Consórcio para empresa: como usar

Consórcio para empresa: como usar

O consórcio para pequenas empresas é uma excelente opção para quem está pensando em expandir o negócio e busca uma maneira econômica de investir, que permita o pagamento a longo prazo.

Como essa alternativa não exige entrada e é uma forma planejada de aquisição, ela tem se apresentado como a solução ideal para empreendedores.

Por isso, preparamos este conteúdo para que você conheça todos os detalhes e avalie se essa estratégia pode ser vantajosa para a sua empresa. Confira, neste artigo, tudo o que você precisa saber para tomar a sua decisão!

Como funciona esse tipo de consórcio na prática?

Basicamente, o consórcio para pessoa jurídica segue as mesmas regras do consórcio para pessoa física. Uma pequena diferença está na forma de adesão que, no caso da pessoa jurídica, também envolve os sócios da empresa ou os responsáveis legais.

O consórcio para empresas pode servir como uma estratégia de investimento que será adequada para solucionar as diversas necessidades do negócio. Assim, vários objetivos são atendidos:

Consórcio para pequenas empresas saírem do aluguel

O aluguel é um tremendo peso para a pequena empresa, que pode ser eliminado pelo consórcio. A partir de um investimento mensal, que seja compatível com o caixa que o negócio gera, é possível adquirir um imóvel próprio, eliminando aquele custo fixo da locação, que não contribui em nada com a saúde financeira da empresa.

Consórcio para a compra de máquinas e de equipamentos

Manter a competitividade diante da concorrência cada vez mais qualificada e que cresce continuamente é um dos maiores desafios que a pequena empresa deve enfrentar.

Nesse contexto, é necessário investir em máquinas mais modernas e em equipamentos mais eficientes, que permitam aumentar a produtividade e melhorar a qualidade dos produtos ou dos serviços prestados.

Consórcio para a compra de veículos

Em muitos casos, o sucesso de uma empresa está estritamente vinculado à qualidade da frota que ela possui. Em outras palavras, isso significa que se o negócio não mantém um número de veículos suficiente para atender às demandas que gera ou se não consegue substituí-los periodicamente, a fim de garantir renovação da frota e a manutenção adequada, é possível que o empreendimento perca a produtividade.

O consórcio permite eliminar esse problema. Com a previsão de investimentos compatíveis com a pequena empresa, as aquisições dos veículos podem ser feitas de maneira programada, permitindo que a frota seja renovada periodicamente e ampliada na medida da necessidade.

Consórcio para aumentar o espaço

Outro problema que a pequena empresa enfrenta é a dificuldade de expansão em decorrência da restrição de espaço. Ora, da mesma forma que o consórcio serve para livrar a empresa do aluguel, ele também pode servir para a aquisição de um imóvel maior, que permita o crescimento do negócio.

Assim, de maneira planejada e a partir de uma cuidadosa pesquisa no mercado imobiliário, você poderá definir o imóvel ideal para a sua operação, fazendo o investimento na medida das suas possibilidades.

Consórcio para construções e reformas

Além da aquisição de imóveis prontos, o consórcio também pode gerar o capital necessário à construção de novas edificações ou mesmo à realização de reformas. Assim, a pequena empresa pode projetar os espaços mais adequados para o perfil do empreendimento.

Quais são os benefícios ao investir no consórcio para empresa?

Aumento do capital de giro

O capital de giro de um negócio engloba os recursos necessários para a manutenção das operações da empresa, correto? Portanto, ter um caixa para cobrir imprevistos ou problemas (inadimplência de clientes, emergências financeiras) é essencial para a saúde do negócio, garantindo que você possa sempre tomar decisões com o mínimo de pressão.

O consórcio para empresas, quando comparado a outras modalidades de aquisições parceladas, demonstra que é possível atingir seus objetivos com retorno e sem comprometer o capital de giro, tornando operações que poderiam ser arriscadas (renovação de frota, criação ou atualização da comunicação visual, por exemplo) em investimentos separados.

Facilidades para compras à vista

Uma das melhores ações em uma empresa é garantir o máximo da sua capacidade de negociação ao efetuar uma compra. Nesse sentido, o pagamento à vista permite que você tenha acesso a descontos e facilidades impossíveis nos parcelamentos.

Nos consórcios, o contemplado recebe uma carta de crédito para fechar negócio, e o seu valor é atualizado para garantir o poder de compra de determinado produto/serviço a partir das oscilações do mercado.

Expansão constante

O consórcio para empresas permite que você continue a aumentar o patrimônio mesmo quando o mercado atravessa obstáculos (sem comprometer o giro!). Assim, o seu negócio estará preparado para atender às demandas do público com a retomada do crescimento na economia, sem prejuízo ou dívidas com bancos.

Flexibilidade para usar o crédito

No consórcio para empresas, o contemplado pode usar o valor da carta de crédito em qualquer bem ou serviço dentro da categoria contratada. Se a opção escolhida foi "imóveis", por exemplo, é possível comprar apartamentos, escritórios, casas, terrenos ou galpões.

Quais são as vantagens do consórcio?

Conheça algumas das principais vantagens para quem deseja contar com o apoio de um consórcio para ampliar o negócio.

Ausência de juros

Uma das principais vantagens do consórcio é que não há incidência de juros. O que existe é a taxa de administração, que é a forma de remuneração da administradora do consórcio por seu serviço de gerenciamento do grupo de consórcio. Ela é um percentual fixo sobre a carta de crédito, que é diluída nas parcelas ao longo de todo o prazo de pagamento.

Pode ser contratado por pessoa jurídica

A regulamentação dos consórcios permite que empresas também contratem esse serviço.

Não compromete o capital de giro

Na gestão de uma empresa, é essencial reduzir os custos para manter as finanças equilibradas. Nesse sentido, a contratação de um consórcio elimina a necessidade de desembolsar recursos significativos imediatamente. Assim, o custo fica diluído dentro de cada parcela, reduzindo o nível de endividamento.

Com isso, há um aumento da produtividade e uma melhora na qualidade dos produtos ou dos serviços prestados, o que leva à consolidação do diferencial competitivo. Dessa maneira, o empreendimento chega mais facilmente aos patamares desejados.

Gostou deste artigo? Faça a simulação de consórcio para empresa da Embracon!

chat Eva