5 dicas de como mudar sua vida financeira em 2021

5 dicas de como mudar sua vida financeira em 2021

Em quase um ano de pandemia, muita coisa mudou: alguns setores passaram por dificuldades para se adaptar, o mercado de trabalho vive uma reconfiguração devido ao home office e, enquanto a vacina não é aplicada em toda a população, vivemos um momento de ansiedade coletiva.

São muitas mudanças de uma só vez, e isso faz com que manter o foco seja ainda mais desafiador.

O fato é que não podemos ser apenas reativos a outras mudanças que estão por vir. Planejar é importante porque, além de nos manter centrados em nossos objetivos, ajuda a ter novas conquistas, mesmo em um período tão conturbado.

Para ajudá-lo nessa jornada de manter a sua saúde financeira, confira nossas dicas para controlar melhor as finanças em 2021.

Fique atento às incertezas

Todo mundo só fala em vacina após passar quase um ano confinados em isolamento social por conta da Covid-19. Por mais que tenhamos múltiplas opções e que elas comecem a ser aplicadas, ainda vivemos em uma pandemia, que pode se agravar até que, pelo menos, todas as pessoas dos grupos de risco estejam protegidas.

Isso pode gerar múltiplas consequências: estados brasileiros entrarem mais uma vez na fase vermelha, que é a mais restritiva, levando ao fechamento temporário de diversos comércios; muitas pessoas passarem por situação de diminuição de renda; ou, até mesmo, os preços de alguns itens subirem, o que pode comprometer o poder de compra dos brasileiros.

A melhor forma de se proteger de fatos que não podemos controlar é manter as finanças em dia. Alguns setores podem estar mais vulneráveis do que outros, mas não espere o cisne negro bater à sua porta para tomar uma atitude.

Controle seus gastos

Sempre que se fala em educação financeira, o controle de gastos se apresenta como a primeira e uma das mais importantes medidas para provocar a mudança de comportamento em relação ao seu dinheiro.

Mantenha o controle de tudo o que você gasta, principalmente cartão de crédito, que tende a levar muitas pessoas a se endividarem. Afinal, é muito fácil chegar, passar o cartão, sair com as compras e deixar o problema para a fatura seguinte.

Se você tiver problemas com uso do cartão, a primeira medida a tomar é evitar os gatilhos que te levam ao descontrole. Quando for ao shopping, por exemplo, leve apenas a quantidade certinha de dinheiro que pretende gastar.

E não esqueça de atualizar a planilha de gastos com tudo que entra e sai. Dessa forma, você consegue visualizar o que te faz gastar mais e, assim, pensar em um plano de ação para diminuir os gastos supérfluos.

Mantenha sua reserva de emergência

Você já preparou a sua reserva de emergência para lidar com as adversidades?

Se ainda não tem um bom dinheiro guardado, não perca tempo. Comece a separar um percentual do seu salário para uma conta apartada ou um produto de renda fixa de rápido resgate. Vale lembrar que, para a reserva, o ideal é ter seis vezes mais o dinheiro que você gasta mensalmente, para ter uma segurança diante de momentos difíceis.

A reserva de emergência é um dinheiro que você precisa ter facilidade de saque. Afinal, nunca se sabe quando o momento de aperto se aproxima.

E, sempre que tiver que utilizar parte da sua reserva, mantenha a disciplina de repor novamente. Lembre-se que esse dinheiro só pode ser usado caso não tenha rendimentos mensais ou se depare com uma emergência mesmo, como doença, desemprego ou redução salarial.

Caso queira juntar dinheiro para adquirir um bem ou aumentar o patrimônio, monte uma reserva separada da sua reserva de emergência.

Não acumule dívidas

Existem dívidas correntes que precisam ser pagas mensalmente, como água, luz, internet, entre outros.

Mas, em um período de tantas incertezas, o ideal é manter as dívidas sob controle. Converse bastante com a família para rever as prioridades e se organize para não comprar diversas coisas ao mesmo tempo.

Evite o uso excessivo do cartão de crédito para suprir pequenas necessidades. Vale mais a pena juntar um valor para pagar à vista do que sair parcelando múltiplas compras para ir dividindo por mês. Dessa forma, você mantém seus gastos sob controle e utiliza o dinheiro para o que realmente necessita.

Atenção às oportunidades de investimento

A reserva de emergência é um investimento importante, mas você não pode guardar o dinheiro apenas para essa finalidade. Também é preciso garantir o dinheiro da sua aposentadoria e elevar o seu patrimônio, para garantir maior segurança financeira para você e toda a sua família.

Para a aposentadoria, o ideal é garantir que um pequeno percentual dos seus rendimentos mensais sejam direcionados para essa finalidade. Você pode adquirir um produto financeiro com o seu gerente, para facilitar. Mesmo que trabalhe no mercado formal, como CLT, não deixe de destinar um percentual do seu salário para a sua aposentadoria.

No caso de aumentar o seu patrimônio, você pode muito bem contar com o consórcio de imóveis. Se ainda mora de aluguel, pode fazer uma simulação e começar a pagar por uma propriedade sua, sem ter que pagar entrada ou juros nas mensalidades.

Outra vantagem do consórcio de imóveis é a possibilidade de comprar uma casa ou apartamento para alugar ou até mesmo para empreender. O melhor é que você pode começar pagando aos poucos e ir participando dos sorteios mensais. Você pode ser contemplado até a última mensalidade da sua cota e, com a carta de crédito, comprar um terreno, uma casa pronta, um imóvel na planta, apartamento ou um imóvel comercial. Pode ser uma boa alternativa para conquistar uma renda extra que seja sólida por muitos anos.

Portanto, mantenha as contas em dia, não esqueça a reserva de emergência, cuidado para não extrapolar os gastos e fique atento às oportunidades de investimento, para aumentar o patrimônio e garantir um bem-estar para a família a longo prazo.

Continue navegando no nosso blog e confira mais dicas para começar 2021 com a conta no azul.

E quer conhecer mais a Embracon e a modalidade de consórcio? Faça uma simulação e veja as vantagens.
Simulação Consórcio
chat Eva