Guia para quem vai morar sozinho: organização financeira

Guia para quem vai morar sozinho: organização financeira

Sempre chega aquele momento de "bater as asas" e deixar a casa dos pais, não é mesmo? Essa não é considerada uma tarefa tão fácil, principalmente se tratando do financeiro. Por este motivo, te daremos um guia prático de como morar sozinho sem muito sofrimento.

Independente da pessoa, ou da idade, mudanças são sempre difíceis. Por isso, o planejamento tem que ser o primeiro item da lista. Sem organização, as coisas podem não ocorrer como você deseja.

Uma coisa é certa, a casa dos nossos pais é um verdadeiro ninho, tudo é mais confortável e acolhedor. Muitas vezes até nos parece fácil manter o dia a dia e se organizar sozinho.

Mas fique calmo! Morar longe dos pais, seja para estudar ou por trabalhar o autoconhecimento e independência, te ajuda a crescer. Tenha paciência e disciplina.

Vamos te ajudar!

O que preciso para morar sozinho?

Assim que você decidir morar sozinho, alguns hábitos precisam ser alterados. O primeiro passo é começar a se testar.

Em outras palavras, daqui para frente, tente fazer a maioria dos serviços de casa - seus pais agradecem. Caso fosse necessário trocar uma resistência de chuveiro, uma torneira, limpar a casa, etc. Como você se sairia, pediria ajuda de quem?

Dessa maneira, você vai passar a ter uma ideia do que será morar sozinho. Vale ressaltar que você estará sem seus pais para ajudá-lo. Esse é um bom jeito de se preparar para os imprevistos.

Tente iniciar diálogos com seus pais sobre o planejamento financeiro. Você conseguirá se manter somente com o seu dinheiro do trabalho ou ainda vai precisar da ajuda deles?

No começo alguns pais até topam ajudar e dão aquele empurrão básico com relação a caução, e até se oferecem para ser fiador de imóveis. Sempre é bom ter uma força da família para se planejar muito bem.

Se a sua mudança tiver o objetivo de somente estudar, os pais vão precisar ter cuidado redobrado. É necessário uma organização, já que no orçamento agora vão estar duas casas, duas contas (água, energia, internet) e transporte para pagar.

Considere sempre seus estudos e necessidades básicas, como alimentação e hobbies.

Guarde dinheiro

Com toda a preparação para morar sozinho, é fundamental calcular o quanto você precisa para se sustentar. Claro que, serão contas aproximadas, mas ajudam a saber se é necessário cortar gastos e economizar.

No momento que estiver se sentindo seguro para sair de casa, comece a guardar dinheiro. O mais indicado é economizar o salário (caso já trabalhe) por cerca de um ano.

Essa fase de poupar pode ser mais fácil, já que ainda está sob os cuidados dos pais. Não perca a oportunidade de colocar em uma poupança ou investimento que renda mais, como o Tesouro Direto.

Esse será o valor que vai ter disponível assim que sair de casa, vai servir para você dar início a sua "nova vida". Na compra de móveis, comida, produtos de higiene e tudo o que você precisa para viver confortavelmente.

Preveja seus gastos para morar sozinho

Ainda falando de planejamento, é de extrema importância que você conheça os seus gastos quando for morar sozinho. Comece fazendo um levantamento com os valores como:

   • Aluguel

   • Transporte

   • Contas – energia, água, internet

   • Gastos do dia a dia

Para o aluguel, você tem à disposição os sites de imobiliárias. Empresas de locação exibem o catálogo das casas, apartamentos, kitnets, e os preços. Verifique também se existe alguma conta já embutida no valor, como água ou IPTU.

Para o transporte, esteja sempre por dentro da passagem de ônibus, ou qual a média que costuma gastar com serviço de aplicativo de viagem, como Uber, 99, Cabify, etc.

As contas você também pode fazer uma média. Geralmente, as cidades cobram o mínimo do valor da água. Se tiver amigos residindo na cidade para que você vai morar, pergunte quanto pagam em média de energia e internet.

Serviços de internet você também pode verificar os planos pelo site. Analise as promoções e descontos na instalação – que geralmente tem um valor mais alto, mas pode ser parcelado.

E os gastos de rotina você pode calcular no seu dia a dia mesmo. Sempre anote seus gastos de uma semana ou do mês para ter ideia do que você vai gastar sozinho.

Cuidado com as compras para a casa

A primeira impressão é que tudo no supermercado foi feito para casais ou famílias. Por esse motivo, comprar comida em porções menores normalmente acaba saindo mais caro – as “embalagens para solteiros” sempre tem um valor mais elevado.

A opção recomendada é comprar as embalagens de tamanho normal e congelar o que der. Do pão e dos frios até carnes e molhos, é possível congelar quase tudo sem perder o sabor. Só não deixe de anotar as datas de congelamento e acompanhar os prazos de validade!

Seja realista com os seus luxos

Pense se realmente é necessário ter uma TV a cabo. Ou ter uma despensa recheada de guloseimas.

Independente de qual seja seu luxo, você precisa ser realista e ir com calma. Reserve 30% do seu salário para os gastos supérfluos – e tome cuidado para não dominar o seu orçamento.

Comprar ou alugar um apartamento/casa?

Sair da casa dos pais, pode ser uma das decisões mais difíceis da sua vida.

Mas afinal de contas, o que vale mais a pena: comprar ou alugar um imóvel? São diversas condições e opções para alugar ou comprar um imóvel - mas ambos requerem organização financeira.

Um exemplo, caso você não possua a quantia necessária para comprar um imóvel ou ao menos pagar a entrada, optar por alugar pode ser mais adequado a curto prazo, mas todos sabemos que não é a melhor alternativa.

Se você tiver pouco dinheiro para dar de entrada, o valor da prestação de um financiamento ficará extremamente alto, especialmente se comparado a uma compra à vista. Ainda que seu salário seja capaz de cobrir esse valor, às vezes é melhor não arriscar.

E é aí que a opção de consórcio de imóvel torna-se vantajosa para compra. O consórcio não exige entrada e não cobra juros, isso garante que você mantenha o orçamento em dia e dê um lance com o dinheiro poupado para antecipar a contemplação.

Com a carta de crédito em mãos, sua conquista será atingida. E o melhor: sem grandes burocracias. Vale a pena investir nessa modalidade!

Controle financeiro pessoal com a Embracon!

O consórcio pode ser uma excelente forma de você investir com segurança, o tipo perfeito para quem não tem disciplina na hora de poupar: sua cota mensal poderá ir para os valores de lance do consórcio. Fora isso, é ideal para quem tem um bom capital em mãos e busca aumentar seu patrimônio a custos baixos.

A Embracon é reconhecida no mercado há mais de 30 anos, especialista no ramo de consórcios no Brasil, o que a torna a melhor opção para quem deseja fazer um consórcio de imóvel.

Faça uma simulação agora mesmo!


Simulação Consórcio Imóveis
chat Eva