Afinal, quais são as diferenças entre poupar, economizar e investir?

Afinal, quais são as diferenças entre poupar, economizar e investir?

Você já reparou como muita gente quer tirar o orçamento do vermelho, ter um pé de meia para o futuro e alcançar a estabilidade financeira, mas não sabe por onde começar? Isso acontece porque essas pessoas não entendem — ou ainda pior, confundem — o que, de fato, significa economizar, poupar e investir.

Para completar, elas não fazem ideia de que essas três ações se influenciam entre si e é preciso haver um equilíbrio entre elas para alcançar os objetivos financeiros. Pensando nisso, preparamos um post para explicar a definição de cada um desses três termos. Acompanhe!

O que é economizar?

Economizar nada mais é do que entender como funciona o seu orçamento para fazer um melhor uso dele. Ou seja, ter noção de qual a quantia do seu salário você tem disponível para cobrir as suas contas e quais são, de fato, os seus gastos. A partir daí, você pode reduzir despesas supérfluas e, consequentemente, evitar gastar dinheiro sem necessidade.

Alguns exemplos de situações nas quais você economiza são:

  • dar preferência por programas gratuitos àqueles pagos no fim de semana;
  • fazer lista de compras para o supermercado e se ater a ela;
  • trocar o plano pós-pago do telefone por um pré-pago;
  • renovar um móvel em vez de comprar um novo.

O que é poupar?

Poupar, por sua vez, significa pensar no futuro. Não é à toa que você faz uma reserva financeira com parte do que ganha visando, mais lá na frente, ter um extra para momentos de emergência ou necessidade. É por isso que o valor poupado por mês varia de pessoa para pessoa. Algumas estabelecem a média de 10% da própria renda, enquanto outras preferem 15% e assim vai.

No entanto, para que isso seja possível, é fundamental que as suas despesas estejam sob controle para que o seu salário não fique totalmente comprometido. Resumindo: saber economizar ajuda (e muito!) nesse processo.

O que é investir?

Por fim, investir é fazer o seu dinheiro trabalhar ao seu favor. E render frutos que aumentem não só o seu orçamento mensal, mas também o seu patrimônio. Com isso, é possível melhorar o padrão de vida e alcançar o tão desejado equilíbrio financeiro.

O melhor de tudo é que para investir não é necessário grandes quantias. Ao contrário, dá para iniciar com valores mais modestos, como R$ 50,00, especialmente nas modalidades de renda fixa (como tesouro direto, CDB e LCI), que garantem boa rentabilidade e os mais baixos níveis de riscos.

Porém, é preciso ter em mente que esse dinheiro investido deve ser resgatado apenas na data prevista. Isto é, ele deve ser deixado de lado durante esse período. Logo, se você não tem controle das suas contas mensais, não sobra nada do seu salário no fim do mês e não há nenhuma reserva financeira, o indicado é primeiro aprender a economizar, depois a poupar e, por fim, investir.

Agora que você já sabe o que realmente significa economizar, poupar e investir, será mais fácil lidar com o próprio orçamento mensal. Assim, conseguirá evitar despesas desnecessárias que pesam no seu bolso, conseguirá juntar o tão sonhado pé de meia e fazer investimentos que garantam a sua estabilidade financeira. Por isso, chega de confusões entre esses três termos!

Imagem Consorcio Embracon CTA

Gostou do nosso post? E que tal saber mais sobre as nossas novidades em tempo real? Siga-nos nas redes sociais e veja tudo na sua timeline. Estamos no Facebook, Instagram, Twitter e LinkedIn, além de um canal incrível no YouTube.
chat Eva