As melhores dicas para economizar na hora de comprar material escolar

As melhores dicas para economizar na hora de comprar material escolar

O ano escolar está começando e com ele vem a compra do material escolar das crianças. Essa tarefa muitas vezes, se não feita de forma planejada e com antecedência, pode significar um rombo no orçamento. Para ajudar nessa missão, montamos uma lista de dicas para economizar nessa hora e fazer bons negócios. Confira a seguir.

Reciclar

Ser sustentável é sempre uma ótima pedida, tanto para o nosso bolso, quanto para o meio ambiente. Então, faça uma criteriosa busca no material escolar antigo dos seus filhos e veja o que pode ser reutilizado. Apontador, estojo, compassos e réguas, tesoura, mochila e até canetas e lápis. Claro que os itens devem estar em boas condições, então sempre lembre seu filho ou filha de cuidar direitinho durante o ano todo do material escolar.

Outra dica importante é, caso você tenha filhos em idades próximas, é bem possível que o filho mais novo possa herdar o material que o mais velho não usa mais (inclusive uniforme).

Pesquise, pesquise, pesquise

Importante lembrar que esses itens variam muito de valor de uma loja para a outra, então é essencial pesquisar muito! Essa é a chave para conseguir melhores preços. Muitas vezes acabamos indo à papelaria mais perto de casa para nos livrarmos logo desse afazer, mas essa é exatamente a hora de se planejar para evitar gastos desnecessários. A variação de preços é muito grande, alguns itens podem chegar a ficar até cinco vezes mais caros, segundo um levantamento do Procon.

Uma ótima e cômoda dica é usar e abusar da internet. Existem diversos sites específicos de pesquisa, como o Buscapé, que te ajudam a ter uma base maior de pesquisa. Se você achar que vale a pena ir pessoalmente, faça a pesquisa antes nos sites e vá com os valores encontrados on-line. Muitas vezes se o site da mesma loja estiver mais barato, os vendedores abatem a diferença. Comprar tudo na mesma loja também pode te ajudar a pedir descontos.

Pedidos abusivos

Analise muito bem a lista requerida pela escola. Existe uma lei que protege esse tipo de exigência (lei 9.870/99 -  7o Será nula cláusula contratual que obrigue o contratante ao pagamento adicional ou ao fornecimento de qualquer material escolar de uso coletivo dos estudantes ou da instituição, necessário à prestação dos serviços educacionais contratados, devendo os custos correspondentes ser sempre considerados nos cálculos do valor das anuidades ou das semestralidades escolares).  

Ou seja, você pode argumentar com a escola caso você acredite que a lista não está justa. É obrigação deles não incluírem, por exemplo, produtos de limpeza e higiene, ou mesmo itens usados pela administração da escola.

Outro ponto importante é que a escola não pode exigir determinada marca específica de algum dos produtos, ou mesmo o lugar de compra. Os pais ou tutores têm completa liberdade para escolher como lhe for mais cômodo.  

Pressa não combina com boas compras

Isso já foi comprovado cientificamente, quando você faz as compras com pressa, acaba gastando mais. É a famosa compra por impulso, e ela deve ser evitada a todo custo. Quando estamos correndo, acabamos pegando as mercadorias sem pesquisar preços e existe mais o risco de adquirir o mais caro.

Procure por marcas boas e baratas

Permita-se experimentar, você pode se surpreender. Desde novas marcas até produtos de marcas menos conhecidas, que podem ser mais em conta e de boa qualidade.

Conheça as estratégias dos vendedores

Você sabia que os estabelecimentos comerciais fazem pesquisas e mais pesquisas para entender o hábito dos consumidores? Isso faz com que eles tenham várias táticas para que você acabe comprando mais do que você precisa.

A principal estratégia é a distribuição dos produtos nas prateleiras. As mercadorias que ficam mais à altura dos olhos costumam ser mais caras. Os mais baratos costumam ficar mais escondidos nas prateleiras mais pra cima ou para baixo. Também é muito comum colocar na parte inferior das gôndolas os itens vendidos para crianças.

Fique atento na hora de passar as compras pelo caixa

Confira todos os produtos na hora de passar no caixa. Muitas vezes as promoções aplicadas não aparecem no caixa, e o atendente pode retratar isso.

No final da compra, antes de pagar, olhe com atenção a nota fiscal e caso você veja alguma alteração de valor, converse com o atendente.

Cuidado com as mercadorias expostas no caixa

Essa é outra estratégia que os vendedores usam e abusam. Eles colocam os produtos que a gente acha que pode precisar nas gôndolas perto do caixa. Então, quando estamos esperando, acabamos comprando por impulso. Esses itens costumam ser de marcas mais caras também.

Siga a lista

Essa dica acaba também sendo influenciada pelo cuidado na hora da compra. Seguir a lista é importante porque você acaba não caindo nas armadilhas que as papelarias e lojas acabam fazendo para que a gente compre mais.  

Não leve seu filho pequeno

Essa dica pode parecer mais severa, mas pode ajudar muito. A criança vai acabar pedindo os produtos mais caros, o que vai fazer com que seu gasto seja muito mais alto. Então, na hora de economizar, opte por fazer compras sozinho.  

Faça um consórcio

O consórcio pode te ajudar na hora de fazer as contas para o pagamento da escola do pequeno. Se você está planejando ter um filho ou investir em uma educação melhor para ele, pode começar a pagar um consórcio de educação desde cedo.

Quer saber mais? Faça uma simulação e veja todos os benefícios.
Simulação Consórcio
chat Eva