Educação financeira: um suspiro em meio a crise econômica

Educação financeira: um suspiro em meio a crise econômica

A crise do coronavírus finalmente exacerbou uma situação já difícil: as finanças e o endividamento das famílias brasileiras. Dados da Pesquisa Nacional de Dívida e Inadimplência do Consumidor mostraram que a proporção de famílias endividadas no Brasil atingiu 66,5% em janeiro deste ano. 

É uma situação complexa, mas que pode ser superada com pequenas mudanças no dia a dia, frutos da educação financeira e um pouco de disciplina. 

A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) define educação financeira como o processo pelo qual indivíduos e sociedades buscam compreender produtos e conceitos financeiros e, por meio de informação, treinamento e orientação, desenvolver valores e habilidades para tornar conscientes e responsáveis decisões relacionadas ao uso de recursos financeiros. 

Como enfrentar a crise com dicas de educação financeira 

1. Controle suas despesas diariamente 

Use um aplicativo para controlar suas finanças pessoais em seu smartphone. 

Essa é uma das melhores formas de manter as despesas sob controle, pois as despesas podem ser registradas à medida que se materializam, evitando que sejam esquecidas. 

Além disso, a ferramenta é muito eficaz, pois possui diversos recursos que podem lhe dar uma visão mais ampla da sua real situação financeira, permitindo que você atue no foco do problema. 

Você também pode usar planilhas (embora isso seja mais limitado ao uso do computador) ou até mesmo cadernos antigos para fazer registros. Seja qual for o método escolhido, é essencial manter suas despesas sob controle todos os dias para que você possa gerenciar seu orçamento com mais eficiência. 

2. Avalie suas condições financeiras detalhadamente 

Seu orçamento deve incluir sua renda real, também conhecida como renda líquida (ou seja, sua renda real após todos os descontos) e todas as despesas. Liste não apenas suas contas de energia, água, TV paga, telefone celular... mas também suas contas de casa, roupas, comida e remédios. 

Não deixe nada passar! 

Preparar um orçamento é um passo essencial para permitir que você faça o planejamento financeiro. Ao definir limites de gastos para cada categoria de despesas, fica mais fácil controlar seus gastos do mês e permanecer dentro de seus limites financeiros. 

3. Corte as despesas desnecessárias 

Em tempos de crise financeira pessoal e econômica, alguns itens do nosso cotidiano podem ser omitidos. 

  • Consuma produtos nacionais ao invés de importados. 

  • Aproveite apenas as promoções que realmente tenham um bom custo-benefício. 

  • Vá ao cinema ou a restaurantes eventualmente em vez de toda semana. 

  • E não compre por impulso

Você pode notar um declínio em seu padrão de vida. No entanto, você pode pagar suas contas com mais tranquilidade e superar a crise financeira, que são os principais objetivos neste momento. 

4. Fuja da bola de neve das dívidas 

Sem financiamento de longo prazo. Em tempos de incerteza econômica, ninguém sabe se conseguirá quitar as parcelas corretamente. Se você já está endividado, não faça mais empréstimos

Evite a tentação de pedir emprestado para pagar sua dívida. Só escolha este caminho se houver uma vantagem real ou nenhuma outra opção. Isso geralmente é benéfico quando você tem dívidas com juros altos, como cartões de crédito e cheque especial

Nesse caso, é interessante ter um empréstimo com juros mais baixos porque você está trocando dívidas caras por dívidas mais baratas. Independentemente disso, não se esqueça: uma dívida leva a outra. 

O mais seguro, neste caso, é que você negocie suas dívidas e corte o máximo possível de custos. 

5. Procure fontes de renda alternativas 

Para se manter financeiramente saudável, principalmente em tempos de crise econômica e financeira, é preciso buscar outras fontes de renda. Se você é um bom cozinheiro, tem talento artístico, ou “sabe vender produtos como todo mundo”, invista nisso! 

Obter uma renda extra é importante, não apenas para complementar sua renda mensal, para ajudar a comprar seus desejos de gastos, mas também para permitir que você economize mais para pensar no futuro. 

6. Invista em qualificação profissional 

Não há dúvidas de que o mercado de trabalho está cada vez mais competitivo. 

Pense nisso, você precisa se preocupar em melhorar suas habilidades porque isso vai te ajudar a manter seu emprego, ou, quem sabe, conseguir um cargo ou salário melhor. 

Lembre-se: a educação deve sempre ser vista como um investimento que terá impacto no seu futuro ou do seu filho. 

7. Ensine a família toda a praticar a educação financeira 

Se você tem cônjuge e/ou filhos, envolva-os. É sempre saudável ser transparente e ter todos trabalhando juntos na economia da casa. 

Quanto ao seu parceiro, o ideal é que ele permaneça em um sindicato, compartilhando decisões e responsabilidades. Duas mentes pensantes podem encontrar uma solução melhor. 

8. Tente outras modalidades de compra 

Para quem não quer abrir mão dos seus sonhos e comprar a casa própria, ou então um automóvel, quem sabe fazer aquela viagem, nada melhor do que escolher a modalidade de compra programada.  

Com o consórcio você consegue manter a educação financeira em dia, sem perder as comodidades da vida. Até porque, a gente não vive só pra pagar boletos, não é mesmo? 

Acesse o site da Embracon para fazer uma simulação para o bem que você não pode ficar sem! 

Conclusão 

Superar a crise financeira é totalmente possível e viável. Não importa quão ruim seja sua situação atual, você sabe que existe uma solução com a educação financeira

Seguindo nossas diretrizes para controlar adequadamente suas finanças, negociar dívidas e encontrar novas fontes de renda, você transformará sua vida e suas finanças. 

Claro que não é fácil mudar seus hábitos, principalmente no começo, mas com dedicação e autodisciplina, tenho certeza que você terá sucesso. Muitas pessoas, depois de terem alguma dificuldade no início, atingem metas financeiras que até pensavam que nunca seriam possíveis. 

Então, é fácil de compreender que você também pode superar a crise financeira pessoal e alcançar aquilo que pretende. Por fim, não deixe de contar com um app de controle financeiro ou uma planilha para te ajudar nessa jornada, isso vai facilitar bastante o seu caminho. 

Gostou deste artigo? Então continue nos acompanhando para ter acesso a mais conteúdos relacionados.  

E não deixe de visitar nosso site

chat Eva