O que você precisa saber sobre consórcio de intercâmbio

O que você precisa saber sobre consórcio de intercâmbio

Participar de um intercâmbio é uma experiência cada vez mais procurada e um sonho para muitos: descobrir novas culturas, idiomas e diferentes formas de viver. Há muito tempo é uma experiência cara, mas o consórcio é uma das alternativas que viabiliza esse projeto pessoal

Por seu custo ser mais acessível do que um empréstimo ou financiamento, muitas pessoas optam por fazer parte de um consórcio. Então, vamos explicar os principais pontos para fazer parte.

Como se programar para o seu intercâmbio?

O seu intercâmbio é uma experiência única e você precisa fazer certo planejamento com antecedência. A primeira coisa, é claro, é definir o seu destino. O sonho começa aí, certo?

Considerando o seu destino, também é importante que você se planeje financeiramente, e este talvez seja um dos pontos mais importantes para ter um intercâmbio tranquilo: saber quanto custa, em média, a viagem, a emissão dos documentos necessários, o custo de vida no país que você escolheu.

Tudo isso demanda certo investimento e é por isso que muitas pessoas estão escolhendo o consórcio para investir no intercâmbio, pois oferece mais vantagens e permite ter mais controle sobre o valor investido.

Definição do país e da escola

Se ainda não sabe qual país escolher, faça uma lista de pelo menos três que falem a língua ou tenham o curso que você deseja. Pesquise sobre a moeda local para conhecer qual o valor de câmbio em relação ao Real, o que pode aperfeiçoar o orçamento.

Veja também se este é um lugar com fama de “caro”. Outros detalhes que contam na hora da escolha são o clima e os costumes. Imagine se você não suporta frio e for parar em uma cidade que, apesar de mais barata, tem um inverno rigoroso. Pense nisso, pois os gastos com roupas adequadas podem ser expressivos.

Depois da escolha do destino, vem a etapa de optar por uma escola. Os valores das que oferecem cursos de idiomas são cobrados por semana e podem variar muito. Já os dos cursos de graduação ou pós costumam ter tarifas anuais. Além dos preços, pesquise a reputação e o grau de satisfação dos alunos das instituições. Outra dica é saber sobre feriados e férias locais, o que pode fazer diferença na hora de marcar a data da passagem. Sobre a acomodação, o mais seguro é fechar via escola, seja para hospedar-se em casa de família ou residência estudantil.

Documentação e vistos

Está com o passaporte em mãos? Se não, você pode consultar os procedimentos para consegui-lo no site da Polícia Federal. Para obter o visto de entrada, vale verificar a regulamentação do país que você escolheu no site de sua embaixada.

Em geral, quando você vai estudar fora os documentos exigidos são: passaporte, passagens de ida e volta, visto (se necessário), seguro saúde, comprovante de acomodação e informação sobre a quantia de dinheiro que você está levando, seja em espécie ou cartão. Lembre-se que as fiscalizações fronteiriças avaliam se o valor é suficiente, então pesquise sobre quanto você vai precisar para entrar em cada país.

Tenha um planejamento realista para os gastos

Principalmente porque existem gastos que você tem que garantir antes e durante a sua viagem e o consórcio realmente é a melhor forma de se planejar bem.

Veja bem, o consórcio de intercâmbio não tem juros — isso já faz toda a diferença, porque você não vai pagar mais do que realmente vai gastar. Mais que isso, o parcelamento é excelente, o que torna as parcelas pequenas e fáceis de manejar no seu orçamento.

Como funciona o consórcio de intercâmbio?

Todo mundo adora viajar. Conhecer pessoas diferentes e outras culturas é sempre muito enriquecedor. Mas antes de qualquer viagem, um bom planejamento é essencial. Qualquer intercâmbio envolve custos, como cursos, hospedagem, passagem aérea e alimentação. Então, para aquela viagem tão esperada, você pode contar com a ajuda de um consórcio de serviços.

O primeiro passo é anotar tudo no papel. Defina exatamente seus objetivos (se você quer apenas estudar ou estudar e trabalhar), para onde vai, quando vai e quanto quer investir no intercâmbio. O investimento estará diretamente vinculado à carta de crédito, pois o consórcio poderá ser utilizado para pagar os serviços. Tudo depende do investimento que você está disposto a fazer.

Todos os contratos de consórcio de intercâmbio têm valor e duração pré-determinados. Isso significa que mesmo que você receba uma carta de crédito dentro do prazo, você deve continuar pagando parcelado até o final do contrato.

chat Eva