Vale a pena investir em renda fixa?

Vale a pena investir em renda fixa?

Você já se perguntou se é possível fazer um investimento com segurança e que seja rentável? Na teoria, o investimento na renda fixa traz esse conforto pra você, confira neste artigo as principais formas de investir e esclareça suas dúvidas sobre o tema.

Mas o que é a renda fixa?  

A renda fixa é uma categoria de investimento em que a rentabilidade é previsível. Na prática, deve ser a base do seu patrimônio, já que é um investimento de segurança. Simplificando, entende-se por renda fixa qualquer tipo de investimento, que tenha as regras definidas na aplicação a títulos. Essas regras estipulam o prazo e a forma de cálculo que a remuneração será paga aos investidores.

Como funciona a renda fixa?  

O investimento em renda fixa é equivalente a emprestar seus fundos ao emissor. Em troca, você receberá uma taxa fixa de retorno, que é definida no momento da compra.  

Os recursos captados são utilizados para financiamento de projetos, quitar dívidas ou desenvolver áreas específicas, como agronegócio e imobiliário. Portanto, ao investir em títulos de renda fixa, você não só ganha dinheiro, mas também ajuda no desenvolvimento de instituições e setores de importância para a economia.

Qual o rendimento da renda fixa?

A renda fixa, embora o nome, varia de acordo com o investimento escolhido. A principal referência para essa modalidade de aplicação é o CDI (Certificado de Depósito Interbancário), que está intimamente relacionado à taxa básica de juros. Ou seja, o retorno mínimo que os investidores de renda fixa costumam esperar é de 100% do CDI.  

No caso de isenção tributária, a taxa de retorno dos ativos de renda fixa pode ser inferior a 100% do CDI. Mas investir e obter um retorno muito abaixo disso significa que seu investimento e desempenho estão abaixo das principais referências de mercado.

Se você abrir mão de um pouco de segurança, prazo e / ou liquidez, outros investimentos de renda fixa podem render retornos muito maiores do que o CDI. Um bom exemplo é o IPCA + Ministério da Fazenda. Seu rendimento pode ser muito superior ao título do tesouro selic, mas se for vendido antecipadamente, se o mercado estiver em tendência de queda, pode apresentar um desempenho negativo.

Modalidades dos títulos de renda fixa

A renda fixa proporciona uma série de investimentos, que são classificados em categorias de acordo com o tipo de rentabilidade. É interessante entender o funcionamento de cada taxa de rendimento e optar pela que mais se alinha aos seus objetivos enquanto investidor. Confira abaixo como são classificados os títulos com exemplos de renda fixa.

Títulos prefixados

Os títulos prefixados são investimentos de renda fixa com uma taxa fixa de retorno, como 8% ao ano. Independentemente do que aconteça no mercado, essa receita permanecerá até o vencimento. Ao aplicar seus recursos nesses títulos, não haverá surpresas no dia do resgate, pois, na hora da compra, você já sabe exatamente quanto receberá no futuro.

Para aqueles que acreditam que as taxas de juros da economia continuarão baixas ou cairão ainda mais, geralmente é recomendada uma taxa de juros fixa. Outro objetivo dessa categoria é quando você precisa investir em renda fixa agora para resgatar um certo valor no futuro.

Títulos pós-fixados  

Os pós-fixados especificam-se a aplicações que possuem rentabilidade atrelada a índices econômicos, como taxa Selic e CDI. Portanto, o emissor paga um determinado percentual do índice a cada ano, como 120% do CDI. Como esses indicadores variam ao longo do tempo, os retornos seguem o mesmo comportamento. Portanto, se o índice aumentar, seu rendimento também aumentará e vice-versa.  

Ao investir nesta categoria, você só pode prever quanta receita seus fundos irão gerar antes da data de expiração. Esses títulos também são preferidos para aqueles que desejam escolher o mercado, especialmente quando as taxas de juros estão subindo.

Títulos híbridos

Os títulos híbridos são conhecidos por fornecer lucros reais aos investidores. Portanto, podem ser recomendados para quem deseja um retorno superior à inflação. Esses títulos também são considerados para proteger o dinheiro e manter o poder de compra no futuro.

A aplicação da taxa mista de retorno é composta por uma parte fixa e outra variável, como 5,0% + IPCA. Portanto, ao investir neste título, você terá 5% a mais do comportamento oscilante do IPCA. Se aumentar, sua receita aumentará e vice-versa.

Quais são os principais investimentos de renda fixa?

Tesouro Direto e CDB são os investimentos mais famosos da categoria, vamos conhecer um pouco de cada um.

Tesouro direto

Este é um investimento de renda fixa emitido pelo governo. Basicamente, os fundos são usados ​​para o desenvolvimento em áreas como saúde, infraestrutura e educação. O Tesouro Direto  oferece três tipos de títulos:

  • Por índices de preços: IPCA+ e Tesouro e IPCA + Tesouro com juros semestrais;
  • Prefixados: Tesouro Prefixado e Tesouro Prefixado com Juros Semestrais;
  • Indexado à taxa Selic: Tesouro Selic

CDB

O Certificado de Depósito Bancário (CDB) é um certificado de depósito bancário. É um título de renda fixa emitido por um banco. Uma das maiores vantagens do CDB é a segurança, pois possui cobertura de FGC de até 250 mil reais.

A taxa de retorno geralmente está atrelada ao CDI. Portanto, este é um dos investimentos mais famosos desta categoria. De modo geral, os CDBs emitidos por bancos pequenos oferecem rendimentos mais altos. Ao investir em um período mais longo, a taxa de retorno geralmente é mais alta.

É seguro investir em Renda Fixa?

Embora sejam mais previsíveis do que os investimentos de renda variável, os investimentos de renda fixa não são totalmente livres de riscos. O mais óbvio deles é o risco de crédito, que envolve a possibilidade de perda devido à capacidade financeira insuficiente da empresa emissora - ou seja, uma possibilidade de inadimplência. Existem investimentos conservadores e investimentos ousados, isso vai fazer com que o grau de risco varie.

Quais as vantagens de investir na renda fixa?

  • Segurança;
  • Alta liquidez;
  • Possibilidade de isenção do imposto de renda;
  • Possibilidades diversificadas com segurança e lucratividade;
  • Antevisão.

Gostou desse artigo? Continue nos acompanhando para ter acesso a mais conteúdos como esse.

Simulação
chat Eva