Os principais cuidados na hora de vender o seu carro

Os principais cuidados na hora de vender o seu carro

Ano novo, carro novo! E na hora de vender o seu carro antigo, existem dicas para que você valorize o seu usado da melhor maneira possível, e assim consiga o melhor preço. Além, claro, de fazer com que o comprador tenha a melhor experiência possível comprando o seu veículo.

Mas o mais importante na hora de vender o seu carro, é que não podemos esquecer que você pode ficar exposto a possíveis golpes, por isso é importante tomar muitos cuidados nessa hora. Pensando nisso, preparamos uma lista com as principais precauções que você deve tomar nesse momento. Confira a seguir:

Cuidados em vendas pela internet

Um dos maiores pontos de compra e venda de carro atualmente são os sites de revenda. Eles são muito boas opções para dar mais visibilidade na hora da venda do carro, e grandes facilitadores, porém, com certeza, é onde existem mais golpes e fraudes. Por isso, existem regras de segurança para você se certificar que está fazendo seu negócio com a maior segurança possível.

Um dos golpes mais frequentes nessas situações é marcar o encontro para ver o carro, e em seguida assaltar o dono do carro, muitas vezes levando o próprio carro. Também é comum o comprador chegar a dar uma entrada e fugir com o carro, sem pagar o preço completo. Por isso, quando você fizer a compra pela internet e for mostrar o carro para o possível comprador, marque o encontro em um lugar público com mais pessoas por perto. Nunca marque na sua própria casa, pois o ladrão pode ainda por cima estar de olho para assaltar sua residência. Especialistas sugerem estacionamentos de lugares públicos, como parques e shoppings. De preferência faça esse processo com mais pessoas, principalmente se você for mulher.

Quando fechar o negócio

Se você estiver lidando direto com o comprador, não parcele o valor do veículo por conta própria. Como dissemos, é comum os golpistas falarem que vão pagar o restante no mês seguinte e desaparecer. Só aceite parcelamentos, caso você esteja lidando com uma concessionária, empresas especializadas em vendas de carros, ou caso seja uma pessoa do seu convívio que você confia.

Certifique-se também que o valor foi transferido para a sua conta. Os golpistas também costumam fazer depósitos falsos para pegarem o carro, e você só descobre quando o depósito não cai na sua conta. Então não deixe de checar no banco se o valor está correto e já na sua conta bancária.

Cuidados com o carro

Antes de pensar em vender o seu veículo, é importante que você faça uma revisão completa do carro com um mecânico de confiança. Cheque todos os detalhes, inclusive óleo e filtros, para que depois você não precise ficar na dúvida caso ocorra algum problema que não seja de sua responsabilidade.

Uma boa técnica é combinar com o próprio comprador para que ele acompanhe essa revisão geral. Assim, ele não terá argumentos de que o carro está com eventuais problemas no futuro.

Além disso, seja o mais transparente possível na hora de anunciar. Tire boas fotos detalhadas com descrição completa do carro. Faça também uma lavagem completa tanto externa quanto interna. Caso o carro tenha alguma avaria, de pintura, ou mecânica, deixe isso bem claro também na hora de vender. É melhor vender um pouco mais barato, mas não ouvir reclamações no futuro.

Depois de encontrar um comprador confiável

Para evitar que multas e eventuais cobranças ainda cheguem na sua casa é essencial fazer todo o processo completo de transferência do veículo. O prazo para cumprir a transferência é em até 30 dias depois do preenchimento  do Certificado de Registro (CRV). Inclusive existe uma multa para caso esse prazo não seja cumprido.

É de suma importância que você preencha o CRV (Certificado de Registro) para não correr o risco de que eventuais golpistas preencham com dados falsos ou até mesmo passem o veículo para outra pessoa sem o seu conhecimento.

Depois do processo concluído, não esqueça de manter toda a documentação guardada para você conseguir comprovar que o veículo foi vendido de forma correta, evitando maiores problemas no futuro.

Por último, leve os documentos ao DETRAN e comunique que você não é mais dono do veículo. Assim como guardar os documentos e preencher o CRV, essa etapa conclui o processo e faz com que seu nome seja desvinculado do veículo.

É essencial tomar o máximo de cuidados nessa hora justamente para que você não tome multas ou sofra eventuais golpes por uma propriedade que não é mais sua.

Tá pensando em trocar o seu carro? O consórcio de carros da Embracon te ajuda. Faça uma simulação e veja os benefícios.
Simulação Consórcio Carro
chat Eva