Como comprar um carro seminovo com o consórcio

Como comprar um carro seminovo com o consórcio

O carro usado teve um crescimento importante nos últimos anos. Para se ter uma ideia, somente em dezembro de 2020 a venda desse tipo de veículo teve um aumento de 23,6% comparado a dezembro de 2019 no Brasil - prova de que os brasileiros continuam valorizando o uso do veículo, principalmente em um momento tão específico como a pandemia de Covid-19.

Um dos motivos apontados é que o carro particular proporciona mais segurança. Você não compartilha o seu automóvel com outras pessoas e, logo, não corre o risco de estar em contato físico, o que contribui para espalhar a doença.

Por conta disso, muitas pessoas têm procurado o consórcio a fim de investir em carros seminovos. Mas, como tomar a melhor decisão para esse tipo de compra? Confira nossas dicas a seguir.

Saiba o modelo do seu carro

O primeiro passo é entender o tipo de carro que deseja comprar. Caso queira comprar um carro sedã, por exemplo, consulte os modelos que têm mais a ver com você e com a sua família.

Depois da pesquisa, identifique o valor máximo que poderia pagar pelo carro, para conseguir filtrar melhor sua decisão. A próxima etapa pode te ajudar bastante.

Consulte a tabela Fipe

A tabela Fipe é uma ótima forma de identificar que modelo você pode comprar.

Com ela, tem-se uma base do valor dos modelos separados por ano de fabricação.

A tabela serve não só como base comparativa, mas até mesmo para identificar se o local em que você considera comprar o carro está utilizando como base um valor justo.

O melhor é que a tabela Fipe traz detalhes de todos os tipos de modelo. Assim, você consegue identificar se o seminovo que você realmente deseja comprar tem ou não um preço compatível com seu orçamento mensal.

Faça uma simulação de consórcio de automóveis

Agora que você identificou o modelo que deseja comprar e tem uma boa base de preço, o próximo passo é fazer uma simulação de consórcio.

Leve em consideração o valor estipulado pela tabela Fipe e sempre coloque um percentual a mais. Afinal, quando você tenta comprar um carro no mercado de automóveis, pode acontecer de ter algum adicional, já que o preço da tabela é apenas um indexador.

Digamos que você queira comprar um sedã médio como seminovo. Na sua consulta na tabela Fipe, seu valor médio é de R$ 50 mil com três anos de uso. Neste caso, vale a pena simular um valor um pouquinho maior: de R$ 55 mil a R$ 60 mil, por exemplo, para garantir que o valor irá garantir a compra do modelo.

Quando você for contemplado pelo consórcio, caso sobre algum valor da carta de crédito, é possível utilizar até 10% da carta para despesas adicionais, como transferência de propriedade, documentações de cartório etc. Mas, se mesmo assim ainda sobrar, o valor remanescente pode ser utilizado para quitar as parcelas restantes do consórcio.

Caso o saldo da sua carta seja insuficiente para a compra, é possível completar com os seus próprios recursos. Negocie a compra com a concessionária ou proprietário; a carta de crédito dá poder de compra à vista, uma vez que a administradora faz a transferência integral após a contemplação.

Tente o seu usado como lance

Se você já tem um carro usado, e pretende trocá-lo por um seminovo, também pode tentar essa opção por meio do consórcio.

Antes de tudo, faça uma pesquisa na tabela Fipe para entender o valor do seu carro. Leve em consideração que o indexador não considera desgastes naturais, como alta quilometragem, manutenção, batidas e demais avarias do veículo.

Com essa pesquisa, porém, você já tem uma ideia do ponto de partida para avaliação do seu veículo.

Caso queira fazer a oferta de lance para o seu consórcio de automóveis, você pode entrar em contato com a administradora e solicitar uma avaliação do valor do seu carro. Essa avaliação é cobrada e tem validade de 1 mês.

Portanto, só tome essa decisão se realmente estiver certo de que quer oferecer o seu carro como lance.

Com isso, a administradora contrata uma empresa responsável pela avaliação e define o valor do seu carro, que pode ser utilizado como lance no consórcio.

Vale lembrar que a oferta do lance não garante a contemplação. Por isso, acompanhe os valores ofertados mensalmente, para ter uma ideia do melhor momento para fazer a sua oferta e não se frustrar.

Se o seu valor for o maior, você é contemplado e segue para uma análise de crédito. Nessa análise, a administradora faz uma nova checagem dos seus rendimentos mensais e pede uma série de documentações, para garantir a continuidade do pagamento das mensalidades.

Caso ainda esteja com saldo devedor com a administradora, o carro seminovo é alienado junto à empresa. Ou seja, não é possível trocar ou vender o veículo adquirido pelo consórcio sem prévia autorização antes de concluir o pagamento das mensalidades.

Cuide bem do seu seminovo

Uma das maiores vantagens do seminovo é seu valor de compra. Você é menos prejudicado com a desvalorização do modelo com o passar dos anos e, com o valor de um zero km, pode comprar um seminovo mais luxuoso e confortável para toda a família.

Aproveite o bom momento dos seminovos e conte com a flexibilidade do consórcio para comprar o carro que sempre quis, sem pagar entrada ou juros nas parcelas.

Faça uma simulação de consórcio de automóveis e comece desde já a investir no seu carro seminovo.
Simulação Consórcio Carro
chat Eva