Guia completo para abrir uma empresa

Guia completo para abrir uma empresa

Você já pensou em abrir uma empresa? O sonho de muitos brasileiros é ser independente financeiramente e ser seu próprio patrão. No entanto, uma boa ideia e vontade de assumir responsabilidades não são suficientes para tirar o plano do papel. Você deve ser realista sobre o negócio. É necessário cultivar habilidades de gestão e execução, e ter um planejamento cuidadoso, para que sua empresa possa decolar. Além disso, a parte burocrática não pode ser excluída. Desempenha um papel extremamente importante na relação direta com a abertura de negócios e a parte financeira.

Esses projetos devem cumprir as obrigações legais, pois só assim a empresa pode cumprir e atuar de forma legal. Todos esses fatores costumam fazer com que algumas pessoas desistam de atender a esse desejo por medo da burocracia. No entanto, eles perdem a oportunidade de ter sucesso em sua carreira empresarial.

Fizemos este artigo para trazer facilidade pra você na hora de abrir uma empresa, descubra.

O que precisa ser definido para abrir uma empresa

Observação e pesquisa de mercado

Antes de fazer qualquer investimento, o mentor deve entender tudo sobre o mercado em que vai abrir uma empresa. Análise detalhada e verificação de mercado de fontes determinadas. Recomenda-se fazer um levantamento para entender como está a situação econômica. Você pode primeiro se especializar no nicho de mercado que planeja iniciar. Confira algumas notícias e pesquisas de associações e institutos de pesquisa para entender as mudanças no campo de sua empresa.

Ao conduzir essa pesquisa, os empreendedores podem ter algumas ideias interessantes e entender melhor como iniciar um negócio. Você pode saber se o negócio é realmente viável e se alcançou os resultados esperados. Você também precisa avaliar seus concorrentes para entender o que outras empresas estão fazendo. Então você saberá o que fazer e o que evitar.

Plano de negócios de como abrir uma empresa

Depois de analisar e verificar o mercado, é hora de desenvolver um plano de negócios. O plano de negócios é responsável por proporcionar aos direitos um conhecimento mais amplo da empresa e do mercado em que atua. O plano deve estudar como você lidará com as questões financeiras e de recursos humanos das quais sua empresa depende para o desenvolvimento. O plano também acompanha todos os investimentos, pagamentos de funcionários e máquinas, clientes, principais concorrentes, etc. O objetivo principal é determinar os quatro pilares da empresa (finanças, negócios, recursos humanos e marketing).

Os principais pontos do plano de negócios:  

  • Qual é o seu negócio? O que você vai produzir? Definir a missão da empresa, razão de existência e valor do negócio;  
  • Quais são os principais serviços e/ou produtos? Defina o escopo de negócios da empresa, conforme obrigações fiscais e os departamentos e atividades. Se for uma atividade, pode ser dividida em: prestação de serviços, indústria e comércio atacadista;
  • Quem será seu principal cliente? Faça análises de mercado sobre o que os clientes procuram no seu negócio;  
  • Onde a empresa estará localizada? Pesquise qual área é melhor para o seu tipo de negócio;  
  • Qual é a estrutura operacional? Defina do que sua empresa precisa e como funciona;
  • Quem será seu fornecedor? Faça pesquisas, comparações de preços e encontre o produto mais adequado para sua empresa;  
  • Estabeleça cenários: negativos, positivos, físicos e planos de marketing;
  • Desenvolva um plano financeiro detalhado: qualificadas informações sobre a origem dos recursos e como serão processados. Quais são suas contas mensais, por quanto tempo você espera que o dinheiro investido seja recuperado e como você administra suas finanças no longo prazo.

Defina a natureza jurídica

Agora é a hora de determinar a natureza jurídica da sua empresa. Esse conceito é um método de atribuir uma classificação simples a cada negócio, criado por um órgão público para identificar uma empresa por sua estrutura. As empresas podem ser incluídas em planos diferentes pela sua natureza jurídica. Os diferentes interesses e requisitos de cada organização são definidos por sua natureza jurídica. Existem diferentes formulários de impostos, leis restritivas e diferentes planos de invenção.

Principais tipos de natureza jurídica

Empreendedores Individuais

A empresa é composta por pessoas físicas e o nome da empresa deve ser composto pelo nome completo ou abreviatura. É uma pessoa física que possui a empresa e só pode formar uma em seu nome.

Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (EIRELI)

Empresa composta por apenas uma pessoa, cujo capital social pertence apenas ao proprietário. Na EIRELI, existe uma separação jurídica entre os bens pessoais do estabelecimento e da empresa. Além disso, o empresário responde em tribunal como empresa e não como indivíduo.

Sociedade Limitada

Reunir dois ou mais sócios para explorar a produção ou circulação de bens e serviços. Todas as empresas que contribuem com a moeda para a formação de capital social e a realização do estatuto da empresa estão incluídas. As sociedades limitadas também têm separação legal de ativos.

