Educação financeira: entenda a importância para o cenário atual

Educação financeira: entenda a importância para o cenário atual

Nos últimos meses vivemos na pele uma verdadeira crise financeira: atualmente, a crise global causada pelo vírus Covid-19 deixou tudo mais complicado, além de aumentar os temores sobre o futuro econômico de pessoas e empresas.

Com essas mudanças, tornou-se essencial aplicar os principais conceitos e boas práticas de educação financeira em tempos de crise.

E se você está buscando entender mais sobre educação financeira, esse artigo foi feito para você.

O passo a passo da educação financeira

Não existe segredo, apenas muita força de vontade para conseguir alcançar os objetivos. Mas podemos dar algumas dicas para conseguir se organizar financeiramente.

Confira!

Defina seus objetivos

A qualidade de vida tem sido algo cada vez mais desejado entre as pessoas. Mas para isso é necessário estabelecer alguns objetivos que podem ter valores e prazos variados. Felizmente para algumas pessoas, esse processo de definição de metas é algo que ocorre naturalmente, o que facilita na tomada de decisões.

Contudo, caso esse não seja seu caso, não se preocupe. Você faz parte da maioria! Mas não é por causa disso que você vai colocar tudo a perder.

Talvez seu sonho seja viajar no próximo ano, ou trocar de carro em 2 anos. Quem sabe não está com planos de comprar a casa própria em 10 anos. Mas, pode ser que você apenas queira quitar a dívida do cartão até o final do ano.

No final das contas, é possível que você perceba que possui muitos objetivos para poucos recursos. Sendo assim, o próximo passo é priorizar as suas metas até chegar à poupança. E todas as vezes que você tiver que tomar uma decisão sobre “gastar ou não gastar”, tenha em mente seus objetivos. Tenha claro como a sua decisão fará com que você fique mais perto ou mais longe da sua meta.

Para começar de um jeito mais fácil, estabeleça pelo menos um objetivo com relação ao seu dinheiro. Opte por uma meta bem simples e de curto prazo, dessa forma você conseguirá ver os resultados mais facilmente e vai ganhando confiança em si.

Vai perceber que com o tempo, será mais fácil buscar por objetivos maiores e de longo prazo!

A educação financeira é uma ferramenta importante para a realização dos seus sonhos.

Entenda e controle seus gastos

Alguma vez já teve aquela sensação de que o seu salário apenas bateu e saiu da conta? Na maioria das vezes nem sabemos como isso aconteceu, não é mesmo? Acredite se quiser, é muito mais fácil sabermos o quanto ganhamos do que quanto gastamos. E se formos analisar bem, nem mesmo sabemos onde o dinheiro é gasto.

Para que esse cenário mude, é necessário fazer um controle de despesas. Vai precisar de um bloco de notas para anotar diariamente cada despesa realizada e qual o meio de pagamento utilizado – dinheiro, cartão ou cheque. Você também pode utilizar o seu computador (montando uma planilha) ou até alguns aplicativos que te ajudam financeiramente.

Todas as despesas precisam estar separadas por categorias – educação, alimentação, moradia, etc. – para que você possa estudar com atenção onde e com que está gastando.

Assim que concluir, você poderá avaliar as quantias gastas em cada categoria e então definir um orçamento, um limite de gastos para cada categoria.

Mas, se perceber que suas despesas são superiores ao seus ganhos, existem três soluções:

   • aumentar as receitas;

   • diminuir as despesas;

   • e claro, a melhor das três, aumentar as receitas em conjunto com a diminuição de despesas.

O corte de gastos no início não é tão simples. Na maioria das vezes, significa abrir mão dos pequenos prazeres que parecem fazer a vida valer mais a pena. Contudo, este sacrifício de hoje será insignificante se comparado à alegria de conseguir alcançar o seu objetivo. É nisso que é baseado a Educação Financeira!

Pequenas ações como: adiar a troca do carro, não comprar o último lançamento de celular, comparar preços de bens e serviços antes de adquiri-los podem resultar em reduções significativas nas despesas. É importante que tenha muito claro que os pequenos gastos diários, como aquele bombom do almoço ou a loteria semanal, no final das contas podem se tornar os grandes vilões do seu orçamento.

Acompanhe seus gastos com frequência. Assim você perceberá que em algumas categorias os gastos vão passar da conta. Na pior das hipóteses irá descobrir despesas desnecessárias, que poderiam ter sido adiadas há muito tempo. Em todo caso, você vai se surpreender com os resultados!

Acabe com as dívidas

A primeira coisa que precisa saber é que, ter dívidas não é necessariamente algo ruim, a menos que tenha condições de pagá-las.

Se não houver outra opção além de se endividar, é necessário pesquisar por modalidades com juros mais baixos e com parcelas que não comprometam a renda familiar mensal.

Para quem ainda não está endividado e precisa de uma quantia emprestada, é preciso conhecer a capacidade de endividamento e, neste caso, é necessário ter um bom controle financeiro. A educação financeira serve para te ajudar a entender seu orçamento e como aplicar o seu dinheiro.

O controle fica ainda melhor se ajudar a cortar gastos desnecessários, além de incluir uma renda extra para quitar a dívida o quanto antes.

Agora, se você já possui dívidas, ter um bom controle financeiro também facilita o processo. Através do controle é possível descobrir fontes de recursos extras através de cortes de despesas não essenciais.

Qualquer valor adicional no seu orçamento pode então ser usado no pagamento de parte da dívida, o que vai diminuir valores abusivos com juros e, automaticamente, mais dinheiro no futuro para outros objetivos.

Vale lembrar que: é fundamental que você organize sua vida financeira. Nunca deixe fugir do seu controle! Outra lição básica da Educação Financeira!

Seu dinheiro precisa trabalhar por você

Fazer alguns cortes nos gastos pode não ser uma atividade tão prazerosa, mas quando realizada do jeito certo ela permite que você ganhe um novo empregado que não gera custos, só seu. O seu dinheiro agora irá trabalhar por você!

A partir do momento que você ganha mais do que gasta, o passo seguinte é investir. Quanto mais você conseguir poupar e investir, mais rápido você conseguirá alcançar suas metas.

Basicamente, quanto mais dinheiro você tiver para investir, melhor. Mas outro ponto determinante que muitas vezes não levamos em consideração é o tempo de investimento. O processo funciona como uma mola propulsora para os seus ganhos. É como se você fosse premiado por manter o seu dinheiro investido por mais tempo.

Sendo assim, quanto antes você começar a investir, melhores resultados terá. Mas se não tinha nem cogitado sobre isso, não pense que agora já é muito tarde. Saiba que nunca é cedo ou tarde para começar, o mais importante é investir regularmente!

Consórcio como investimento

Um consórcio pode ser descrito como uma maneira programada de economizar dinheiro. Uma poupança turbinada. Por esse motivo, o consórcio pode ser considerado uma forma de investimento.

Viu só? Educação financeira não é nenhum bicho de sete cabeças, e seguindo passos bem simples é possível sair do vermelho e conquistar tudo que sempre sonhou.

Se você está se programando para comprar um imóvel, ou um carro, essa pode ser uma forma de se organizar financeiramente para conseguir um bem de valor. A Embracon pode te ajudar nesse processo, faça uma simulação com a gente.
Simulação Consórcio
chat Eva