Organize suas finanças antes de comprar seu primeiro carro

Organize suas finanças antes de comprar seu primeiro carro

Existem diversos motivos que levam uma pessoa a comprar um carro. Seja pela liberdade de poder se mover, realizar mais viagens pelas estradas ou até mesmo para o trabalho, o automóvel foi e continua sendo um dos bens mais queridos pelo brasileiro.

Quando se trata da compra do primeiro carro, então, é difícil não considerar o lado emocional. Nosso primeiro veículo é marcante: é com ele que serão feitas as primeiras aventuras, em que serão coletados aprendizados importantes para, no futuro, trocar por outros modelos. Porque uma coisa é saber o que fazer com o carro. Outra, totalmente diferente, é vivenciar isso na prática.

Mesmo em um período tão difícil, como a pandemia de Covid-19, o automóvel continua sendo um bem muito desejado pelos brasileiros. Uma pesquisa feita pela Associação Nacional de Veículos Automotores (ANFAVEA) identificou que quase 90% das pessoas interessadas em comprar um veículo queriam realizar a compra o quanto antes.

Embora isso se trate de uma boa notícia para o mercado automotivo, é preciso tomar alguns cuidados antes de pensar na compra do primeiro carro. Ter uma vida financeira bem organizada é essencial. Para que você consiga se preparar, confira nossas dicas a seguir.

O que preciso saber antes de comprar um carro

Antes de tudo, o carro serve para atender uma necessidade. Pode ser a necessidade de se locomover com mais liberdade, de estar pronto para alguma emergência ou até mesmo a necessidade de trabalhar. O fato é que o carro representa um gasto considerável no dia a dia, e não se trata de um investimento, por exemplo.

Além do pagamento das parcelas do carro, é preciso considerar outras despesas com a compra de um modelo, seja zero km ou seminovo:

   • Combustível

   • IPVA

   • Seguro

   • Licenciamento e DPVAT

   • Manutenção

   • Lavagens do carro

   • Garagem

Vale lembrar que existe um custo de depreciação por modelo de carro. Isso significa que, quando você compra um modelo, já precisa ter noção que ele deve se desvalorizar com o passar dos anos. Esse custo pode chegar a até 15% do valor total ao ano, dependendo do modelo que deseja comprar.

De acordo com algumas estimativas, o custo que se paga ao ano para ter um carro pode representar até 30% do seu valor total por ano. Para ter uma ideia de como isso funciona, confira este post.

Como me organizar para a compra de um carro

A partir do momento que você sabe o verdadeiro custo de um carro, fica mais fácil avaliar se a compra de determinado modelo realmente vale a pena.

Para isso, é preciso se organizar financeiramente. Você não precisa ter todo o dinheiro do carro que deseja comprar, por exemplo. Por meio do consórcio, você pode começar esse investimento sem ter que pagar entrada ou juros.

Nessa modalidade, você não sai com o bem na hora, como acontece com o financiamento, por exemplo. Porém, você paga um valor mais próximo a prazo do seu verdadeiro valor. Isso porque as taxas do consórcio não ultrapassam 20% do total do bem, além de dar a possibilidade de ter acesso à carta de crédito, que tem poder de compra à vista do modelo que você tanto deseja.

Assim, enquanto realiza o pagamento de uma cota de consórcio de automóveis, pode ir se preparando para os custos de se ter um carro. Uma boa forma de fazer isso é fechar um contrato com uma mensalidade que não represente um peso nas suas finanças pessoais.

Você pode identificar o valor das mensalidades já na etapa de simulação. Depois de escolher o total da carta de crédito, que representa o valor do carro que deseja, e o total de mensalidades, você já sabe quanto teria que pagar por mês para investir na sua cota.

Selecione o valor que melhor atende à sua necessidade. O ideal é que, com parte dos seus rendimentos, você consiga juntar um dinheiro para ter uma boa reserva quando for contemplado com o seu veículo.

Esse valor reservado pode servir para diversas finalidades:

   • Ter um bom dinheiro guardado para, ao receber o carro, conseguir se planejar melhor para as despesas do veículo;

   • Você pode usar parte do dinheiro para fazer oferta de um lance e, assim, se organizar para diminuir o tempo que pagaria pelo consórcio e ter acesso ao seu veículo mais rapidamente;

   • Também é possível utilizar o valor para pagar as parcelas remanescentes do consórcio, mesmo depois de contemplado.

Que modelo de carro posso escolher com o consórcio?

Uma das grandes vantagens de investir em um consórcio é que você não precisa decidir que modelo deseja comprar antes de começar a pagar.

Com a carta de crédito, você pode comprar tanto um modelo zero km, quanto um seminovo - contanto que tenha, no máximo, até três anos de uso e apresente boas condições.

Considere as vantagens dessas duas opções: um carro zero pode sair mais caro, mas vai demorar mais tempo até a primeira manutenção, além de oferecer boas garantias por meio da fabricante; com o dinheiro de um carro novo, porém, você consegue comprar um seminovo mais luxuoso, mas precisa tomar cuidado com gastos adicionais de manutenção, dependendo dos proprietários anteriores.

Por que o consórcio é a melhor forma de comprar um carro

Além de ajudar na economia de um valor que teria de pagar por entrada, com o consórcio você não paga juros e consegue conciliar muito bem com os seus rendimentos mensais.

Ao facilitar para que o comprador consiga se planejar melhor, o consórcio se destaca como uma modalidade flexível e que se adequa muito bem ao planejamento a médio e longo prazo.

Com preparo, pesquisa e paciência, você vai conseguir investir no seu primeiro carro sem ter que pagar mais que o dobro de seu valor a prazo.

Portanto, faça já uma simulação de consórcio de automóveis e junte-se a milhões de brasileiros que já realizaram o sonho do primeiro carro, seja seminovo ou zero km.
Simulação Consórcio Automóvel
chat Eva