Comece a poupar dinheiro ainda em 2021

Comece a poupar dinheiro ainda em 2021

O mundo inteiro vive uma crise inédita em sua história por conta da pandemia de Covid-19. Embora 2020 tenha sido um ano em que muitas empresas faliram e milhões de pessoas tenham perdido a segurança de seu trabalho, o ano de 2021 trouxe a vacinação em massa como uma esperança de reerguer e retomar as atividades.

Mais de seis meses depois, o Brasil, por exemplo, tem aumentado o ritmo de vacinação e gerado novos empregos e oportunidades.  

Por outro lado, muitas pessoas viram na pandemia uma oportunidade de mudar de atividade ou até mesmo entrar de vez no negócio digital, que cresceu em um ritmo de mais de 7 anos, segundo especialistas.  

Seja qual for o seu caso, 2021 é um ano em que você pode realizar seus sonhos ou, pelo menos, dar os primeiros passos para que sua vida financeira tenha uma reviravolta positiva. A seguir, vamos dar algumas dicas para você poupar dinheiro ainda ao longo deste ano.

Tem alguma dívida? Organize-se para pagar tudo

O primeiro passo para que você consiga se organizar financeiramente é pagando todas as dívidas.

Se este for o seu caso, a primeira coisa a se fazer é parar tudo e olhar o que você realmente deve. Esse é um processo pelo qual muitas pessoas têm dificuldade de lidar, afinal, ter que elencar todas as dívidas só mostra o quanto não conseguimos ter uma boa relação com o nosso dinheiro.

Porém, é preciso encarar e seguir em frente. Crie uma planilha de gastos, insira todas as suas dívidas, até mesmo as que estão em aberto, e defina um plano de ação para que possa pagá-las.

Caso tenha um volume muito grande de dívidas, priorize as que são de maior valor. Afinal, quanto mais se deve, maiores são os juros a serem pagos.

O ideal é fazer um acordo para pagá-las de uma só vez. Mas, se não for possível, tente um acordo parcelado e comece a pagar o quanto antes. Além de limpar o nome, você tem visibilidade de quando pode terminar de pagar as suas dívidas e, assim, seguir em frente.

Redefina seus hábitos

Se, após passar pelo processo de entender suas dívidas, você viu que está praticamente trabalhando para pagar o que deve, vale a pena revisar os seus hábitos com o seu dinheiro.

Converse com todos os integrantes da família para entender onde você pode cortar um pouco, com o objetivo de ter uma sobra de dinheiro ao fim do mês. É possível cortar TV a cabo, planos de assinatura ou até mesmo reduzir o pacote de internet, se achar necessário.  

Evite o uso deliberado de cartão de crédito - caso tenha que comprar alguma coisa, faça o saque do dinheiro e saia apenas com o valor necessário para a compra. No começo, pode ser difícil apertar os cintos. Mas, quando você vê o dinheiro sobrando ao final do mês, tem um estímulo para continuar poupando.

Defina um objetivo para o dinheiro guardado

Criar o hábito de guardar dinheiro é um processo. E, para que você consiga efetivamente ter uma boa reserva, vale a pena determinar um objetivo.  

Você pode pensar em um bem final, como a compra de uma nova casa ou o investimento em um tipo de negócio, por exemplo. E pode, também, pensar em uma forma de garantir segurança para toda a família. O importante é saber que, quando o dinheiro sobrar no final do mês, ele cumprirá uma finalidade. Isso evita que você desvie do foco e caia na tentação de gastar desnecessariamente.

Não esqueça da reserva de emergência

Todos os especialistas em finanças pessoais recomendam que as pessoas façam uma reserva de emergência antes de aplicar em qualquer tipo de investimento ou constituir patrimônio.

Isso porque a reserva garante segurança em momentos difíceis. Enquanto estiver juntando dinheiro, tente separar um percentual do valor guardado somente para compor a sua reserva de emergência.  

É recomendado que este valor seja de, pelo menos, seis vezes os seus rendimentos mensais. Por exemplo, se você tem R$ 5 mil mensais para os gastos correntes, guarde pelo menos R$ 30 mil como reserva de emergência em uma conta de fácil resgate e que possa gerar bons rendimentos (uma boa pedida são as contas digitais com rendimento superior a 100% do CDI, por exemplo).  

Com a reserva de emergência garantida, você fica livre para aplicar em investimentos e, assim, aumentar seu patrimônio.

Faça seu dinheiro render

Para que o seu dinheiro possa render mais, é essencial investir. Para quem está começando, o recomendado é considerar produtos de renda fixa, ou seja, que dão maior previsibilidade de retorno, como o Tesouro Direto e letras de crédito (como LCI e LCA, por exemplo).

Para que você tenha mais segurança, é preciso diversificar seus investimentos. Para isso, mantenha sua reserva de emergência preservada, aplique parte do dinheiro em renda fixa e, caso consiga juntar ainda mais dinheiro, invista em educação financeira para tentar aplicar em renda variável.

Nesse formato de investimento, você pode ganhar mais com as aplicações, mas tem um risco maior. As formas mais conhecidas de ganhar dinheiro com renda variável são a compra de ações na bolsa de valores, a B3, ou com a compra de dólar futuro. Porém, existem produtos menos arriscados, como fundos imobiliários, por exemplo.

Amplie seu patrimônio

Para determinar os melhores produtos para você, vale a pena identificar seu perfil de investidor e contar com uma corretora que possa recomendar boas opções de investimento.  

Porém, antes mesmo de ir a fundo na renda variável, invista na segurança de seu patrimônio, com a reserva de emergência.  

Caso queira comprar bens de alto valor, você pode contar com o consórcio, que é a melhor forma de planejar a aquisição de casa, apartamento, automóvel ou até mesmo diferentes tipos de serviços. É possível começar o pagamento hoje mesmo, se quiser, sem ter que comprometer seus rendimentos mensais.  

Faça uma simulação e confira as vantagens de uma modalidade flexível que garante o valor a prazo mais justo, sem ter que pagar entrada ou juros.

Simulação
chat Eva