Comprar carro com consórcio vale a pena?

Comprar carro com consórcio vale a pena?

Você sabia que o sistema de consórcio foi criado no Brasil justamente para possibilitar a compra de automóveis?

No final dos anos 1950, funcionários do Banco do Brasil se reuniram para montar um fundo comum e realizar um sorteio mensalmente, que possibilitasse a compra do primeiro automóvel. O negócio deu tão certo, que logo as primeiras montadoras e concessionárias também passaram a dar essa possibilidade, favorecendo a compra dos primeiros modelos de carro.

Por conta de tudo isso, a história do consórcio acaba se confundindo com a história do automóvel no Brasil.  

Com o passar dos anos, mais e mais brasileiros se interessaram na compra de um carro. É possível adquirir seu modelo por meio do financiamento, que permite a aquisição imediata do bem mediante um valor de entrada (que chega a ser de, no mínimo, 20% do carro) e um parcelamento com juros. Quanto maior a quantidade de parcelas com o financiamento, maior a incidência de juros, que pode fazer com que o carro, a prazo, custe até mesmo o dobro de seu valor original.

Quem tem dinheiro disponível também pode fazer a aquisição do carro à vista. A vantagem é que você não estende a dívida, porém, precisa passar um período do tempo juntando o valor ou até mesmo comprometendo parte de seu patrimônio para possibilitar a compra.

No meio de tudo isso, o consórcio ainda se destaca como uma das formas mais vantajosas de se comprar um carro. Para saber como ele realmente funciona, confira o nosso post.

O que é um consórcio?

O consórcio funciona como uma espécie de autofinanciamento: é você que determina o valor do bem e a quantidade de mensalidades que deseja pagar (de acordo com as possibilidades disponíveis pela administradora).

Antes de tudo, é preciso escolher uma administradora que tenha autorização do Banco Central do Brasil (Bacen), responsável por regular o setor. Você pode conferir a lista das administradoras autorizadas. A Embracon, que é uma delas, possui mais de 30 anos de atividade, realizando sonhos de milhões de brasileiros por meio do consórcio.

Após selecionar a administradora, o próximo passo é fazer uma simulação de consórcio. Para isso, basta ter em mente o valor que precisa para a compra do seu carro. Selecione o consórcio de veículos e insira o total de carta de crédito, que corresponde ao valor total do bem. Depois disso, você pode escolher a quantidade de mensalidades que deseja pagar.

É possível simular o seu bem quantas vezes quiser. Basta inserir alguns dados pessoais, para que um especialista de consórcio entre em contato e explique como funciona todo o processo de aquisição da sua cota.

Ao fechar o contrato, você entra em um grupo, que reúne outras pessoas interessadas em comprar um veículo por meio do consórcio.  

Você pode ser contemplado de duas formas: com os sorteios, que acontecem mensalmente nas assembleias em que todos têm as mesmas chances de contemplação (que pode acontecer nos primeiros ou até mesmo nos últimos meses de pagamento da sua cota); ou com a oferta de lance, que é um valor a mais que cada consorciado pode oferecer com o objetivo de ser contemplado com antecedência.

O maior valor de lance define o vencedor da assembleia e, embora a oferta deva ser feita pela Área de Clientes, sem que seja publicamente revelado, é possível fazer a oferta quantas vezes quiser. Aproveite para juntar um valor maior e, assim, aumentar as chances de contemplação.

Ao ser contemplado, você passa por uma análise de crédito e, se for aprovado, pode finalmente utilizar a carta para a compra do seu carro. Vale lembrar que a carta de crédito tem poder de compra à vista, o que possibilita uma boa negociação com o proprietário ou concessionária.

Com a carta de crédito, você pode comprar um carro zero km ou seminovo com até cinco anos de utilização. Se o valor da carta de crédito for maior que o bem, é possível utilizar até 10% da carta para despesas burocráticas, como idas ao cartório. E, se o valor da carta for insuficiente, sem problemas: você pode negociar diretamente com o proprietário como pagará o valor restante.

Agora que você conhece como funciona o consórcio de carro, vamos mostrar as principais vantagens desse sistema.

Quais são as vantagens de um consórcio de carro

Confira a seguir as principais vantagens de contar com um consórcio:

  • Não precisa dar entrada: ou seja, você pode iniciar o seu consórcio quando quiser e se comprometer apenas com as parcelas, que vencem a cada mês;
  • Consórcio não tem juros: diferentemente do financiamento, a parcela do consórcio não tem juros. Você só precisa pagar a taxa de administração e o fundo de reserva. É por isso que, a prazo, compensa bem mais fazer um consórcio.
  • Não tem burocracia: para iniciar o pagamento do seu consórcio, você não precisa entregar uma série de documentações. É possível até mesmo iniciar o pagamento com o nome sujo. Porém, enquanto estiver pagando por sua cota, é necessário resolver a sua situação porque, na análise de crédito, a administradora precisa garantir que o consorciado possui condições de se manter comprometido com o pagamento da cota, para não pôr o grupo em risco.
  • Poder de escolha: como você está investindo em uma carta de crédito para a compra do seu carro, tem tempo o suficiente para fazer uma boa escolha, que vá atender às suas necessidades.
  • Economia na compra: uma das maiores vantagens do consórcio é o poder de compra à vista da carta de crédito. Muitas concessionárias ou até proprietários se sentem mais à vontade para dar um desconto nessas condições, portanto, aproveite para ter uma boa experiência de compra.

Como deu para perceber, o consórcio com certeza vale a pena para a compra de um novo carro. Faça agora mesmo uma simulação de consórcio de automóveis e invista desde já em seu próximo modelo, seja um seminovo ou um zero km.

Simulação
chat Eva