Qual a melhor moto para viajar?

Qual a melhor moto para viajar?

Quando o assunto é dar início a uma viagem, a primeira coisa que pensamos é em arrumar as nossas malas e sair com o automóvel rumo às estradas. 

Por mais que um carro ofereça o conforto de uma boa viagem, existem outras formas de encarar altas aventuras pelas estradas. E, sim, uma moto pode ser a parceira ideal para quem quer respirar o ar livre circulando de cidade em cidade. 

Para isso, é preciso investir em modelos mais específicos. Diferentemente do dia a dia em uma metrópole, por exemplo, em que uma moto mais compacta e econômica se apresenta como melhor aliada, uma moto para viajar precisa ter mais resistência, estabilidade e, principalmente, compartimentos para que você possa levar seus pertences pessoais e passar longos dias, seja sozinho ou com uma boa companhia. 

Mas, qual é o melhor modelo de moto para esse tipo de aventura? Vamos explicar a seguir, confira. 

Motos para viagem: opções 

Existem diversos tipos de moto para quem gosta de se aventurar pelas estradas. Veja qual delas se encaixa mais com as suas necessidades. 

Touring 

As motos touring têm como principal característica um compartimento mais robusto, para carregar suas malas e itens pessoais, além de maior estabilidade e conforto. 

Elas são mais largas e pesadas que os outros modelos de moto. Por conta disso, não se destacam por sua velocidade mas, sim, pelo conforto que proporciona ao piloto e ao passageiro, do início ao fim. Muitas delas possuem um pára-brisa mais elevado e o assento em uma posição bem mais confortável que os demais modelos. 

Além disso, os modelos touring têm maior capacidade de combustível, dando mais autonomia para longas viagens de moto. Entre os modelos mais conhecidos, destaque para a famosa Honda Gold Wing, com bagageiro de até 150 litros. 

Sport Touring 

Por mais que as modelos touring sejam excelentes companhias de viagem, elas não se destacam tanto por sua velocidade nas pistas. 

Nesses casos, os aventureiros que gostam de viajar com mais velocidade podem contar com os modelos sport touring, oferecendo assentos ainda mais confortáveis para o piloto e o passageiro. Geralmente, esses modelos possuem alta cilindrada, para oferecer uma boa velocidade e estabilidade por conta do peso.  

Entre os modelos mais famosos de sport touring, vale conhecer a MotoGuzzi California 1400 Touring e a BMW R1200RT. 

Big trail 

Sabe aqueles modelos de moto que estão associados a estradas de terra e muita poeira? Pois bem, estes são os modelos big trail, grandes o suficiente para encarar os obstáculos físicos.  

O que também impressiona os modelos big trail é a tecnologia envolvida: elas são feitas para lidar com todo tipo de buraqueira e são versáteis o suficiente para atender diversos tipos de pilotos. 

Alguns modelos de big trail parecem mais adaptados para o asfalto mesmo, mas ainda assim encaram sem dificuldades locais mais afastados. O modelo mais barato no mercado brasileiro é a Kawasaki Versys 650, que custa a partir de R$ 45 mil. Embora seja um custo elevado para uma moto, as big trails atraem bastante as pessoas que costumam participar de algum tipo de competição ou dedicam parte de seu tempo para pegar algumas estradas de terra. 

Cruisers 

As motos cruisers são bem famosas pelas estradas norte-americanas e têm se tornado cada vez mais populares pelo Brasil. Seus modelos são mais retrô, com assento próximo ao chão, e imitam o design de motocicletas fabricadas entre os anos 1930 e 1960. Para essa modalidade, os modelos Harley-Davidson se destacam - tanto que é bem comum encontrar com grupos que saem com suas cruisers pelas estradas, sempre em alta velocidade. 

Geralmente, o condutor deixa seus pés à frente para pilotar uma cruiser e as mãos para cima, com a coluna ereta ou levemente inclinada para trás. Esse tipo de design pode ser bem favorável para longas retas, mas é preciso ter cuidado com curvas muito acentuadas, para não perder a estabilidade da moto. 

Invista em uma moto com o consórcio 

Você sabia que pode muito bem planejar a compra da sua nova moto por meio do consórcio

Sem a necessidade de pagar juros ou entrada na sua aquisição, o consórcio é a melhor forma de aliar a sua compra ao seu planejamento financeiro. 

Ah, e você nem precisa escolher o modelo de antemão para iniciar o pagamento de um consórcio. 

Para isso, basta ter uma ideia do valor final do modelo que deseja e fazer uma simulação de consórcio em uma administradora de confiança, que tenha autorização do Banco Central do Brasil (Bacen) para o funcionamento, como a Embracon. 

Ao selecionar o consórcio de moto, basta inserir o valor da carta de crédito, que corresponde ao total da moto desejada, e a quantidade de parcelas que deseja pagar. 

Como retorno, você já sabe quanto pagará nas mensalidades, com acréscimo das taxas do consórcio. Trata-se de uma economia bem significativa, principalmente quando comparada ao financiamento, em que o bem pode custar mais que o dobro de seu valor original. 

Você pode simular o seu consórcio quantas vezes quiser. O importante é identificar o melhor valor de pagamento da sua cota. Depois disso, um consultor de consórcio entra em contato, para tirar as dúvidas e entregar o contrato de adesão. Caso queira investir em uma carta de crédito acima do limite proposto, você pode adquirir mais de uma cota ao mesmo tempo

Ao fechar contrato, você participa dos grupos de consórcio, em que pode ser contemplado por meio dos sorteios ou com a oferta de um lance

Ao ser contemplado, você tem acesso à carta de crédito, que dá poder de compra à vista na compra da sua nova moto. 

Viu como é fácil? Faça agora mesmo uma simulação de consórcio de moto e prepare-se para as próximas viagens, com muito conforto e a comodidade de uma categoria que realiza sonhos dos brasileiros há mais de 50 anos. 

chat Eva