O que é o seguro no consórcio?

O que é o seguro no consórcio?

Ao contratar um tipo de serviço ou realizar o pagamento de um bem de alto valor, é comum que as empresas responsáveis ofereçam um tipo de seguro para as pessoas. O seguro possibilita lidar com situações adversas que possam prejudicar o consumidor no futuro. Para isso, é cobrado um valor mensalmente, que vai dar a garantia de que tudo irá dar certo mesmo nos momentos mais complicados. 

Em sua essência, o seguro serve como uma proteção adicional em casos que possam deixar o seu bem vulnerável. Trata-se de um valor pequeno, geralmente cobrado por mês, que garante a preservação do bem ou serviço em que se está investindo. 

Geralmente a empresa que está oferecendo o serviço possui a opção de seguro. Para isso, porém, ela pode contar com o serviço de uma empresa terceira, que é especializada nesse tipo de proteção. 

Você sabia que, ao fechar um contrato de consórcio, também pode contar com o seguro? Ele ajuda você a lidar com momentos mais complicados e pode ser um importante aliado na jornada da conquista do seu bem. 

A seguir, vamos explicar como funciona o seguro de um consórcio e como você pode fazer para contratá-lo. 

Como funciona o seguro de um consórcio? 

Em um consórcio, você investe diretamente no valor de carta de crédito que vai possibilitar a compra do bem que selecionou - pode ser um imóvel, automóvel, moto, veículo pesado ou um tipo de serviço. 

Ao fechar o contrato, é preciso pagar normalmente as mensalidades. Só assim você conseguirá participar dos grupos e ficar elegível para a contemplação

Quando você deixa de pagar duas ou mais mensalidades em sua cota, a administradora já o encara como um desistente do consórcio. Para proteção dos demais integrantes, que contam com o valor do fundo comum, que é para onde vão as mensalidades, as administradoras já solicitam o cancelamento diante de uma situação de inadimplência dessa magnitude. 

Com a contratação de um seguro, porém, você pode ficar tranquilo. Pode acontecer de você e sua família passarem por um momento difícil, como perda de emprego, diminuição da renda ou até mesmo se ver obrigado a direcionar parte substancial de seus rendimentos mensais para lidar com alguma doença familiar, por exemplo. 

Diante dessas situações, o seguro ajuda a lidar com o pagamento de algumas mensalidades. Para isso, é preciso contratar o seguro, que serve para lidar com o pagamento de algumas mensalidades como proteção ao consumidor. Dependendo do tipo de seguro, você pode contar com o pagamento total ou parcial de sua cota em momentos de adversidade. 

O objetivo do seguro prestamista é garantir que o segurado consiga quitar uma dívida no caso de morte, invalidez ou até mesmo perda de emprego. Isso garante a quitação de algumas parcelas (ou, dependendo do caso, até a totalidade) da dívida no caso de qualquer tipo de imprevisto. 

Em casos de desemprego involuntário, ou seja, caso tenha sido demitido do emprego, o segurado pode contar com uma tranquilidade de até 6 parcelas pagas do seu consórcio. Essa garantia só pode ser acionada uma vez por ano e fica sujeita ao contrato fechado com a seguradora. 

Veja os casos em que o seguro prestamista pode te auxiliar: 

  • Cobertura de morte ou invalidez total por acidente: nessas duas situações, a cobertura do seguro garante o pagamento das prestações do consórcio.  

  • Cobertura por perda de emprego de carteira assinada (CLT): se você trabalha no mercado formal, pode contar com o pagamento de até 6 mensalidades de sua cota, caso seja demitido.  

Como fazer e quanto custa um seguro de consórcio? 

Após passar por todo o processo de simulação de consórcio, um especialista entra em contato, para tirar todas as dúvidas da categoria e entregar o contrato de adesão. 

Nesse momento, você será questionado se quer a contratação do seguro.  

O valor de seguro depende do valor da carta de crédito selecionada, além do tipo de bem e da quantidade de mensalidades. Por conta disso, fica difícil estipular qual seria o valor médio desse tipo de serviço. 

No mercado, os valores mais praticados vão de 2% a 5% do total da parcela. Ou seja, se a mensalidade for R$ 1.000, por exemplo, você tende a pagar algo em torno de R$ 30 a R$ 50 de acréscimo a cada mês. 

Porém, cada seguradora aplica um tipo de precificação que leva em consideração o valor da parcela, prazo de financiamento e até mesmo a idade do segurado.  

Outro fator que é levado em consideração é o bem final: o seguro prestamista para um veículo possui taxas diferentes de um seguro para consórcio imobiliário, por exemplo. 

Quando empresas de consórcio possuem um tipo de parceria direta com seguradoras, o índice tende a ser menor. Ao optar pela Embracon, você terá taxas mais atrativas de seguro por meio da Embracon Corretora de Seguros. 

Faça uma simulação de consórcio e conte com o seguro para se prevenir de situações complicadas que possam prejudicar a realização do seu sonho. 

chat Eva