O que é a assembleia de consórcio?

O que é a assembleia de consórcio?

Uma das melhores formas de investir em um bem de alto valor, o consórcio é bem fácil de ser entendido.

Diferentemente do financiamento, por exemplo, em que é preciso escolher o bem e pagar por um valor parcelado com alto valor de juros, com o consórcio você não precisa pagar entrada ou juros. Você não sai com o bem na hora, porém. Para isso, precisa participar dos sorteios mensais ou fazer uma oferta de lance.  

Mas, ao iniciar o pagamento de uma cota, você tem a certeza de que será contemplado até sua completa quitação. Para isso, é preciso pagar corretamente as mensalidades e participar das assembleias, que são momentos que definem os contemplados de um consórcio.

Ficou sem entender? Fique tranquilo: iremos explicar o que são as assembleias e como se organizar para que o consórcio ajude na realização de seus sonhos.

Como funcionam as assembleias?

Antes de entrar no assunto de assembleias, é preciso entender com clareza como funciona o sistema de consórcio.

Primeiramente, é preciso fazer a simulação do bem que deseja comprar. Para isso, basta escolher o valor da carta de crédito e a quantidade de parcelas que deseja pagar. O consorciado tem total liberdade para definir o valor que irá pagar pelo bem, sempre dentro dos limites de cada um. Por exemplo, para o consórcio de serviços é possível contar com cartas de até R$ 30 mil, enquanto as cartas de consórcio de imóveis podem chegar a até R$ 500 mil.

Depois desse processo, um especialista de consórcio entra em contato para tirar todas as dúvidas da categoria e entregar o contrato de adesão.  

Os grupos podem conter centenas de consorciados e contribuem com suas mensalidades para o fundo comum, que é responsável pela entrega das cartas de crédito. Para essas entregas, são realizadas mensalmente as assembleias.

Ao se tornar um consorciado, você recebe acesso à Área de Clientes, com a numeração da sua cota e as datas de realização das assembleias, que podem ser acompanhadas de forma online.

As assembleias ordinárias, previamente agendadas mensalmente, são responsáveis por realizar todo o processo de contemplação dos consorciados. Cada grupo possui representantes que falam em nome dos consorciados perante a administradora. Sempre que é necessário rever algumas regras do grupo são realizadas as assembleias extraordinárias, que podem ou não contar com a participação de todos os integrantes do grupo.

Como funcionam as contemplações nas assembleias

Quando você realiza o pagamento de um consórcio, pode ser contemplado de duas formas: por meio dos sorteios ou pela oferta de um lance.

Os sorteios são realizados uma vez por mês nas assembleias. Para isso, a administradora conta com o sistema da Loteria Federal.

É necessário que a administradora realize um processo mais bem estruturado de análise de crédito antes de entregar a carta de crédito. Essa análise é mais rigorosa para garantir que o contemplado continue o pagamento da sua cota após receber a carta de crédito e, assim, eliminar o risco de inadimplência, que pode prejudicar os demais integrantes do grupo.

Além dos sorteios, as assembleias também definem os vencedores dos lances. Pela modalidade tradicional, o valor mais elevado de lance define o vencedor. É preciso registrar o valor na Área de Clientes e garantir que ele será utilizado. Caso você tenha feito uma oferta, e outro tenha sido contemplado, o valor não chega a ser debitado e você pode fazer a tentativa nos meses seguintes. É uma boa oportunidade para juntar um valor ainda mais elevado e, assim, aumentar as chances de contemplação nas próximas assembleias.

A seguir, vamos apresentar os tipos de lance que podem ser ofertados:

  • Lance livre: é a modalidade clássica de lance. O maior valor oferecido define o contemplado. Se você for o vencedor, o seu valor quita as últimas mensalidades do seu consórcio e, assim, você termina de pagar a sua cota com antecedência. Todos os grupos permitem essa oferta de lance.
  • Lance fixo: nesta modalidade, a administradora determina um valor fechado, que corresponde a um percentual da carta de crédito. Se for determinado que este percentual seja de 30%, significa que os clientes que investem em uma carta de consórcio de imóveis de R$ 200 mil, por exemplo, têm que oferecer R$ 60 mil como lance. Como critério de desempate, a administradora pode utilizar o sorteio somente com os consorciados que ofertaram o lance.  
  • Lance embutido: Nessa modalidade de lance, o cliente pode utilizar parte da carta de crédito para oferecer como lance. Na Embracon, este percentual é de 25%. Por exemplo, se o cliente estiver investindo em uma carta de crédito de R$ 300 mil para consórcio de imóveis, pode tentar o lance embutido para dar R$ 75 mil como lance. Se for contemplado, ele sai com uma carta de crédito de R$ 225 mil.

Para verificar as formas de ofertar o lance, é preciso acompanhar as regras do grupo, que podem ser definidas em assembleias extraordinárias. Portanto, participe ativamente das assembleias, para acompanhar quem são os contemplados e, se possível, fazer a sua oferta de lance. Quem sabe você não tem acesso ao seu bem antes do que imaginava?

Para aumentar as suas chances, confira o nosso post com dicas de como organizar para dar o seu lance.

Simulação
chat Eva