Carros elétricos e híbridos: consumo consciente

Carros elétricos e híbridos: consumo consciente

É bem possível que você já tenha ouvido falar sobre carros híbridos. Sabe o que é esse tipo de veículo? Embora muitas pessoas acreditem que esse seja um carro diferenciado, uma espécie de mistura entre dois tipos de veículos que dá origem a algo totalmente diferente, como um carro anfíbio, por exemplo, a caracterização “híbrido” refere-se à forma de alimentação do motor dos veículos.

Os carros híbridos possibilitam o uso de dois tipos de fontes de energia para o funcionamento do motor, que podem ser de origens distintas, como na maioria dos carros híbridos já presentes no mercado automobilístico de todos os países.

Infelizmente, ainda existem poucos veículos dessa categoria, e consequentemente possuem preços mais elevados.

Contudo, por uma série de fatores, as montadoras estão repensando e investindo em projetos para lançarem tantos modelos híbridos quanto aqueles que já possuem a combustão.

Neste artigo você irá conhecer algumas características dos carros híbridos e quais os benefícios e desvantagens da categoria em relação aos carros a combustível.

De um jeito mais específico, é importante saber que o carro híbrido pode ser mais vantajoso até mesmo do que os carros elétricos, categoria que também vem crescendo no setor automotivo.

Benefícios de um carro híbrido

Como já foi mencionado no início deste artigo, o carro híbrido é um veículo que pode ser abastecido por meio de duas fontes de energia para o funcionamento do motor. Isso quer dizer que você terá de gastar com duas fontes de combustível ao invés de uma, da mesma forma que ocorre para os carros a combustão.

Por ter dois motores, o carro propicia economia de gasolina, por exemplo, pois toda a força da qual o veículo depende para se locomover não vem apenas do motor a combustão.

Agora, você pode estar pensando sobre a necessidade de, além de abastecer com combustível, ter de carregar o veículo em fontes de energia elétrica e também ter gastos extras com essa questão.

Entretanto, no caso dos carros híbridos, as baterias elétricas são recarregadas pela energia cinética gerada pela queima do combustível, sem a necessidade da recarga em algum posto de abastecimento elétrico, além do abastecimento com combustível.

O carro híbrido pode ser considerado um veículo sinônimo de economia. Além de não ser preciso a recarga elétrica, ainda gera grande economia de combustível.

Uma viagem com o carro híbrido em rodovia, onde existe maior estabilidade de velocidade, pode ser feita apenas com o motor elétrico, por exemplo. Nesse tipo de viagem, o motorista pode acionar o motor a combustão apenas em trechos nos quais o carro necessite de uma potência maior.

Outro benefício do carro híbrido está relacionado à poluição causada pelos automóveis. Carros que possuem motores somente a combustão geram índices muito maiores de poluentes quando fazemos a comparação entre veículos que possuem também motores elétricos.

Fazendo o uso do motor elétrico e a combustão de forma revezada e conforme a necessidade, o volume de gases poluentes emitidos por um veículo diminui consideravelmente em relação a um veículo movido somente a gasolina, por exemplo.

O carro híbrido é melhor do que o carro elétrico?

Os carros elétricos são outra parte da novidade que vem surgindo no mercado automobilístico nos últimos anos. Existem países que contam com essa tecnologia, juntamente com os carros híbridos, para adiantar o processo de substituição dos veículos a combustão, que deverão ser extintos em alguns anos.

Algumas montadoras, como a Tesla, vêm se especializando na produção de carros elétricos, lançando modelos diversos no mercado automobilístico mundial.

Para que haja a circulação de veículos elétricos em um país, contudo, é necessário que também exista a adaptação para garantir o seu abastecimento. Dessa forma, se torna necessária a criação de mais postos de recarga de energia para as baterias desses veículos quanto há para o abastecimento de veículos a combustão.

Para tudo se tornar popular, ainda levará certo tempo, principalmente em território nacional, em que não há a fabricação de veículos elétricos e todos os modelos de carros da categoria que estão em circulação são importados.

Nessa questão, é possível perceber a vantagem do carro híbrido. Embora ainda seja necessário o consumo de combustíveis fósseis, o carro híbrido é capaz de abastecer as baterias elétricas por meio da queima desses combustíveis.

Por esse motivo, ele não conta com postos de abastecimento de baterias para estar em funcionamento.

Também é importante saber que a maioria dos veículos elétricos projetados até então e que possuem preços mais acessíveis, não são capazes de percorrer longas distâncias com uma carga completa de suas baterias.

Por isso, ou o veículo elétrico poderia ser utilizado apenas em viagens mais curtas ou haveria a necessidade de serem implantados diversos postos de recarga de baterias ao longo das rodovias.