Sociedade Anônima (SA)

Todas as empresas que não atribuem seu capital social a um nome específico, mas o dividem em ações. Essas ações podem ser negociadas e eliminadas. Neste caso, o contrato social da sociedade limitada ou outras ações oficiais não são exigidos.

Sociedade Simples (SS)

Exploram atividade de prestação de serviços causadas por atividades intelectuais e cooperativas. Ou seja, os sócios não exercem nenhuma atividade empresarial, mas desempenham suas funções profissionais. Por exemplo: contadores, advogados, cooperativas e representantes comerciais.

Defina o modelo de negócios de sua empresa

Atualmente, os modelos de negócios têm sido desenvolvidos e baseados em diferentes maneiras. Encontre o produto que melhor se adapta ao seu negócio, atende seus clientes e permite que você obtenha o máximo de resultados.  

Modelos de negócios

Franquia

É uma forma de distribuição e comercialização de produtos ou serviços, que se baseia na obtenção dos direitos de comercialização de produtos específicos e obedece estritamente às regras dos franqueados.

Assinatura

Um modelo muito tradicional, uma assinatura é uma concessão de produtos ou serviços fornecidos aos usuários após o pagamento de uma taxa comum (geralmente mensal).

Freemium

Como uma variante moderna do modelo de assinatura, o modelo freemium oferece serviços gratuitos, mas exclusivos, e uma versão premium paga completa.

Marketplace

Sob esse modelo, grandes varejistas alugam espaço em seus Marketplaces, sejam virtuais ou físicos.

Economia Cooperativa

O Direito Econômico Colaborativo é uma rede que oferece aos clientes soluções baseadas na vinculação dos setores econômicos de empresas que se complementam em serviços ou produtos.

Qual o tamanho da empresa?

Depois de determinar a natureza jurídica da sua empresa, é hora de entender o tamanho da empresa. As opções são selecionadas com base na sua fatura.  

Microempreendedor Individual (MEI)

Um empreendedor não pode participar como sócio ou tornar-se proprietário de outra empresa. A fatura máxima deve ser de R$81.000,00 por ano.  

Microempresa (ME)

Permite empreendedores individuais e parceiros. A receita anual chega a R$360.000. A formalização do MEI pode ser feita pelos próprios empreendedores por meio do portal do empreendedor.

Empresa de Pequeno Porte (EPP):

Uma faixa de faturamento começa a partir de 360 ​​mil reais e pode chegar a 4,8 milhões de reais.  

Como escolher um local

A localização da maioria das empresas é um dos principais fatores de receita. Para fazer essa escolha, você precisa considerar o cliente e outros aspectos. No plano de negócios, você definirá tudo sobre eles, e então saberá como escolher a região onde eles aparecerão. Também é importante levar em consideração seus clientes e fornecer-lhes acesso fácil.  

Se você quer começar um negócio em casa, saiba que é possível. A maioria das prefeituras permite que as empresas sejam entregues em endereços residenciais. No entanto, suas atividades não podem envolver qualquer tipo de armazenamento, nem podem envolver o manuseio de alguns produtos. Além disso, não deve haver um grande movimento de pessoas neste local.

Às vezes, as pessoas escolhem um local e investem nele, mas descobrem que não podem atuar lá. Para evitar isso, é necessário estar atento aos aspectos legais e à formalização de acordo com a licença exigida, devendo consultar a prefeitura para confirmar se sua empresa pode operar no endereço selecionado. O governo municipal precisa ser solicitado a realizar uma pré-análise da viabilidade da seleção do local. Esta análise determina se uma empresa pode usar uma propriedade específica para uma transação específica.

Saiba como escolher um sócio

Embora não seja obrigatório, ao abrir uma empresa, você pode decidir por ter um sócio. Ter parceiros pode reduzir a necessidade de grandes investimentos e diluir os riscos. Fazer uma escolha certa é fundamental para o sucesso da sua empresa, pois errar nessa parte pode arruinar tudo.  

Os parceiros têm o papel de negócios de investimento. Pode ser investido em capital, tempo ou ambos.

Contrato social  

Um contrato social é um documento que deve ser assinado pelos sócios da empresa para firmar um contrato de parceria. A participação dos sócios, suas ações e investimentos, e sua participação nos lucros de todos devem ser especificados no contrato. Deve também especificar quem será o diretor da empresa, definir quais decisões todos podem tomar e o que deve ser acordado coletivamente.

