O ano ainda não acabou: comece a construir sua reserva financeira

O ano ainda não acabou: comece a construir sua reserva financeira

Ter uma vida financeira saudável se trata de um processo. Caso você se veja muito endividado ou sem os recursos necessários para guardar dinheiro, a primeira coisa que se deve saber: é possível, sim, virar o jogo e conseguir planejar um futuro mais próspero para a sua família.

Mas, e como fazer isso do dia para noite? Bom, o primeiro passo é se concentrar. Se você realmente deseja ter uma vida financeira melhor, precisa mudar de comportamento agora mesmo.

Tudo bem que o fim de ano está se aproximando, e muita coisa ainda deve acontecer. Foco é mais que necessário e, para que realmente consiga iniciar o próximo ano com o pé direito, você pode se organizar para montar o quanto antes a sua reserva financeira.

A seguir, vamos explicar como você pode fazer isso, confira.

Como se organizar no fim do ano

Tudo bem que o fim do ano é conhecido por ter muitos gastos. Mas, se você trabalha como profissional registrado (CLT), certamente você recebe 13º salário.

Este pode ser um ótimo ponto de partida para você iniciar a sua reserva financeira, que consiste em, pelo menos, seis vezes o valor do seu salário mensal.

É muito fácil se empolgar com as festividades do fim de ano. Mas, para que você não perca a oportunidade de guardar dinheiro, o ideal é planejar com antecedência como irá lidar com os gastos no fim de ano.

Para isso, você pode utilizar a sua planilha de gastos para ajudar nessa organização. Caso não tenha uma planilha, você pode criar uma do zero, listando todos os seus gastos mensais e inserindo o valor de salário líquido que possui à disposição.  

Ao fazer essa listagem, você tem uma ideia do quanto precisa dedicar mensalmente para os seus gastos correntes. Se os seus rendimentos mensais forem insuficientes para pagar as suas contas, é preciso pensar em um plano de ação para diminuir os seus gastos.

Você pode começar cortando gastos supérfluos, como TV a cabo, plano de celular ou até mesmo reduzir o valor gasto em compras mensais. Se costuma sair para comer ou utilizar aplicativos de entrega, substitua o hábito para comer mais em casa - com isso, você pode ter uma boa redução nos seus gastos.

O ideal é ter essa listagem de gastos o quanto antes, para saber o quanto conseguirá dedicar dos seus rendimentos para construir a sua reserva financeira.

Como montar a minha reserva financeira?

Com a listagem dos seus gastos, a primeira coisa a se fazer é se organizar para que sobre dinheiro no fim do mês.

A prioridade deve ser a sua reserva financeira, porque ela garante a segurança necessária diante de possíveis adversidades, como perda de emprego, lidar com uma doença grave na família ou até casos mais extremos.

Especialistas em finanças pessoais recomendam a priorização da reserva financeira antes mesmo de pensar em investir o seu dinheiro. Isso porque, com a reserva, você tem uma segurança diante de qualquer tipo de imprevisto.

A partir do momento que conseguir guardar dinheiro, vale a pena criar uma conta apartada da sua conta corrente somente para a sua reserva.

Atualmente, existem contas digitais com rendimento atrelado à CDI que rendem bem mais que a poupança.

É importante que o valor da sua reserva de emergência esteja em uma conta de fácil resgate, afinal, nunca se sabe quando irá precisar do dinheiro.

Você pode começar com pouco: pode ser com R$ 50, ou até mesmo com R$ 100. Para quem ainda não tem dinheiro guardado, o importante é começar. E, uma vez iniciado, tentar adequar os seus rendimentos mensais para aumentar o valor a ser guardado.

Dessa forma, você consegue montar com rapidez a sua reserva de emergência.

É importante ressaltar que a reserva deve ser priorizada. Por mais que demore até que você consiga ter o valor ideal (ou seja, seis vezes mais o seu salário), mantenha-se focado para guardar este valor. E, se for muito difícil criar o hábito de poupar, conte com todos os integrantes de sua família para que possam colaborar, seja na economia diária ou até mesmo considerando outras formas de obter renda.

Dicas para guardar dinheiro até o fim do ano

Agora que você já conhece a importância de se ter uma reserva de emergência para melhorar a sua vida financeira, vamos mostrar algumas dicas para que consiga se preparar o quanto antes.

  • Guarde parte do seu 13º salário: aproveite este valor a mais que recebeu e já coloque um bom percentual dele como sua reserva financeira. Caso não tenha nada guardado, pode ser um ótimo ponto de partida;
  • Planeje seus gastos com antecedência: a melhor forma de evitar gastos elevados no Natal e no Ano Novo é fazendo uma listagem com antecedência do que precisa comprar. Mesmo em períodos como Black Friday, que estimulam bastante o consumo, veja o que é necessário ter e não extrapole seus gastos. Dessa forma, você se mantém no controle da situação.
  • Pesquise bem o que deseja comprar: se deseja realizar compra, faça uma boa pesquisa com antecedência, para que consiga economizar nos gastos. Existem sites e aplicativos que ajudam a comparar preços ao longo do ano e que podem ajudá-lo nesse controle.
  • Só saia com o dinheiro necessário para a compra: uma boa forma de economizar nas compras é sacar o dinheiro necessário para o que deseja comprar quando for ao shopping, por exemplo. Assim, você evita cair na armadilha de gastar mais do que gostaria e consegue focar no que é estritamente necessário.

Esperamos que, com essas dicas, você consiga criar o hábito de poupar e montar a sua reserva de emergência ainda antes do ano acabar. Para mais dicas sobre finanças pessoais, assine a newsletter do blog da Embracon.

Simulação
chat Eva