E, como já foi mencionado, a utilização do motor a combustão é reduzido significativamente no momento em que existe outro motor, movido a eletricidade e não-poluente.

Com o aparecimento de diversos modelos de carros elétricos e com a exigência da extinção, em alguns países, dos motores a combustão, certamente irá ocorrer uma grande adaptação no sistema de abastecimento de veículos para que esses carros possam circular normalmente.

Ainda assim, para países como o Brasil, em que a utilização de combustíveis fósseis ainda é permitido para o abastecimento de veículos e no qual uma adaptação para atender veículos de motor elétrico seria mais custosa, investir em um veículo híbrido pode ser a escolha mais assertiva.

Qual a economia geral de um carro híbrido?

Um dos fatores mais positivos dos carros híbridos, está relacionado aos tópicos anteriores, que é a economia de combustível. Tendo em mente que um dos objetivos dos veículos híbridos é diminuir os índices de poluição gerados por automóveis, a diminuição na quantidade de combustível por quilômetro rodado realmente precisa acontecer.

Por exemplo, podemos tomar como exemplo o Prius, indicado como o carro mais econômico do Brasil.

Para esclarecer, a economia de combustível dos veículos híbridos podem ser comparadas ao seu consumo ao de um outro veículo a combustão bastante vendido no Brasil.

O HB20 1.6, da Hyundai, carro tão popular que está entre os mais vendidos no Brasil, chega a percorrer cerca de 8 quilômetros por litro de combustível em trajeto urbano. Já nas estradas, o trajeto percorrido por litro foi de 11,3 quilômetros.

O funcionamento dos motores do carro híbrido com toda certeza não é nada parecido com o funcionamento de um motor a combustão sozinho. Por esse motivo, o consumo de um automóvel híbrido em trajeto urbano é maior do que em rodovias, ao contrário dos veículos a combustão.

Como já foi descrito, o motor a combustão é responsável por ajudar o motor elétrico em trajetos em que existe a necessidade de maior tração, o que geralmente ocorre em rodovias.

Dessa  forma, em área urbana, o carro é capaz de circular apenas com o motor elétrico na maioria do trajeto e, por isso, existe a economia de combustível.

Ou seja, ao fazer o comparativo de consumo entre um veículo híbrido e um veículo a combustão, pode ser que a diferença de consumo em trajeto rodoviário não seja tão diferente.

Ainda assim, nos centros urbanos, a diferença certamente é significativa, visto que um veículo a combustão tem maior consumo para esse tipo de trajeto e o carro híbrido acaba gastando uma quantidade menor de combustível ao circular em áreas urbanas.

Sabendo do consumo do veículo a combustão tomado como exemplo, o HB20, analise, agora, o consumo do Prius em rodovias e centros urbanos.

Na cidade, o Prius gasta um litro de combustível a cada 23,3 quilômetros rodados. Já em rodovias, o consumo é de 18,2 quilômetros por litro.

Foi comparado o consumo dos dois veículos em área urbana, e existe um aumento de 15 quilômetros rodados a cada litro de combustível consumido.

Para ser mais fácil de entender, tratando-se de dinheiro, gasta mensalmente em combustível por um veículo a combustão, usando como exemplo um veículo que circula, de segunda a sexta, 20 quilômetros por dia em área urbana.

Um veículo híbrido, como o Prius ou outro modelo que tenha consumo semelhante ao carro, não chegará a gastar um litro de combustível por dia. Ou seja, seu consumo será de cerca de 850ml de combustível por dia.

Dentro de uma semana, o veículo terá gasto 4,25 litros e, em um mês, 17 litros. Agora tendo como base o valor médio em reais do litro da gasolina comum, cerca de R$4,60, o valor gasto em combustível pelo Prius, ao fim do mês, será de, mais ou menos, R$ 78,20.

Agora, se formos fazer o cálculo para o HB20, o consumo diário, percorrendo 20 quilômetros, é de 2,5 litros de gasolina. O consumo semanal do HB20 será de 12,5 litros e, mensal, de 50 litros.

O valor consumido mensalmente pelo HB20 será, portanto, de R$230,00.

Sendo assim, comparando o consumo das duas categorias de automóveis, é possível visualizar uma economia mensal de R$151,00. Resumindo, o modelo híbrido, que serviu de base para o cálculo, gera um terço dos gastos que o veículo a combustão geraria.

Se chegou até aqui conseguiu perceber que a economia gerada por um carro híbrido é bastante notável. Sendo assim, essa categoria, cumpre muito bem com o propósito de redução de consumo de combustível, o que é positivo tanto para a questão financeira quanto para o meio ambiente.

Gostou desse artigo? Continue nos acompanhando e caso tenha dúvidas, entre em contato conosco.

Simulação Consórcio
chat Eva