10 hábitos que complicam sua vida financeira

10 hábitos que complicam sua vida financeira

Todo mundo tem sonhos e objetivos. Fazer aulas, comprar casa, viajar... mas nem sempre é fácil organizar a vida financeira para tirar esses projetos do papel. 

Tem muita gente que vê o final do mês e percebe que não economizou nem um centavo. 

Ou, pior, o salário não é suficiente para pagar as contas. 

Se você está nessa situação e não entende como isso aconteceu, pode ser que alguns de seus pensamentos ou hábitos sejam os verdadeiros “sabotadores” de suas finanças pessoais. Neste artigo, você aprenderá sobre alguns desses hábitos prejudiciais e como se livrar deles. 

Hábitos na vida financeira que deve evitar 

Atrasar contas 

Um dos principais sintomas do descontrole financeiro é o atraso de contas. Embora pareça inofensivo pagar um ou outro boleto alguns dias depois do prazo, as multas e juros gerados pela inadimplência são desnecessários. Em outras palavras, é como rasgar dinheiro.  

Em contratos de valores mais expressivos, como de aluguel, essas multas podem representar centenas de reais desperdiçados e que poderiam ter sido poupados. Nas contas de consumo, como telefonia e energia elétrica, essas cobranças costumam vir nos meses seguintes, engordando suas contas a pagar e drenando seu suado dinheiro. 

Compra parcelada com juros 

Para quem quer maior controle financeiro, o parcelamento com juros é um dos maiores vilões, afinal os juros costumam ser muito altos, e o valor que você acaba pagando no final da aquisição é bem maior. Essa situação piora quando você deixa a parcela atrasar, levando a uma bola de neve e aumentando o interesse. 

Comodismo e procrastinação 

Já faz um ano que você não frequenta a academia ou o clube e, no entanto, a mensalidade é cobrada todo mês no seu cartão de crédito. O mesmo vale para aquele curso livre de final de semana ou para aquela revista cujas edições se acumulam no criado mudo da sala.  

A inércia para interromper serviços e assinaturas indesejáveis é um péssimo hábito para a saúde financeira de qualquer um. Embora chata, a tarefa de gastar alguns minutos numa central telefônica pode evitar gastos consideráveis e, principalmente, indesejáveis. Não deixe para amanhã o que você precisa fazer hoje, principalmente quando isso te custa dinheiro. 

Ignorar dívidas 

Definitivamente, a dívida fará com que as pessoas percam o controle de suas finanças, mas não deve ser ignorada. É um dos comportamentos que põe em risco a vida financeira pensar que ela estará “estagnada” em alguns anos. Se você tem dívidas que não podem ser saldadas no momento, tente chegar a um acordo com a empresa credora, mas não ignore. 

Se julgar necessário, reduza algumas despesas não essenciais do seu mês e economize para cobrir a parcela negociada. Infelizmente, para manter o orçamento em ordem e controlar a situação, alguns privilégios devem ser abandonados. 

Mania de se comparar aos outros 

Comparar-se constantemente com outras pessoas é o gatilho perfeito para a sensação de frustração e infelicidade. A percepção de que seus colegas de profissão possuem mais sucesso e felicidade que você pode levá-lo a cometer abusos financeiros em busca de aceitação ou para suprimir uma falsa sensação de falta.  

Buscar acompanhar um estilo de vida que não é sustentável financeiramente para você é um veneno para qualquer orçamento e a única saída para esse mal é passar a olhar mais para suas próprias condições e conquistas. Valorizar o que você construiu até aqui é mais estimulante e produtivo para planejar o futuro do que alimentar a ansiedade com o que ainda não foi conquistado e se enrolar em dívidas para obter sucesso antes da hora. 

Não prestando atenção à educação financeira 

Investimento e educação financeira é um hábito que poucas pessoas sustentam. Se você nunca se interessou por este tópico, ou mesmo ouviu falar dele, então é hora de mudar. O primeiro passo é aprender mais sobre suas despesas diárias e determinar quais são fixas e variáveis. 

Depois de entender isso, você pode fazer algumas coisas básicas: reduzir ou cortar algumas despesas variáveis ​​de seu orçamento para economizar e economizar! 

O segundo passo é buscar cursos de educação financeira e investimentos, a fim de entender mais a fundo o assunto, ficar por dentro da situação e acompanhar as novidades. Se achar necessário, peça ajuda a profissionais da área. 

Não controlar seus gastos 

Reduzir o uso do cartão de crédito, contudo, exige controle de gastos. Para isso, é preciso ler com atenção seu extrato bancário e sua fatura do cartão de crédito, anotar os gastos realizados diariamente e ter em mente o valor do seu dinheiro.  

Afinal de contas, vale a pena pagar 8 reais num café expresso quando o quilo do café está 10 reais no mercado? Quantas vezes na semana você se dá o luxo de consumir esse expresso e qual o peso real dele no seu orçamento?  

Não planejar o futuro 

O que você quer fazer no próximo ano? Saiba que se você souber planejar seu futuro financeiramente, poderá atingir todos esses objetivos. 

Determine a estratégia com base em seus objetivos e defina o tempo para economizar dinheiro. Lembre-se, se você cortar ou reduzir despesas variáveis, poderá obter um dinheiro extra, certo?  

Determinar metas e planejar o futuro ajudará a nos motivar e ajustar nosso pensamento para alcançar o sucesso! 

Impaciência 

Uma vez iniciadas as mudanças para uma vida financeira mais saudável, é preciso ter paciência para ver os primeiros resultados. Adquirir um título do tesouro ou uma previdência privada pode gerar bons frutos, mas como toda colheita, é preciso esperar o momento certo.  

No dia a dia, é preciso ter foco e planejamento para manter cada coisa em seu lugar. Separar uma reserva de emergência e diferentes projetos, com orçamentos próprios, é uma boa forma de evitar que planos de curto prazo interfiram nas realizações de longo prazo.  

O investimento não ser cauteloso 

O último hábito é o mais sério, afinal muitas pessoas querem investir, mas são impulsivas demais para decidir a escolha certa. O primeiro passo para investir sem perder dinheiro é entender seu perfil de investidor e reservar um investimento. 

Como dissemos antes, apostar em uma educação financeira de alta qualidade pode ajudá-lo a cumprir essa missão! 

Se a sua intenção é aumentar o patrimônio, então o consórcio pode ser um bom aliado para você. 

Faça sua simulação com a Embracon

chat Eva