularizar sua situação antes da contemplação.

Vale lembrar que as regras e os requisitos para aprovação já estão previamente definidos no seu contrato.  

No caso de inadimplência, o que acontece?

Desde que foi criado, a ideia do consórcio é facilitar a vida do cliente, ajudando-o a poupar dinheiro para conquistar seus objetivos de uma maneira planejada, justa e econômica.

Como estamos lidando com um grupo de pessoas, quando alguém atrasa o pagamento de suas parcelas, acaba prejudicando os demais. Sendo assim, o ideal é evitar a inadimplência antes ou depois da contemplação.

Mas e se a situação ficar realmente complicada? Então, entre em contato com a administradora para tentar uma negociação o quanto antes. Ela o ajudará a encontrar a melhor saída.

Em alguns casos, é possível diminuir o valor da carta de crédito e ficar com prestações mais baixas, de modo a não atrapalhar o seu orçamento.

Mas, afinal, o que acontece se alguém não pagar suas parcelas? Quando isso ocorre, algumas medidas são tomadas para garantir a segurança e o direito dos demais consorciados. Assim, o inadimplente:

  • fica impedido de votar nas assembleias ou de dar lances;
  • paga multas sobre as parcelas atrasadas;
  • pode ter sua contemplação cancelada, caso ainda não tenha usado a carta de crédito;
  • pode até perder o bem que conquistou, se já tiver usado o crédito;
  • corre o risco de ser excluído do grupo.

É importante destacar que, a depender das regras do contrato, a devolução para clientes cancelados consiste no seguinte critério: mesmo cancelada, sua cota continua participando dos sorteios mensais, agora como cancelada, para que assim que sorteada possa receber os valores com as devidas deduções contratuais (taxas administrativas e multa contratual).

Tenho nome sujo, posso fazer consórcio?

A existência de restrições em cadastros, como o Serasa, não impede ninguém de ingressar em um grupo de consórcio. Qualquer pessoa pode dar início a seus projetos, e não é necessário aprovar cadastro ou comprovar uma renda mínima.

Como já mencionamos, você só precisa se preocupar em organizar sua documentação e estar com o nome limpo no momento da contemplação, isto é, quando for receber sua carta de crédito.

Sem dúvidas, essa é uma vantagem importante desta modalidade. Afinal, enquanto paga as parcelas, você tem tempo suficiente para negociar seus débitos e ajeitar sua vida financeira.

Qual a diferença entre consórcio e financiamento?

Tratam de duas situações amplamente divergentes. Vejamos abaixo as diferenças.

Financiamento

No financiamento, o comprador contrata crédito junto a uma instituição financeira, para adquirir um bem de forma imediata sob caráter de alienação. Isto é, ainda que o comprador usufrua do bem, a efetiva posse será do banco até a quitação da última parcela.

Geralmente, a instituição financeira solicita algum tipo de garantia, como fiador ou outro bem. E, nesse tipo de contrato, há a previsão de cobrança de juros anuais sobre o valor do crédito contratado.

Na maioria dos casos, o cliente oferece um valor em caráter de entrada, de modo a conseguir uma alíquota menor de juros. Ao mesmo tempo, há uma análise do perfil econômico do comprador, pois o valor da parcela do financiamento não pode ser superior a 30% da renda mensal bruta do contratante.

Consórcio

A semelhança entre o financiamento e o consórcio fica por conta do contrato. Em ambos os casos, esse instrumento jurídico regula a relação entre as partes envolvidas no ato de compra e venda.

Por outro lado, temos diferenças bem marcantes, como a questão da incidência de juros, que não são cobrados pelos consórcios. O único valor adicional a ser despendido pelo consorciado diz respeito a uma taxa de administração para custear as operações da administradora, que se coloca como gestora dos fundos arrecadados e responsável por outras funções de caráter operacional, como a organização das assembleias e aquisição dos bens.

Outra mudança importante em relação ao financiamento é o acesso ao bem, que não se dá de maneira imediata. Suponhamos que se trate de um automóvel. O consorciado terá acesso a ele entre a primeira e a última parcela, seja por meio de sorteio, lance ou quitação.

O que é a carta de crédito?

Essa é uma dúvida sobre consórcio simples de responder: quando você é contemplado, recebe uma carta de crédito. Portanto, não receberá o dinheiro, e sim um documento que equivale ao valor do bem ou serviço que escolheu.

Com a carta em mãos, você define o modelo, a marca e as condições que preferir, mas é a própria administradora quem providencia o pagamento. Como o fornecedor recebe sua contrapartida à vista, você pode até negociar descontos e conseguir condições melhores.

Quem tem direito à carta de crédito?

Todo consorciado que está em dia com o pagamento de suas parcelas e é aprovado na análise de crédito tem direito à carta de crédito. Ou seja, ele poderá participar dos sorteios e dar lances.

Suponhamos que você tenha um dinheiro extra e queira antecipar algumas parcelas. Nesse caso, antes da respectiva assembleia, você avisa a administradora de que quer dar um lance. Quem oferece o maior valor é contemplado com a carta de crédito.

Já no caso do sorteio, naturalmente, o que conta muito é a sua sorte. Todos os meses, de forma democrática e transparente, alguém é sorteado para ter acesso à carta de crédito e adquirir o bem desejado.

Qual a função da administradora de consórcio?

Em qualquer relação comercial, é indispensável fazer negócio com uma instituição séria, que tenha credibilidade no mercado em que atua.

No caso dos consórcios, esse princípio também se aplica, já que você precisa escolher com atenção a administradora do grupo que planeja ingressar.

Não se esqueça que a administradora é a responsável por gerir o fundo comum dos consorciados e organizar os procedimentos de sorteio, lance e contemplação. Tratam-se de atividades de extrema responsabilidade que devem ser confiadas a uma instituição com know-how nesse segmento.

Mas, como investigar se determinada administradora é realmente confiável e pode prestar bons serviços?

Já citamos no início deste guia sobre a necessidade de conferir junto ao Banco Central do Brasil se a administradora escolhida por você está devidamente credenciada para atuar no mercado de consórcios. Reforçamos, portanto, que esse é um ponto primordial.

No entanto, existem outros elementos a serem verificados, como o histórico da empresa nos órgãos de defesa do cliente nas cidades onde opera. É muito simples fazer esse tipo de consulta: basta entrar no site do Procon de seu município e fazer uma busca pelo nome da administradora.

Caso existam muitas reclamações referentes a distrato comercial ou outros problemas do gênero, trata-se de um péssimo sinal. Afinal de contas, se os serviços prestados em várias ocasiões trouxeram insatisfação aos consorciados, por que no seu caso seria diferente?

Para ter uma boa experiência de compra, você deve escolher uma instituição com condições de atender ao que você precisa. Faça uma simulação!
Simulação Consórcio
chat Eva