Como fazer um orçamento familiar sem erro

Como fazer um orçamento familiar sem erro

Manter as contas do dia a dia pode representar um desafio para muitas pessoas. Além das despesas obrigatórias, os brasileiros costumam se enrolar com cartão de crédito, compras compulsivas e falta de planejamento de gastos. Quando vai ver a conta no fim do mês, não sobra nada do salário.

Quando se trata de um ambiente familiar, esse hábito se torna ainda mais agravante. Se as pessoas responsáveis pelas contas de casa não têm controle sobre o orçamento, todos são comprometidos por uma decisão que pode, sim, ser decidida em conjunto.

Mas, por que é tão difícil manter o orçamento em dia? Alguns especialistas apontam que a facilidade de obter crédito nas instituições financeiras é um fator que influencia. É muito fácil aumentar o limite do cartão ou acabar utilizando o cheque especial como recurso. Com isso, o endividado logo vê suas contas aumentarem por conta dos juros.

Esse ciclo acaba facilitando para que o brasileiro gaste mais do que realmente ganha. Assim, montar um orçamento familiar se torna um desafio.

Porém, é possível reverter essa situação ou evitar que as dívidas comprometam as finanças da família. Confira nossas dicas a seguir e comece já a deixar a situação a seu favor.

Saiba como seu dinheiro está sendo gasto

Está preocupado em ter que pagar mais do que realmente ganha por mês? A primeira coisa que deve ser feita é identificar para onde está indo todo o dinheiro da sua família.

Converse com todas as pessoas responsáveis pelas finanças de casa e entendam, em conjunto, como vocês estão gastando o dinheiro. Hoje em dia, com a facilidade da internet, é possível puxar extrato mensal de forma fácil pelo aplicativo do seu banco - ou, se preferir, pode ir ao caixa eletrônico e imprimir seus últimos extratos.

Se utiliza cartão de crédito, analise a fatura por completo, para saber onde estão concentrados os seus gastos. Inclusive, existem muitos aplicativos que ajudam a separar os valores com o que você gasta, o que pode ajudar bastante na hora de identificar seus gastos.

Depois disso, junte todas as contas que você tem a pagar que são obrigatórias, como aluguel, gás, energia, água etc. Se você tiver uma planilha de controle para todos esses gastos, fica mais fácil passar por essa etapa.

Envolva toda a família na discussão dos gastos

Após entender todos os seus gastos - incluindo as contas obrigatórias - o próximo passo é reunir toda a família para entender as contas de casa.

O envolvimento de todos é importante, incluindo os filhos. Claro que são os pais que decidem tudo, mas quando os filhos já se situam com os gastos de casa, fica mais fácil fazê-los entender o valor do dinheiro.

É nesse momento que vocês entendem se é necessário cortar a TV a cabo, diminuir o limite do cartão de crédito, enfim, eliminar ao máximo os gastos supérfluos que afetam as finanças pessoais de cada um.

A decisão em conjunto ajuda a manter todos comprometidos com a mesma causa: conquistar a saúde financeira para toda a família.

Mantenha os gastos no controle

Agora que a família ajudou a identificar os gastos que podem ser cortados, é necessário ficar de olho. Todos têm responsabilidade de deixar a conta da família no azul.

Nessa etapa, evite ser restritivo demais. Permita que você e sua família desfrute de pequenos prazeres, afinal, ninguém é de ferro e consegue permanecer em alerta o tempo inteiro.

Por exemplo: se todos gostam de comer pizza duas vezes por semana, que tal diminuir para uma a cada semana, ou até mesmo a cada 15 dias? Se a família gasta muito comendo em restaurantes ou pedindo comida, não seria melhor comprar e fazer a própria comida? E aí, neste caso, todos precisam contribuir, incluindo os filhos, que podem ajudar na preparação das refeições.

Defina objetivos para toda a família

Se você se preocupou em envolver toda a família em busca de melhorar as finanças pessoais, provavelmente deve ter percebido maior união. Essa união deve se manter o tempo inteiro, para que o orçamento ajude todos a realizarem seus desejos.

Portanto, reúna a família periodicamente para rever os gastos. Após alguns meses, caso identifique que os gastos estão entrando no controle, é hora de ter um plano de ação para manter a reserva familiar.

Especialistas indicam que uma boa reserva deve conter até 6 vezes o orçamento mensal de toda a família. Claro que, para chegar até esse valor, leva um tempo - ainda mais se a sua família está começando a se habituar com o controle do orçamento.

Nesse momento, manter o equilíbrio é importante. Se for possível guardar um percentual do dinheiro que sobra após pagar as contas e destinar o outro percentual para outras coisas, com certeza a prática de estruturar um orçamento familiar será mais prazerosa.

O que isso significa? Primeiramente, entender o que cada integrante da família realmente deseja - e que não seja supérfluo. Por exemplo, se você tem um filho adolescente que deseja fazer intercâmbio, já pode considerar um valor que pode ser guardado desde já - ou, quem sabe, fazer um consórcio de estudos, já que a família não tem pressa de ser contemplada.

Como o consórcio ajuda no orçamento familiar?

Para a compra de bens de alto valor, como apartamento ou carro, você pode contar com a facilidade do consórcio. Isso porque a modalidade é totalmente voltada para famílias que querem se planejar e manter o controle do orçamento mensal.

Por meio do consórcio, você não precisa pagar entrada e pode se organizar, aos poucos, para a conquista do bem. Diferentemente do financiamento, o consórcio não tem juros.

Trata-se de uma forma flexível de você investir em bens de alto valor: você seleciona o total da carta de crédito, que corresponde ao total do bem que você deseja adquirir (automóvel, imóvel ou serviço), e divide em quantas parcelas preferir, de acordo com as condições do simulador. Após fornecer dados básicos, você já consegue identificar quanto pagaria por mês por aquele bem.

Depois de fechar o contrato, é possível se organizar para fazer a oferta de um lance, caso não queira depender dos sorteios mensais. Portanto, não perca tempo.

Organize seu orçamento mensal e conte com o consórcio para ajudar na realização dos sonhos de toda a sua família.
Simulação Consórcio
chat Eva