Tipo de licença ao abrir uma empresa

  • Vistoria e Observância às Normas de Segurança: envolve o Corpo de Bombeiros e todas as empresas devem obtê-lo;
  • Licenças Ambientais: os órgãos emissores são os órgãos ambientais Municipais e Estaduais e o Ibama. Deve ser especificado por empresas de metalurgia, maquinários, materiais de transporte, têxteis, vestuário, calçados, madeira, química, indústrias de alimentos e bebidas, engenharia civil, turismo, atividades agrícolas, etc.  
  • Licença Sanitária: envolve a Agência de Vigilância Sanitária Municipal, Estadual e Federal (ANVISA). Deve ser adquirido por empresas que atuam nas áreas de alimentos, cosméticos, higiene e perfumaria, medicamentos e/ou insumos farmacêuticos, desinfecção e produtos para saúde.  
  • Registro de produtos químicos controlados: desenvolvido pela Polícia Federal para empresas que atuam em atividades relacionadas a produtos regulamentados (lista inclui 146 produtos).  
  • Produtos de origem animal: A licença deve ser obtida junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. É necessário para empresas que determinem produtos de origem animal, principalmente para consumo humano e comércio internacional ou internacional.  
  • Cadastur: A agência emissora é o Ministério do Turismo. Deve ser construído por prestadores de serviços que desenvolvam atividades relacionadas à cadeia produtiva do turismo, como agências de turismo.

Registro Municipal e Estadual

Todas as empresas devem passar pelo registro Municipal. As empresas que prestam serviços de comunicação ou distribuição de energia, que operam nos setores comercial, industrial ou de transporte devem ser encontradas no Estado.  

A Inscrição Estadual é o registro da empresa para cobrança do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços). Esse valor é implementado pela Receita Estadual ou Secretaria de Estado da Fazenda, e pode ter requisitos diferentes dependendo do estado, pois cada Estado possui legislações de ICMS diferentes.  

Dúvidas mais comuns para abrir uma empresa

Em quanto tempo eu consigo abrir uma empresa?

O tempo de abertura da sua empresa irá variar de acordo com a sua localização, podendo levar de 30 a 45 dias, em média.  

Qual é o custo para abrir uma empresa?

O custo depende das atividades da sua empresa, cidade e diferentes taxas. No entanto, o valor pode variar de 400 reais a 2.000 reais. Sem falar nas despesas indiretas como aluguel, reforma, contabilidade, etc.

Se já tenho uma empresa MEI, posso abrir outra?

Não, se você já tem um MEI, você precisa mudar para outro tipo de empresa ou cancelá-lo.

Como conseguir dinheiro para abrir uma empresa?

Já sabe de todo o passo a passo para abrir uma empresa mas ainda não tem condições financeiras? Vamos dar algumas dicas que irão abrir seus horizontes. Antes vamos entender o conceito de investimento inicial:

Investimento inicial

O investimento inicial corresponde ao valor total necessário para iniciar um negócio. Em outras palavras, quantos recursos financeiros a empresa precisa para iniciar as operações de forma eficaz.  

Para chegar ao valor correto, as despesas diferentes precisam ser incluídas no cálculo, como despesas de infraestrutura, produção ou compra de produtos e / ou serviços e o custo de abertura de um negócio. Saber calcular o investimento inicial é fundamental para que o empreendedor possa avaliar se já tem recursos adequados suficientes para começar, ou se precisa de apoio de terceiros - por exemplo, solicitar empréstimos ou até encontrar parceiros.

O cálculo do investimento inicial também ajuda a calcular a rapidez com que a empresa recupera seu primeiro investimento e começa a gerar lucros com suas atividades. Uma parte importante de um plano de negócios, determinar corretamente quanto capital de risco você precisa, pode evitar surpresas desagradáveis ​​durante o projeto e ajudar a atrair investidores (se desejar).

Opções de investimento para abrir uma empresa

BNDES - Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social

O BNDES apoia empreendedores na abertura de negócios, modernização de serviços e expansão de empresas. No site do BNDES, é possível acessar o Canal do Desenvolvedor MPME, ferramenta que facilita o acesso do MPE às linhas de financiamento do BNDES por meio de bancos e cooperativas credenciadas;

Badesc

A Agência de Desenvolvimento do Estado de Santa Catarina é uma das instituições vinculadas ao BNDES, que oferece a instituições diversas linhas de crédito, formalizadas ou não. Além de apoiar a criação de projetos e a expansão dos negócios em diversas áreas, o BNDES também é o agente financeiro do Fundo de Apoio ao Desenvolvimento Empresarial do Estado de Santa Catarina (Fadesc) e do Plano de Operação do Fundo de Desenvolvimento Municipal (Badesc Cidades );

Sócio

Outra opção para obter financiamento antes de abrir uma empresa é encontrar um parceiro que tenha recursos para investir no seu negócio. Além de aplicar recursos a uma ideia, é necessário que os sócios entendam suas obrigações e responsabilidades para com a empresa desde a assinatura dos estatutos.  

Consórcio

Os consórcios estão sempre vinculados a alguma compra específica. Atualmente, devido ao crescimento do sistema, é possível ter acesso aos mais variados bens e serviços por meio de um plano de consórcio, como:

Está pronto para abrir sua empresa e se interessou pela opção de consórcio? Conheça os planos do consórcio da Embracon, administradora. Simule e vá em busca da realização dos seus sonhos.

Simulação
chat Eva