Princípios básicos da educação financeira para adquirir consórcio

Princípios básicos da educação financeira para adquirir consórcio

Sem dúvida, aprender a economizar, organizar as finanças e fazer seu dinheiro render pode ser muito útil. Mas os benefícios da educação financeira vão muito além do controle das contas. 

Para começar, é válido saber que, de acordo com o Banco Central

Educação financeira é o processo mediante o qual consumidores e investidores financeiros melhoram a sua compreensão sobre produtos, conceitos e riscos financeiros e, por meio de informação, instrução ou aconselhamento objetivo, desenvolvem as habilidades e a confiança necessárias para se tornarem mais cientes dos riscos e oportunidades financeiras, para fazer escolhas baseadas em informação, saber onde procurar ajuda e realizar outras ações efetivas que melhorem o seu bem-estar financeiro.” 

De forma mais simplificada, poderíamos dizer que a educação financeira é o processo de aprendizagem de um conjunto de conceitos e conhecimentos que permitem que uma pessoa entenda e melhore sua relação com o dinheiro. 

Confira os principais benefícios da educação financeira para a sua vida 

Você mantém suas contas no azul 

Aprender a administrar melhor o seu orçamento pessoal e/ou familiar é um dos primeiros benefícios da educação financeira que pode ser notado por quem começa a se interessar pelo tema. 

A ideia é exatamente começar aprendendo sobre o controle de gastos, a organização das contas, a quitação de dívidas, assim como sobre a importância de poupar e investir seu dinheiro

Pode até parecer que tudo isso é bastante básico, mas conhecimentos como estes, quando aplicados na prática, fazem toda a diferença. 

Percebe-se, por exemplo, que uma pessoa sem educação financeira, mesmo com uma excelente renda, pode ter mais facilidade para endividar-se e perder dinheiro. Enquanto isso, alguém que aplique esses conhecimentos básicos de educação financeira no seu dia a dia pode se manter estável mesmo com um orçamento mais modesto. 

Você consome com mais qualidade 

Uma parte do processo de ter melhor controle do seu orçamento é analisá-lo melhor, com mais atenção aos seus gastos e investimentos

Por um lado, esse maior controle pode resultar em economia e mais rendimentos, gerando um saldo positivo que lhe permita comprar mais ou adquirir produtos e serviços de maior qualidade. 

Só que essa análise mais atenta pode também ajudar a rever alguns tipos de despesas e fazer melhores escolhas de consumo. 

Nesse contexto, é muito válido, inclusive, buscar entender mais sobre o consumo consciente, ampliando os benefícios da educação financeira na sua vida e também no seu entorno. 

O estresse diminui 

Os problemas financeiros costumam afetar não apenas o bolso, como também o humor e até as relações interpessoais. 

Por outro lado, ao começar a administrar melhor o seu dinheiro, o risco de endividamento diminui, assim como o risco de que imprevistos afetem seu orçamento (já que a constituição de uma reserva de emergência – é um dos princípios básicos da educação financeira), entre outros. 

Portanto, um dos grandes benefícios da educação financeira – ainda que intangível – é a redução do estresse e o aumento da sua qualidade de vida. 

Você se conhece melhor 

Analisar o seu orçamento com mais frequência, repensar seus hábitos de consumo e seu estilo de vida são atitudes que tendem a desenvolver-se no processo de educação financeira

A questão é que essas atitudes também podem contribuir para um maior autoconhecimento, revendo suas prioridades, seus métodos, seus hábitos, etc. 

Além disso, essa ampliação do autoconhecimento aliada à continuidade do processo de educação financeira pode também ajudar a desenvolver maior autoconfiança, a dedicar mais tempo e recursos ao que realmente importa para você, entre outros benefícios. 

Você realiza seus planos 

Quem se educa financeiramente descobre que uma boa administração das contas inclui não apenas a gestão dos recursos e gastos atuais, como também o planejamento para o futuro. 

Outro dos benefícios da educação financeira, portanto, é aprender a planejar-se melhor. 

Só que esses planos não se restringem apenas ao pagamento de futuras despesas; eles também abrangem os sonhos e objetivos de cada pessoa. 

A boa notícia, nesse caso, é que – ao administrar melhor suas contas, consumir com mais consciência e aprender a investir seu dinheiro para fazê-lo render mais – fica muito mais fácil realizar os seus sonhos e planos. 

Como administrar o dinheiro com inteligência?  

Não gaste mais do que ganha 

Essa dica pode parecer um lugar-comum, mas, segundo uma pesquisa do IBGE, mais de 68% dos brasileiros têm despesas que superam seus rendimentos. O resultado? Dívidas e mais dívidas. 

Isso acontece porque muitas famílias vivem em um padrão de consumo mais elevado do que o bolso pode suportar. Para sustentar esse status, acabam por exagerar nos parcelamentos, no uso de cartões de crédito, entre outros. 

Assim, a dica básica é listar todas as suas despesas e rendas mensais e montar um orçamento. Esse passo é essencial para garantir o recurso para os gastos essenciais. 

Crie metas ou objetivos financeiros 

As metas servem como um tipo de motivação e forçam você a não viver somente o presente, mas a pensar no futuro e economizar. Esses objetivos precisam ter um prazo definido. Por isso, pegue um papel e liste todas as suas metas a curto, médio e longo prazos. Determine o quanto será necessário e quais despesas deverão ser cortadas para isso. 

Defina limites para gastos variáveis 

É fácil montar um orçamento para despesas fixas, pois já sabemos exatamente quanto custam por mês. Mas os gastos variáveis podem ser muito diversos, pequenos e até desnecessários. No entanto, ao somá-los, podem causar um grande rombo nas suas finanças. Então, determine um limite e monitore durante o mês. Se chegar ao valor estipulado, pise no freio. 

Compre à vista 

As compras à vista são muito vantajosas para barganhar melhores preços. Além disso, evitam que seu orçamento mensal infle com mais gastos parcelados. Dessa forma, você não vai gastar mais do que realmente ganha. 

Guarde dinheiro para investir 

Os investimentos são um passo além da poupança. Eles são indispensáveis para fazer seu dinheiro render. Então, conheça os principais tipos de investimento. Talvez você queira começar pela renda fixa. Depois, busque alternativas de maior risco, mas com um bom rendimento, como as ações. O ideal é reservar cerca de 10% do dinheiro líquido que ganha para investir. 

Desenvolva sua educação financeira com o Consórcio Embracon 

Agora que você já aprendeu a importância de ter uma organização e educação financeira, o Consórcio Embracon pode te ajudar ainda mais a guardar dinheiro. 

Através de nossos planos de consórcio é possível investir seu dinheiro de maneira econômica e segura para realizar seus sonhos.  

Não é à toa que os consórcios são conhecidos como “poupança forçada”, já que a partir deles você, mensalmente, separa uma parte de sua renda com destinação à aquisição de algum bem ou serviço que irá trazer melhorias para sua vida. 

Com o Consórcio Embracon você pode realizar diversos de seus sonhos, entre eles: 

  • Comprar um imóvel ou reformar sua casa própria; 

  • Ter um carro novo na garagem; 

  • Fazer aquela viagem dos sonhos; 

  • Começar a faculdade ou a pós-graduação; 

  • Fazer um intercâmbio; 

  • Empreender em seu negócio; 

  • Comprar caminhões e máquinas agrícolas; 

  • E muito mais! 

Está esperando o que para investir na compra compartilhada que vai mudar sua vida e te ajudar a conquistar seus objetivos? Acesse o site da Embracon e faça sua simulação! 

chat Eva