Taxa Selic só deverá aumentar em 2021

Taxa Selic só  deverá aumentar em 2021

A taxa Selic é um dos termos mais populares no mercado financeiro. Isso porque ela regulariza as taxas de juros do sistema financeiro e sua alteração influencia nos valores cobrados em empréstimos, financiamentos, aplicações financeiras e até mesmo nos valores da taxa de administração do consórcio.

No início do mês de fevereiro, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central definiu a Selic em 4,25% ao ano. Este é a menor taxa desde 1999, quando o Brasil adotou o regime de metas para a inflação.

Esta queda já era esperada pelo mercado financeiro e a expectativa é de que ela só volte a aumentar em 2021. O Copom, por sua vez, entende que o atual estágio do ciclo econômico recomenda cautela na condução da política monetária e enfatiza que os próximos passos dependem da evolução da atividade econômica, do balanço de riscos e das projeções e expectativas de inflação.

Inflação

A cada 45 dias o Copom se reúne para definir a Selic e buscar o cumprimento da meta de inflação, fixada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN). Quando a inflação está alta ou acima da meta, o Copom eleva a Selic para que os juros dos bancos subam, encareçam o crédito, freie o consumo e reduza o dinheiro em circulação na economia.

Esse processo faz com que a inflação caia. Sendo assim, quando as estimativas para a inflação estiverem em linha com a meta, como é o que acontece hoje no mercado financeiro, é possível reduzir os juros e estimular a produção e o consumo.

Mas, o que isso tem a ver com consórcio?

Por mais que o consórcio não pratique juros, o valor do crédito é reajustado com base em índices econômicos que são influenciados pela Selic.

Para o consumidor, a queda da taxa Selic é uma boa notícia. Significa que pode pegar empréstimos no banco com menor valor de juros e, no caso do consórcio, o reajuste anual do valor do crédito será menor, pois os índices de correção são influenciados pela Selic.

Além disso, a Selic impacta no IPCS (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), que gera a correção das mensalidades de consórcio de automóveis, motocicletas e serviços, e no INCC no imóvel.

É por isso que é tão importante ficar de olho na taxa de juros básica da economia brasileira na hora de ofertar consórcio!

chat Eva