O que analisar na hora de fazer um consórcio

O que analisar na hora de fazer um consórcio

Um consórcio é a reunião de forma coletiva, ou seja, em grupo. O objetivo é proporcionar aos seus membros a aquisição de bens ou serviços em igualdade de condições.

Para quem não tem pressa em colher os frutos, fazer consórcio é uma boa escolha, ou seja, estão dispostos a esperar para serem contemplados. Mas você sabe o que precisa saber antes de contratar um consórcio?

Entenda como funciona o consórcio

Um consórcio nada mais é do que um grupo de pessoas interessadas em comprar bens em comum (como carros ou imóveis). Tal grupo deve ser gerenciado por uma empresa (administradora de consórcio) que será responsável por viabilizar uma operação do consórcio, portanto, cobra uma taxa de administração.

Qual a importância e o que faz a administradora do consórcio?

Uma administradora de consórcio é uma empresa que presta serviços gerenciais focados para a administração de diversos grupos. Trata-se do gestor dos negócios do grupo, ele garante que os seus interesses e diretrizes se mantenham cumpridos.  

Dessa maneira, a administradora organiza todo o processo, reúne os recursos arrecadados e organiza os sorteios das cartas de crédito. Para que um consórcio funcione corretamente, é necessário que o administrador do consórcio seja designado uma empresa séria e de qualidade.  

Por fim, o fiador da saúde financeira do grupo, sendo assim, busque o máximo de informações sobre a empresa organizadora para que possa escolher uma alternativa para o seu investimento.  

Avalie a história da empresa, ou atenção ao público, suporte, quantidade de ativos consolidados, presença digital e entre outros. Isso permite que você rastreie mais segurança para seus investimentos.

Como funciona os sorteios das cartas de crédito  

O sorteio contempla aleatoriamente um ou mais participantes do grupo, de acordo com o valor total disponível em dinheiro, para acesso à carta de crédito pelo valor correspondente ao plano contratado.  

Até o fim do consórcio, todos os consorciados serão contemplados para adquirir o bem ou serviço; o sorteio serve, então, apenas para definir a ordem de recebimento.

Ao fazer um consórcio, o participante receberá uma cota numerada, o sorteio é feito entre os números das cotas dos membros. A Embracon adota o resultado da Loteria Federal para realização do sorteio.

O que são lances no consórcio?  

Outra forma de contemplação é por meio dos lances, os quais se assemelham a antecipação das parcelas: numa espécie de leilão, o integrante oferece o maior número de parcelas que consegue avançar, aumentando as suas oportunidades de ser contemplado, durante as assembleias que são realizadas mensalmente.

Os lances são realizados após o sorteio. As propostas devem ser enviadas em algum momento que antecede a conclusão da assembleia, informando a quantidade de parcelas a serem adiantadas ou o percentual da carta de crédito a ser ofertada.  

Cada administrador pode estipular um prazo diferente para a oferta dos lances, por isso é importante verificar qual processo é adotado na sua administradora. Veja os tipos de lances mais conhecidos.

Lance Livre

É a forma de lance mais comum, onde o consorciado oferece o valor que desejar, seguindo as regras do grupo. Em caso de empate (pares iguais), o administrador geralmente fará um sorteio para decidir o ganhador.  

Lance Fixo

A administradora determina, em contrato, um valor de liberação (percentual sobre o total da carta de crédito) e realiza um sorteio entre todos os consorciados que ofereçam este valor. Ela também pode determinar dois valores diferentes para lançamentos fixos, realizando sorteios relacionados a cada um.  

Lance Embutido

O participante oferece um lançamento não com o próprio dinheiro, mas como parte do crédito do que receberia no momento da contemplação.  

Quando você faz uso desse tipo de lance, precisa ter em mente que ao receber sua carta de crédito você terá acesso apenas a uma certa parte dela.  

Esse fato pode não ser tão interessante para quem deseja comprar um bem específico, cujo valor não pode ser negociado, por exemplo. Por esse motivo, é importante avaliar sua real necessidade de crédito

Quais as vantagens de adquirir um consórcio?

Não há juros  

Diferentes dos financiamentos, as parcelas de um consórcio não têm juros.  

Com efeito, porque se trata de uma poupança conjunta, o dinheiro recolhido todos os meses serve para gerar uma carta de crédito e comprar o bem à vista.  

Porém é preciso pagar tributos, para a administração, ou seguro sobre o fundo de reserva. Esses custos são importantes para garantir a segurança do negócio em caso de imprevisto, como inadmissibilidade ou demora de outros participantes. Além disso, as parcelas não são fixas - elas sofrem reajustes anuais devido à inflação.

Você não precisa pagar entrada

Esse é um excelente benefício, especialmente para a compra de um imóvel, pois financiamentos dessa modalidade exigem um alto valor de entrada para a aprovação do crédito.  

A carta de crédito dá liberdade de comprar

Pense em uma carta de crédito como um vale-compra que você pode usá-la como bem entender, desde que siga a natureza da compra.  

Se você está participando de um consórcio de imóveis, por exemplo, você pode usar uma carta de crédito para comprar uma casa nova ou usada, um apartamento no térreo, quitar um financiamento ou comprar um terreno - só não é permitido utilizar para adquirir um carro ou outro bem que não pertença ao ramo imobiliário e vice-versa.

Uma forma de economizar

É como uma poupança conjunta, pode ser uma excelente forma de guardar dinheiro. Outra vantagem é que uma carta de crédito equivale a uma compra à vista. Assim, você tem o poder da barganha para obter desconto ou redução de valores.

Não se esqueça, um consórcio é uma ótima oportunidade para fazer investimentos de longo prazo, então não perca tempo e faça sua simulação com o consórcio Embracon.

Simulação
chat Eva