Direção elétrica: explicando o que é

Direção elétrica: explicando o que é

O avanço da tecnologia tem permitido com que cada vez mais os carros possam ter configurações que facilitam a experiência de dirigir no dia a dia.

É comum que muitas dessas inovações cheguem primeiro em modelos mais luxuosos. Com a popularização do conceito e, principalmente, a diminuição de preço na sua linha de produção, com o passar dos anos os carros populares também passam a ficar mais tecnológicos.

Foi assim com o câmbio automático e, no momento, tem sido assim com a direção elétrica.

A direção elétrica é um conjunto mecânico que permite ao motorista conduzir o seu veículo de maneira leve por meio do volante. Dessa forma, é possível fazer curvas e até mesmo manobrar o seu veículo de forma mais fácil, sem a necessidade de gastar energia lidando com o volante.

Isso garante ao motorista mais precisão na hora de dirigir. Assim, ele leva menos tempo para estacionar ou até mesmo para lidar com alguns obstáculos e curvas.

Funcionamento da direção elétrica

Para o motorista, um veículo com direção elétrica dá mais conforto na direção. Afinal, não é preciso esforço para realizar qualquer tipo de curva ou mesmo para qualquer manobra em seu veículo.

Através de um sistema interno, um sensor óptico capta o movimento que você faz no volante e o armazena, interpretando a vontade do condutor. Essa comunicação é enviada à central eletrônica do sistema, que compreende a velocidade angular de giro, ângulo e sentido.

O sistema também fica atento à temperatura do motor do seu carro, já que o torque varia de acordo com esse tipo de informação. Se a temperatura for menor que 60º C, a eficiência do sistema em compreender seu senso de direção é de 100%. Mas, se a temperatura aumentar demais, sua eficiência tende a ser menor.

Em casos em que estiver dirigindo em linha reta, o sistema opera em modo de stand-by, reduzindo seu consumo de energia. Somente quando tiver que realizar alguma curva ou qualquer tipo de manobra, o sistema de direção elétrica é novamente acionado, sempre em busca da melhor precisão.

Vale destacar que o sistema elétrico não é conectado ao motor do seu veículo.

Qual a diferença entre direção elétrica e direção hidráulica?

Embora os dois tipos de direção tenham sido criados com o objetivo de facilitar a vida do condutor, existem algumas diferenças entre as direções elétrica e hidráulica.

Diferentemente da opção hidráulica, que usa uma bomba de óleo ligada ao propulsor para auxiliar o motorista, a elétrica vem com um motor integrado à caixa de direção. Por meio de sensores, a rotação gerada no volante é monitorada e enviada a ele, que é responsável por transmitir esse movimento às rodas.

Comparado principalmente a direção hidráulica, o grande diferencial desse sistema é o fato de ele não consumir recursos do motor. Em alguns carros, isso pode resultar em uma economia de até 5% no consumo de combustível.

Além disso, a direção elétrica possui melhor precisão no entendimento de como o motorista conduz o seu veículo, servindo de grande ajuda mesmo em momentos que exigem mais concentração, como manobras e baliza, por exemplo.

Principais vantagens de um carro com direção elétrica

A seguir, vamos apresentar alguns quesitos a favor da direção elétrica.

Mais leveza nas manobras

Comparada aos modelos hidráulicos — que até então eram mais confortáveis durante as manobras —, o elétrico é bem mais leve e exato. Essa precisão é sentida principalmente quando o veículo está em altas velocidades e você tem a sensação de tê-lo mais sob controle.

A resposta da direção elétrica também tende a ser mais rápida, o que aumenta ainda mais a impressão de controle. Outro fato é que, por não depender do motor para funcionar, caso o propulsor não esteja em perfeitas condições, você não vai perceber nenhuma diferença na maciez do volante, o que não ocorre na versão hidráulica.

Mais segurança ao dirigir

Com o veículo respondendo com maior precisão ao seu comando, você tem mais confiança e segurança ao dirigir um veículo com direção elétrica, melhorando sua performance e eficiência durante a condução.

Carro fica menos pesado

Outra questão é relacionada ao peso do conjunto, que é mais leve quando comparado à caixa com assistência hidráulica. Esse fator também pode influenciar no consumo de combustível, principalmente nos modelos mais compactos e recomendados para uso em ambiente urbano.

Nenhum risco de vazamento

Quem já teve um carro com mecanismo hidráulico sabe a dor de cabeça que pode acontecer por causa de vazamentos desse sistema e, por não utilizar nenhum tipo de fluido para auxiliar o motorista durante as manobras, a versão elétrica ganha mais pontos em relação à sua concorrente.

Compre seu carro com o consórcio

Como deu para perceber, o mecanismo de direção elétrica pode deixar o seu carro muito mais leve e seguro. Por isso mesmo, tem sido adotado em modelos mais compactos, trazendo maior senso de segurança aos condutores.

Ficou interessado na compra de um veículo com essa configuração? Sabia que, com o consórcio, você economiza muito mais na sua compra a longo prazo?

Pelo consórcio, você não sai com o bem na hora, mas pode escolher o valor da carta de crédito, que equivale ao modelo que deseja comprar, e a quantidade de parcelas que deseja pagar.

Para isso, basta fazer uma simulação em uma administradora de confiança - como a Embracon, que possui mais de 30 anos de história realizando sonhos de pessoas que querem investir em um bem a longo prazo.

Faça uma simulação de consórcio de automóveis e comece desde já a investir no seu próximo modelo de carro, sem a necessidade de pagar valor de entrada ou juros nas mensalidades.

chat Eva