Criolipólise: o tratamento de beleza de maior sucesso no Brasil

Criolipólise: o tratamento de beleza de maior sucesso no Brasil

Devido a nova onda de informações nos canais digitais, muitas pessoas estão à procura de um tratamento de beleza eficaz, capaz de resolver aquele incômodo da gordurinha localizada.

Graças a internet, estudar esses procedimentos fica mais fácil, e quem busca métodos para eliminar a gordura acaba se deparando com tudo, desde rigorosas dietas a shakes que prometem soluções rápidas e milagrosas, até as coisas que funcionam de fato. Afinal, na maioria das vezes, algumas dietas milagrosas acabam sendo frustrantes.

Segundo um relatório elaborado pela Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica, o Brasil está na lista como o segundo país que mais realiza procedimentos estéticos em todo o mundo, perdendo apenas para os Estados Unidos.

Contudo, muitas vezes não se trata apenas de questão estética, a segurança e a eficácia devem ser levadas em consideração na hora de buscar alternativas que corrijam as imperfeições, que muitas vezes, refletem na autoestima e no psicológico dos pacientes.

Sabemos que, com a busca incessante pela solução, acabamos deixando de lado, algumas vezes, informações sobre a segurança do método. Lembre-se que não existe problema em desejar se sentir melhor com o seu corpo, mas, tenha em mente de que é imprescindível ter cuidado e coletar o máximo de informações na hora tomar a tão esperada decisão.

O jeito mais correto e eficaz para combater a gordurinha localizada indesejada é através da criolipólise, que está ficando cada vez mais conhecida no mercado de estética brasileiro por causa de seus ótimos resultados.

O que é criolipólise?

Quando você procura pelo procedimento, existem diversas explicações técnicas e resultados que foram obtidos, ainda assim, por se tratar de uma técnica que está em ascensão, é normal ocorrer dúvidas sobre o tratamento que foi criado por pesquisadores da renomada Universidade de Harvard, nos Estados Unidos.

Na teoria, a criolipólise é um procedimento não invasivo que promove a sucção da pele através do subcutâneo, que é resfriado entre duas placas de congelação. Em outras palavras, a técnica consiste em congelar as células da gordura, uma vez que são extremamente sensíveis a baixas temperaturas. Dessa forma, é possível reduzir consideravelmente as gorduras localizadas.

Entenda como surgiu esse tratamento de beleza

Os primeiros estudos sobre a criolipólise começaram em 2008, em Harvard, nos Estados Unidos, pelos médicos Rox Anderson e Dieter Manstein depois de observarem alguns eventos raros denominados paniculite do picolé. É um nome difícil e cômico ao mesmo tempo, mas vamos tentar explicar de um jeito mais simples.

Acontece que, crianças que comiam picolé, sorvetes e alimentos gelados com mais frequência apresentavam uma redução no volume dos lábios e das bochechas, e tinham mais covinhas que as demais. Isso foi um dos fatores que fez com que os pesquisadores começassem a se perguntar se o frio teria algum papel na redução de gordura nessas áreas.

E realmente, após alguns estudos, essas observações mostraram que a gordura era mais sensível ao frio do que a própria pele e os tecidos adjacentes. Por esse motivo, estudos mais aprofundados começaram a ser feitos.

Eles foram realizados, inicialmente, em porcos, que tiveram diversas regiões do corpo submetidas a temperaturas que variavam de 20ºC a -7ºC. Depois da exposição às baixas temperaturas, constatou-se uma redução de até 50% de gordura 6 meses após a realização dos testes.

Foi no ano de 2009, que os primeiros estudos com seres humanos começaram, onde se constatou uma redução de até 25% de gordura na região alterada sem haver mudanças dos níveis séricos.

Então, em 2010, a criolipólise foi liberada para o uso comercial e se difundiu, chegando aqui no Brasil em 2012, se tornando uma técnica popular para se livrar daquela gordura localizada!

Para que serve?

A criolipólise é uma técnica recomendada para pessoas que possuem e querem se livrar da gordura localizada, mas que ainda não enfrentam sobrepeso. Além de ser, um procedimento não invasivo e relativamente seguro.

É válido ressaltar que a criolipólise não é indicada para quem quer emagrecer, mas pode auxiliar no processo de emagrecimento! Afinal, trata-se de um procedimento que busca somente reduzir a gordura localizada, ou seja, aquela pochete que todo mundo quer se livrar, mas é muito difícil mesmo com muita dieta e prática de exercícios.

Como é feito?

Primeiramente, você precisa passar por uma consulta médica para saber se existe a necessidade e se você pode ou não realizar o procedimento. Só depois de ter checado todos os pré-requisitos é que você deve buscar pelo procedimento.

Já na clínica de estética, o profissional responsável pela aplicação vai fazer uma medição da prega cutânea da região que você deseja tratar para se certificar de que você pode ser tratado. Com a ajuda de um adipômetro, ele vai tirar sua medida e se o resultado for inferior a 2 cm, a criolipólise vai ser contraindicada.

Na situação em que o especialista verificar que você está habilitado para fazer o procedimento, é hora de dar todos os detalhes do que irá acontecer, o tempo necessário em cada sessão e em quanto tempo você verá os resultados.

No dia do procedimento, o médico ou responsável irá colocar uma capa protetora anticongelante sobre a área em que a criolipólise será realizada para a proteção da pele. O uso dessa capa é obrigatório para proteger a pele, uma vez que a gordura é submetida à uma temperatura que varia entre -5ºC e -10ºC.

Na sequência, ele vai colocar a ponteira do aparelho na região. Essa ferramenta mede por volta de 20cm quadrados para que possa abranger o maior espaço possível. Um vácuo vai ser criado dentro desse compartimento, fazendo com que a gordura localizada seja sugada inteiramente para dentro dele.

No começo, é normal sentir uma leve sensação de calor que será, em seguida, substituída pelo frio. É possível que no início do processo, você possa sentir alguma dor e até um desconforto, mas, conforme o tempo vai passando, a área tratada vai ficando dormente e o desconforto se esvaece.

Cada sessão vai durar em média de 40 minutos à 1 hora. Nesse período, você é livre para ler revistas, mexer no celular e se entreter de alguma forma para esperar o tempo passar.

Contudo, as sessões vão durar esse tempo apenas se você for realizá-la em uma única área do corpo. Se a sua intenção for realizar o processo nas nádegas e na barriga, por exemplo, as sessões podem durar até mesmo 4 horas.

Vale ressaltar que só é permitido realizar o procedimento em no máximo 4 regiões diferentes no mesmo dia.

Contratar consórcio para criolipólise

Você já percebeu como esse processo pode trazer benefícios para conseguir o corpo dos sonhos, mas talvez você não tenha dinheiro para começar o processo.

Sabia que você pode fazer um consórcio de serviços para realizar a criolipólise?

Com o crescimento da modalidade, muitas pessoas têm buscado o consórcio para contratar serviços diversos, que variam de festas de aniversário, formaturas e casamentos a cursos, cirurgias estéticas, viagens, entre outros.

Funciona da seguinte forma: primeiramente o consorciado deve ter em mente o valor que vai gastar com o serviço. Depois, ele deve adquirir a carta no valor que deseja e aguardar ser contemplado.

O que você está esperando? Simule um consórcio com a Embracon  e conquiste o corpo dos sonhos!
Simulação Consórcio Serviço
chat Eva