Como funciona um consórcio imobiliário

O consórcio para compra de imóveis é uma ótima escolha para quem está pensando em comprar a casa própria ou ampliar o patrimônio, sem ter a necessidade lidar com toda a burocracia envolvida em um financiamento.

Essa modalidade tem crescido significativamente no mercado, mas muitos ainda não sabem como funciona um consórcio imobiliário, e outras tem dúvidas se de fato é a melhor opção para compra de um bem.

Por isso, neste artigo vamos explicar como funciona o consórcio para compra de imóveis, quais são os benefícios e desvantagens desse modelo de  investimento, e se ele realmente é uma boa opção para conquistar os seus objetivos.

Se quer saber mais sobre como funciona um consórcio imobiliário, basta continuar a leitura sobre o assunto para tomar a melhor decisão para o seu bolso e o seu futuro! 

O que é e como funciona um consórcio imobiliário

O consórcio de imóvel ocorre quando existe um grupo de pessoas com interesses em comum, nesse caso especificamente, a compra de um imóvel, aquisição de um terreno, construção ou até mesmo reforma de um imóvel adquirido anteriormente.

Ao optar por essa modalidade é necessário pagar as mensalidades, e o valor da contribuição será para formar o chamado fundo de reserva, que será usado para a contemplação dos consorciados.

No momento em que for contemplado, o participante recebe a carta de crédito, que pode ser utilizada para a compra de um imóvel, seja à vista ou como entrada, nos casos de um bem de valor superior. Ela pode ser obtida de duas maneiras: por meio de sorteio ou lance. 

Como funciona um consórcio imobiliário com valor acessível

Um dos benefícios de você saber como funciona um consórcio imobiliário, é que não existe a necessidade de arcar com os juros, o que normalmente, são cobrados em outros modelos de aquisição parcelada. No modelo de consórcio será necessário contribuir apenas com algumas taxas, que são bem mais acessíveis e não comprometem o seu orçamento. 

Taxa de Administração

A Taxa de Administração (TA) é cobrada pela administradora do consórcio para gerenciar o grupo de consorciados. O valor determinado varia de acordo com cada administradora e será incluído em cada parcela, calculado a partir da divisão da taxa total pelo prazo de duração do consórcio contratado. Exemplo, se a TA total for de 10%, o percentual mensal em 180 meses será de 0,0555% (10 ÷ 180 = 0,0555).

Fundo Comum

O Fundo Comum (FC) é, basicamente, o valor total que deve ser recolhido mensalmente para que as cartas de crédito sejam sorteadas e distribuídas. O cálculo é muito simples: divide-se o valor total do bem ou serviço a ser adquirido pelo número de meses de duração do grupo. 

Como funciona um consórcio imobiliário com seguro

Geralmente as administradoras preveem em contrato quando as mensalidades incluem seguro. Em outros casos, porém, a administradora oferece como um serviço à parte, cuja contratação fica a critério do consorciado.

Se você está receoso em investir em uma carta de crédito por conta de alguma adversidade no futuro, vale a pena conferir as opções de seguro. Um dos mais contratados é o seguro prestamista, que realiza o pagamento total ou parcial das mensalidades restantes.

Porém, é importante ficar atento: o seguro de consórcio é diferente de um seguro de carro ou de imóvel. Ele não protege o bem que você escolheu investir; protege as suas condições de pagamento, principalmente em situações como:

Quebra de garantia

Se tiver contratado o seguro, o consorciado tem uma proteção adicional caso deixe de pagar alguma parcela e se torne inadimplente.

Seguro de vida

Garante o pagamento das mensalidades – ou de um bom percentual delas – no caso de falecimento do consorciado. Geralmente, é preciso nomear um responsável (familiar ou cônjuge) como beneficiário.

Seguro desemprego

Garante o pagamento de uma quantidade de mensalidades caso o consorciado perca o emprego. É uma das opções mais buscadas, principalmente por conta da situação econômica instável e pelo alto índice de desemprego no Brasil nos últimos anos.

Fundo de Reserva

O Fundo de Reserva (FR), como o próprio nome sugere, corresponde a um capital para ser utilizado em situações emergenciais e é calculado com base no valor total do bem.

Já o seguro corresponde a uma espécie de seguro de vida ou quebra da garantia. Veja como funciona:

  • seguro de vida: atende às cartas de créditos em caso de morte de um cotista;
  • quebra da garantia: relacionada com a contemplação do participante, de modo que possa assegurar o pagamento de todas as mensalidades mesmo após a retirada do bem.

No entanto, o fundo de reserva e o seguro não são itens obrigatórios para compra de toda e qualquer cota.

O valor só será cobrado se estiver estipulado por contrato e você concordar com isso. Ou seja, além de você ser previamente comunicado, os serviços não podem ser incluídos após a contratação.

Taxa de Adesão

A taxa de adesão pode ser cobrada de alguns participantes ao iniciarem um grupo, no ato de assinatura do contrato. Caso isso aconteça é preciso descontar esse valor da taxa de administração. Caso a empresa não consiga fechar o grupo em 90 dias, deve devolver a quantia cobrada.

Como funciona a contemplação de um consórcio de imóvel?

Os associados deverão pagar pelo consórcio por um período que pode chegar a 240 meses e durante esse tempo, todos os meses, um dos participantes será o felizardo em receber a carta de crédito através de sorteio.

Esse sorteio é chamado contemplação, e com ele o consorciado recebe o documento que pode ser utilizado para comprar o imóvel no valor estipulado e fazer o pagamento com ela como se fosse a vista.

Ainda que a pessoa seja contemplada é importante ressaltar que não isenta o consorciado de continuar pagando as mensalidades normalmente até o final, essa é uma premissa, continuar pagando até o encerramento do contrato.

Outra forma de ser contemplado é através do lance, como já mencionado anteriormente. Ele consiste em disponibilizar uma quantia para quitar parte das parcelas restantes.

A pessoa que oferecer o maior lance leva a carta de crédito. Mas, nos casos em que o lance não for aceito o valor é estornado para a pessoa.

Como escolher uma administradora para fazer um consórcio de imóvel?

Esse é um dos pontos mais importantes na hora de saber como funciona um consórcio imobiliário. A primeira a ser feita é averiguar se a empresa possui autorização do Banco Central (BC) para atuar com esse tipo de serviço.

Junto com a instituição é possível analisar o número de reclamações que cada uma das administradoras possui.

Também é válido realizar uma boa pesquisa de mercado para saber a opinião de outros clientes e verificar quais oferecem as melhores condições e atendimento.

A Embracon, por exemplo, é uma empresa baseada no compromisso com os clientes, já reconhecida no mercado há mais de 30 anos, sendo especialista no ramo de consórcios no Brasil, o que a torna a melhor opção para quem deseja fazer um consórcio de imóvel.

Agora que você já sabe como funciona um consórcio imobiliário, não deixe de realizar uma simulação para saber se as parcelas vão caber no seu orçamento, é muito importante ter um planejamento financeiro.

Cabe mais sonhos na sua lista de realizações?
Conheça mais

Consórcio de Carros

Seu parceiro de estrada tá te esperando.

Consórcio de Imóveis

Um lugar pra chamar de seu sem juros, sem sustos e sem entrada a um clique.

Consórcio de Motocicletas

Acelere com a Embracon.

Consórcio de Pesados

Empreenda e amplie o faturamento do seu negócio com condições exclusivas.

Consórcio de Serviços

Realize o sonho que te chama.

Faça uma simulação de consórcio

Com a Embracon, seus sonhos não envelhecem.

Simule seu consórcio
chat Eva